Quantcast
PplWare Mobile

Começou o programa IVAucher: Site já está disponível

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Francisco Cruz says:

    “A adesão ao programa estará disponível neste Portal e na rede de Clientes SaltPay Portugal no dia 15 de junho!”

  2. pedro says:

    se as taxas e impostos fossem descessem para níveis aceitáveis, o Estado aumentava a colecta no geral ….. e deixavam-se destes golpes artísticos !!andam constantemente a fazer os cidadãos de fiscais e colectores de impostos para o Estado (com mão-de-obra à borla claro) …..

    • Daniel Paiva says:

      Gostam de complicar o que é simples!

    • Miguel says:

      Exacto.. +1 principalmente impostos aos ordenados, tanto da empresa como do trabalhador

    • Zé Fonseca A. says:

      A ideia é tentar aumentar a procura e com isso a despesa nestes serviços.
      Relembro que as poupanças dos Portugueses estão em máximos históricos, há muito dinheiro para se gastar parado em contas bancárias, é só preciso incentivo para o gastarem e com isso apoiarem os negócios que ficaram mal e ajudarem a fazer crescer a economia.

  3. Jakim Zé says:

    Isto é simples.
    Consumidor, regista as compras tipo e-fatura
    Comerciante, caso não queira declarar as vendas como habitual, não se regista no IVAUcher

    Consequeencia, consumidor registou as compras (que deixam de ser validas para o e-fatura) e fica a arder…

    Mais, a SaltPay protege os dados… mas pode partilhar com as empresas do seu Grupo… (Andamos a brincar com os dados das pessoas???).

  4. Shout says:

    Era importante referir que para acumular o IVA gasto nesses CAE, não é preciso adesão nenhuma: a acumulação é automática para todos os contribuints, só é preciso aderir associando um cartão bancário ao NIF se quiser usufruir desse valor acumulado e a adesão até pode ser eventualmente só a partir de setembro depois de ter acumulado tudo o que tinha para acumular.

  5. Gondzilla says:

    Para além de que é necessário associar um cartão bancário ao registo, o que por si só é assustador só de pensar que a AT tem acesso ao cartão bancário (ou pelo menos aos dados do mesmo), e para usufruir do desconto a despesa tem de ser paga com o cartão que está associado ao registo.
    No fundo, é mais um esquema para o Governo dizer que está a dar qualquer coisa, mas que é tão complicado que não vão dar quase nada.

    • Shout says:

      Onde é que viste que a despesa tem de ser paga com o cartão que mais tarde vai ser associado ao IVAucher?!

      • Ricardo says:

        O que o Gondzilla disse não foi isso.
        Neste momento podes pagar até com dinheiro, a partir de 1 de outubro tem de ser pago com um cartão que foi associado ao E-fatura

        • Shout says:

          ok…. e qual o problema disso?…
          Mesmo que para pagar as refeições se use habitualmente um cartão tipo Edenred onde a empresa deposita o subsidio de almoço, a partir de Outubro podes pagar 50% da despesa com o valor acumulado em IVA nos meses de Junho, Julho e Agosto mesmo que para isso tenhas de usar outro cartão de débito previamente associado ao IVAucher.
          Eu sei que é necessário desligar o complicómetro típico tuga mas há que fazer um esforçozinho 😉

  6. Zé Fonseca A. says:

    Se o montante se mantiver nos 200M isto vai ser um flop, isto porque basta cada agregado gastar 445€ para atingir os 200M do programa. O meu agregado gasta nestes meses de verão entre 5.000€ a 10.000€ em hoteis, restauração e cultura, maioria dos agregados da classe média alta a menos que tenham casa propria vão gastar o mesmo, assim em Julho já foi ultrapassado o valor de 200M do programa.

  7. Carlos says:

    “Saltpay” que empresa é esta? De onde choveu esta empresa?

    • Zé Fonseca A. says:

      O do UK, já anda no segmento dos pagamentos electronicos desde 2019 e já emprega muita gente em Portugal principalmente nas areas de tecnologia em Lisboa e Porto. Também sei de Tugas a trabalhar para eles no UK.
      Foi a única a concorrer ao concurso publico porque a SIBS iria demorar 2 anos, consumir 100M e ainda cobrar taxas.
      A SaltPay é muito flexivel nestes novos projectos, tem tudo em Azure e AWS e cerca de 40% dos 900 colaboradores são da área das tecnologias de informação.

