PplWare Mobile

Portugueses dispostos a pagar 1400 euros/ano por serviços da Google


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Asdrubal says:

    Dispostos o quê?!!!
    Não estou disposto a pagar nem um chavo!

  2. Brick says:

    Não sei que portugueses são esses.

  3. Tony says:

    Tambem não estaria, de todo, disposto a pagar por serviços Google, onde tirando o motor de busca, deixam muito a desejar.

  4. Amândio Guedes says:

    até 0,50€ por ano sou capaz de dar, mais que isso fecho ja a conta…

  5. Joao Ptt says:

    Foi uma consulta entre os 100 portugueses mais ricos do país que utilizam a Internet?

  6. Nuno says:

    Esse estudo é muito interessante. Eu não estaria disposto a pagar pelo serviço de email, ou pelo search, e não conheço ninguém que estivesse… e muito menos estaria disposto a pagar 400€

  7. neo says:

    O motor de busca da Google já foi melhor e ainda por cima pagar assim uso o yahoo

  8. Peace says:

    Ganha-se bem por cá…

  9. Jimmy says:

    Mencionar um estudo e não referenciar ….

  10. Paulo Martins says:

    Isto é um claro exemplo de como manipular a amostra deturpõe a realidade, só isso justifica que um estudo chegue à conclusão que em Portugal onde o salário mínimo é de 600€ e o médio rondará os 900€, as pessoas estejam disponíveis a pagar 1400€ para usufruir dos serviços da Google…

  11. Pedro says:

    calma pessoal, o que o estudo quer dizer é que TODOS os portugueses estão dispostos a pagar 1400 euros! ora 1400 a dividir por 10 milhoes deve dar……………… eu pago a miha parte.

  12. tintin says:

    nao pagaria 1 euro

  13. Fulano says:

    Mais um daqueles “estudos” ….

  14. tintin says:

    andam com estas tretas e depois aparecem as empresas com serviços a pagar ( para lá do biliões que ganham anualmente com publicidades e afins)

  15. antonio says:

    Não é dispostos a pagar.
    É quanto é que queriam receber para deixar de usar os serviços da Google. Sabem como são os portugueses para ver se cravam mais algum 🙂
    – 660€ pelo Google Search
    – 414€ pelo Gmail
    – 372€ pelo Android
    – 192 pelos vídeos.

    pag. 28: http://image-src.bcg.com/Images/O-impacto-da-Google-em-Portugal_tcm72-214460.pdf

  16. Filipe Ezequiel says:

    Até agora apenas um individuo fez um comentário que estaria disposto a pagar, logo este estudo de duas uma, é uma encomenda de alguém com interesses bastante viseis, ou estão a brincar mais uma vez com os portugueses, enfim, mais uma noticia daquelas que não tem qualquer miolo!

  17. powerverde says:

    Algo me diz que isto é mais uma notícia mal traduzida, ou mal interpretada.
    Porque a lei da média diz que há um português disposto a pagar 2800 euros/ano visto que eu pagarei 0…

  18. Miguel Moreira says:

    Meu deus! Que título mais tendencioso.

    “Concretamente, esta análise foi realizada através de um estudo do tipo Conjoint, em que eram feitas ofertas aos inquiridos para abdicarem de um produto durante 1, 3 e 12 meses.”

    http://image-src.bcg.com/Images/O-impacto-da-Google-em-Portugal_tcm72-214460.pdf

  19. Paulo Pedroso says:

    Um estudo onde 30% dos inquiridos recebem mais de 2000€ mês (Brutos ou não), onde cerca de 14% dos inquiridos tem idades entre os 15-24, onde apenas 2,7 dos inquiridos recebe até 500€ e 23% recebe até 1000€ (onde a média nacional são 900€), ou seja mais de 77% dos inquiridos recebm mais da média… Com todo o respeito pelo estudo mas acho-o pouco coerente com a realidade.

    Pagar 370€ pelo Android? Nem estamos a falar do equipamento só do software.

    Mais um estudo que na minha modesta opinião foi um fracasso.

  20. Andre Ferreira says:

    Ainda estou curioso para saber em que se basearam para esse estudo, parece encomendado. Os portugueses estão sempre dispostos a NÃO pagar por serviços digitais. Dizer que de uma forma geral os portugueses estariam dispostos a pagar quase 2 salários médios por ano para acesso a Search, Gmail, YouTube e Maps, quando a Google já ganha milhões com publicidade e recolha de dados com esses serviços soa muito difícil de acreditar. Até porque há muitas opções similares grátis…
    Mas pronto, se calhar o estudo teve por base a família Espírito Santo ou Amorim…

  21. JL says:

    Um estudo pago por quem?

