Virtualização – O que é e para que serve?


Destaques PPLWARE

23 Respostas

  1. t@ndre says:

    No ponto de vista empresarial… a virtualização é claramente um chavão, uma vez que permite sempre associar-se aos dois musts das finanças.. OPEX e CAPEX.

    Sempre vi a virtualização numa técnica que me permite acima de tudo poupar em recursos de hardware, já que numa mesma máquina consigo correr duas aplicações que por si só necessitariam de ser instaladas em ambientes diferentes.

    PS: velhinho XP?? eheh ainda cá está a andar para as curvas, mas claramente tenho de me actualizar :X

    ———-
    http://www.sounatural.com

  2. guile says:

    já utilizo virtualização há algum tempo, principalmente na minha formação em redes, pois permite simular uma rede de computadores. O grande problema que tinha era como como formatar uma maquina com vários servidores virtuais sem os perder. Mas agora com o vmware, é possível importar os “servidores” para outra maquina, enquanto procedemos a manutenção da maquina física. A virtualização é o futuro, quem não vai gostar muito são os fabricantes de hardware lol

    • Newtomic says:

      Não concordo com o que dizes na tua ultima frase
      “…quem não vai gostar muito são os fabricantes de hardware lol”
      pois se pensarmos um pouco cada vez mais utiliza-se a virtualização e cada vez mais a tendência é substituir pequenos e médios servidores por servidores mais high-end e depois virtualizar os vários servidores necessários, desta forma os fabricantes de hardware serão até mais “forçados” a desenvolver mais e melhor hardware para que se possa continuar a usar mais maquinas virtuais num mesmo conjunto de hardware, desta forma até já vimos a assistir a um desenvolvimento mais assíduo de produtos mais dedicados ao sector empresarial, pois ao contrário do que se dizia à uns anos os jogos eram a única razão para mais e melhor hardware, posto isto a virtualização é mais uma razão!

      Talvez num futuro em vez de termos vários computadores: Desktop + Laptop + Consola-de-Jogos + Média-Center + Etc…
      Venhamos a ter um “todo-poderoso-servidor” seja no trabalho, em casa, etc… e depois ‘simples’ terminais onde estes poderão ser o que quiser-mos pois os reais recursos estarão no servidor e não nos terminais! Como é óbvio para já não passa de teoria, mas quem sabe. 🙂

      • guile says:

        por outro lado, vão vender menos… pois em vez de vender 4 servidores vendem apenas 1. “que ao invés de termos 4 servidores a utilizar 10% de recursos de cada um e a gastar 100% de electricidade e manutenção, podemos eventualmente junta-los todos num só hardware ao que iremos gastar exactamente as percentagens de recursos que desejarmos”. isto é a mais pura das verdade. O principal objectivo das empresas que fabricam hardware é vender mais, ter mais margem de lucro. Claro que respeito a tua opinião, mas acho que se fossem pensar como tu, o preço do hardware irá aumentar em flecha, pois uma empresa que vende 4 servidores só começar a vender 1 terá de aumentar o preço ou não vai conseguir subsistir. Será que que o melhor hardware valerá o aumento de preço?

        um abraço

        • Newtomic says:

          “por outro lado, vão vender menos… pois em vez de vender 4 servidores vendem apenas 1”
          Sim isso até pode ser verdade, mas pensa assim…
          Antes as empresas faziam o seguinte;
          -1- Necessitavam de melhorar o servidor principal
          -2- Compravam um novo servidor
          -3- O servidor antigo ficava para as coisas “secundárias”

          isto é resumido para não escrever muito, desta forma compravam na mesma apenas 1 servidor de cada vez mas esse servidor servia só uma ou duas coisas e os antigos serviam para o resto, com a virtualização passam a comprar um servidor de cada x na mesma e até podem gastar o mesmo ou um pouco mais, mas o que poupam em manutenção a nível de SW é mais que suficiente para investirem mais frequentemente em novo HW, como é óbvio isto são pontos de vista, pois na realidade cada caso é um caso! 😉

          Em relação ao resto não vou responder à letra, pois não acredito que vá existir a necessidade dos preços subirem por ai além!… Mas não excluo nenhuma hipótese é claro! 🙂

  3. InforDeal says:

    Para mim mesmo assim a grande vantagem é podermos ter varios sistemas operativos na mesma maquina sem grande dificuldade.

    http://www.infordeal.net

  4. Fabrício says:

    Eu vejo a virtualização como o futuro. Virtualizar eu vejo como uma forma de fazermos tudo o que sempre queriamos com uma máquina e não podiamos. Você pode testar seu software, entrar naquele site que você sabe que esta infectado, simular ambientes, instalar softwares piratas em ambiente corporativos (hehehehe), etc, depois, se der errado, basta formatar, utilizar snapshot, simples e rápido.

