Novo Portal do Cidadão já está online e tem base Open Source…


Destaques PPLWARE

30 Respostas

  1. debiangirl says:

    Reparei que o nivel de segurança do TLS não é grande coisa.
    https://www.ssllabs.com/ssltest/analyze.html?d=portaldocidadao.pt

  2. tjordao says:

    Liferay e Fast?? Não faz sentido nenhum…

  3. Octávio says:

    a tentar entrar e já a dar erro… este novo portal, tal como os outros, não se dá muito bem com o linux e o chrome.

    pela experiência que já vou tendo os programadores complicam o que devia ser simples, e os acessos dão confusão, enquanto advogado sou portador de um certificado digital próprio que é instalado no browser… resultado nem no chorme nem no firefox (no ubuntu) consigo entrar dá erro… espero que aquilo melhore…

    • lmx says:

      duvido…

      O estado gasta dinheiro no desenvolvimento de soluções, que promovem a expansão da Microsoft, como tal, vai ser deificil a outros productos terem alguma interoperabilidade de geito…o costume portanto….mas o dinheiro gasto, esse é o nosso.

      Se a MS quer promover os seus productos, ela tem que financiar o Estado Português, isto se o estado aceitar e achar que é vantajoso, e não o contrário…

      Conclusºao gastão-se 15 mil euros(que a gente saiba, as lubas não aparecem na despesa final..), e continuamos com um elefante branco.

      • Pedro says:

        lmx, convinha verificar a ortografia antes de publicar…

      • Edgar Ferreira says:

        Continua a usar os teus corretores ortográficos open-source!
        Que cruzada contra a Microsoft, que nem sequer foi chamada para este post…

        • Rui Costa says:

          “Uma das principais novidades é o motor de busca, designado de FAST, que foi desenvolvido pela Microsoft”

          Por acaso até foi chamada. O governo tem montes de negociatas com a MS, onde gasta milhões todos os anos.Vários milhões desnecessariamente, pelo menos no desenvolvimento web.

      • tó-zé says:

        A tua credibilidade acaba no ponto onde a raiva te cega ao debitares (e com muitos erros) a tua aversão doentia à MSFT.
        Abraço.

        • lmx says:

          o que me cega não é a raiva…é ver dinheiro esbanjado nestas negociatas, usando productos que promovem vendor-lock-in como Microsoft e Red Hat…isso é que me fere…é que eu se calhar ao contrario de ti…pago impostos!

      • lmx says:

        convinha convinha…

        se o problema dos serviços informaticos do País estivessem relacionados com os meus erros ortográficos…
        mas não estão..!

        O problema é mais grave do que esse…e a tentativa de disfarçar o problema, com os meus erros ortográficos…é um pouco esquesita…

        Além de ser a MS a fazer o site, e mesmo usando um server apache..O estado ainda tinha que comprar servidores REd Hat para o efeito…

        Depois chamam-lhe um site open source, mas é Red Hat e Microsoft que lamçam o fogo de artificio…

        “Apache/2.2.15 (Red Hat) Server at http://www.portaldocidadao.pt Port 443″

  4. Alexandre Teixeira says:

    Apesar de todas as críticas já feitas, e excluindo qualquer tendência política, parece-me um excelente website. A melhoria do antigo para o novo é evidente. Está mais simples e é mais fácil encontrar a informação de que necessitamos. De referir também o novo Portal da Transparência Municipal onde podemos consultar os indicadores de vários municípios. Precisamos de mais iniciativas destas,agora no âmbito dos Fundos Comunitários (o website do Portal 2020 continua confuso) e da Segurança Social, onde os websites não são tão bons.
    Impressionante como nós portugueses criticamos tudo, até quando é uma melhoria evidente. Podia ter sido melhor, se calhar podia. Mas que está melhor, está de certeza. Pode ser que na próxima versão dêem mais atenção aos Linux e TLS e afins.

    • naoliveira says:

      Alexandre,

      O teu último parágrafo é contraditório, se na próxima versão for dada mais atenção ao Linux e TLS, será devido às críticas feitas relativas a esses itens, logo neste caso parecem-me críticas assertivas.
      Nem todas as críticas dos portugueses são erradas 😉

      • Alexandre Teixeira says:

        Não me parece que o meu último parágrafo seja contraditório. Também não acho que todas as críticas (dos portugueses ou não portugueses) são erradas. Parece-me certo que podiam ter dado atenção ao Linux e a outros aspectos, no entanto o resultado final é bom e fico satisfeito com isso. Até pode ser que entretanto corrijam isso. Será benéfico para todos! Bom Fim-de-semana

  5. Bruno Nogueira says:

    Eu ando a tentar aceder e não consigo abrir o website.

    Sim coisas feitas para o estado fica sempre à quem das expectativas.

    • xaral says:

      O mesmo acontece comigo. Em principio devia ser de mais fácil acesso e compreensão mas parece não ser assim… será da greve?
      Tudo isto é normal nesse país…

    • Isabel Silva says:

      Nem eu consigo. Nem com o outro sistema o cartão andava andava. e nada. Gaita. Que programadores eles arranjam para isto?’.. Visto que todos os comentarios aqui até de um advogado que isto não funciona… Deve ser para perder-mos a paciẽncia e nos dirigirmos á Conservatória..
      Quando será que é contratado um programador que faça algo que funcione?

