Quantcast
PplWare Mobile

Jogos Pplware 2010!

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Paulo Silva


  1. Rui Martins says:

    Call of Duty:Black Ops, muito mal, o único shooter decente é o Bad Company 2, tanto a nível de campanha de single-player como multi-player. Mas pronto, vocês não têm culpa os leitores é que votaram. O Black Ops, para mim não passa de um port das consolas em que o nível de dificuldade é tanto que consegue-se chegar ao fim sem morrer uma única vez. E aquelas sequências em que tem que se carregar nas teclas é do mais scriptado que existe, senão carregar nas teclas ele faz aquilo na mesma. Em relação ao Bad Company 2, nada a apontar simplesmente excelente.

    • sk says:

      “..o nível de dificuldade é tanto que consegue-se chegar ao fim sem morrer uma única vez.”

      Se jogares em easy claro que não morres –‘ experimenta jogar no nível de dificuldade mais alto..

    • Marcos Santos says:

      Tenho o Black Ops para Xbox 360, gosto mais de Modern Warfare 2, mas não é bem assim de chegar ao fim sem morrer uma única vez, joga em veteran xD

      Eu votei Nada Effect 2 apesar de tudo, também não sou grande adepto do BC 2

    • AndréD. says:

      Boas…

      Por acaso eu nem gosto muito de Black Ops, preferi o MD2, mas tu es o meu heroi, passas o black ops sem morrer uma unica veZ??? Por amor de deus, Aumenta a dificuldade, deves ser daqueles que jogo os jogos todos em super easy noob mode, e depois diz que os jogos nao sao nada de jeito e que têm pouca longevidade…

      Eu se fosse a ti pensava antes de escrever mal de qualquer coisa, ou entao aprende a dizer mal…

      Já agora achei muito interessante estas votações e apesar dos resultados nao terem sido os que eu esperava, consegue-se tirar boas conclusoes destes graficos…

      Cumps
      AndréD.

    • Robin_Hood says:

      Eu sou fã do Call of Duty mas tambem já joguei Bad Company 2 e digo que também é um bom jogo… entre eles os dois Call è o mais jogado penso eu…
      Dou-te um concelho bom: – joga call of duty 6 e 7 durante 2 horas com borra que vais adorar.

      • TM says:

        Joguem os dois jogos na mesma dificuldade e vão reparar quem morrem mt menos no Black Ops!

        • pfbatista says:

          é mentira…

          Colocas nos dois jogos, no nivel de dificuldade mais elevado e quero-te ver a chegar ao fim!!!

          • M1ST4K3 says:

            Isso é um atentado à paciência de uma pessoa… xD

            Acho que tens razão… ambos os jogos são estupidamente dificies em certas situações, na dif. máxima!

          • pfbatista says:

            @M1ST4K3
            É verdade… enfim… quando as pessoas não têm mais nada que dizer, põe-se a mandar postas de pescada cá para fora sem qualquer sentido.

            Nalguns casos é um atentado à inteligencia humana! 😛

            Podiam fazer como eu… quando não há nada para dizer, remeto-me ao silencio 😀

    • pfbatista says:

      @Rui Martins…

      Deixa de ser noob nos jogos FPS e passa a joga-los sempre nos niveis mais avançados…

      Por acaso, há poucos dias recomecei a jogar o BFBC2, achei-o tambem fabuloso… mas em termos comparativos, o CODBC ganha com muitos pontos de diferença…

      Ainda me estou a rir de teres dito que chega-se ao fim sem morrer uma unica vez… 😀

    • Luís says:

      Apoio.
      Isto agora é assim.
      Vai ser um Call of Duty todos os anos.
      Logo o jogo pode estar uma porcaria mas se não fosse o nome Call of Duty eles não venderiam nada.
      Cambada de ganciosos da Activison.
      Já viram.
      Modern Warfare 3 já é Novembro.
      Isto é incrível.
      Pode ser lançado mas desta vez vai ganhar o Battlefield 3 que é um jogo já esperado à 6 anos.

  2. slooney says:

    Paulo,

    Muitos parabéns pelo excelente artigo!

