Quantcast
PplWare Mobile

Cigarros electrónicos: Novidades já a partir de Janeiro de 2017

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Pedro says:

    Era já em 2017 PROIBIDO de fumar em qualquer local público e sem distinção de zonas!

  2. Pedro says:

    Seja qualquer tipo de modelo de cigarros!

  3. Carlos Alberto Teixeira Fernandes says:

    ….vaporizar não é a mesma coisa que fumar……..

    • JM says:

      Não é mas também não se sabe o que cada um põe como carga logo é normal que haja limitações. Senão algúm dia estamos num avião como se estivéssemos nas antigas casas de ópio, mesmo sem ser consumidor direto alguma coisa sempre se inalaria 😉

      • Miguel says:

        Claro, como o Ambipur para a casa, as fragrancias para carro, os perfumes de mulher e homem, as lacas de cabelo, os desodorizantes, tudo contem substancias cancerígenas ou não, mas por não se utilizarem como um cigarro, passam despercebidas. Existe muita falta de informação, mas quando se trata de prejudicar o estado.. arranja-se sempre algo para pagar impostos e diz-se que é para o bem das crianças

      • Pintor says:

        Durante muitos anos era permitido fumar nos aviões em lugares para fumadores.
        Já fostes a alguma casa de opio para poderes teres essa opinião ?

    • rodrigo leite says:

      nem mais, e alem disso é enumeros testes e estudos que mostram que o “vapor” não é prejudicial, no então esses palhaços querem proibir, por mim estao à vontade, não quer dizer que eu cumpra. não podem proibir de fumar, faço porque eu quero, não porque me apontaram uma arma. por isso .!. ao governo.

      • rodrigo leite says:

        já me esquecia, embora seja fumador, respeito os outros a minha volta. já o contrário o mesmo não posso dizer…

        • Edexote says:

          Se estás a fumar com gente à volta estás automaticamente a faltares-lhes ao respeito, porque eles vão ter de gramar com o teu fumo. Será que pedes autorização a quem está contigo antes de começares a fumar? Isso sim, demonstra respeito.

          • joao matos says:

            Depende onde é esse ‘gente à volta’. Em recintos habitualmente locais onde é proíbido fumar, não se fuma (Ponto!). Se esse ‘gente à volta’ é no jardim público (azar, quem está mal mude-se, uma vez que não é proíbido fumar nesses locais, tendo em conta a Lei n.º 109/2015, de 26 de agosto). É muito simples.

          • rodrigo leite says:

            tal como disse o joao matos, eu n fumo em locais proibidos. nos espaços abertos e permitidos ai ja n posso fazer nd, contudo tento respeitar os outros.

    • Njss says:

      não é a mesma coisa, mas…concordo com a proibição.

      “Schoeber mediu a poluição causada por 3 pessoas usando cigarros electrónicos durante duas horas num ambiente dum café e encontrou elevadas concentrações de nicotina, propanediol, glicerina, alumínio e hidrocarbonetos policíclicos comprovadamente cancerígenos. ”
      http://www.fundacaoportuguesadopulmao.org/CIGARROS_ELECTRONICOS-MITOS_E_REALIDADES.html
      http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24373737

      • Hugo says:

        se calhar precisa de pesquisar melhor a forma como este estudo foi feito, vai ver que os numeros estão errados e o estudo tem uma conclusão diferente daquela que é passada por essa fundação privada!! nós não podemos comer tudo aquilo que nos dão, precisamos de ter sentido critico em relação ás noticias que aparecem!

        • Paulo says:

          Não dá para ver a conclusão…pedem me 35$ para ver o artigo completo lol
          no abstract está,
          “Our data confirm that e-cigarettes are not emission-free and their pollutants could be of health concern for users and secondhand smokers. In particular, ultrafine particles formed from supersaturated 1,2-propanediol vapor can be deposited in the lung, and aerosolized nicotine seems capable of increasing the release of the inflammatory signaling molecule NO upon inhalation. In view of consumer safety, e-cigarettes and nicotine liquids should be officially regulated and labeled with appropriate warnings of potential health effects, particularly of toxicity risk in children.”
          O que não me parece muito saudável 🙂
          Quanto aos dados da fundação, quando referem o trabalho de Schoeber ninguém refere números… o que é que está errado?

    • Pintor says:

      Deixa os fazer a lei a dizer que não é permitido fumar.

