PplWare Mobile

Conhece a tecnologia Light Peak [Thunderbolt]?


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Rui Campos says:

    Agora sim já sei o que é!

    Obrigado 🙂

  2. Miguel says:

    2 x 10 Gbps é um bocadinho mais que o dobro de 4,8 Gbps
    [ o Thunderbolt é bidirecional ]

    10 Gbps na atual versão sobre cobre
    sobre fibra ótica vai atingir 100+ Gbps

    a designação Thunderbolt é da Intel
    poderá, diz-se por aí, voltar a utilizar a designação Light Peak quando lançar a versão sobre fibra ótica

  3. ammile says:

    Fabulástico !

  4. Ppietra says:

    “permite taxas de transmissão na ordem dos 10 Gbps … quando utilizada em cabos de fibra óptica”

    O Thunderbolt já permite os 10 Gbps (teóricos) com os cabos sem ser em fibra óptica! A fibra óptica só irá ser necessária para poder evoluir até aos 100 Gbps – para tal será igualmente necessário evolução nos chips da placa.
    Aliás a capacidade do Thunderbolt é 10 Gbps bidireccional por canal, havendo 2 canais por porta! Tal leva algumas pessoas a pensar que permitirá suportar 20 Gbps para um conjunto de aparelhos ligados à mesma porta – este dilema ainda não está inteiramente esclarecido.

    “Thunderbolt virá para ficar ou irá manter-se o nome original para outros fabricantes?”
    Thunderbolt é uma marca registada pela Intel, e esta apenas se refere ao LightPeak como tendo sido um nome de código para a tecnologia
    http://www.intel.com/technology/io/thunderbolt/index.htm

    Já há alguns fabricantes a adoptar a tecnologia para periféricos. Provavelmente só daqui a algum tempo é que irão aparecer periféricos com preços mais convidativos – quando houver um número suficiente de computadores que suportam. Há que ter em conta que o suporte tem que ocorrer ao nível da placa mãe.

  5. a Friend® says:

    Em computadores a Apple está com exclusividade até 2012 porque tiveram um trabalho conjunto na tecnologia mas depois vai ser sempre a abrir, espero que isto vire um novo standard em tudo o que seja perifericos, pcs, portáteis… etc..etc..

    O pessoal aficcionado pelas “Lan-Houses” é que já deve andar maluco… aposto que esta tecnologia nessa area tem muito pra dar.

    Tanto se falava no USB3.. mas afinal.. o que é isso mesmo? 😀

    • cris. says:

      “Tanto se falava no USB3.. mas afinal.. o que é isso mesmo? ” é retrocompatibilidade com os antigos aparelhos com USB, isso tambem conta, nao se pode enterrar assim uma interface !

      Bom qto a cena de exclusividade da Apple nao sabia, mas é mà jogada, devido que qtos menos fabricantes adoptarem a interface menos aparelhos sairao com a tecnologia.

      Quanto a comparaçoes sobre a velocidade, isso nao é tudo, lembram-se USB x Firewire em que firewire era superior mas devido a adopçao dos fabricantes PC ao USB, talvez devido ao 1$ de royaltie da Apple.

      • Ppietra says:

        A questão com o Firewire não foi tanto da royaltie (pois essa até acabou por se reduzir à insignificância em valor), mas dos componentes serem por natureza mais caros – eram mais complexos. E com o aparecimento do USB 2 para muitos simplesmente deixou de haver justificação pois a performance já seria suficientemente boa.

        Este caso vai ser diferente. Apesar de se esperar que os componentes sejam mais caros inicialmente, o facto é que a tecnologia permite suportar tanta coisa e com tanta largura de banda que o preço poderá compensar para muitos fabricantes.
        Não será complicado o aparecimento de pequenas hubs ou de docking-stations para ligar dispositivos USB e/ou FireWire, resolvendo o problema da retrocompatibilidade.

    • Luis says:

      Mentira. A Apple não tem exclusividade sobre a tecnologia Thunderbolt.

    • Abams says:

      Nop… a Apple não tem exclusividade nenhuma… apenas foi pioneira na adopção da tecnologia….

