PplWare Mobile

Pplware Classics…

Pedro Simões

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

2 Respostas

  1. Botelho says:

    Agora em português de Portugal, por favor!

  2. George Orwell says:

    Bryan Adams, muito embora fosse presente assídua nos tops dos anos oitenta e incontornável nas danceterias de então, não me despertava grande coisa, soava-me sempre com algo “deja vu” e os seus êxitos como “one man hit chewing gums” que se esvaíam após um par de audições.
    Acaso fosse essa a intenção, nunca seria um Bruce Springsteen canadiano revitalizador do rock com o esplendor da cavalgada da Guarda Montada canadiana. A voz também não ajudava muito. Passaria despercebido como mais uma vedeta pop para “teenagers”.

    Até que um dia, ao fazer “zapping” na TV, fiquei estacado em algo, fatalmente fulminado para sempre pelo brilhantismo musical e lírico que tinha acabado de preencher todos os sentidos e que me ia fazendo cair da cadeira. Surpresa! Era mesmo Bryan Adams, porém acompanhado de um génio da guitarra do flamenco Paco de Lucia que na verdade não era Paco nem parco ( em genialidade ) mas era verdadeiramente de Lucia, a sua mãe portuguesa que ele tanto amava ao ponto de ter adoptado o nome da mãe como nome artístico, singularidade esta que não me recordo em mais caso algum.

    Na verdade mãe há só uma e quem não tem mãe não tem nada. Bravo Paco! E feliz a mãe Lúcia que gera um virtuoso da guitarra que faz questão de correr os quatro cantos do mundo com o nome da progenitora natural.

    E o nome da canção não podia ser mais adequado “Have You Ever Really Loved a Woman ?”. Paco só poderia ter a mais perfeita das respostas para dar.
    Ora, esta sublime simbiose entre um canadiano e um guitarrista de flamenco à qual nem faltam castanholas, cantando uma lírica de que respigo ( traduzido em português ):
    “E dar-lhe asas quando ela quiser voar / E quando se vir impotente nos braços dela / Você saberá que realmente ama uma mulher / …. /Você tem de respirá-la, tem de sentir seu gosto Até senti-la em seu sangue / E quando vir seus futuros filhos nos olhos dela / Você saberá que realmente ama uma mulher “.

    Francamente, Bryan Adams ! E se deixasses os adolescentes em paz e fizestes, pelo menos, mais uma destas ?

    PS: A nossa Tonicha, um portento de voz ( bem melhor que a do Adams ) e de figura, infelizmente tão subvalorizada, faria uma versão portuguesa da canção. Desconheço o sucesso que teve. Se não teve, não admira, que não tem Paco para esta canção não tem nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.