Quantcast
PplWare Mobile

E se a Apple lançar um iPad de 12,9 polegadas híbrido?

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Nunes says:

    Não faz nenhum sentido o aparelho híbrido, vai completamente contra o que a Apple tem vindo a fazer, aliás já se chegou ao ponto em que o iPad e as suas aplicações podem crescer só por si, sem necessidade de ir buscar aplicações ao Mac. Um aparelho híbrido seria uma verdadeira dor de cabeça em termos de interface
    Para além disso a existir um protótipo, dificilmente alguém fora da Apple conseguiria saber quais as suas capacidades, muito menos a Digitimes que se farta de lançar rumores sem fundamento sobre produtos da Apple.

    • Hugo (também) says:

      Atenção não descartes os TabletPCs tão rapidamente. Não é por acaso que o Surface Pro 3 está diariamente nos top 15 de vendas na Fnac Online e não é por acaso que esse segmento tem crescido acentuadamente.

      É fácil ver que o mantra da Apple mudou nos últimos anos. Antigamente orgulhavam-se de serem a empresa inovadora, sempre com a tecnologia mais recente e com as ideias mais viradas para o futuro. Como isso hoje em dia não é o caso tiveram que inventar outra. Agora são a empresa que “sabem implementar melhor as features” contudo trazem cada vez mais bugs nos seus lançamentos do OS mais recente, dobram-se os equipamentos nos bolsos e a taxa de adoção do iOS8 é comparativamente mais lento que a do iOS7.

      Dizem que as outras empresas não sabem o que fazem pois lançam telemóveis que são grandes de mais e depois a Apple fazem o mesmo e no ano passado disseram que a MS estava confusa em lançar TabletPCs e agora estão a caminhos de fazer o mesmo outra vez… Não entendo esse tipo de conversa, já diz o velho ditado, quem desdenha quer comprar.

      A Apple têm as costas quentes nos media, ao ponto de, apesar de se contradizerem, não levanta pó, agora se fosse outra empresa eram ridicularizados.

      • Nunes says:

        “Atenção não descartes os TabletPCs tão rapidamente”
        o que é que eu disse que te leva a dizer isso?
        Eu falei da estratégia da Apple e da evolução dos seus produtos. Não precisa de ir atrás das aplicações do Mac, só precisa de fazer evoluir o iPad e o seu sistema, já tem imensas aplicações de alta qualidade e evoluídas.

        “e no ano passado disseram que a MS estava confusa em lançar TabletPCs e agora estão a caminhos de fazer o mesmo outra vez”
        O interface do Windows 8 era/é uma confusão, não há como negar! A própria Microsoft já o reconheceu com algumas das mudanças que já mostrou para o futuro Windows 10.
        Baseares-te num rumor duma fonte muito pouco fiável para concluir que a Apple vai seguir o mesmo caminho da Microsoft, não é grande argumento

        • Hugo (também) says:

          Nada invalida o que foi dito. A Apple anda a seguir tendências, eis o porque não teres comentado o resto do que escrevi. O W8 foi o inicio da visão da Microsoft, obviamente que ia ter arestas para limar isso não implica que a base fundamental estava errada, bem pelo contrario, não é por acaso que o Surface Pro 3 esta no topo de vendas da Fnac constantemente desde do dia do lançamento dele e esse vem com Windows 8, logo o W8 não é um bicho como costumam pinta-lo…

          • Nunes says:

            A Apple segue e faz tendências.
            O iOS desde o início que é o OS X adaptado às novas plataformas, chegou até a dar esse nome ao início, mas preferiu não criar confusão nas pessoas. Grande parte das API em ambos os sistemas são as mesmas, etc. Muitas aplicações nas lojas da Apple mantêm código em comum entre o OS X e o iOS – a visão já existe há muito tempo!
            A diferença é que a Apple não vai dar o mesmo nome às duas plataformas, nem forçar uma convergência total, para não criar interfaces esquizofrénicos. O importante é dar aos programadores as ferramentas para criarem as aplicações bem integradas nos dispositivos e com o mínimo de trabalho.

          • poisé says:

            E isso tem alguma coisa a ver com a criação de TabletPCs ou introdução de touch nos portáteis e PCs fixos?

            Não vejo qual será a confusão. Vais ter apps que vai correr no tablet pc xbox e portátil. Se for para Windows correra nisso tudo, diria que isso é o oposto de confuso.

