Quantcast
PplWare Mobile

Tags: supernova

Estrela que vai explodir numa supernova está mais perto da Terra do que se pensava

A gigante Betelgeuse, é uma estrela de brilho variável e é das que se podem ser vistas da Terra. Contudo, esta está destinada a explodir como uma supernova. Os astrónomos descobriram agora que afinal o astro está 25% mais perto de nós, a uma distância de 530 anos-luz.

Esta estrela, que é mil vezes maior que o nosso Sol, irá explodir como uma supernova. Este é um dos mais violentos e espetaculares eventos de todo o Universo.

Imagem da estrela gigante Betelgeuse que estará para explodir numa supernova. A estrela mais próxima da Terra

 


Astrónomos podem ter encontrado estrela de neutrões perdida há décadas

Quando uma estrela morre e se dá uma supernova, é natural que se forme uma estrela de neutrões. Em fevereiro de 1987, os astrónomos assistiram a uma enorme supernova, a cerca de 160 mil anos-luz, a mais próxima da Terra em muitos anos. Contudo, não registaram a formação de nenhuma estrela de neutrões que deveria ter sido deixada como rasto.

Agora, os astrónomos puderam finalmente ver a estrela morta há mais de 30 anos, presente naquilo que resta da supernova de 1987.

Astrónomos podem ter encontrado estrela de neutrões perdida há décadas


Supernova poderá ter deixado poeira radioativa no gelo da Antártida

Cientistas encontraram evidências de poeira produzida por supernovas vizinhas. De acordo com uma nova investigação, esta matéria está escondida debaixo de mil quilos de neve na Antártida. Assim, poderão ser estes indícios que ajudarão os astrónomos a perceber  que o Sol está realmente no meio de uma “Bolha Local”.

Há muitos mistérios por baixo das toneladas de gelo, alguns sinais poderão mostrar a realidade do nosso sistema solar.

Imagem Estação Kohnen que procura poeiras resultantes de uma supernova na Antártida