  3. Só um reparo. Compreendo o uso de 3 tipos diferentes de gráficos para ser bonito. Mas os gráficos de linhas são usados para representar um fluxo ou evolução. O melhor para representar distribuições, são ou os de barras ou os circulares (quando pouco segmentado, senão torna-se confuso).
    Além disso, no caso de não haver cronologia ou ordem, como é o caso em que se apenas estão a enumerar títulos de jogos ou categorias, convém ordenar o gráfico por ordem decrescente, de modo a que do lado esquerdo estejam os valores mais altos, decrescendo para a direita.

    São umas “top-tips” para melhorar o bom trabalho que se faz neste blog 🙂

    Abraço

  4. Miguel says:

    Nem parece que foram utilizadores de pc´s que votaram.Mais parece a tabela de uma consola.
    Como é possível colocar jogos como pro evolution á frente de jogos praticamente perfeitos como o Mass Effect 2 que recebeu a melhor pontuação de sempre em sites especializados? Enfim…:(

    • Rui Martins says:

      Ainda bem que gostaram todos do meu comentário. A ideia era mesmo gerar polémica, está claro que não se chega ao fim sem morrer 😀
      Mas é um jogo que foi desenvolvido para o ppl das consolas e adaptado e nós jogadores de PC, que parece-me que é o que está aqui em causa, sabemos bem que os jogos em consola são um pouco mais fáceis. Concordo um pouco com o que diz o Miguel, isto parece uma votação para jogos de consolas.
      De qq modo gosto de Shooter, muitas horas passei a jogar Quake (isso sim eram grandes tempos) e fico na minha BC2 é melhor 😛

      • Pedro F. says:

        Os jogos nas consolas são mais fáceis?

        LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

        Em que mundo é que tu vives rapaz?

        • Rui Martins says:

          É fácil de explicar rapaz, os shooters, quando são feitos para consolas e depois portados para PC tornam-se mais fáceis. Os shooters para consolas têm que dar o desconto dos gamepads serem mais lentos que o velho teclado+rato, daí muitas vezes os shooters das consolas quando passam para PC parecem mais fáceis para os jogadores de PC. Não estou a dizer que os jogos são fáceis nas consolas.

      • pfbatista says:

        O CODBC foi desenvolvido para consolas e portado para PC?!

        Não entendi essa…

        • Rui Martins says:

          É fácil entender, quase todos os jogos hoje em dia são desenvolvidos primeiro a pensar nas consolas, somente depois é que são portados para o PC. As editoras fazem isso porque nas consolas é que vem o lucro. No PC os jogos não dão lucro por causa da pirataria.

          • pfbatista says:

            Para tua informação, este foi primeiramente construido em DirectX.

            Daí a fraca qualidade em PS3, porque FOI PORTADO PARA A PS3 POSTERIORMENTE”

  5. Prodígio says:

    Bem, esteve renhido na Xbox360…

    Foi um bom ano!

  6. Luís Almeida says:

    Vitória justíssima do GT5, que é de longe o melhor simulador Automóvel desta geração de consolas.
    Mas não deixa de ser surpreendente esta vitória. Não pela qualidade do jogo (que está à vista de todos), mas sim por ser um simulador, pois eu julgava que havia pouca gente a gostar de jogos de carros e menos ainda a gostar de simuladores. Eu até pensei que as pessoas gostavam mais de jogos de carros totalmente Arcade (ao estilo NFS, DIRT, GRID, BLUR, etc), mas pelos vistos estou enganado e ainda bem que assim é, pois os simuladores (não só o GT5, mas também os simuladores puros de PC) são muito mais difíceis de desenvolver (principalmente ao nível da física), do que o monte de jogos Arcade que sai todos os anos aos pontapés, que em termos de realismo de condução são Zero.

    Tenho pena de não ter votado, mas o meu voto também iria para o GT5, não só como melhor jogo do ano de PS3, mas também como melhor jogo do ano 2010 (independentemente da plataforma).

    • MatiasJosé says:

      Se fores ver as vendas da série GT ao longo dos anos, verificas que de facto o seu público alvo é vastíssimo. Simuladores podem ser um género nicho, mas GT quebra essa barreira, sendo quase um fenómeno cultural.

      Agora se um jogo que é apenas o GT4 com melhores gráficos merece este prémio, isso é outra questão.

    • Fábio says:

      Muito bem falado Luís!