          • Nunes says:

            @ poisé
            Confusão no interface! Na prática são dois interfaces diferentes num único sistema e por mais voltas que dês isso é confuso. Daí a opinião que muita gente tem do Windows 8

    • Nelson JP says:

      Não acho que seja assim tão descabido. Se eles pensarem bem o interface, coisa que sabem fazer bem, é possível fazer-se. Tenho pensado numa coisa dessas, partindo de algumas ideias que andam por aí e podia ser muito giro.

      Se pensarmos num hibrido, cujo ‘ecrã’ seja um iPad normalissimo (12.9″) com armazenamento de 128Gb e um ‘teclado’ com um processador Intel e com um armazenamento apenas para armazenar/correr o OSX podia ser uma ideia engraçada…

      Todos os arquivos (trabalho) estavam armazenados no iPad (portabilidade) e quando se encaixassem as duas peças ficavas com um laptop em que o iPad servia de ecran e armazenamento, mas com um sistema operativo desktop com todas as suas potencialidades…

      • Nunes says:

        é tudo muito giro no ar, mas na prática é uma confusão de interfaces diferentes, que por mais que se tente nunca ficará resolvido. A Apple nunca irá pôr dois sistemas num único aparelho, nem colocar as aplicações dum sistema a correr directamente no outro sistema.
        O que pode fazer é evoluir o sistema do iPad para se aproximar mais das capacidades dos computadores, melhorar as APIs para que mais código possa ser reutilizado entre o OS X e o iOS, quem sabe no futuro até só precisando de ser recompilado para cada sistema!

        Aparecer um iPad pensado para integrar um teclado, isso pode acontecer. Isso já é possível actualmente com teclados de terceiros, mas a Apple tem capacidade para fazer melhor, e assim talvez mudar a percepção das pessoas sobre as capacidades do iPad!

      • Sergio J says:

        Concordo em absoluto. Essa é a ideia que tenho vindo a defender.

        • JG says:

          Exato, desde o primeiro dia do primeiro iPad (e refiro-me também aos tablets que apareceram depois) que digo que os tablets não passam de brinquedos inúteis e que o futuro próximo passaria por um híbrido! Quem anda à frente, quem? 🙂 Estou a ver muito menino que aqui e noutros locais atacaram a minha ideia só para defender as marcas de preferência, seja ela qual for, com cara de asnos a pensar que de facto já deitaram à rua muito dinheiro só para jogar uns joguitos, ver email e ir às redes sociais apenas em tamanho maior que o Smatphone hehehe fazia-vos tanto jeito esse dinehirinho, não era?? Por isso alguns estão muito mais ricos e outros, a maior parte, cada vez mais pobrezinhos…

    • João Reis says:

      Exacto, quem conhece minimamente.

      Estariam a canibalizar a gama de macbook air e por sua vez o modelo de negócio.
      Isso não vai acontecer.

  2. lo says:

    Então tasse bem, lança à vontade.

  3. João Felix says:

    Mais falsa noticia não há 😛

  4. JJ says:

    A existência de um modelo de testes híbrido, até pode fazer sentido, para eles testarem as diversas possibilidades de forma a poderem criar algo semelhante ao que a Microsoft tem vindo a desenvolver desde o Win8/Surface.

    O facto de que as empresas de hardware que estarem a desenvolver os seus produtos híbridos para o Windows e que cada vez mais são esses os produtos que estão disponíveis para compra e a fazer as pessoas começarem a querer comprar esse tipo de equipamentos, faz com que a Apple queria começar a explorar esse novo mercado.

  5. Pedro Miguel says:

    Sou um utilizador do Android e IOS pelo que tenho visto na minha opinião a Apple tem feito um bom trabalho quanto ao iPad o resto é me indiferente e não gosto pois devido ao preço.
    Para mim seria muito bem vindo um iPad maior pois como sou estudante da me jeito andar de table para não ter cadernos nem portátil e possível poderia ponderar comprar.

  6. Jorge says:

    P: E se a Apple lançar um iPad de 12,9 polegadas híbrido?

    R: O Steve Jobs dá mais meia volta no caixão!! AHAHAHAH!!!

  7. Tiago says:

    não acredito mto nisso ….

  8. DSpinola says:

    Julgo que se enquadra cada vez mais na tendencia de mobilidade + performance + design.
    Para utilizadores Mac OSX pode ser muito interessante se a Apple lancar um modelo hibrido ‘a semelhanca do MS Surface.

  9. António Batista says:

    Se a Apple fizer isso será uma grande evolução e se o preço até nem for demasiado elevado (como os surfaces) tenho a certeza que muita gente vai comprar tal equipamento, porque ter um Macbook Air a correr um sistema operativo produtivo como o OSX e ao mesmo tempo ser leve e com funções touch como o Ipad só trás vantagens para os utilizadores.

