PplWare Mobile

Alerta PSP: Burlas com MB WAY no OLX, CustoJusto e outros estão a aumentar


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. daniel199202 says:

    Isso é a incompetência das pessoa basicamente, quem no seu perfeito juízo vai associar um numero de telemóvel de desconhecido a uma conta bancaria… E se tem duvida ou desconfiam porque não ligam ao banco que tem uma linha segura que funciona 24h, 7 dias por semana 366 dias por ano, a perguntar se é o procedimento correcto e seguro para tal.

    • Filipe F. says:

      Não é bem assim. Para quem pouco conhece esta tecnologia pode ser facilmente enganado.

      Repara, se ligares a alguem mais velho ou menos dado a tecnologias para te transferir dinheiro por IBAN, a pessoa irá ao Multibanco fazer o quê? Introduzir o TEU IBAN para te enviar dinheiro certo?

      Agora imagina quem está habituado a isto, achar que esta coisa do MBWay é como fazer uma transferencia no MB mas em que vez de meteres o IBAN da pessoa a quem queres pagar, vais meter o telemóvel da pessoa a quem queres pagar. Se vires por este ponto de vista, muita gente que não é propriamente dada a tecnologias, vai achar perfeitamente normal inserir o nr da pessoa a quem quer pagar, no multibanco, tal como inseriria o iban da pessoa a quem quer pagar. Vai achar que é uma forma mais simples do que introduzir o IBAN, sem perceber que na verdade está a ativar um serviço da sua conta, para o telemóvel do burlão.

      A falha aqui de segurança é na verdade do MBWAY que não tem um metodo digamos claro e de confirmação da identidade da pessoa, permitindo tal coisa. Bastava nem que fosse na APP MBWay quando se fosse então adicionar o cartão, pedir o Nr cartão cidadão e data nascimento do titular da conta por exemplo, para tornar este método mais difícil, ou uma chamada de verificação.

      Portanto não condeno nem acho ignorante quem cai neste esquema pela semelhança de passos que tem para se fazer um pagamento por transferência no multibanco (introduzir dados da pessoa destino).

      • daniel199202 says:

        nao discordo do que disseste… se formos ver que é uma fala da propria app sendo que a mesma é associada a conta bacaria, podia ser o melhor ir buscar o nuemro que esta associado a esta conta bancaria e nao deixar associar mais numeros, ou pelo menos nao de forma direct…. assim deminuia esse tipo de burla… mas continuo a dizer se nao sabem bem com as coisas funcionam exitem o numero onde podem ligar e esclarecer as duvidas todas… mas tambem exite um livro onde tudo explica …

    • john doe says:

      A exploração do ser humano pelo ser humano é mais antiga do que a própria civilização…
      Como dizes e bem, estas situações tenderiam a ser mais escassas se cada um se tentasse tornar o mais competente possível ao longo da sua vida, e nos mais diversos campos do saber.

      Já agora, sobre o hackeamento de SIM’s de um outro post aqui no pplware:

      https://olhardigital.com.br/fique_seguro/video/como-um-celular-e-hackeado-conheca-as-tecnicas-e-saiba-se-proteger/86931

      Mais dicas ou artigos necessitam-se.

  2. Silencio says:

    “Através de indicações enganosas sobre os procedimentos a adotarem, conseguem aceder à conta bancária da vítima e fazer vários levantamentos e compras de forma ilegítima”

    Tudo passa por ignorancia da pessoa enganada, nada mais.

    • Eu says:

      Correcto, como em qualquer caso de burla a ignorância é a fraqueza do “pato”.
      Mas, quem criou e fornece este serviço, a SIBS e os bancos associados, deveriam ter uma forma garantida de segurança para os clientes bancários e não permitirem tanto facilitismo ao usar um número de telemóvel para o qual o cliente não deu qualquer permissão de uso, nem consta dos seus dados pessoais registados nas entidades bancárias. Isto era o mínimo de segurança exigível!

  3. Eu says:

    A falha é inteiramente da SIBS que deveria ter mais garantias sobre o verdadeiro contacto de telemóvel do cliente dessa conta/cartão bancário!
    Não se compreende tamanha facilidade e desmazelo. Deveriam cruzar essa informação com o respectivo banco, para determinar se era esse o número de telemóvel correcto ou permitido pelo cliente.
    Ao não proceder desta forma, a SIBS deveria ser responsabilizada por toda e qualquer fraude deste tipo.

    • Itrafulha says:

      A falha que tu tens, é inteiramente culpa do outro? Tens uma bela filosofia de vida. Falhas e culpas os outros. Claro que são palavras tuas, quando dizes inteiramente. O cartão até é o teu, tu é que o enfias todo lá dentro, mas a culpa é do outro.

    • King Banido says:

      ahahaha claro que a culpa é da SIBS…
      A culpa de não saber funcionar com a aplicação é do utilizador, só!

