Associação Portuguesa de crianças desaparecidas


Destaques PPLWARE

34 Respostas

  1. Flecha says:

    Acho que já é tempo de esta Associação se substituir àqueles mails de crianças desaparecidas que recebemos todos os dias, e que mais não são que formas de recolha de endereços de email válidos.
    É necessário a existência de uma entidade responsável na matéria – como esta Associação -, para fazer a destinção do que são mails de spam com o recurso a este tipo de calamidade e os mails de pedido de apoio verdadeiros e reais.
    É este o meu desejo para o próximo ano.

  2. Henrique says:

    Acho que o pplware fez muito bem em inserir este post temos de ver as coisas que nao estao bem na nossa sociedade e esta é uma delas.. fico revoltado quado vejo milhares de euros a serem gastos com o caso madeleine mccann em portugal e enquanto as nossas crianças portuguesas nao tem se quer 1/5 desse apoio financeiro..

    Abraço..

    • joana correia says:

      concordo em tudo o que disse tenho pena de nao ter dinheiro e o nosso estado nao nos ajudar sou a mae da joana correia que desapareceu no dia 3 de março do ano passado ja fez 1 ano e a pj diz que esta morta o que u nao acredito mas nao temos dinheiro para a procurar e ajuda nao temos obrigada isto e so um desabafo

  3. Laggunna says:

    @Henrique,

    Concordo e não concordo, ou seja, percebo exactamente o que dizes quando colocas a questão das crianças portuguesas versus crianças de outras nacionalidades e a diferença de recursos empregues. Revolta-me também, por vezes, a “submissão” de alguns dos órgãos de comunicação quando relatam acontecimentos estrangeiros e nacionais. E, infelizmente, isso não acontece só com este tipo de casos mas com muitos outros. O meu lado nacionalista de português concorda em absoluto.

    Não concordo se pensarmos que uma crianças é sempre uma criança. E, para as autoridades fosse de que país fosse isso não deveria fazer qualquer diferença. Deveria ter o mesmo valor e peso social quer se tratasse de uma criança indiana, chinesa, portuguesa, inglesa, alemã ou brasileira.

    Aliás, vou mais longe, não deveria fazer qualquer diferença, quando falamos em seres humanos!

    Em meu entender esse é o grande passo que nos falta enquanto espécie.

    Já fomos à Lua e enviámos sondas para Marte. Já visitámos as profundezas de vulcões e de alguns oceanos. Já inventámos o fogo, a roda e a electrónica e a robótica e a burótica.

    Temo-nos esquecido do grande passo, não o que se deu na Lua! O grande passo, o que realmente conta e ainda nos falta, infelizmente parece cada vez estar mais distante: o grande passo é o passo da humanidade (é assim que eu lhe chamo). E este passo só será concretizado quando percebermos que o mundo é a nossa casa. O petróleo não é meu nem teu é de todos e todos tem direito a usufruir dos seus benefícios. A saúde é um bem universal e todos têm direito a ela. A água não é só minha nem tua, é de todos os que têm sede.

    Quando formos capazes de perceber isto e concretizá-lo então demos o passo: O passo para a humanidade.

    Aquilo que se gasta mundialmente em armamento, por ano, dava para dar de comer a todas as pessoas do mundo várias vezes durante o dia. Pensem bem nisto várias vezes ao dia. Segundo estudos realizados à alguns tempos, nove vezes. Nove refeições por dia a todas as pessoas do mundo.

    Façamos votos para que em 2008 se canimhe mais no sentido deste “Passo”.

    Bem hajam e boas festas!!!

  4. alexandra martins says:

    ola,e triste ver tanto dinheiro gasto so com a meddi e ate hoje se fala dela e c riancas que desapareceram e hoje ja ningem as relembra acho que de ves em quando na tv devia passar fotos das criancas que desapareceram pois assim talvez as outras pessoas podessem relembras e ate ajudar a dar alguma pista, nao falemos so no casa meddi falem das outras criancas tambem merecem ser relenbradas.eu gostava muito de poder ajudar a encontras essas criancas

  5. Patrícia says:

    ola…

    sou uma estudante do 12º ano do curso tecnológico de Acção Social e como me encontro no último ano deste curso terei de desenvolver a P.A.T. (prova de aptidão tecnológica). O tema que escolhi para desenvolver o meu trabalho foi “Crianças Desaparecidas”. É um tema interessante com muitos casos reais no que toca ao trabalho prático. quanto ao trabalho teórico não tenho muito por onde “pegar”.
    Gostaria desde então pedir a vossa ajuda, se or possível, com informações que me possam ser uteis para o meu trabalho.
    obrigado
    e deixo aqui o meu email tixa.fernandes@hotmail.com