      Gran Turismo 5 FTW! 🙂

  7. sam says:

    Esperava que o RDR estivesse pelo menos à frente do cod black ops…

  8. Frilanser says:

    O facto do GT5 ter ganho apenas mostra o poder que uma branding realmente tem. Sem dúvida uma das maiores desilusões do ano.

  9. Jose says:

    Bem, foi a última votação que fiz no PPlware lol .

    O maior FAIL do ano, Black Ops, e o jogo que fez menos sucesso em PC e PS3, foi considerado o jogo do ano? Lol .

    Prefiro as votações oficias .

    Mass Effect 2 .

  10. RCS says:

    Tenho de dizer mais uma vez.. O GT5 não é um simulador. simuladores são LFS, Richard Burns, GTR2, enthusia, e outros do género. A série GT não é simulador.

    • M1ST4K3 says:

      Hum… Não diria que são SÓ esses…

      RCS, praticamente só jogo simuladores, hoje em dia…. O pouco tempo que posso dedicar aos jogos, junto a paixão pelo automobilismo e faço a a festa. E sim, desde rFactor, a GTR2 a GTR Evo, a LFS, iRacing, etc… tenho essa tropa toda no PC…

      Deixa-me que te diga que há MUITOS MOD’s (se conheces o mundo da simulação, sabes que os jogos base já quase só servem para ser modificados com novos carros/series que as equipas independentes vão criando…) que ficam bastante atrás do GT5…

      Há vários campos de simulação… Física (as pessoas tendem a sobrevalorizar), Visual, Feedback da Física, Sonora, etc… (Sim, porque pega, por exemplo, no iRacing e desliga o som, mete um estilo “Cartoon” gráfico, desliga o Force Feedback do volante, etc e joga o jogo… A física continua a ser TODA calculada… Mas sentes-te a simular a realidade? 😛 Sentes-te LÁ?! Eu não…) Acho que um equilíbrio de TODAS essas variantes da simulação, fazem um excelente simulador 😉

      O GT5 simula, melhor que nenhum outro, a parte visual… O mundo mexe… Visualmente, tudo faz sentido, naquele jogo!

      Quanto às físicas… Tendo jogado MUITO, mas MUITO rFactor e GTR2, sei-te dizer que me senti em casa com muitos dos carros que já guiei no GT5… e, ainda para mais, o Force Feedback é muito bom, mesmo… Chega a ser melhor que o do rFactor (Sem o Plugin “Realfeel”) e do GTR2… Os carros não têm GRIP a mais do que o que estou habituado a sentir num simulador, a transferência de peso está… Daqui! *mão na ponta da orelha :D* Enfim…

      Mas depois há carros que… LOL… esqueceram-se deles, de certeza… Pessoalmente, já guiei um Audi Q7 3.0 várias vezes (sim… a mais do que 200 km/h em estradas complexas, ou seja, para lá do limite! xD) e sei dizer que é BEM diferente do jogo… os carros GT não sei dizer, nunca guiei nenhum na realidade… mas parecem-me bastante fieis, ao ver o Replay, comparado ao que vejo na TV…

      Os karts… pratico muito, na vida real… e, para mim, não estão bem conseguidos… a base está lá… mas é muito difícil simular karting… as forças G’s contam muito para a sensação… demais, até, para poderem ser desprezadas, na minha opinião… Já num carro de Turismo, como há transferência de peso notável, barulho de pneus, etc… dá bastante bem para simular sem sentir as forças centrifugas…

      Na globalidade, o GT5, para mim!!! (opinião), está um excelente jogo… Fora do normal até… se não tivesse sido alvo deste Hype enorme… Criaram expectativas altas demais para qualquer jogo, actualmente… e isso não se faz… Acho que muita gente ficou desiludida por isso…

      P.S: Não tenho PS3 nem o jogo, o meu comentário é baseado em 10 ou 11 tardes que passei na casa de um colega a experimentar o jogo com um G25… Se tivesse PS3? Comprava o jogo, de certeza!! Mas, para mim, não compensa comprar uma PS3 para o jogo (Era só no que a ia usar)

      BTW, sorry pelo post enorme :S

      • RCS says:

        Eu sou dos tais que valoriza MUITO a física.
        Dá-me um gozo enorme jogar LFS ou Richard Burns, mesmo por causa disso. Os gráficos são muito pobres, mas as sensações são do melhor que há. Foi no LFS que aprendi o que é curvar com o acelerador, e o Richard Burns tem das melhores abordagens ás curvas.
        Quem me dera que alguma companhia com € pegasse num deste jogos e fizesse uma nova versão.