  4. Roque says:

    Por mim proibia-se todos os cigarros e pronto!

  5. jospaca says:

    Então e o vinho não se proibia?

  6. Hugo says:

    *também.
    É o hábito das sms 😛

  7. Viriato says:

    Não vejo este tipo de preocupação para apanhar os corruptos e vigaristas que continuam a roubar à descarada para todos nós pagarmos!!!
    Porque não o mesmo às gasolineiras que poluem com o seus produtos o dia à dia de todos nós? quem controla os aditivos que metem nos combustíveis? é só o tabaco que faz mal?

  8. xolima says:

    o governo foi muito pronto a taxar um produto que não contém tabaco e a rotular como tal sem qualquer análise porque pura e simplesmente procurava receitas. Agora, quer que as lojas da especialidade façam o trabalho de casa que o próprio estado devia ter feito antes da publicação do respetivo decreto lei …

    Nos aviões é expressamente proibido a utilização de qualquer tipo de cigarro ( tanto quanto é do meu conhecimento, apenas a Ryanair dispensava um Ecig like mas que nem produzia vapor ).

    O conteúdo da carga do cigarro, é como o conteúdo do cigarro tradicional, pode sempre ser adulterado por terceiros.

    Como utilizador de cigarros eletrónicos à 4 anos, concordo plenamente que que limite os espaços em que se permite vaporizar ou fumar, sempre foram espaços que respeitei quando fumava e que agora continuo a fazer ( de momento por opção com o cigarro eletrónico ).

    Estou curioso por saber que tipo de advertências o governo pretende colocar nos rótulos já que literatura científica credível sobre o tema não tem conclusões (negativas) sobre o tema e apenas aquelas publicações não credíveis afirmam com certeza coisas do género : ” ecig faz 10x mais mal que o cigarro tradicional…”

    • Hugo says:

      Sabes como é a máquina do sistema.
      É como os jogos online terem passado de ilegais a legais e incentivados na televisão pública.
      O que contam são os €, tudo o resto são “peaners”.

    • Ze says:

      Até pode nem fazer mal nenhum, já apanho N pessoas a fumar e-cig em restaurantes e cafés que não é permitido fumar, o que vem a seguir, fumar no local de trabalho, centro comercial, aviões? Tanto o fumo (que alguns metem no máximo) como o odor, como o próprio gesto a mim incomodam em muito, tal como incomodam determinados perfumes, ambientadores, etc, só que esses não são passíveis de serem legislados, pelo menos não na nossa sociedade. Não odeio tabaco, muito pelo contrário, adoro determinado tabaco e não fumo por muitos motivos pessoais, apenas charuto em ocasiões especiais, no entanto acho que a grande maioria dos fumadores não tem noção do que o seu vicio provoca em seu redor.

      • Hugo says:

        vamos pensar tb em proibir perfumes! é que há deles que não se pode com o cheiro e que têm compostos prejudiciais e alguns proibidos por lei, alem de que outros são extraídos de animais protegidos!!

  9. Pilot Eyes 737 says:

    Sempre fui contra o cigarro. Por isso podem banir isso tudo… Não faz falta nenhuma à saúde.

  10. Sergio J says:

    Eu quero é a proibição total nos cafés e restaurantes. Em muitos continuamos a ser obrigados a gramar com o fumo, pois as zonas de fumadores são diminutas.

  11. Tiago Alves says:

    Comparar o vaporizar com um cigarro é tão absurdo como tentar engravidar com um vibrador.

  12. Só mais um aqui says:

    Há pessoal aqui que só gosta de ser do contra, então aqueles que exigem o respeito… aposto que nunca se deram ao trabalho de debater o assunto, que raramente se queixam do fumo do tabaco, mas pronto… vêm aqui ao sitio todos os dias e hoje decidiram descarregar a frustração. Ide apanhar digimons.

  13. Nuno Rodrigues says:

    http://www.lung.org/stop-smoking/smoking-facts/e-cigarettes-and-lung-health.html

    E há muitas mais referências como as da OMS.

    Aquilo faz mal. Ponto!

