PplWare Mobile

Sabia que… Números que nos deixam a pensar


Autor: Pedro Pinto

Destaques PPLWARE

  1. reimor says:

    Faltou este numero:
    Quantas vezes acedo ao pplware por mês?
    centenas…vale a pena pensar nisto.

  2. mokoto says:

    Ainda to a pensar é no número de mortes no Haiti, isso sim dá que pensar, o que estamos a fazer ao nosso planeta, ele nos os faz a nós

    • Paulo Martins says:

      O cena do Haiti não tem nada a ver com algo que o Ser Humano tenha feito, foi apenas um terramoto, e terramotos sempre existiram e sempre vou existir, e tanto quanto sei nunca ninguém ligou os terramotos a alterações climáticas.

      Embora não deixe de ser preocupante essas alterações… E a ignorância dos políticos, porque nós temos a tecnologia para parar e reverter desde já o aquecimento global, no entanto segundo eles a tecnologia é tão cara que não é viável neste momento, só não percebo é o que eles estão à espera que a situação se torne irremediável?

      • rsl says:

        Sou totalmente contra a ideia de alterações climáticas e intervenção humana para a remediar. Como diz o adágio popular “foi pior a emenda do que o soneto”. As alterações climatéricas é um negócio(cotas de emissão de dióxido de carbono)e uma questão política. A Natureza possui mecanismos de auto regulação. Aliás, os registos meteorológicos que possuímos correspondem a um infinitésimo do tempo total do planeta Terra, por isso, não podemos dizer que no passado não tivesse existido períodos de temperatura superior.

        • Juan says:

          Podemos dizer sim. Há formas de medição de concentração de gases, e.g. CO2, em tempos passados. Isso pode ser feito, por exemplo, medindo bolhas de gases apreendidas em gelo profundo na no Pólo Norte e no Sul

          • rsl says:

            Sabes que o CO2 é um elemento vital para a vida? O CO2 nunca devia ser considerado um poluente. Aliás, o processo através do qual podemos prever a concentração de CO2 no passado poder ser incorrecto, nada tem a ver com a temperatura. Não é uma relação directa, existem outros factores.

          • André Meireles says:

            rsl, tens razão..mas como em tudo na vida, o que é em demasia faz mal!;)

        • MOr says:

          Concordo completamente.

          Apesar dos fanáticos do clima dizerem que estamos a matar o planeta, o planeta ainda cá vai ficar muito tempo depois de nós desaparecermos.

          • Paulo Martins says:

            A questão não é o aumento do CO2, mas sim a velocidade que tem aumentado, é óbvio que a terra tem os seus próprios meios para regular o planeta, aliás os primeiros seres a aparecer no planeta terra não usavam oxigénio para sobreviver, aliás o oxigénio era para eles um gás muito tóxico, como é para nós, com o aumento do nível de oxigénio os organismos evoluíram para tirar partido dele. O problema do CO2 é a velocidade que tem aumento, que não dá tempo para outras espécies e o próprio planeta para se adaptarem.

          • Paulo39 says:

            O que eles querem dizer é que estamos a matar o futuro da humanidade. É mais do que óbvio que o planeta vai ficar por aqui muito mais tempo do que nós. Mas de que nos serve um planeta sem vida?

          • André Meireles says:

            Paulo39..não sei se sabes, mas os animais não são os únicos seres vivos!;)

          • dethos says:

            Só para os brutos que necessitam de um desenho, aconselho vivamente este documentário:

            https://www.youtube.com/watch?v=jqxENMKaeCU

            Já agora bom post.

        • Tysher says:

          rsl:

          Será possível alguém minimamente informado achar que não estamos a f_der o planeta todo?

          a questão não é se o planeta vai cá ficar ou não, a questão é simplesmente se será habitável. Ao ritmo a que estamos a consumir todo o tipo de recursos, desde água e comida até matérias primas caso não se continue a apostar em acções ecológicas o futuro dos nossos descendentes vai estar em grave perigo.
          Não digo que à volta da ecologia não se crie todo um negócio imenso (algo que o Sr Al Gore cedo se apercebeu), mas é necessário fazer algo!

          Nós estamos num cantinho da Terra a meu ver muito privilegiado, mas mesmo assim não precisamos deslocar muito para ver o que nós seres humanos andamos a fazer ao planeta.