  22. João Jesus says:

    É mt bonito e está cada vez mais em vouga mandar numeros ao ar por uma questão de conveniência. Num conteúdo, neste tipo de site, que, na minha opinião, até é bastante influente na cultura cibernética portuguesa, e que por muitas vezes trata exatamente por avaliar, criticar e recomendar o que por ai há de tecnologia, neste caso nada disso o fez a limitou-se a dizer o que os outros dizem, porque o disseram. Isto não é informação. São dados, sem significado. Estou desiludido….

  23. Alvega says:

    Ao que chegamos, de loja de telemóveis e carros eléctricos, Tesla, agora vamos vender estudos…..FALSOS ?
    Onde está o estudo referenciado ?
    Quem fez, o que?
    Qual a amostra, qual a tolerância ?
    Lembram-se do CONSULTOR , DE REFERENCIA, com provas dadas no mercado !!!!
    “Nem o Ministério da Economia, nem a Direção-Geral de Energia e Geologia, nem o Tribunal de Contas, nem a Boston Consulting Group (BCG). Nenhuma destas entidades conseguiu encontrar o contrato de prestação de serviços de João Faria Conceição, então quadro da consultora BCG, ao gabinete do ex-ministro da Economia, Manuel Pinho, de acordo com informação enviada à comissão parlamentar de inquérito às rendas da energia”

  24. Ricardo Gomes says:

    Loool, essa empresa fez muito mal os estudos… Ponham a pagar e então vamos ver se algum os usa 🙂 loool

  25. Antidogmata says:

    Que grande palhaçada. Afirmar que cada português estaria disposto a pagar mais do que um ordenado médio por ano por estes serviços é ignorar completamente a realidade do país. A amostra é completamente inadequada. Não sei a quem isto pode interessar…

  26. Setnom says:

    Pagar quase 117 euros por mês para aceder aos serviços da Google? MAS ALGUMA VEZ, MEUS CAROS? Perdoem-me, meus caros, mas esta “notícia” cheira demasiado a bullshit. Propaganda paga, talvez?

  27. Asdrubal says:

    Só pode mesmo ser pago é através da publicidade, a Google é bem capaz de ganhar por cada português 1400 euros em publicidade que coloca nos seus serviços a cada ano.

  28. Filipe says:

    O tuga pagar?? Se fosse preciso pagar entrava a pirataria…

  29. Mateus Pinto says:

    Não acredito neste estudo principalmente porque cada vez há mais competição de topo a preço de saldo (Xiaomi ou semelhantes) e as pessoas já não precisam de iPhones XS ou S10 para terem material de topo. Mesmo um S8 ou S9 a peço de saldo são opções muito boas. Já não é precioso dar 800-1500€ mas com 300-700€ faz -se a festa. Exemplo 600€ por um S9 Plus com 2 câmaras traseiras, 4K, Android 9 e receberá o 10. Precisam de mais?

  30. Migueldias says:

    Como não vejo concorrência com serviços melhores nos seguintes produtos também não me importava de pagar, mas sim outros valores.

    – 5€ pelo Google Search
    – 10€ pelo Gmail
    – 5€ pelo Android
    – 10€ pelo youtube

  31. André says:

    Mas vasculham as vossas informações, vendem-nas a outras entidades e ainda estão dispostos a pagar anualmente??? Os milhões da Google vêm de onde? Donativos?? Por isso tirem essa ideia de pagar seja o que for…

  32. João Doe says:

    Para min o melhor browser do mundo é o Firefox… Tanto pela performance, privacidade, cultura e motivações. A Mozilla não precisa vender publicidades e qualquer build está disponível na internet, isso diz muito sobre um produto.

    O chrome é baseado no Chromiun, um projecto open source da mesma empresa, no entanto eles dificultam a utilização dessa versão sendo que é preciso alguma pesquisa para encontrar qualquer build. A mesma coisa acontece com o android. Sendo um sistema operativo “open-source” está cada vez mais fechado. Boa parte das funcionalidades mais interessantes estão no “google play services” não é open source. Penso que um dos objectivos dessa pratica é dificultar a vida a quem queira disponibilizar a versão AOSP desse OS…

    Uso o chrome enquanto desenvolvo porque habituei-me ao DevTools desse browser. Não tenho gmail, mudei o email usado no android para outllook e estou a preparar migrar as minhas notas do keep para o onenote.