  14. ze says:

    e que tal proibir o fumo dos escapes dos veículos a gasóleo e gasolina? e dos ambientadores, perfumes, lacas e desodorizantes? e os fundamentalistas, que até do mau cheiro se queixam, se cheirarem mal da boca, posso pedir a sua proibição de sairem à rua? e que tal proibirem as árvores e flores que tantas alergias provocam? já dizia a lili caneças: “chuva em novembro, natal em dezembro…”

  15. Filipe says:

    querem algo concreto e verdadeiro, aqui vai o link do relatório da ordem dos médicos britanica que foi a mesma entidade que em 1962 alertou para o cancro estar relacionado com o tabaco, e que diz que os vaporizadores pessoais deviam ser oferecidos aos fumadores para largarem o tabaco e que são 95% menos prejudiciais que o tabaco.

    https://www.rcplondon.ac.uk/projects/outputs/nicotine-without-smoke-tobacco-harm-reduction-0

    Por isso deixem-se de tretas e acordem para a vida

  16. tiago says:

    Já vem tarde…

  17. chemical says:

    Bem , conheço uma pessoa que deu conta que ficara uma hora a vaporizar … deixou logo a

    vaporização ….

    O assunto é bem mais complicado e muito mais do que se possa pensar .

    Em tempos uma cientista Portuguesa ( U.Minho se não estou em erro ) expôs no Jn que as

    tabaqueiras estariam a manipular o tabaco para viciar mais rápido , adicionando amoníaco entre

    outros aditivos alem de aumentarem dosagem por unidade .

    O que é que foi feito para o impedir por quem de direito ?! NADA .

    O resultado é que um jovem que experimente é quase certo que fique viciado ( é esse o objectivo

    obviamente ).

    Por outro lado sabe-se que andar em algumas regiões é equivalente a fumar vários maços de tabaco
    .
    Mas não faltam explanadas onde se pode constatar que as pessoas se encontram a comer as suas

    refeições enquanto são literalmente pulverizadas por escapes e outros em que mesmo dentro dos

    estabelecimentos de restauração onde é proibido fumar ( e bem ) continuam a ser gaseadas pelos

    mesmos escapes …

    Primeiro vicia-se e depois censura-se e persegue-se …

    Aproveito o lanço e falo no aspartame um substituto sintético do açúcar Uma neurotoxina existente

    em pastilhas elásticas entre outros produtos à venda em Portugal .

    Mas a lista é gigante podem ter uma ideia em https://www.youtube.com/watch?v=L128bzYvfdE .

  18. pinto says:

    proibir em todos os locais fechados. urgente nao ha condicoes

    • Jáquelávaisatacaà6ªfeira ;) says:

      De nada vale proibir se depois se vê o que se vê ….

      Exemplo : código da estrada no artigo 49 . Dado se tratar de colocar as vidas de terceiros em causa

      directamente e indirectamente ou dano da própria via. ( deveria ser crime ou considerado muitíssimo

      grave mas isso é outra coisa ).

      Verifica-se no terreno que sai mais penalizado aquele que não pagou o estacionamento e muitos

      casos existem que nem mesmo esses estacionamentos cumprem o próprio código .( algo esta

      muitíssimo mal )

      Isto para não falar da dita legalidade dessas firmas que multam ou como decorreu esse processo …

      que para mim sempre cheirou muito mal … É só mais um Exemplo factual que confirma que quem de

      direito NADA DIZ ou FAZ de acordo com as suas responsabilidades mas ganha muitíssimo bem pelo

      posto que ocupa …

      Com amizade assim me despeço .

      BOM FIM DE SEMANA

      https://www.youtube.com/watch?v=O87Q3igXYZY

  19. M. Botelho de Sousa says:

    Bom dia,

    É verdadeiramente tenebroso o que se lê por aqui (aqui, internet).
    A falta de informação e a desinformação produzem resultados assustadoramente perigosos…

    Considero que – independentemente das escolhas pessoas – quem se propõe discutir um assunto, deve fazê-lo de forma isenta, objectiva e principalmente INFORMADA…

    Ler estudos comprados que não são dignos de mais que se publicados em equivalentes a pasquins da Vera Lagoa, não informa ninguém… Bem pelo contrário (os menos jovens percebem bem ao que me refiro).

    Fui fumador durante mais de 30 anos, sou vaporizador há mais de 10.

    Tabaco é bom? Não.
    Vaporizadores são bons? Não.

    O que é INDISPUTÁVEL é o documentado facto de os vaporizadores serem 98% menos prejudiciais que o tabaco e terem a tremenda vantagem de NÃO IMPOR fumo passivo a terceiros.

