PplWare Mobile

Mitocôndrias e o efeito Chernobil no nosso corpo


Autor: Maria Inês Coelho


  1. Paulo says:

    “Todos os seres vivos são constituídos pelo menos por uma unidade básica de vida, designada de célula. Esta célula contém no seu interior material genético (DNA), que está localizado no núcleo celular”

    Esta descrição aplica-se apenas aos eucariotas, não a todos os seres vivos.

  2. AJ says:

    As mitocôndrias além dos hidratos de carbono também utilizam as gorduras e proteínas para produzirem energia sob a forma de ATP. Regra geral, com o envelhecimento ficamos com menos mitocôndrias e estas ficam mais disfuncionais o que se traduz em menos produção de energia (ATP). A perda de funções nas mitocôndrias pode resultar em excesso de fadiga e outros sintomas que são queixas frequentes em quase todas as doenças crónicas. Vários ensaios clínicos têm demonstrado a utilidade do uso de suplementos orais (L-carnitina, ácido alfalipóico, coenzima Q10 (ubiquinona)) para reduzir significativamente a fadiga, sintomas associados a doenças crónicas e restaurar a função mitocondrial.

    • Spoky says:

      E para quem tem excesso de energia? Nunca fica cansado? Ou seja faz um exercicio fisico intenso, pode ficar cansado e com fadiga na hora, mas 1h ou minutos depois já esta recuperado e consegue andar ou até mesmo sair sem cansaço ou fadiga.. O que tens a dizer acerca disto?

      • AJ says:

        Os meus parabéns por ter excesso de energia e nunca ficar cansado, mas será que leu o que eu escrevi? Referi “regra geral, com o envelhecimento…”. O que me refere é típico de alguém com saúde, jovialidade, eventualmente em boa forma e, por esse motivo, o “normal” é recuperar rapidamente e não ter cansaço ou fadiga. Para que fique claro, o que escrevi baseia-se em vários estudos científicos.

        • Spoky says:

          Eu li, dai eu ter feito “E para quem tem” não critiquei nem disse que estava errado.

          O ter excesso de energia e recuperar rápido, nem sempre é bom. Há quem pense que é. Mas depois começa a haver problemas a nivel do sono, o excesso de energia é tanto, dai a minha questão se terá alguma coisa a haver com mitocondria.

          • AJ says:

            O problema que refere não deverá ter qualquer relação com o funcionamento das mitocôndrias. Existem algumas pessoas que tem bastante energia e conseguem dormir bem e outras em que o excesso de energia as impede de ter um sono restaurador (nestes casos, deve-se procurar a ajuda de um especialista porque a privação de sono poderá conduzir a vários problemas de saúde).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.