    Comecei a usar o duckduckgo. O android é o próximo, falta é encontrar um bom sistema alternativo.

    referências:

    https://www.droidviews.com/android-an-open-source-operating-system-or-not/

    https://arstechnica.com/gadgets/2018/07/googles-iron-grip-on-android-controlling-open-source-by-any-means-necessary/

  33. Nuno Oliveira says:

    Parei de ler o “estudo” quando por baixo do nome dos 4 autores se lê “Com o apoio Google”…

  34. J says:

    O Parlamento da República Portuguesa, apresentou um estudo em que, com um imposto “verde” sobre cada saco plástico utilizado em portugal, gerava se milhões de euros para o estado . Resultado, implementou-se o imposto verde, é o estado arrecadou valores residuais. Porque os portugueses passaram a utilizar outro tipo de sacos “mais amigos do ambiente” e que não tinham o tal imposto “verde”. Na minha opinião se for pago, procura-se alternativa.

  35. António Souza says:

    Qualquer estudo que se faça é feito “apenas” a um grupo minucioso de pessoas, estudado com antecedência no próprio telefonema. Por exemplo, perguntam pela idade, se trabalha e quanto recebe por mês. Se lhes convir essa “cobaia”, passam diretos ao assunto. E depois, é claro que a zona do país também conta muito nesses estudos de mercado. Nunca se vai fazer um estudo de mercado desses numa zona rural, ou numa zona menos povoada, por exemplo, Santarém ou Benavente, ou ainda Golegã. Porquê? Porque, primeiro, é muito mais provável que a pessoa que responde ao telefonema, tenha os “ditos cujos” e mande logo tudo à fava. Segundo, o nível de vida no interior de Portugal não tem nada a ver com o nível de vida nas grandes cidades (Porto, Coimbra, Lisboa e outras cidades do Algarve). As pessoas ganham muito mais e têm mais recurso à Internet.
    Eu mesmo vejo isso, pois estou cá e lá. Vejo pessoal de 30 e 40 anos das aldeolas a mexer num smartphone pior que uma criança, com uma grande falta de conhecimento e destreza tecnológica. Podem ser até pessoas que tenham formação completa. Já, nas grandes cidades, pessoas dessa faixa etária já aderiu completamente às novas tecnologias.
    Por isso em qualquer estudo feito, deveria ser obrigatório deixar bem claro quais as pessoas que foram usadas para fazer parte integrante desse estudo, respeitando o anonimato claro. Por exemplo, o estudo XPTO foi feito baseado num grupo de 100 pessoas escolhidas aleatoriamente, na zona norte de Portugal, Porto e periferia.

    Neste caso, é claro que uma pessoa que ganha apenas o salário mínimo nacional, nunca, mas nunca vai aceitar pagar seja o preço que for para um serviço que pode ter gratuitamente em outro lugar! Existem por aí tantos e-mails gratuitos. Além do mais, eu que vivo tanto na aldeia quanto na cidade, vejo perfeitamente que as pessoas da aldeia não estão minimamente “formadas” para essas novas tecnologias, mesmo que estejam na faixa etária 30-50 anos.

    Só um pequeno àparte, para que fique claro. São tantos os comentários que já passaram aqui neste artigo, que não vou nem nomear ou chamar à razão o comentário que eu li. Mas aqui vai:
    Foi aqui falado que, sendo gratuito, o Gmail tem os utilizadores como produto. Sim, é verdade. E qual é o mal? Temos cerca de 15Gb de espaço, dá para muitas informações (e-mails, fotos, documentos, etc.). E sendo gratuito, é claro que os administradores do sistema devem ter capacidade para “cuscar” o que está no interior de cada conta Google (Photos, Gmail, Drive, etc.). Ou julgam que lá por se colocar uma password, a privacidade está estabelecida?? Claro que não! Perante uma acção judicial, a Google pode vasculhar as nossas vidas em qualquer um dos seus serviços.

    • Nuno Oliveira says:

      A Google não precisa de acção judicial para nada. O conteúdo que alojamos gratuitamente é propriedade da Google se eles assim o entenderem. Está bem explícito nos termos e condições…
      E vasculham os nossos e-mail por sistema, e não se lhes apetecer.