  6. Carlos Melo says:

    RUA AUGUSTA, INDÚSTRIA DOS CÃEZINHOS
    As instituições portuguesas de apoio a crianças são uma nulidade e oxalá haja excepções. Na Rua Augusta foi colocado amarrado a um acordeão em 1995 e com um cãozito de cesto na boca para as esmolas ao lado (isto em plena “Paixão pela Educaçao”) o Diamantino.
    Tinha quatro anos e hoje vais nos dezasseis e lá continua.
    Nunca foi à escola e as pessoas acham mt piada e até tiram fotos junto dele e do cãozito – gostava de saber a que tortura são submetidos os sucessivos cãezitos para ficarem horas a fio de cesto na boca.
    Mas como digo as pessoas acham mt piada, deixam esmolas e o negócio prolifera com novos menores a engrossarem o lote. É a indústria dos cãezinhos…

    • Osvaldo Monteiro says:

      Infelizmente a nossa sociedade acha muita piada a tudo o que é bizarro,até a miséria dos outros. Temos que lutar e nunca baixar os braços,para mudar-mos esta triste mentalidade,começando desde já na educação e sensibização dos nossos filhos.para assim poder-mos aspirar a um mundo melhor.

  7. Natércia Guedes says:

    Aplaudo a criação desta associação. Não se esqueçam de lutar pela implementação de chips em crianças à nascença. As crianças que desapareceram já estariam encontradas, deixaria de haver raptos. Já pomos chips em cães para serem encontrados. Desumanizaremos a raça humana com chips? Talvez, mas antes isso do que perder um filho sem lhe encontrar rasto. Acho que é elementar.
    Bem hajam!
    Natércia

  8. Inês Cunha says:

    Ola a todos os que estiverem a ler a minha mensagem.
    Procuro ajuda mas não sei bem por onde começar. Ha já algum tempo, conheci uma criança que vivia com a avó, pois foi abandonado pela mãe e o pai vivia com outra mulher no estrangeiro.
    Era uma criança sofrida, dizia que nimguem gostava dele, e que a mãe o deixou porque ele não prestava para ela. Do pai pouco se sabia, vinha de férias poucas vezes e do menino pouco ou nada queria saber.
    A avó era uma pessoa já com bastante idade, não tinha o cuidado de lhe fazer comer, muitas vezes comia em nossa casa.
    Há uns 5 ou 6 anos atras, a avó deixou a quinta onde vivia e foi para casa de uma irmã em Lisboa, foi então que o menino foi levado pelo seu pai para o estrangeiro.
    Ainda tentamos ligar-lhe para saber dele mas o pai desculpava-se sempre, dizendo que o menino não estava, mas por varias vezes o ouviamos a chorar por traz. Depois disso nunca mais soubemos nada dessa criança. Duvido muito que esteja bem, o pai, por vezes dizia-lhe que o vendia.
    Não sei onde ir , nem com quem falar deste assunto. Por favor ajudem-me , digam-me o que posso fazer para ajuadr esta criança que agora deve ter 14 ou 15 anos . Muito obrigada e aceitem um grande beijinho Inês Cunha

  9. helena pinto says:

    Boa noite!

    Sou a Helena Pinto, estudante de enfermagem do 2ºano, da Escola Superior de Saúde de Portalegre. Estou no momento a realizar um trabalho para a disciplina de Saúde Mental, em que o meu tema recai no rapto de crianças e os problemas psicológicos que esta condição provoca á família da criança, mas sobretudo aos pais. É por este motivo que vos estou a contactar, queria vos pedir se me podia enviar “relatos” de pais e mães que perderam os seus filhos, que passem para o papel toda a sua angustia e dor, sei que isto que estou a pedir é muito dificil, mas para mim é muito importante, no entanto se não me responder a este meu pedido compreendo que não deve ser fácil faze-lo. Espero que me ajudem!

    Muito obrigado!!!