  6. Nuno Silva says:

    Que piada..
    Algo para web em java e “rapido” na mesma frase.
    Especialmente feito para/pelo governo. Que como é sabido tomam excelentes decisões em relação a que tecnologias usar e a quem adjudicar os projectos.

    Ahahahahahahahahahaha!
    Só me vem à cabeça o tal site do Centenário da República em que o estado ofereceu quase 100 mil euros por um site Drupal e um theme free.

    Eu fazia mais barato 🙂

  7. Fernando Fonseca says:

    Ao fim de 3 min e de mudar o IE11 para simular o IE9 consegui entrar no site, ainda que com erros de javascript.

    Sabendo à partida que o Estado é um péssimo cliente na área da informática, porque ninguém sabe bem o que quer, este é apenas mais um exemplo de um trabalho que até podia ser bem feito, mas ficou pelo caminho…

    • lmx says:

      “Ao fim de 3 min e de mudar o IE11 para simular o IE9 consegui entrar no site, ainda que com erros de javascript….”

      Disses-te tudo!

      Os criticos criticam-me por dizer a verdade, mas ela está a vista de todos, só não a vê quem não quer…
      Isto acontece num Pais onde não falta é mão de Obra de Engenharia, e engenheiros desempregados, e onde falta muito dinheiro…mas dá-se sempre projectos que são para a comunidade a Empresas proprietaries, uma logica dificil de perceber…, e depois dá nisto…

      O mesmo do costume portanto.

      • RC says:

        lmx, acho que desconheces um bocadinho a forma de actuar a da MS, nomeadamente em Portugal. Só muito raramente a MS implementa as soluções no cliente final. Por norma, e salvo alguns casos, quem implementa são parceiros MS, que são pequenas e médias empresas portuguesas.
        A MS presta consultoria quando lhe é solicitada.
        Que se faça representar junto dos Governos e instituições públicas, concordo plenamente, até porque o negócio da MS são licenças e não software à medida.
        Sei por já ter trabalhado em dezenas de projectos em tecnologia MS, para as quais a MS só é chamada para consultoria no âmbito da arquitectura e suporte e mesmo assim a sua intervenção é sempre limitada.

        Poderão existir projectos onde a MS entregue alguma solução à medida, contudo eu desconheço.
        Mas por outro lado acho curioso, que num caso onde um portal esteja dar problemas e que até é sabia que utiliza tecnologia open source, o problema reside num proprietário, só porque um dos seus produtos é utilizado. Utilizo o FAST em bastantes soluções e é um excelente motor de busca. Se é caro? Comparado com outros, para o objectivo que for proposto pode não ser.
        Se calhar desenvolver um motor de busca de raiz pode ficar ainda mais caro.

        • lmx says:

          RC,

          “lmx, acho que desconheces um bocadinho a forma de actuar a da MS, nomeadamente em Portugal….”

          Boas Rc,

          A MS é uma empresa que promove vendor lock in tal como a Red Hat, logo portnto deveriam ser a ultima escolha do estado na implementação de productos, porque o estado deve promover o software para a sociedade, e não implementar no próprio estado modelos de negócio fechados…

          Para mim desde que a MS actue dentro das boas práticas para o estado Português, e se se acabassem os lobies e o esbanjamento, era quase como qualquer outra empresa de tecnologia…e digo quase porque temos empresas nacionis, que podem trazer mais valor acrescentado do que a Microsoft pode trazer…

          Os preços são absurdos, depois o facto de se mascarar uma empresa habituada a vendor lock in, com um servidor apache…é muito pouco!

          Ao mesmo tempo usa-se sistemas operativos proprietarios de outras empresas como Red Hat…só muda a cor, o cheiro é o mesmo…

          Pois desenvolver custa muito defacto…mas é exactamente por isso que deveriamos adoptar mais software open source!

          Falou nos motores de pesquisa…por acaso a MS neste projecto pensou alguma vez em usar Sphinx???

          Percebe porque é que a MS não serve os interesses do estado?
          Porque não adopta boas práticas…

          Como é possivel desenvolver um site para o estado que funciona apenas no browser da Microsoft…???

  8. Toni says:

    qual e a parte que já está em baixo a do open source ou a da microsoft

  9. Gelásio says:

    Está bom!

    “502 Bad Gateway
    The gateway received an invalid HTTP response or unexpected disconnect from the original server “

  10. Palhaço do Trabralho says:

    Custou 15 mil euros o tanas. Foram 244 mil.

  11. Visitor says:

    Hoje parece-me bem… e não vejo erros no certificado… pelos vistos estão a melhorar a coisa.

  12. Sergio says:

    Alguem consegue usar a porcaria do site, sinceramente? Precisava de um certificado de nascimento e zero.. registei-me e nao consigo fazer login, erro de java pluging, etc.

  13. Manuela Silva says:

    Eu queria uma certidão de casamento! mas parece que isto não funciona…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.