    Espero bem que tal aconteça, aliás, eu até acho que essa situação é inevitável porque os híbridos das outras marcas vão tendo cada vez mais capacidade e é uma questão de tempo até termos bons híbridos com preços em conta, logo que a oferta de equipamentos aumente.

    • JJ says:

      “…e se o preço até nem for demasiado elevado (como os surfaces)…” – Acho isso difícil, se nos Surfaces os valores ando a bater nos 1000€… um da Apple de certeza tem um valor semelhante ou superior.

      Basta olhar para o segmente dos telemóveis, que custam em media 2x mais do que os da Nokia aka Microsoft.

    • MM says:

      Um iPad custa quase tanto como um Surface, achas que um iPad Pro custará menos que um Surface?!

      • António Batista says:

        Não sei

        O Surface Pro 3, com processador I5, 8GB de Ram custa 1349,00€, mais o teclado… por isso não sei.

        Mas para mim o mais lógico é implementar um sistema touch no Macbook Air e não o contrário, mas é só a minha opinião e continuo a achar que esta evolução é inevitável ou a Apple vai ficar (mais) atrasada em relação aos outros.

        • MM says:

          A não ser que façam um Macbook Air com o monitor que dê para virar e ficar em modo tablet, ou então não vale a pena.
          Aqueles laptops cujo monitor touch não vira acabam por ser inúteis.

  10. Nuno Vieira says:

    Eu duvido que alguma vez a Apple lance um aparelho com dois SO, porque torna o funcionamento deste mais confuso para as pessoas em geral. Mesmo o Tim já veio falar contra a ideia de o OS X correr no iPad, bem como a ideia de convergência.

    Mas também nunca se sabe. Não era a primeira vez que da Apple sai uma afirmação que depois momentos mais tarde era contradita.

    • JJ says:

      Actualmente eles tem de testar com dois SOs, porque não tem um SO convergente.

      Mas, eles tem de levar em conta que quando a Microsoft anunciou que iria trabalhar na convergência para um SO adaptável a qualquer dispositivo, o mundo das tecnologias ficou bastante agradado.

    • Nunes says:

      Concordo com tudo! Seria muito confuso, basta olhar para o que se tem passado noutras soluções que têm aparecido.

      Não seria a primeira vez que a Apple diz que não lançará determinado produto, mas depois lança. Contudo dois sistemas num aparelho não é convergência… A ser alguma coisa é pura estupidez, é aberrante e completamente contra princípios básicos de interface.
      Convergência seria o mesmo sistema correr qualquer aplicação dos dois sistemas. Eu imagino que a Apple não queira bem isso. O que quer é que seja possível criar aplicações adaptadas a ambos sistemas, com o interface apropriado, sem que sejam necessárias grandes modificações!

  11. Rui C says:

    Lance o que lançar vai vender que nem bolinhos quentes.

  12. Sem saida says:

    A Apple não tem alternativa senão efectuar a convergência dos seus sistemas operativos.

    Vamos assistir dentro em breve ao que a Microsoft fez na Apple. Não têm alternativa e quem fica a ganhar é o consumidor.

    O iPad terá que ter mais capacidade de processamento e memória (4GB mínimo) mas o preço será reajustado e vamos levar uma lambada.

    Como é óbvio tenho um iPad mas já me tinha decidido pelo próximo Surface mas assim vamos ver…. vai depender do preço relativo porque não vou em cantigas.

  13. Tiago Dias says:

    Infelizmente concordo com a maioria dos comentários anteriores. É praticamente impossível isto vir a acontecer, pelo menos nos próximos tempos. Como é possível verificar com o lançamento tardio de iPhones de grandes dimensões, para a Apple apostar num segmento no qual não é “pioneira” são necessários vários anos de vendas com números a comprovar o seu sucesso.
    Apesar de já existirem há um par de anos, os híbridos ainda não conquistaram as massas, na minha opinião porque a componente mobile do ecossistema da Microsoft não está ainda ao nível da concorrência, sendo a loja de aplicações (que tem melhorado substancialmente, justiça seja feita) um exemplo disso. Se tivesse surgido pelas mãos da Apple, acredito que o segmento dos híbridos seria agora um sucesso pois, apesar do OSX não ter uma grande quota de mercado, o iOS compensaria (e bastante) na oferta, e a marca da maçã conta sempre com os seus fiéis discípulos claro. Hoje em dia estaríamos a falar de uma necessidade e não de uma alternativa.
    Um tablet não substitui um portátil, e vice-versa. Cada equipamento tem a sua utilidade. Pode-se discutir se há realmente necessidade de um tablet já que até há 3/4 anos vivíamos bem sem eles, mas a verdade é que, com eles, hoje temos mais liberdade para realizar algumas tarefas do que tínhamos até essa altura. A razão que, na minha opinião, leva a que os híbridos sejam uma boa aposta prende-se no facto de ao longo do dia surgirem momentos em que um dos equipamentos (portátil ou tablet) é mais apropriado do que o outro e, ter de andar a carregar dois equipamentos, se contarmos com o smartphone são três, não é prático. É preciso é ter um bom ecossistema e, se a Microsoft não convenceu com o Windows 8, acredito que com o Windows 9 consiga potenciar mais o “lado tablet” do Surface. Talvez nessa altura o volume de vendas seja o suficiente para convencer a Apple a apostar no segmento e a fazer com que alguns dos seus funcionários tenham de engolir um sapo…