      • a Friend® says:

        “At a press conference earlier this morning, Intel offered additional information about its new Thunderbolt interconnect technology being pioneered by Apple in its latest batch of MacBook Pros, noting Apple will have a year long head start in deploying the technology.

        http://www.appleinsider.com/articles/11/02/24/intel_details_thunderbolt_as_exclusive_to_apple_until_2012.html

        • Ppietra says:

          O head start significa avanço na adopção da tecnologia, não exclusividade! A própria Intel desmentiu a exclusividade, apenas comentando que só agora é que outros fabricantes irão ter acesso aos primeiros kits de avaliação.
          Em termos práticos significa que muito provavelmente a Apple será a única com a tecnologia nos próximos 6 ou mais meses

          • a Friend® says:

            Então foi um erro de comunicação por parte da Intel, pois deram a entender que a Apple por ter trabalhado em conjunto com eles iria ter um ano de avanço (como quem se referia a exclusividade)

            Contudo e se assim for como dizes, melhor ainda. Esta tecnologia quando mais depressa virar standard melhor.

            De relembrar que a porta é a mesma que o MiniDisplay, tecnologia essa da Apple em que há coisa de ano e meio, dois, a Apple abriu como “open-standard” para quem quisesse, a poderia adoptar sem pagar qualquer valor pela patente.

          • RCS says:

            @a Friend
            “De relembrar que a porta é a mesma que o MiniDisplay,”

            O encaixe é o mesmo? Um monitor com displayport é só ligar a esta nova porta thunderbolt? Isso é porreiro.

          • a Friend® says:

            @RCS

            Sim é precisamente o mesmo, o seja, aquela porta que outrora era apenas VGA/DVI/HDMI agora tem mais funções 😀

            E pode-se ligar tudo ao mesmo tempo através de um hub/adaptador.

        • Abams says:

          Lol…. belo argumento…

    • Ppietra says:

      Não há exclusividade para a Apple. O que há é um grande avanço, pois só agora é que vão ser disponibilizados os kits aos fabricantes para avaliarem. Dado os processos de engenharia demorarem sempre algum tempo, é bem possível que não apareçam outros computadores antes do final do ano – mas nisso a vontade e investimento terão a sua influência. Quem quiser mesmo muito conseguirá pôr um computador cá para fora dentro alguns meses… não terão é muitos para vender!

    • Francisco says:

      A intel já desmentiu isso! Qualquer um pode adoptar. A Apple só tem a vantagem de o já ter implementado, os outros fabricantes precisam de tempo.
      http://www.engadget.com/2011/02/24/intel-refutes-apple-exclusivity-for-thunderbolt-i-o-lacie-and-p/

  6. Nelson Freitas says:

    Agora só falta existirem discos rígidos que acompanhem essa velocidade estonteante. Se os há, desculpem lá a minha ignorância….

  7. Tiago says:

    Isto é tudo muito giro e tal mas… com os discos actuais não serve para grande coisa, só com ssd se tira mais partido disto mas os preços continuam muito altos.

    • Ppietra says:

      Não diria isso! A maior largura de banda e a própria natureza da tecnologia permitirá retirar toda a velocidade possível do disco – tal como se vê o aumento de performance face ao USB 2 quando se usam discos externos com USB3.
      Aliás até é fácil imaginar criarem um sistema RAID caseiro de alta performance simplesmente ligando vários discos externos (não muito caros) pela mesma porta.

  8. Guilherme de Sousa says:

    Muito bom. Agora é esperar para ver o que outros fabricantes irão fazer de novo com base nesta tecnologia. A uniformização de vários tipos de cabo para um só é realmente uma excelente ideia e terá com certeza futuro.

    A questão que me surge é se o HDBaseT não será mais versátil/barato para uma infraestrutura que queira estar implementada numa única tecnologia (mesmo considerando que transferência poderá ser menor).

    cumps!

  9. K says:

    Disco à altura:

    OCZ Z-DRIVE R3 P84 PCI-EXPRESS SSD
    http://www.ocztechnology.com/ocz-z-drive-r3-p84-pci-express-ssd.html

    Read: Up to 1000MB/s
    Write: Up to 970MB/s
    Sustained Write: Up to 900 MB/s

    Mas também só assim. Nem faço ideia quanto este brinquedo custará 😛

  10. RicardoResende says:

    “Conhece a tecnologia Light Peak [Thunderbolt]?”

    É Pena o Thunderbolt ser em cobre e não em fibra.