          Independentemente dos resultados dos “cientistas” qualquer um pode ver que a presença humana afecta a natureza em seu redor.

          Deixo algumas imagens, um exemplo extremo é certo, mas que é uma previsão do nosso futuro caso caso não mudemos de mentalidade.

          http://www.chinahush.com/2009/10/21/amazing-pictures-pollution-in-china/

          Felizmente as opiniões têm vindo a mudar nesta última década, mas ainda não é suficiente, estamos apenas a adiar e não a resolver.
          Sou contudo realista, não vai acontecer na nossa geração, nem na próxima, nem na outra a seguir, mas se continuarmos a este ritmo mais cedo ou mais tarde todos os luxos que temos hoje (basta pensar nas quantidades de água potável que desperdiçamos) deixarão de existir.

          • MOr says:

            1º Tu que és uma pessoa tão bem informada que tal preocupares-te com os milhões que morrem de fome e doenças facilmente curáveis em África e HOJE!E se não te importas de pagar mais um imposto pelo CO2 que emites a respirar acho que não te importavas de pagar um imposto para os pobres de África – que na prática ia parar aos bolsos dos ditadores locais.
            2º Imagens de poluição na China: Grande parte daquela poluição existe para que nós aqui no Ocidente possamos ter produtos baratos. Como aqui não se permite aquilo tem de ser os pobres dos chineses a levar com ela. Imagina agora o preço a que as coisas vão ficar quando eles tiverem que se preocupar com o ambiente…
            3º Sinceramente não acho que o futuro seja assim tão negro como o pintam. Afinal somos a espécie mais evoluída que alguma vez habitou este planeta e vai ser difícil acabar connosco. Concordo que se deve lutar contra a poluição mas isso não pode levar a que se desvie dinheiro para resolver os muito problemas de HOJE por algo cujas implicações são ainda obscuras.

            E como sempre quem vai pagar a factura ecológica é sempre o mais fraco – tu e eu – e o resto é tanga de quem tem uns trocos a ganhar com isto tudo.

          • Tysher says:

            1. Agradeço o elogio, mas não me quis vangloriar apenas constatei que a poluição e a pegada que deixamos no planeta é algo que evidentemente não podemos continuar a ignorar; pelo que escreves-te concluo que concordas comigo até certo ponto.
            A morte do ambiente e a morte de pessoas pelo planeta fora estão intimamente relacionadas, mais uma vez é díficil não relacionar os desastres ambientais, secas e destruição de habitats com doenças e fome em variadissímos países.
            Ao nivel de pagar impostos sou um pouco egoísta, não sou muito de dar a pessoas que não conheço. Concordo contigo dar dinheiro para caridade nem sempre é o mais acertado, preferiria enviar comida.

            2. Como referi as imagens que postei são um exemplo extremo e concordo que foi o crescimento insustentado da china nestes últimos anos que leveram a exageros terríveis, mas acredito que é possível haver crescimento económico respeitando a natureza, como já referistea ecologia é um bom negócio. Acho que se removermos os produtos chineses do mercado português não ficamos a perder assim tanto, e os preços não seriam assim tão altos, mas isso é algo que iremos ver no futuro; a discussão actual entre a Google e o governo da China é só o despontar de tensões que nunca cessaram por completo.

            3. Eu nunca disse que se devia desviar dinheiro do que quer que seja em prol da luta contra a poluição; o que me despertou a necessidade de responder foi o facto de negarem que estamos a deixar o planeta onde habitamos numa pocilga.
            Quanto a à mal aplicação do dinheiro também me preocupa os dirigentes que orientam milhões para os próprios bolsos e para os dos amigos, quer venham de fundos para ecologia quer de outra coisa qualquer.
            É óbvio que não será nos próximos 100 que a vida vai acabar para nós neste pedaço de rocha mas garanto-vos que vai ser muito pior se não tratarmos dele melhor nas próximas décadas.

            Não quero iniciar nenhuma sequencia de flames, apenas alertar que existem problemas graves ecológicos que não podem continuar a ser ignorados.

    • Manuel says:

      Os números do Haiti dão que pensar….
      O planeta não se vinga. No que respeita a símos, somos vítimas da falta de conhecimento do fenómeno e das nossas opções erradas.
      Será que os responsáveis pelas nossas construções de engenharia civil, onde se incluem as nossas casas, têm sido escrupulosos com no cumprimento rigoroso dos regulamentos?
      Será me preocupo por estar devidamente informado e faço opções inteligentes no que respeita à minha segurança e dos que me rodeiam?