  14. lol says:

    Não acredito que a apple lançe um híbrido isso seria dar um tiro no pé!

  15. Pedro says:

    Ate agora a MS tem insistido nisso com o Win8, 8.1, 10. Sempre causou muita confusao a muita gente. Ate a mim que sinceramente aquele interface (ex)Metro nao me motiva nada…
    Se a Apple lancar um SO que permita uma interacao como o iOS mas com as potencialidades de um OSx vao comecar a dizer que e mais uma revolucao/inovacao…

    Sinceramente nao me atrai a Apple. Confesso que ultimamente nem a MS me atrai muito. Mas ainda nao consigo perceber porque temos um tipo de interacao para sistemas tacteis e outro completamente diferente para sistemas desktop.

    Ja era tempo de termos um SO que permitisse interagir com ele seja de que maneira for. Tactil, por Rato, por Pen, por outro qualquer meio (visual, proximidade, etc).

    Vejamos a nova suit da Adobe por exemplo, que tenciona aproveitar tanto a funcionalidade touch, como incorpora-la com as ja existentes point and click e pen.

    Pode ser que sendo a Apple a lancar a coisa comece a andar nesse sentido. Para mim ja e mais que tempo de termos uma solucao universal para Desktop, Tablet, Phone, Watch, etc… E sim eu sei que a Microsoft publicita que ja faz isso… Pena e que ainda nao se “veja” nada na pratica para alem do Surface…

  16. Sergio J says:

    Fala-se a cada vez mais tempo sobre a fusão do OSX e do iOS. Por debaixo do capô seriam o mesmo sistema operativo. Haveriam era duas API que possibilitariam construção de duas interfaces distintas. Um office poderia ter uma interface tablet para visualizações e outra tradicional para quando logado a uma dock (ou mesmo sem dock). A aplicação seria a mesma mudava a interface.

    Muita gente pode achar isso absurdo, mas olhemos para o WPF no .NET da Microsoft. Nós podemos implementar a aplicação toda independente da interface. A equipa que gere o interface pode ser completamente distinta.

    O que interessa é o core do sistema operativo onde as apps correm ser o mesmo para que as apps não hibridas possam ser desenvolvidas ou para um, ou para outro ou nas hibridas para os dois. Depois é tudo uma questão de interfaces.

    A Microsoft inicialmente pensou num modelo de uma interface única, mas no Windows 10, já vemos as apps Modern a correr em janelas. Ainda temos apps desenvolvidas para cada um dos modelos,mas com so anos por ventura poderá apenas haver um modelo e em que são desenvolvidas a pensar numa interface ou noutra.

    Há mais de 2 anos que tenho vindo aqui a falar sobre esta possibilidade. Na altura falava que se ouvia a Microsoft e a Apple a falar sobre isso, mas não se ouvia falar na Google. Na altura eu conjecturava sobre quem teria vantagem a longo prazo. Entretanto a Google lanço os chrome OS, mas acho que está atrasada relativamente aos concorrentes. Isto baseando apenas nos rumores, porque não sabemos até que ponto são verdadeiros e o que realmente se passa dentro de portas.

    Em 1994, na altura da chegada do Windows 95 lembro-me que já se falava sobre estes modelos hibridos, na altura com a televisão. Esse sempre foi o sonho de fundo: fundir plataformas.