    • Ppietra says:

      A fibra irá aparecer eventualmente! Contudo teria a desvantagem de não ser directamente compatível com os ecrãs com DisplayPort, nem poder servir de fonte eléctrica para alguns dispositivos, como discos externos

  11. Marcos Santos says:

    Já se fala disto há algum tempo, a primeira demonstração da intel foi feita ainda em labratório 😉

    Existe um video no youtube disso…

  12. Pedro says:

    Quero só dizer que as velocidades do ThunderBolt são de 10GBs, sim, mas é bidireccional em dois canais! Vejam melhor: http://www.lacie.com/imgstore/technology/thunderbolt_performance.gif (tirado do site http://www.lacie.com/us/technologies/technology.htm?id=10039)

    • Ppietra says:

      Sim! Daí se pensar que a largura de banda total possível é 20 Gbps (teórico), tendo mais do que um periférico ligado. Acho que no entanto o assunto ainda não foi bem esclarecido.
      Provavelmente tal ficará mais claro há medida que apareçam mais periféricos e se façam reviews. Até é possível que com o cabo actual haja limitações quanto ao que é possível alcançar.
      Por exemplo, tb ainda não ficou claro qual o número máximo de periféricos suportados em cada porta. Apenas indicaram que não consegue ter mais do que 6 aparelhos ligados em série. Como é que será com uma hub!?

      • Pedro says:

        Mas então, sendo assim, teria-se uma taxa de transferência total de 40GB/s! 2*10GB/s num canal + 2*10GB/s noutro canal…
        Isso de ligar os n aparelhos é outra coisa que não percebo. O cabo vai ter bifurcações? Como é que, com um cabo, transfiro a imagem pro meu monitor e ao mesmo tempo gravo dados em…2 discos diferentes, por exemplo? Eles dizem que não é preciso hubs, por isso é que ainda não percebi…

        • Miguel says:

          a velocidade do Thunderbolt é de 2x 10 Gbps.
          10 Gbps em cada sentido.

          os 6 periféricos que se podem ligar a uma porta Thunderbolt são ligados em série.
          esses periféricos têm duas portas, uma que liga ao computador (ou periférico anterior) e uma que liga ao periférico seguinte.
          se procurares discos externos FireWire é provável que encontres um com duas portas…

        • Ppietra says:

          Acho que falar em 40 Gbps pode levar a más interpretações, pois não corresponde à capacidade de transferência de dados – largura de banda!

          Quanto a ligar os aparelhos é relativamente simples, no entanto, depende dos aparelhos. Cada aparelho necessita de duas portas – uma serve de entrada do lado do computador e a outra serve de saída para o periférico seguinte (portas de entrada e saída não são específicas). Isto é ligação em série, que tb é possível em Firewire – acho que no USB isto é pouco comum e leva a problemas devido à forma como comunicam os periféricos com o computador!

  13. Ryan says:

    Acho que esta será um atecnologia interessante. Como se diz na giria alguém de se chegar à frente. Agora vamos ter de ver como será a sua aplicação. Acho que poderá pegar rapidamente ou não. O USB 3 tem sido muito falado mas na realidade não se vê a sua aplicacção em massa. Dirão os mais “espertos” mas os gajos da Apple já têm disso… sim mas nem todos têm dinheiro para investir em Macs. E mesmo que alguns que aqui estão têm dnheiro para em breve terem nas mãos um novo MacBook Pro será sempre um nicho de mercado. Não adianta dizerem-me isto e aquilo porque na verdade as máquinas Apple são caras. Eu comprei uma mas não vou actualizar tão depressa.
    Por outro lado espera-se que esta nova tecnologia comece a ser aplicada. Talvez lá mais para o fim do ano veremos por aí material com essas opções. A mesma coisa se aplica para acesso internet com mais largura de banda. Veremos até onde se pode ir… Enquanto for novidade isto vai ser caro e poucos “investidores” vão aderir depois quando a tecnologia for mais divulgada os preços vão descer e falaremos melhor do assunto assim que se justifique

  14. Sergio says:

    Andei a ler ontem umas coisitas sobre o Light Peak e tinham logo de vir a colocar um artigo no dia seguinte. Copiões 😀

  15. Serva says:

    bom dia ,

    Parabéns a Apple e ao Steve Jobs pela sua capacidade de antecipar o que já deveria ter acontecido a algum tempo e que todos nós nos equacionava-mos o porque da USB 3.0 se já existiam outras tecnologias que permitiam a rectrocompatibilidade com as já existentes e que eram bem mais eficientes que a actual , mais uma vez o Steve deu cartas , era bom que este homem resistisse a sua doença e nos acompanhasse durante mais alguns anos .

    Cumprimentos

    Serva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.