  3. reimor says:

    Sim,fora de brincadeiras,no haiti foi uma verdadeira tragédia.
    Mas ponho as minhas dúvidas se o fenomeno teve a ver com a “nossa” acção.
    Os terramotos sempre existiram,embora não envalide todo o mal que a humanidade tambem está a provocar ao nosso planeta.

  4. Pedro Pinto says:

    Relativamente ao Haiti, Quando as situações são vividas no local, o números têm outros significados…. Para nós que estamos longe, apenas nos apercebemos daquilo que passa nas TVs e Radios.

    • Nuno A. says:

      Exactamente! Só quem passa pelas situações é que sabe. Logo não me considero no direito de opinar sobre isso.

    • PauloJFerreira says:

      Terramotos, furacões, cheias, etc…, vamos ter que lidar diariamente com estas situações, felizmente o nosso Portugal não tem sido afectado com estas desgraças, mas deixo aqui uma pergunta que me deixa um bocado preocupado e se calhar aos colegas tambem, será que as nossas instituições de socorro estão preparadas para uma qualquer situação destas?? Será que Lisboa sendo afectada com um parecido com o de 1755, o resto do pais estará pronto para intervir na ajuda? Pois, julgo que tudo esta concentrado em Lisboa??

  5. J0n says:

    A Amazónia cada vez tem menos Arvoredos, don´t worry, a natureza sabe cuidar de si!

  6. Marisa Pinto says:

    Meu Deus… só quando nos deparamos com os números brutos é que nos percebemos, falo por mim, da quantidade gigante de coisas que por vezes deixamos de fazer e deixamos que a tecnologia faça por nós…
    Como por exemplo falarmos como alguém, sorrirmos a alguém, conversarmos, mandarmos uma carta escrita à mão, abraçarmos, preocuparmo-nos. O mundo virtual capta tanto a nossa atenção que mal temos tempo para aquilo que é e deveria ser realmente importante.. o contacto social, o contacto humano.

  7. Nuno José says:

    Não são 200 biliões mas sim 200 mil milhões (billions = mil milhões; trilion = biliões)

  8. a Friend® says:

    No futuro as pessoas vão ser acordadas com a celebre frase:

    “Welcome to the Real World”

    • clinis says:

      😀 Acredito

      Mas o que me impressionou mais foi o:
      “A Wikipedia possui mais de 13 milhões de artigos e o Cisco Nexus 7000 é capaz de efectuar o download de todo o seu conteúdo em apenas 0.001 segundo”
      É impossível :O

      • MOr says:

        O Nexus faz parte da “canalização” da net. E para milhões de nós poderem ter em casa net a 100+Mb imagina o poder que tem de ter estes bichos…

  9. kamy says:

    Fica aí o link para o chamado “Relógio do Mundo”…com muitos números impressionantes…

    http://www.poodwaddle.com/worldclockpw.swf

  10. Lokier says:

    É impressionante ver (ainda) pessoas tão egocêntricas que preferem meter a cabeça debaixo da areia e dizer que está tudo bem, que é tudo natural, etc etc.
    Bem, se calhar (ao contrário dos filmes, e da nossa cultura em geral) o ser humano não mereça mesmo continuar num planeta tão fantástico como o nosso.

  11. José Fonseca says:

    Post muito interessante e informativo

  12. Ruben M. says:

    Estou curioso para saber quantos telemóveis da nokia não são reciclados :S

  13. Bónus says:

    EXCELENTE este vídeo!
    E deixa-nos mesmo a pensar…
    É incrível o poder de comunicação da internet!

  14. 3nvy says:

    opá, tanta preocupação para k?

    Vamos todos cus porcos kuando a CERN ligar a makina dos buracos negros LOOOOOL.

  15. Manuel says:

    Os números do Haiti dão que pensar…
    Será que os responsáveis pelas nossas construções de engenharia civil, onde se incluem as nossas casas, têm sido escrupulosos com no cumprimento rigoroso dos regulamentos?
    Será me preocupo por estar devidamente informado e faço opções inteligentes no que respeita à minha segurança e dos que me rodeiam?

  16. Ana Narciso says:

    Realmente dá que pensar… caramba, sou mesmo pequenina…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.