    O meu e-mail é:
    helena.g.pinto@hotmail.com

  10. fernanda rodrigues says:

    a todas as maes que tem os seus tesouros desaparecideos,eu como mae tambem vos desejo muita saude e muita força nesta luta terrivel de recoperarem vossos tesouros. nossos filhos sao a nossa maior riquesa, por favor nunca desistam.um grande abraço para todos os pais e maes

  11. Maria Filomena Machado says:

    Sou educadora de infancia e mãe de três rapazes e esta questão de crianças desaparecidas sempre me deixou angustiada por isso vou associar-me e podem contar com o meu apoio.
    Parabens pela iniciativa.
    Filomena

  12. sonia costa says:

    bom desde ja queria felicitarvos pela iniciativa eu sou mae e duas criancas e corta o coracao ver estas familias desesperadas…nunca perdendo a esperanca pois ela realmente move montanhas e na maior parte das vezes ê o que lhes resta.espero realmente k todas elas venham a ser encontradas pois ainda acredito numa justica maior k a nossa …pois na maior parte das vezes o k faz nao e o suficiente…donativos infelismente nao posso dar mas estou na suica e precisarem do meu apoio tem o meu email e podem contar com ela..um abraco

  13. paula cunha portimao portugal says:

    temos vivido momentos dificeis ultimamento no mundo,nao so na crise economica,e dever politico e moral do governo como de nos todos,proteger,procurar criancas desaparecidas,fiqui muito contente por finalmente ver esta associacao,por tudo o que elas representao no mundo,sabemos que sao casos de policia,mas e dever nosso ajuda-los,teremos que solicitar aos nossos politicos leis mais severas,para aqueles que sozinhos sao encapases de se defender,se podesemos trasser todas as criancas de volta aos seus lares seriam criancas mais filizes……salvar vidas e a nossa missao ate sempre…………………………………

    • conconcordo sim senhora deviam estes politicos gastar menos em coisas desnecessarias e devem usar as contas que vem do estrageiro para estas causas de encontrarem estes tristes anjinhos que não tem culpa de cá estar neste mundo de odio e tristeza ,eu tambem sou mãe tenho 3 pequenotes .por favor deem mais atenção aos pais cujo seus filhos desapareceram sem deixar rasto tentem encontra-los . Aos pais nunca mas nuca percam a esperança, a esperança é a ultima a morrer .
      Ass: carina guerreiro – Azenha do mar .

  14. Osvaldo Monteiro says:

    Boa noite,quero desde já deixar uma palavra de conforto e encorejamento a todos os pais,cujos filhos se encontram ausentes,não consigo imaginar a sua dor,também tenho uma filha e não consigo sequer imaginar-me sem a sua presença.Quero contribuir para que este drama diminua,estou ao vosso dispôr sempre que acharem necessário. Um grande abraço!

  15. ernesto says:

    procure
    maddieeruipedro.blogs.sapo.pt

  16. Povo Portuguese , soy Français. Désaparecidos em Portugal.

    TRAFICO DE SERES HUMANOS EM PORTUGAL EM EUROPA OCIDENTAL

    Ver ‘HISTORICO’ um português no site http://www.editionsliberte.com

    Saludo.

  17. Suse says:

    Um caso que sempre me intrigou foi o do Rui Pedro Mendonça. Se é verdade que foi raptado pela tal lendária rede pedófila, hoje já é demasiado velho e não tem qualquer interesse para a tal rede. Porque razão não entra em contacto com a família? Outra coisa que me intriga é o tal amigo de 22 anos. Que diabo tem um criançola de 11 anos a conversar com um marmanjo de 22? Os pais devem vigiar de perto as amizades das crianças, sob pena de terem péssimas surpresas e desgostos. A conversa relatada pelo amigo de Rui Pedro também não me parece o tipo de conversa que pais conscenciosos admitam que um adulto possa ter com uma criança. Deixar um filho de apenas 11 anos andar de bicicleta sem vigilância e sem companhia num terreno baldio também não me parece sensato. Infelizmente sou de opinião que a maioria das pessoas desaparecidas por longo tempo tiveram um fim trágico…

  18. nao ha criancas desaparecidas !ha criancas deslocadas!e que o governo portugues sabe disso mas , por causa de certos negocios , finge que nao e outra coisa!portugal faz trafico de seres humanos!mas e crime e tem de ser denunciado bem como os meios sujos que usa para tal :hospitais, escolas, seguranca social e por ai fora!detectam as chamadas familias fragilizadas e fazem um cerco de tal forma que ninguem percebe!as protecoes de menores sao das tais instituicoes com “espias” tambem!14 anos a trabalhar com criancas permitiu-me ver coisas!mas o horror foi-me revelado no Canada!la sabem tudo ou quase!

  19. Isabel Costa says:

    ola´gostava de denunciar uma pessoa que eu adicionei no meu hi5,
    na qual tem fotos improprias, das quais a sua maioria são com crianças.algumas até chocantes.
    a pessoa em questão e de nocionalidade estrangeira, agradecia que me ajudassem a travar esta situação.
    Obrigado pela disponibilidade.

