PplWare Mobile

Via Verde disponibiliza serviço de Boleias


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Joao says:

    ora bem, temos este esquema, n falta muito para a tesla comecar com o seu renting nos stands e de cada dono do carro (a mercedes tb já anda nessa de renting nos stands)e dps vêm estes 2: http://www.zerohedge.com/news/2017-06-26/apple-responds-google-avis-announces-deal-hertz-manage-autonomous-fleet

    a uber na dá cabo dos taxis, outros darão. pode ser que as rent a car desaparecam. o que eu na me importaria nd

    • Antonio Manuel says:

      E onde colocava os milhares de trabalhadores que trabalham no rent a car ? No desemprego ? Para todos lhes pagarmos os subsídios ???? Inteligente o seu comentário.

  2. Jaquim says:

    A definição de boleia não é qualquer coisa como: “Acto de transportar ou de ser transportado gratuitamente num veículo.”?

    Ai a semântica Brisa… Ai a semântica…

    • José Rodrigues says:

      Boleias é só o nome do serviço, nada tem a ver com uma boleia mas sim com serviço ridesharing, onde permite partilhar o carro para ir de ponto A a ponto B, dividindo assim os custos, para quem vai para de Lisboa para o Porto e vai levar carro, pode facilmente monetizar essa viagem.
      É interessante o conceito e já é amplamente utilizado nos EUA tipicamente com anúncios na craigslist.
      Eu cá acho que será mais útil para estudantes para regressar às terrinhas ou para irem para os festivais de verão, de resto acho que o nosso país é demasiado pequeno para isso, com viagens de avião Lisboa – Porto ida e volta a 20 euros não vejo grande vantagem no ridesharing a não ser efectivamente para o condutor que acaba por ter gastos inferiores e ter o seu carro disponível no destino.

  3. Alvega says:

    Onde está a modernidade ? no conceito de boleia ou na forma de o obter ?
    Alguns anos atrás TODOS ambicionavam ter carro próprio, para acabar com o braço estendido com o polegar saliente (gesto de pedir boleia), o motivo era há data melhorar a sua própria mobilidade, e deixar de ser associado a baixa escala social, algo como “turista de pé descalço”, eis que chegados ao novo milenio, tudo muda….nao só é chique pedir boleia, como uns chico espertos , ditos empreendedores se preparam par GANHAR muito dinheiro com isso….
    Mas pagar por quê ?
    Basta esticar o braço. como sempre.
    Claro que os meninos da Brisa e outros que tais, sabendo que com a economia de partilha, o trafego vai baixar, consequentemente as suas receitas, há entao que ir buscar o “guito”, a outro lado, o que interessa é sacar o € ao incauto.
    Pois eu, assim como sempre andei há boleia, igualmente a dou, e nao preciso da Via verde para NADA, e seus sucedâneos.
    Que tal começarem por falar \ comunicar , com vizinhos, colegas de trabalho, frequentadores habituais do café, restaurante, ginásio, o que seja …socializar…deixar a treta das redes sociais, e telemóveis um dia por semana de lado..experimentem, vao ver que VIVEM, igualmente, e melhor.
    A economia de partilha ´e algo MUITO antigo, e sempre foi praticado em maior ou menor escala, pelas aldeias, e província, podia até se quisesse ser má língua considerar um retrocesso civilizacional, mas eu acredito no dito “uma mao lava a outra “, e igualmente o pratico.

  4. int3 says:

    Vem aí os taxistas indignados. esperem.

  5. carpooling says:

    Isto tem sido feito de forma completamente gratuita com grupos no facebook entre as várias cidades, é só pesquisar “boleias porto-lisboa” ou semelhantes…
    E já existem plataformas, tipo o blablacar, contudo, como vai fazer a brisar certamente, é chular o povo.. com margens de lucro astronómicas para eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.