    Como o mundo gira, quase todo, em torno do capitalismo, a tendência é que todas as grandes empresas aderirem a virutalização, por uma série de motivos entre eles, economia de espaço, gastos com eletricidade, até redução do quadro de profissionais,… e assim que a tecnologia começar a ficar mais acessível a empresas menores, o mercado estará voltado a virtualização.

  5. mezulig says:

    Faltou referir o Virtualbox, na minha opinião uma das melhores aplicações para Virtualização, com a vantagem de ser a custo 0€.

    http://www.virtualbox.org/

    1abraço

    • Bruno Silva says:

      Caro Mezulig, não referi o VirtualBox pois a minha experiencia com o mesmo é nula.

      Apenas conheço a existencia do mesmo, mas capacidades de virtualização não, e poderia pois estar a cometer um erro ao dar informações erradas.

  6. Joaquim Almeida says:

    Artigo interessante e actual, no entanto, como disse mezulig, faltou a referência ao VirtualBox que por ter custo zero, mas talvez ainda mais importante, por ser possível transportar máquinas virtuais entre SOs diferentes (Windows, Linux, OS X, Solaris), não deveria (poderia) ter sido esquecido. Ainda por cima, o número de sistemas operativos que podem ser instalados numa máquina virtual é claramente superior (Windows, Linux, Solaris, BSD, OS2).
    Por fim, o desempenho é excelente.

  7. Márcio says:

    É muito bom a virtualização, mas é duro deixar vários servidores de uma empresa focado apenas em uma maquina, se parar uma para tudo.

    • Pikim@n says:

      As coisas também não sao assim, quer tenhas ESX, Hyper-V, Xen Source, Xen Citrix, KVM, Virtual Iron…. todas estas soluções suportam HA, “VMotion”… que nos facilitam a vida, nas tarefas diárias e nos permitem ter alta disponibilidade. Claro que se tivermos virtualização, no portátil com VPC, VMware Server/Workstation/Player, Virtual Box… essas features deixam de existir e até de fazer sentido.

  8. Paulo says:

    Bom isto que eu falo aqui nada tem a ver com este post, mas esta noticia tem alguma importância, vão fechar sites em Portugal http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1395969&idCanal=4870

  9. Miguel Santos says:

    @mezulig
    O Virtual não é gratuito para empresas.
    Além disso o Virtualbox ainda não é suficientemente estável para se usar em ambientes de produção.

  10. Boas a todos,

    Relativamente a este tópico, penso que será util apenas relembrar que o Virtual Box é um excelente software de virtualização de máquinas mas apenas para uso domestico, para uso empresarial e deixando aqui uma dica ao Marcio, as empresas podem/devem utilizar soluções de virtualização dimensionadas de forma a garantir que em caso de falha de um servidor fisico, os diversos servidores virtuais continuem a funcionar, para tal existem Clusters de Hipervisores(ESX,XEN,Hyper-V).

  11. bruno says:

    boa noite

    eu tambem uso o vpc para virtualizar xp sp3, mas queria fazer o memso com o ubuntu, mas da-me sempre erro, alguem me pode ajudar??

    obrigado

    cumps

  12. hsantos says:

    fazes um cluster, utilizas 2 máquinas

  13. R Romcy says:

    Uso o Virtual PC e o VMWare há anos. Mas vejo que nessa nova versão para o Windows 7 ele tem como requerimento a tecnologia de virtualização via hardware (Intel Virtualization Technology ou AMD-V), qual a vantagem disso? Ainda existem vários processadores novos sem esta tecnologia como eles ficarão? Seria isso mais um motivo para atualizarmos nossos hardware?

    abs a todos.

  14. bruno says:

    obrigado Paulo e hsantos, vou experimentar 😉

  15. claiton ferreira dias says:

    gostei, me ajudou muito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.