  20. Santarém says:

    Olá Boa Tarde Isabel Costa,

    Penso que esses casos deve comunicar à polícia e/ou à associação portuguesa de crianças desaparecidas. o site é http://www.ap-cd.pt

    Eles têm um número geral para fazer denúncias.
    Boa sorte e coragem.

  21. Alice says:

    Boa noite,

    Há poucos dias foi o aniversário do Rui Pedro. Procurei na internet e achei estranho o facto de não encontrar nenhum artigo, comentário ou notícia a relembrar o caso.
    Penso que se devia falar mais sobre as crianças desaparecidas pois é uma forma de ajudar a relembrar e a divulgar os casos, contribuindo também para a resolução dos mesmos.

    Caro Paul-Emile CHARLTON,
    visitei o seu website e é chocante o que li sobre o tráfico de seres humanos na zona ocidental da Europa. Procure divulgar o seu website pelos outros blogs para que mais pessoas fiquem a saber.

    Cumprimentos a todas as famílias que estão a ser vítimas deste sofrimento.

  22. isabel pereira says:

    ola atodos .venho por este meio padir que me ajudem a encontrar a minha filha ou endicarem me para onde devo me dirigir.eu estou em frança a 10 anos mas quando vim para ca trose a minha filhota que nesa altura era a mais nova tinha apenas 9 mes . eu vim para uma quinta que aqui se chama mas ;so que nao tinha condicaoes para a ter aqui com migo . entao o meu chefe pediu me para eu por ver se podia tirar a menina dali porque avia pessouas que nao dormiao . e como o vida nao era e nao e fasil em portugual eu leveia para a minha mae .
    entao depois de uns mes eu fui a portugual passar o natal e a madrinha pediu me se podia ajudar a minha mae a cuidar da menina e eu estupida disse que sim ela dizem do que eu nao me priocupasse porque era sempre a mae da menina .pois mentira desda hai nunca mais tive noticias da minha filha eu ligava lhe para falar com a minha filha e ela nunca me deijava a coisa de 7 anos vim a saver que ela estav a fazer um proceso de adocao sem a minha ao turidade pois fui chamada ao consulado e disse que nao dav a aoturizacao mas nao serviu de nada entao meti um adevogado que so me comeu o dinheiro tanbem nao serviu de nada pois eu queria recoprerar a minha filha para a irma de sangue conviver com ela que tanbem nao tem noticias da irma e os meus filhos que estao aqui tanbem nao a conhesem eu sofro muito com essa situacao . ja me tentei matar sera que me podiao ajudar . nao savemos nada dela . por favor tentem me ajudar porfavor

  23. luis says:

    http://www.facebook.com/profile.php?id=100002173103100

    Esta página(do facebook)acima destina-se a pessoas desaparecidas e seus familiares, que queiram publicar nesta página as fotografias de pessoas desaparecidas.
    Como todos sabem neste momento as redes sociais são um meio poderoso de divulgação, todas as pessoas do mundo podem ver esta pagina tornando a esperança um sentimento mais forte de encontrar pessoas desaparecidas.
    Para que tudo isto seja possível nao deixem de publicar nesta páginas as fotografias de pessoas desaparecidas e informações que achem necessárias.

  24. joana correia says:

    sou a mae da joana correia concordo com o que disseram infelismente nos nao temos dinheiro para a procurar a pj diz que esta morta eu nao concordo mas como nao temos dinheiro ficou assim o que e certo e que ja passou 1 ano e nao ha respostas de lado nenhum

    • anónimo says:

      Boa noite, visitei o site da PJ mas não encontrei a foto da Joana Correia que menciona aqui, nem no site da Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas.

  25. Procuro Bruno Miguel Guimarães pinto salvador idade 27[+-]
    Altura 180[+-] 190.
    O meu filho está desaparecido a 5 anos hoje tem 27anos. A última vez que vimos foi em Guimarães na urbanização da conceição 3bloco entrada 110 porta 02.
    Foi levado por um casal para trabalhar em Espanha.

    O casal que levou disse nos que assim que chegassem a Madrid nos ligava a dar notícias.
    Não sabemos sequer se está bem ou mal.
    Não temos notícias nenhumas.
    Apresentamos queixa mas a polícia disse nos que não podiam fazer nada porque ele era maior de idade.
    Por favor pesso-vos para meterem nas páginas do facebook.
    Caso o encontrem ligue nos +351910359378
    Email:maria.cacilda.123@hotmail.com

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.