  36. Tiago Nascimento says:

    Que noticia da treta….Arranja ai 10 pessoas que fossem pagar s.f.f

    Pior é ainda dar destaque espaços a esses títulos… Serve para encher chouriços.

  37. Ze says:

    Um estudo com apoio da Google. Está tudo dito

  38. falcaobranco says:

    Para mim, este pormenor… “O relatório revela que o Google Search é usado por 98% da população adulta portuguesa.” mata tudo…

    Então não me digam que os velhotes das santas terrinhas usam o google…para quê? procurarem o hipermercado mais perto?

    Que vergonha de estudo… já nem vou falar dos valores em questão…

  39. Jorge says:

    Esta tudo parvo por aqui…
    Os servicos não são gratuitos longe disso não são pagos em dinheiro mas em dados colectados bem valiosos sobre todos os utilizadores….

  40. Marcão says:

    Isto é algum tipo de piada à pobre que eu sou demasiado rico para entender?

  41. Hugo says:

    Além deste estudo apresentar um valor absurdo, vamos supor um valor mais modesto de 35€, e a google obriga-se a apagar todos os dados recolhidos da população mundial que usa os seus serviços, e nunca mais guardar qualquer dado referente a essas mesmas pessoas.
    Eles ganham mais sendo gratuito do que pago…!!!

  42. Elkido Gonçalves says:

    Nunca pagaria…ia para serviços alternativos de borla apesar da Google ganhar rios de dinheiro com publicidade e apps pagas

  43. Charles says:

    Título sensacionalista para uma interpretação um pouco patética do estudo.
    Apenas uma opinião.

  44. censo says:

    E depois queixam-se de pagar por transferências bancárias … Este povo não tem remédio.

  45. abdu says:

    A pergunta quanto é que queres receber para deixar de usar ou a pergunta quanto é que estás disposto a pagar para usar dão respostas muito diferentes. Para mim 200€ por ano para deixar de usar o gmail seria pouco, mas jamais pagaria 200€ por ano para usar o gmail. São conceitos bem diferentes apesar de parecerem ser muito semelhantes.

  46. informado says:

    Há muitas alternativas . Eu acho engraçado que , para ter Tv cabo e mais de 100 canais muitos portugueses pagam muito mais que 1400 euros por ano….. mas ficam indigandos se fossem obrigados a pagar por essas outras coisas faladas aqui.

  47. Cortano says:

    Algo não bate certo neste artigo.
    Vou ver se consigo ter acesso ao tal relatório da BCG.

    É que estás conclusões e valores referidos no artigo não fazem o mínimo sentido e nem estão perto da realidade.

    Algo de errado neste artigo.

    • Cortano says:

      BCG, “world’s leading advisor on business strategy. ”

      Ah, começam logo com uma tanga na apresentação.

      A BCG põe analistas de 1° ano a fazer estas coisas e depois a coisa não bate certo.

  48. Luis says:

    Obviamente treta.
    Ou para ver se o bairro atirado à parede cola.

  49. Ricardo Sebastião says:

    A partir do momento que o Google Search fosse pago nem que fosse 100X melhor que os concorrentes, com milhentos motores de busca grátis alternativos, ninguém iria pagar 1 cêntimo á Google

  50. Atlan says:

    Como os meus comentários até são pacíficos e raramente são publicados (nem sei porque comento… talvez para participar…) e mais uma vez não foi publicado, venho só dizer que a partir de hoje estão na minha lista negra e não voltarei a este site para não ganharem dinheiro comigo!!
    Passem bem pplware

  51. Anónimo says:

    Há uma coisa que vou fazer, desligar a internet e a tv cabo e viver com a TDT. Acabou-se a mama toda!

  52. Paulo says:

    PAGAR?????
    Eles GANHAM BILIÕES com as NOSSAS pesquisas no google, com as nossas visualizações no youtube e com as nossas localizações no google maps , e o gmail é um espião publicitário… Ao usarmos os programas deles, eles ganham BILIÕES e nós não ganhamos NADA!!! Quem deveria ser pago, éramos NÓS!!!! Eles estão milionários ás NOSSAS CUSTAS!!!

  53. Juca says:

    Google ? O que é isso ?

  54. Adelino Santos says:

    Se uso que se dá é base “pra fazer dinheiro”, é justo que se pague uma percentagem sobre o que se aufere, se pelo contrário é apenas “lazer” e para saber coisas que se passam pelo Mundo acho ABUSO, é o meu caso que sou aposentado e uso que dou é apenas para passar o tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.