        • M1ST4K3 says:

          Queres discutir física? 😀

          Quanto ao RBR nem falo… Para mim, é, até à vista, o melhor simulador de rally… ponto.

          Quanto ao LFS… já foi grande… é muito, ainda, mas aos pouquinhos decresce… Espero que o novo tire model venha resolver as lacunas na física que o jogo tem (que os próprios programadores admitiram… que ao implementar o VW Scirocco se notava que não se estava a guiar o próprio carro…) É demais o que fizeram, com os pneus moldáveis, mas acho que tem um problema… quero dizer, o grip está no ponto! Uma pessoa perde-o quando aparenta ser normal perde-lo… tudo normal… mas ganha-o muito facilmente… Controlar slides no LFS em carros GT é como dar uma cambalhota… “WOW, afinal é só isto? Que fácil…”! Guiando no iRacing, por exemplo, o Corvette, nota-se bastante que não é bem assim… (E eu confio mais no modelo do Dave K que está no ramo há anos…)

          Outra coisa é a chuva… adoro o GTR por causa disso… No kart, sempre achei que uma das coisas que sei fazer melhor é conduzir à chuva… E dá um gozo!! (Em certas pistas!)… O mesmo acontece na simulação… acho que faz falta condições adversas à normalidade… chuva, noites frias (menos grip, asfalto frio…), etc, etc, etc… O LFS tem vento, coisa que ainda não vi noutro, é verdade… Mas, verdade seja dita, nunca o senti, no jogo xD… E na vida real, sente-se bastante! (T.P.C: Passar pela ponte 25 de abril num dia de vento 😀 lol)

          Enfim… Mas olha, já jogaste GT5? Acho que a física está bastante aceitável.. Não conheço internamente os algoritmos, mas sente-se tudo muito bem… suspensões, etc… acho que a relva é demasiado escorregadia… (não sei se está sempre regada xD) Ninguém se atreve a jogar à lá NFS, acho que nem com todas as ajudas ligadas… Sem Aids, controlar o Audi R8 em Nordschleife… Demorou! LOL
          Acho que o jogo peca é na falta de “noção de velocidade”… deve ter o FOV muito baixo…

          Mas eu compreendo-te… Também não acho que esses simuladores estejam assim tão horrendos a nível gráfico ao ponto de uma pessoa nem se sentir no próprio carro… pelo contrario, com uns ajustes (mas BEM LONGE do enb series…) os simuladores mais antigos ficam com bons visuais… Já viste os novos Shaders para o rFactor?

          BTW, o RSRBR 11 tem modelos altamente…

          O que queria dizer é que, o que para ti, simulação = melhores físicas… para outros é o conjunto do pacote… Por exemplo, ainda não encontrei nenhuma pista de Nordschleife para o rfactor/GTR que fosse tão imersiva quanto a do GT… (E acredita, sei BEM do que falo :D)

          A mais aproximada acho que é a do GTR Evo, mas é muito… brilhante, muito limpinha, muito sol, perfeita demais… Quando estive em NOS ainda não tinha sido repavimentada, e estava nublado, talvez tenha uma ideia diferente, do ambiente da pista…

          P.S: Depois disto tudo, digo-te, que, ainda assim, para mim:
          Física > Force Feedback > Sons > Visuais 😛

          Agora, não era nice fazerem um simulador que:
          Física = Force Feedback = Sons = Visuais = Top ?

          Isséquiera!

      • Luís Almeida says:

        Concordo totalmente contigo M1st4k3 e eu também sou dos tais que valorizo muito a física.
        Há vários anos que também jogo sims de PC e admito que são simuladores mais puros, mas não é pelo facto do GT5 ter uma abordagem mais acessível (a todos), que o vou deixar de considerar um simulador, já que em alguns aspectos, até supera muitos dos sims que jogo em PC e concordo totalmente com a análise que fizeste relativamente ao Force Feedback que no GT5 está de facto muito bom, mesmo (também conduzo com G25+Playseat).
        Não pensem que por catalogar o GT5 de simulador, se estou a ser demasiado facilitista, no que respeita a simulações, pois minha opinião o GT5 é mesmo o único simulador que existe em consolas, já que quanto a mim, mais nenhum outro anda lá perto, seja em que consola for.