    • Nunes says:

      O OS X e o iOS já são em larga medida convergentes – mesmo kernel, grande partes das APIs iguais, mesmas ferramentas de programação, até no interface já passou a usar a mesma ferramenta. Por isso a diferença é que no caso da Apple isso tem sido gradual e natural, sem pôr em causa o interface dos sistemas nem obrigando os programadores a aprender tudo de novo duma vez

  17. Benchmark do iPhone 6 says:

    Um iPad com iOS junto com OS X é uma ideia completamente disparatada. “Porta-se” o OS X para ARM e está feito – nem há mais qualquer problema com hardware 😉

    Nem percebo as referências nos comentários aos Surfaces. Qual é o híbrido Windows Pro/ Windows RT, ou Windows Pro/ Windows Phone? Houve foi uma grande treta que era tudo a mesma coisa, mas não é.

    Já um iPad (com iOS) e um ecrã maior é natural, desde que haja mercado que o justifique.

    • Nunes says:

      ” “Porta-se” o OS X para ARM e está feito – nem há mais qualquer problema com hardware ”
      Isso tb não é uma boa solução, as aplicações por vários motivos. As aplicações não iriam correr no novo processador, pelo menos não sem emulação ou então com mais trabalho no código e recompilação. Para além disso o OS X não está pensado para interface táctil.

      O iOS já é o OS X “portado” para este tipo de plataforma. A Apple só tem que fazer evoluir o sistema

    • Pedro says:

      Com o lancamento do Windows 10, um dos motes principais da microsoft era mesmo esse. Que indiferentemente do dispositivo que usasses, o SO seria sempre o mesmo.
      Dai a referencia ao Surface, pois foi devido a esse mesmo aparelho que a MS “comecou” a pensar assim.

      • Nelson says:

        A única coisa que reaente continua igual é a marca, porque é um SO completamente diferente, não convencem ninguém…

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        Já disseram isso com o Windows 8 Pro /RT /WP.

        Mesmo saltando o “9” (não têm fezada no 9, por acaso eu tenho) e acabando com um dos “RT/ WP”, ainda ficam com dois, bem distintos 🙂

        Essa coisa do SO ser sempre o mesmo foi uma das maiores tretas do mundo da tecnologia. Bastante infantil, diga-se de passagem. Deve ter sido por causa do “metro”.

  18. censo says:

    Depois não se esquecam de vir para aqui dizer que foi a Apple que inovou no conceito…

  19. MM says:

    E como a Apple se tornou num seguidor de terceiros em 2 anos?! Essa é que é a questão.
    Realmente o mundo da tecnologia muda bastante rápido.

  20. Nelson says:

    Nada impede um Mac de correr aplicações iOS 8, em janelas e tudo…

    Aliás, já correm, se considerarmos o simulador iOS…

    Era uma mais valia, no campo dos jogos.

    Porém, o mercado pede o contrário…

    O mercado também pede, mas é um iPad para educação, mas com teclado… aparentemente a Apple tem perdido muitos contratos devido a não ter um teclado, face aos Chromebooks da Google…

  21. manito says:

    Acho que a evolução da linha ipad passa por um ios hibrido com osx, visto o actual ios para ipads ser identico ao do iphone, nao que isto seja mau mas se fosse mais diferenciado (com um look mais pro) mantendo a compatibilidade app store, apps etc, e com outra facilidade/abertura para o user seria um passo muito positivo para a apple. O steve jobs se fosse vivo, vendo o mercado como está, estaria a magicar/reinventar a roda outra vez…

  22. Rene says:

    Hackintosh ARM !!!!

  23. sakura says:

    Se o surface 3 pode usar o osx, linux, bsd, windows, pq não o ipad?
    basta copiarem o surface…..

  24. sakura says:

    Se o surface 3 pode usar nativanete ou in VM, osx,linux,bsd,windows…. pq ñ o ipad…..
    So tem que o copiar o surface……

  25. LUÍS ÉF says:

    Eu acho que há mercado para tudo, que há gostos para tudo, que há necessidades para tudo:

    Híbrido ou iPad maior.

    Venha o que vier, a Apple já me habituou a produtos e sistemas operativos de qualidade.

    Já andei por “outros mundos” e “abocanhei muitas marcas” mas desde que entrei no mundo iOS e OSX e entrei na “mentalidade” Apple pois dificilmente mudarei para outra coisa, só se surgir qualquer coisa nova que me dei-a ainda mais estabilidade do que a Apple me dá nos meus trabalhos, o que duvido!

    Não foi fácil comprar o meu primeiro produto Apple (iPad 2), já lá vão uns aninhos, ainda me enervei muito, era caro e custou-me bastante, mas afinal chego à conclusão que valeu mesmo a pena.

    Cinceramente, recomendo produtos da Apple, foi um dinheiro bem empregue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.