Quantcast
PplWare Mobile

Tags: descriminação

Google acusada de racismo e sexismo despede outra investigadora da sua equipa de ética de IA

A Google despediu outra investigadora de inteligência artificial, Margaret Mitchell. Esta é mais uma baixa resultante da recente escalada de tensões internas na empresa. Tudo isto começou depois da controversa expulsão de Timnit Gebru, uma funcionária negra de topo que expressava a sua frustração pela diversidade de género no ramo da Inteligência Artificial da Google.

Ao que parece, a empresa não consegue conter o “incêndio” que se espalha na sua equipa de ética de IA.

Ilustração da Google no caso da ética no departamento de inteligência artificial


Amazon cria sistema com IA para contratar funcionários, mas que discrimina as mulheres

A Amazon tem mais de 500 mil funcionários por todo o mundo. O recrutamento obedece a vários critérios. Para auxiliar na contratação de mais funcionários, a empresa de Jeff Bezos construiu em 2014 um sistema baseado em inteligência artificial para contratar funcionários, o problema é que este sistema está a discriminar as mulheres.

O programa concluiu que os homens eram melhores candidatos e a tendência evidenciada mostrava pontuações mais altas na análise dos seus currículos.