    O problema dos vaporizadores (e do tabaco, aliás), salvo tudo o que – eventualmente – venha em prejuízo próprio, consiste – fundamentalmente – no facto de os “utilizadores” sem uns autênticos selvagens sem respeito por nada ou ninguém.

    No que concerne à componente “social” dos vaporizadores, não os trato de maneira diferente do tabaco.

    Onde quer que esteja evito deitar os vapores para cima das pessoas e quando tenho pessoas próximas de mim tenho o cuidado de perguntar se se incomodam com o vapor ou se posso usá-lo à vontade.

    Chego – o que para muitos é absurdo – a ter a cautela de nas ESPLANADAS (espaços ao ar livre, note-se) de me sentar em local que permita que o vento leve o vapor para LONGE das pessoas e não para cima delas…

    Tenho também em atenção (mas acho que isto é um tipo de sensibilidade que vem aparecendo com o envelhecimento que não vê – usualmente – antes da meia idade) o facto de que quando estou com outras pessoas ou próximo delas, devo adequar o meu tipo de vaporização a um espaço social, ou seja, não andar a fazer cloud chasing nas esplanadas. Além de ser impróprio e incomodativo transmite uma imagem (que já não é nada boa) errada dos vapers…

    Os vapers não são sevagens…
    Há é selvagens que também vaporizam…

    Quanto ao eventual prejuízo adveniente do vapor é importante referir que aqui tratamos – EXCLUSIVAMENTE – de aproximação de horizontes…

    Esta tendência que as pessoas têm de achas que “só mais um bocadinho” ou “só menos um bocadinho” não faz diferença, prevê que seja impossível impor limites de razonabilidade.

    Ah… Só mais um copo não faz mal…
    Até que limite?

    Ah, ter 40 anos ou 41 é igual. Entre 41 e 42 não há diferença, dos 42 para os 43 não se nota qualquer alteração, qualquer pessoa com 43 anos tem as mesmas capacidades de uma de 44, quem tenha 44 ou 45 anos não sente diferenças porque nestas idades um ano é desprezável, …/…, Uma pessoa de 65 anos ou 66 é igual só a reforma é que a afecta mais. em termos prácticos é igual…

    E assim se conclui – com base na teoria de que um ano não faz diferença, que uma pessoa de 40 anos e de 66 é igual, sem qualquer diferença…

    Meus senhores (estou só a ser generalista e não sexista… Não entro nos carnavais da “cartona de cidadona” ha ha ha)… sejamos razoáveis…

    Sejamos – APENAS – razoáveis.

    A par do que acontece com o que se diz (TUDO se pode dizer a TODA A GENTE, depende é de COMO se diz), TUDO se pode fazer desde que se observemos limites do razoável e o respeito ao próximo (aqui é que a coisa se complica VERDADEIRAMENTE)…

    Ouvir (ou ler) comentários a dizer “Ah! Ao ar livre faço o que quero e quem se incomodar que se mude!” é algo próprio de gente MUITO POUCO razoável…

    Ao ar livre – ou não – e simplesmente por não estar legislado eu tenho o direito de IMPOR escolhas próprias a terceiros? CERTAMENTE QUE NÃO!

    Deve esconder-me por causa das minhas escolhas? CERTAMENTE QUE NÃO!

    Vaporizem, fumem ou façam o que vos apetecer de maneira a não INCOMODAR os outros que assim já NINGUÉM reclama…

    As pessoas não reclamam em função das nossas escolhas, reclamam em função de serem forçadas a tomar por suas – por via da imposição – as escolhas de outros.

    Critiquem-me, ataquem-me, queimem-me na estaca, mas esta é a minha opinião e visão deste fenómeno que – na realidade – tem uma composição de 98% de componente social e 2% de componente de saúde…

  20. Atchim says:

    Interessante … ninguém falou disto …

    Quando é que o governo(zinho) legisla (e taxa) os desabafos gástricos em lugares fechados?

    Francamente são bem piores do que muitos “poluentes” aqui referidos LOL

    Lembro-me, com horror, de uma refeição num restaurante do Avillez em que fomos brindados com um bouquet de aromas do reino da escatologia que nos obrigou a fugir (lamentavelmente depois de pagar um exorbitância sem proveito nenhum) a correr.

    Geringonços; isto é um perigo para a saúde pública!

    Legislem; venha lá a lei do “peido”

    Saudações Aromáticas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.