      Não sei se sabes, mas este tipo de situações já aconteceram, e por incrivel que pareça, o ser humano as vezes aprende com os erros! Achas mesmo que as politicas de privacidade e afins, que ninguem lê, existem para que? Para proteger a empresa contra casos destes.
      Não me dei ao trabalho de ir ler, mas aposto que tem la as letras pequenas contra esta possibilidade 😉

      Não ponho a culpa nas pessoas ignorantes ou ja velhinhas, pois são dois grupos que não sabem o que estão a fazer, mas dai a vir pedir responsabilidade à SIBS…

    • Eu says:

      Meus caros, esta situação não se aplica à minha pessoa, pois sou suficientemente culto e entendido na matéria para não cair em tal logro. Sou um utilizador assíduo do MB WAY, sem qualquer razão de queixas até ao momento.
      Apenas acho que o mínimo de segurança exigida numa aplicação deste tipo deveria ser assegurada com um cruzamento da informação do cliente na respectiva entidade bancária, que como tem de estar devidamente actualizada por ordem do Banco de Portugal. Deveria ser dada permissão de uso dessa informação para este fim de modo a garantir a segurança. Também deveria estar bloqueado este uso até ser dada permissão do cliente após contacto com o seu banco. Facilidades a mais levam a situações destas.
      E, como isto foi criado pela SIBS e respectivos bancos associados, estes deveriam responder pela falta de segurança criada por este sistema!
      Os sistemas de segurança devem sempre ser pensados de modo a proteger os mais vulneráveis!

      • King Banido says:

        Não sei se o Banco de Portugal tem os teus contactos telefonicos e emails, pois sao dados que facilmente deixam de tar associados à tua pessoa, basta comprares um novo SIM ou mudar de email… Dificilmente tem, mas posso estar enganado. No caso de não terem, acabas por não conseguir cruzar a informação…
        Se podiam ter alguma validação extra? claro que podiam, mas podiam não ser eficazes à mesma…
        Pomos o caso de uma Senhora de idade analfabeta, que é abordada por alguem e a convence a fazer o que está descrito no artigo. Mesmo que chegassem SMS ou emails, a pessoa não saberia ler, e sendo que tá a ser guiada pelo gatuno, o gatuno vai orienta-la sempre a fazer os “OK/YES”. Neste caso, como impedirias?
        Cruzando a info ou os bancos contactarem a pessoa é super eficaz, mas não sei se vais ter isso, mesmo com estas burlas…

  4. Xnelox says:

    Que grande filme, eu não me levantava da cadeira para fazer o que é que seja para uma transacção que é realizada pelo outro. Dou o IBAN e ele que faça a transferência, se começa com filme azar, eu só gosto de teatro

  5. Hpomen says:

    Nao se informam e aderem aos serviços mas nao sabem utilizar os mesmos a seguir a culpa é das entidades neste caso em particular é bem feito pra quem for levado a por o nr no mb e que continuem a ir por o nr é só gente burra nem utilizar mbway sabem

  6. José says:

    Só uma pergunta aos comentadores. Vocês têm amigos?

  7. Soldier says:

    O MB WAY é um serviço gratuito que associa um cartão de débito/crédito a um número de telefone, os burlões estão a enganar as pessoas menos informadas, de modo a irem a um multibanco e alterarem o número associado á conta MB WAY, para o número de telefone do Burlão, e inserirem o código de confirmação enviado pelo burlão, como se fosse um pagamento. Desta forma o burlão passa a poder fazer pagamentos e levantamentos com esse número até esgotar o saldo da conta, ou até o cartão ser bloqueado. Infelizmente o ser humano consegue destruir tudo de bom ,o MB WAY é um serviço muito útil se souberem como utilizar, para efetuar pagamentos de bens e serviços de forma rápida e segura, por exemplo, se eu me esquecer da carteira em casa, e precisar de fazer um pagamento, apenas preciso de ter acesso ao meu telemóvel.

  8. Joao Ptt says:

    Já era tempo da SIBS mudar a forma de adesão! Que as burlas já têm demasiado tempo que vêm ocorrendo sem fim à vista.
    Para aderir a pessoa ia ao multibanco na mesma, mas em vez de pedirem o número de telefone, criavam um nome de utilizador confidencial tipo “8J2PSNW3” e uma senha confidencial tipo “KN32WE6B” com a indicação expressa (tanto no ecrã como no recibo) para não entregar tais dados a terceiros! Que se o fizer irão roubar todo o dinheiro da sua conta. E sim ainda podiam pedir “Coloque o seu número de telemóvel pessoal. Não coloque o número de telemóvel de outra pessoa! Se colocar o número de outra pessoa essa pessoa poderá roubar todo o seu dinheiro.”. Só para a pessoa não ter tentação de ir na conversa do burlão.
    E depois na aplicação pediam o utilizador, senha e número de telemóvel.

  9. AFPB says:

    Como dizia um user atrás… O princípio da burla já começa mal. Alguém que tenha de receber um valor pela venda de um artigo tem de se deslocar ao multibanco mais próximo??????? Alguém no seu perfeito juízo iria se deslocar de casa e seguir umas certas instruções e digitar uma certos números???? A sério??? Tipo um jogo??? É simplesmente ridículo… Já o tentaram fazer comigo e limitei me a rir e a bloquear a pessoa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.