  8. Miguel says:

    Para os que como eu se questionaram o porquê desta medida em detrimento de outras, esta notícia esclareceu.

    “IVAucher já não tem 200 milhões. Sete milhões foram usados para operacionalizar o programa.”
    https://eco.sapo.pt/2021/05/25/ivaucher-ja-nao-tem-200-milhoes-7-milhoes-usados-para-operacionalizar-o-programa/

    • Zé Fonseca A. says:

      Quem acha 7M para um projecto destes muito é porque não conhece o que é preciso para um projecto destes muito menos percebe alguma coisa de tecnologia.
      Azure + AWS – 2M
      Dev – 2M
      Admin – 1M
      No final das contas e depois de impostos ficam com menos de 2M de lucro, muito abaixo do normal.
      Deviam preferir uma SIBS para demorar 2 anos, consumir 100M e ainda cobrar taxas.
      Acordem para a vida, a area tecnologica é a area que paga melhor em todo mundo e com os profissionais mais qualificados, os projectos com base tecnologica custam muito dinheiro em ordenados e em infraestrutura, achas que era uma SIBS que implementava uma coisa destas para 10M de pessoas em meia duzia de meses com apenas 7M?

      • Miguel says:

        Pouça, 2M para Devs?
        4000€ de ordenado para 10 Devs (14 meses, ou seja com subsídios) custava pouco mais de 500m €
        Azure + AWS por acaso nem entro por aí, porque não trabalho com essas tecnologias.
        Admin 1M!?
        Rapaz, espero que não vás para política, com essas contas de sumir eras logo promovido. 🙂

        • Zé Fonseca A. says:

          Não são 10 devs que levantam isto em 6 meses, estamos a falar do envolvimento de cerca de 60 pessoas com ordenados UK e PT, entre devs, datacenter, gestores de projecto, team leaders, etc.
          Depois vais ter cerca de 20/30 pessoas a fazer administração 24/7, tens de incluir turnos, prevenções, etc.
          O máximo que fiz de projectos parecidos foi para 1M de utilizadores e os custos totais rondavam 5M por ano, isto feito na tugolândia, fazendo lá fora
          conta com mais 1M só de salários e premios, por isso acho os 7M um excelente valor e volto a afirmar, só quem não percebe disto se pode queixar desse valor.

    • Miguel says:

      Mais um site, mais umas cadeiras para preencher com os boys, e mais 7 milhões…este povo tuga é fácil de enganar!

  9. Filipe C says:

    Nao esquecer de um pormenor.. Quando forem usar o saldo do IVAucher para abater em faturas (até 50%) essas faturas deixam de contar para IRS, ou seja não acumulam no e-fatura para o IVA desse setor de atividade.
    Portanto no fundo o governo ta a ”tirar” de um lado algo que antes dava, para dar noutro lado mais cedo. É verdade que está a dar algo mais do que uma parte do IVA , está a dar a totalidade, mas tem sempre um detalhe, e é este o detalhe

    • ed says:

      Falso. O que não acumula para o IRS do ano seguinte é o saldo IVAucher gasto (porque já contou para o IRS no pagamento inicial e nessa situação seria um duplo benefício). Resumindo… Numa compra de 10€, pagas 5€ de “forma normal”, 5€ são descontados do saldo IVAucher e entra no e-fatura para o ano seguinte apenas o IVA dos 5€ pagos de “forma normal”, porque o IVA dos 5€ de desconto já foi contabilizado no compra original.

  10. XneloX says:

    Não percebo esse movimento de “ajuda” à restauração. Ouvi dizer que a emissão de faturas nesse setor sempre foi uma prática rara.

  11. Jak says:

    https://www.ivaucher.pt/Landing/Faqs

    “A partir de quando posso aderir?
    No período de acumulação, os consumidores não têm de aderir para poder acumular o benefício. A adesão poderá ser feita a partir de dia 15 de junho, mas na realidade, apenas antes de se começar a utilizar o saldo (o que apenas será possível a partir de 1 de outubro).”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.