        Dizer, como disseram em cima, que o GT5 não passa de um GT4 com melhores gráficos, não podia estar mais errado, pois se do GT1 ao GT4 isso ainda se podia aplicar, no GT5 cortaram de forma radical com muitos dos vícios e maneirismos dos GT’s anteriores e a maior evolução até foi na física (mais até que a visual), física essa que no GT4 era pouco melhor, que “muito fraca”.
        Até ao GT4 eu era dos tais que me ria do slogan da série GT, mas com este GT5, esse slogan finalmente começa a fazer sentido.
        Compreendo perfeitamente que algumas pessoas tenham ficado decepcionadas com este jogo, pois se bem me recordo, com o Hype que se criou à volta do jogo, muita gente já pensava que o GT5 ia ser melhor que a realidade, coisa que afinal não se verificou, por mais decepcionante que isto seja, para os utópicos que acreditavam nisso, vão ter mesmo que se contentar com o facto do GT5 apenas conseguir ser o melhor jogo de carrros e simulador alguma vez feito em consolas (o que é uma que pena)!

        Compreendo também, que quem não goste de carros e/ou jogos de carros não ligue nenhum a este GT5, mas eu falo por mim e como verdadeiro amante de automóveis, não posso deixar de apreciar jogos que simulem a condução automóvel e nem compreendo que exista alguém que goste verdadeiramente de carros e que não goste deste GT5, pois seja ao nível dos variadíssimos aspectos de simulação de condução e simulação de competições, assim como na simulação visual, este jogo é um autentico regalo.

        • M1ST4K3 says:

          Ora… tens tudo dito!

          É exactamente isso… Dá-me graça pessoas que dizem logo que algo é arcade só porque não foi lançado pela ISI / SimBin / iRacing team (?)…

          Até digo mais, o RaceRoom que a SimBin lançou há tempos é um jogo, literalmente… tem uma boa base por trás, as físicas da SimBin, mas aqueles formula estão exageradamente colados ao chão 😀

          Acredito que há quem goste, eu não gosto dos conduzir… (E é por isso que não os jogo… não por achar arcade… mas por não achar que estou a conduzir algo parecido a um carro…)

          Bem, estou é à espera do Shift 2… Parece que estão a acertar com as físicas… Se conseguirem, vai ser o melhor simulador de corridas, na minha opinião… o que falta muito, por aí… o GT5 é PÉSSIMO a simular uma corrida… sinto-me a conduzir, mas não a competir… O mesmo no iRacing… olho para o velocimetro, aponta 250 km/h, mas parece que estou a 80 kmh –‘ … E sim, já alterei o FOV para valores absurdos… Mas parece ser de mim, já que as pessoas que o jogam, gostam muito do simulador… Don’t get me wrong… Excelente feeling no volante, excelentes fisicas, gráficos, som mediocre, mas até a conduzir um kart sinto mais velocidade do que no formula 1 da Williams do iRacing… Quero um jogo que simule (eu sei que é bastante dificil) a adrenalina de ultrapassar alguem numa curva, a 110 km/h, a sentir o carro a escapar, mas sem dar o braço a torcer… Falta-nos (pelo menos a mim) isso… 😉

          Daí haverem as diferentes vertentes de simulação…

  11. mArKoO says:

    Não concordo com o vencedor da XBOX 360.. para mim (e acho que para muitos) o justo vencedor seria o Red Dead Redemption !
    Cumps.

    • Jose says:

      Tem um jogo ainda melhor que esse .

      A lista verdadeira:

      Jogo do ano: Mass Effect 2
      Jogo do ano PC: Mass Effect 2
      Jogo do ano xBox360: Mass Effect 2
      Jogo do ano PS3: Red Dead Redemption (Porque Mass Effect, não saiu para PS3 em 2010).

