PplWare Mobile

Vim: Sabe tudo sobre um dos melhores editores de texto?


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

    • cf says:

      yup.. VI sucks, VIM rulez.
      a sério, não me entendo com o VI, e uso o VIM o tempo todo, 5horas por dia 😛

      • int3 says:

        uso mais o nano. quando tenho que programar é mesmo com IDE, como QtCreator ou netbeans depende da linguagem.
        Se for para ficheiros de configuração enormes e que tenha que andar à procura das linhas etc etc uso vim para isso apenas.

      • lmx says:

        eu uso vi, porque sei que está em todo o lado…

        o vim é porreiro, mas é maior, e não vem de base na maioria das distros…o standard é o VI…

        O VI não é mau, tem é menos funcionalidades “out of the box”

      • leor says:

        Vi deu origem a todo o que tens hoje, todo.

      • leor says:

        O Vi deu origem a todo o software do mundo. Foi o primeiro editor de texto antes de existir qualquer SO e foi criado pela mesma empresa que criou o UNIX, a Bell Labs.
        O facto de não entenderes algo que não conheces não signifique que seja fraco.

  1. Nuno Valente says:

    Pessoalmente prefiro o pico, o primeiro que conheci foi o vim e achei depois do pico bem mais interesante

  2. none says:

    Sim, o VIM é o editor mais poderoso que existe.
    Muita gente vai referir o Sublime como o melhor editor, mas na verdade não é bem assim.
    Quando o utilizador tem total dominio e conhecimento sobre o VIM as tarefas e o desenvolvimento tornam-se muito, mas muito velozes…

    Fica a dica:
    http://vim-adventures.com/

  3. Edgar Alves says:

    Sublime Text 3 continua a ser o meu eleito para qualquer OS 🙂

    • Nelson says:

      X2!

      Um editor adequado ás necessidades de hoje em dia, não uma coisa arcaica como o vim e emacs…

      Porém, tendo a usar mais IDE…

      Java uso o NetBeans
      PHP/HTML/JavaScript uso o Coda
      Python uso o PyCharm
      C/C++/ObjC uso o Xcode

      E é principalmente isso 😉 o resto é que vai com o sublime…

      • André says:

        Subscrevo, também são as minhas opções para o dia a dia.

      • Xoxota says:

        Oh rapaz..mas alguém edita ficheiros de sistema com um IDE?! Não te ocorre que têm funções diferentes? De facto percebes pouco disto.

        • Nelson says:

          Tu não sabes do que falas, porque no Windows utiliza-se o registry, e não sabes o que é editar ficheiros de sistema.

          Ficheiros de sistema, não são de nenhuma dessas linguagens, portnato, utilizo o nano ou o sublime.

      • Nuno Vieira says:

        E se precisares de alterar alguma configuração num servidor sem ambiente gráfico. Estes editores podem ser “arcaicos” como tu os chamas mas ainda têm a sua utilidade.

        • Nelson says:

          Estou eu a falar de contruir uma catedral, vens-me tu falar de endireitar um quadro torto?

          Para isso, utilizo o nano, que é mais que suficiente.

          Quando souberes o que é criar uma aplicação, fala comigo…

          • Nuno Vieira says:

            Estou mesmo a ver que é impossível ter uma conversa contigo de forma civilizada, visto tu seres incapaz de tal. Apenas sabes comportares-te como uma pessoa indelicada e incivil.

            Isto acontece quando não tens razão no que dizes e o teu único recurso é direccionar ataques pessoais aos intervenientes da discussão.

          • Xoxota says:

            Ena, ena..construir uma catedral. Um bom pedreiro me saiste tu. Zero, nicles, nao dizes pao com manteiga.

          • leor says:

            Pareces parvo com o que dizes.

            Alguns programadores preferem fazer um programa ou um jogo inteiro a partir de um só ficheiro, isso tem as suas vantagens e desvantagens e isso vai pesar mais no seu desenvolvimento do que no seu uso, digo isto por experiência pessoal.

        • lmx says:

          Ainda teem e vão continuar a ter…

          eu nem quero imaginar editar no notepad do windows um ficheiro de 2GB…tinha que ser logo feito um reset ao pc 😀

          e no linux para mais que isto temos less e sed, ou ainda a divisão do ficheiro em varias partes com o split…

          ou ainda com vi, mas mudar o local dos ficheiros temporários do mesmo…mas qualquer programa, tende a ficar lento, com grandes ficheiros, porque quando estamos a navegar nos ficheiros os saltos são muito grandes…e isto torna a experiência mais penosa…

          Mas ao menos funciona 😉

  4. diogo says:

    O VIM não é o mesmo que VI, o seu nome completo é Vi IMproved, é como se o gnome 2 e o mate fossem a mesma coisa, de resto parece me uma boa maneira de aprender a catrefada de comandos que ele tem.

    O próprio vim tem um tutorial imbutido e em português, é só por na consola vimtutor

  5. AlexAlex says:

    “O VIM, ou VI como também é conhecido”.

    VI e Vim não são o mesmo editor. Vim (Vi IMproved) é uma versão “melhorada” do VI. 🙂

    • lmx says:

      melhorada…é parte do nome, mas não é bem melhorada, é mais “diferente”, com o mesmo objectivo…as coisas são feitas de forma diferente…nos 2…

      Mas o improved, também faz sentido, sendo que o VIM contém extensões muito úteis, coisas que no tempo do VI não faziam sentido…ou faziam , mas eram “cunhadas” como mariquices 😀 e hoje em dia a malta curte é mariquices…credo 😀

  6. Nuno Arruda says:

    Já ouvi falar muito bem do VIM mas mesmo assim acho melhor ter um editor focado num determinado nicho do que ter um editor que tenta agradar a todos, o que é complicado.

    No meu caso sendo um Front-End Web Developer uso o Brackets que é um editor focado em HTML, CSS e JavaScript. Outro exemplo seria o Zend Studio para programadores PHP, etc.

    É a minha opinião.

    PS: Tenho ouvido algum burburinho acerca do Atom (https://atom.io/), um editor ainda em fase de desenvolvimento feito pelo GitHub

  7. Pedro Silva says:

    Se for para alterar alguma coisa pela linha de comandos prefiro usar o nano.. (KEEP IT SIMPLE)
    de resto uso quase sempre o Sublime Text.. sem duvida o melhor editor de texto que alguma vez usei!

  8. EduardoSilva says:

    Bom artigo, o vim é um editor referencia!

    Eu não sei se o Vim é ou não o melhor editor (tento sempre evitar essa discussão, pois há com certeza editores e IDEs que são melhores para coisas especificas)… mas acho que o vim é um dos editores que “está em todo o lado”, o que é especialmente interessante para quem tem de fazer administração de servidores UNIX (linux, bsd, etc.)… Eu pessoalmente uso-o para essas actividades e também para todas as pequenas actividades editar ficheiros de texto e pequenas actividades de programação, e.g.: mudar um detalhe num HTML/CSS, criar um shell script, etc. Á parte disso, uma vez que se aprende alguns dos comandos de navegação/copy-paste/pesquisa/substituição/etc. do vim muitas actividades de edição ficam super rápidas (evitando o constante uso do rato). Sendo assim comecei a usar os chamados “vim modes” nos editors e IDEs que uso diariamente, nomeadamente: no Eclipse (http://vrapper.sourceforge.net/), IntelliJ (https://github.com/JetBrains/ideavim), e mesmo no Sublime Text (http://www.sublimetext.com/docs/2/vintage.html) – é beneficiar do melhor dos dois mundos 😀

    Cumprimentos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.