  12. Emannxx says:

    Não entendo como é que o Cod:BO ganhou visto que – a meu ver – tem diversos problemas de desempenho…

    • Emannxx says:

      [E lá está o botão enter a enviar o comentário sem eles estár acabado]

      *Problemas esses que são graves… eu no meu PC corria o MW2 com tudo em médio, resolução baixa (800×600) sem qualquer tipo de lag, o cod:bo… desastre total… nem com tudo desligado ia lá… já com o World At War notava uma gigante queda de performance quando comparado com o Modern Warfare original.

  13. M1ST4K3 says:

    No geral, a minha opinião é bastante “radical”…

    Acho que o pessoal anda a valorizar demais “mais do mesmo”…

    Jogo do Ano em:
    2009 – Modern Warfare 2…
    2010 – Black Ops…
    2011 – Modern Warfare 3???

    Isto leva a que não haja criação de novos conceitos… Just like FIFA ou PES… “Epah, mete os jogadores actuais, publicita uma nova tecnologia tipo “Drible 360″ que tem um nome apetitoso…. e lança o bife aos tubarões que eles comem…”

    E comem mesmo! O FIFA só este ano é que passou a ser um jogo decente, no PC… Porque, enquanto as consolas já tinham mudado de motor de jogo há anos… os fieis ao PC levavam com o código do FIFA 2003? Porque as pessoas continuavam a comprar em massa, o jogo!

    Para mim está passar-se o mesmo com a saga CoD (de facto, com quase todos os FPS’s)… Mete o modo zombie… muda umas armas… muda a campanha… e bimba, jogo novo! 😀

    Na minha opinião… o Mass Efect 2 e o Assassin’s Creed 2 foram as maiores surpresas a nível de novidades… O AC1 era uma SECA! Sempre o mesmo… e no AC2 conseguiram mudar isso completamente, ainda que o primeiro tenha sido o sucesso que foi… o ME1 já era bastante bom, na minha opinião… mas no ME2 fizeram o que ninguém estava à espera… um salto ENORME na jogabilidade, etc… Acho que merecim mais crédito por isso…

    • Jose says:

      Black Ops não ganhou nada este ano .

      A unica coisa que ganhou foi no Pplware .

      Só a Infinity Ward que consegue por o CoD no topo, com o Modern Warfare, este vai ser mais um ano da Infinity Ward .

  14. José Rodrigues says:

    Seja qual for a opinião do público geral, não é de esquecer que Call of Duty a partir do Modern Warfare 2, se tornou num jogo CASUAL e não PRO GAMING. Um jogo casual, é, e sempre será para passar o tempo. Um jogo PRO GAMING, é, e repito, sempre será um jogo em que a base está na eficacia de um jogador ou uma equipa tem, de superar os outros. Dentro do campo PROGAMING, o Counter-Strike (1.6 e Source) e Call of duty (1,2,3,4 e 5)são jogos que se destacam sem a mínima dúvida.

    Dentro do campo CASUAL, Call of Duty Black Ops domina o mercado mas não inova muito dentro do estilo mas mantendo sempre a sua optima postura de jogabilidade e gráficos, Battlefield Bad Company mostra-se um jogo de excelentes domínios gráficos e uma jogabilidade super independente.
    O meu voto vai claramente para o Battlefield, INDEPENDENTEMENTE da dificuldade imposta pelo jogo, que é só um pormenor dos quais constituem o jogo. Num jogo casual, há que dar relevo e importância à História do single-player, ás opções propostas pelo software, ás multiplas armas e objectivos.

    Abraço a todos os gamers 😉

  15. new says:

    A tecnologia da Tv Digital via internet chegou para lhe proporcionar assistir canais ao vivo em seu computador.
    Canais transmitidos 24h por dia Ao Vivo, sem taxas de assinatura ou mensalidades
    http://www.tvnopconline.com.br

  16. Ricardo Borges says:

    Relembro a toda a comunidade Bad Company 2, o servidor Teamspeak para o efeito.
    Se jogas bad company e gostavas de conviver com mais players visita o nosso TS, tens diversão garantida !

    TeamSpeak 3 (www.teamspeak.com)
    Segues o guia de configuração após a instalação.
    No ecrã Connect inseres os seguintes dados:
    Server Address: 62.104.20.220:10104
    Server Password: bc2
    Nick: mete o mesmo do teu soldado no Bad Company para melhor associação.

    Aparece por lá que és benvindo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.