Quantcast
PplWare Mobile

STERI+: Esterilizador UV de Escovas de Dentes da Prozis

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Imf says:

    Não confio muito na esterilização por UV, nao é muito eficaz. Muito menos durante um minuto.

    E digo mais, chamar isso esterilização é muitoo rebuscado, para nao dizer completamente falso.

    Isso no máximo retira um bocado de carga microbiana.

    Um desinfectante, que por sua vez é muito mais eficaz ( ex: álcool), não esteriliza.
    Nao é uma luz UV do chino que o vai fazer.
    Mas pronto é o que nos vendem.

  2. Fo says:

    Mais poop vinda da China

  3. Joao Ptt says:

    Mais vale limpar com sabonete líquido a escova antes de a usar, é o que faço.

    O UV também deteriora a escova. E o UV só é eficaz onde incide directamente. E só 1 minuto?? É lâmpada de 25W ou quê?

    Podem fazer é um que utilize ozono, seria eficaz, mas não dispensa que a lavem bem antes de a meter lá.

    • Imf says:

      Eficaz o UV para esterilização????

      Sistemas de UV ( lampada de gás), muito mais complexos e dispendiosos, não são usados para esterilização.

      Quando mais 2 ou 3 leds do chino.

      Isto é gener do ilimitado que afinal nao é ilimitado.
      Isto esteriliza, que afinal não esteriliza!!

      Vergonha pplware, usar o lapiz azul para calar comentários construtivos.
      So para fazer as vontades, ao patrocinador. €€€€€

      Isto ate me provarem com dados reais de testes em meio de cultivo propícios a desenvolvimento de microrganismos, vale 0.
      Que como é óbvio nao os tem, porque taia resultados é impossível de obter.

      So um leico nesta matéria é que acredita nisto.

      Esterilização hoje em dia que eu saiba, é por peróxido, vapor saturado, altas temperaturas (despironizacao), ozono.

  4. HL says:

    Prozis uma loja completamente focada em chinesices. Ai Miguel Milhão, Miguel Milhão.

  5. Pedro Gonçalves says:

    O tempo de incidência para uma lâmpada de LED UVc deste género deve ser de aproximadamente 3 minutos. Mas… para que fique claro para todos, a radiação UVc apenas atua em vírus, bactérias e fungos de forma direta! Ou seja, a menos que o equipamento seja todo revestido por material refletor internamente, ou o emissor incida diretamente na parte a esterilizar, este produto é inútil. Podem aprender mais em http://www.iuva.org que é credível. O melhor equipamento de esterilização através de radiação UVc produzido em Portugal é o PureTower que esteriliza o ar e está instalado em Hospitais de renome. Ninguém melhor que os técnicos que desenvolveram o PureTower para descredibilizar estes equipamentos ridículos que põe em causa uma forma de esterilização com mais de 30 anos em meio Hospitalar.

    • Imf says:

      A serio?? Usam so o UV para esterelizar o ar em meios hospitalares.

      Estranho… pensei que se usavam sempre filtros HEPA, em salas estéreis.
      Ou um conjunto de UV+HEPA

      • Pedro Gonçalves says:

        Usam radiação UVc para esterilizar os equipamentos cirúrgicos em alguns Hospitais. Usam também radiação UVc para esterilizar águas nos reservatórios, em salas de maturação de carne, e mais recentemente para esterilizar o ar que respiramos. Há equipamentos de esterilização de ar através de UVc instalados nos hospitais de Coimbra e da Santa Casa da Misericórdia da Mealhada. Tudo provado cientificamente por laboratórios independentes e com certificados públicos no site http://www.soluv.pt
        A esterilização por UVc é o futuro. Mas não é apenas incidir uma radiação por tempo indeterminado que funciona. Está tudo relacionado com a potência de radiação e o tempo de exposição do vírus/bactéria ou fungo á radiação (a isto se chama dose de radiação).

        • Joao Ptt says:

          UV-C com 190 W de potência acredito que funcione.

          O Airfree, também fabricado em Portugal, que usa placas de cerâmica extremamente quentes também é eficaz para essa finalidade (matar vírus e bactérias), não requer manutenção e qualquer das soluções deles gasta menos electricidade mesmo as versões para uso comercial (entre 33W e os 183W conforme o produto escolhido).

          Mas os filtros HEPA não são dispensáveis em todo o lado, em especial em hospitais, porque poderá ser necessário capturar as partículas no ar e retê-las/ destruí-las… nada impede porém que coloquem os filtros depois das lâmpadas UV-C… mas mais cedo ou mais tarde as lâmpadas ficaram cobertas de lixo e diminui a eficácia a menos que tenham algo que impeça que algo se agarre ou tenha algo que limpe as lâmpadas automaticamente.
          Por tanto o dito Pure Tower pode perfeitamente ter outra versão onde depois das lâmpadas UV-C de 190 W tem filtro HEPA e filtro de carvão activado, e desta forma reduz a probabilidade de acumulação de vírus e bactérias porque são desactivadas antes pelo UV-C, e depois o filtro HEPA captura as partículas no ar como poeiras e outros prejudiciais por exemplo a pessoas com asma, e o filtro de carvão activo (que pode ser opcional) captura certos gazes tóxicos provenientes de tintas de móveis novos, incêndios florestais, alimentos a ser cozinhados, etc.
          E até podem colocar um pré-filtro lavável para tentar apanhar os cabelos e outra sujidade maior. Sim, este pode constituir um perigo para quem o limpa, mas pode ser algo que a pessoa usa ou não conforme a necessidade específica do local… e ajuda a reduzir a necessidade de troca dos filtros HEPA já que não são saturados tão rapidamente e evita ainda que as lâmpadas UV-C se sujem tão rapidamente.
          Ou seja esse “Pure Tower” pode ser melhorado.

      • Carlos Baptista says:

        Filtros HEPA num equipamento de esterilização através de UVc é um erro. Estás a criar uma colonia de bacterias ou virus que quem fizer a manutenção do equipamento fica sujeito a contágio. Se utilizar UVc com a dose correta para eliminar um virus ou bacteria, o uso de filtros HEPA é desnecessário. Caso seja para purificar o ar, um filtro HEPA apenas basta porque se filtra o Ar, então a radiação UVc não vai ter nada para esterilizar.

        • Imf says:

          Carlos vou fazer te de conhecimento de causa, pois também trabalho no ramo.

          E temos ao nosso dispor 24/7 uma equipa de analistas químicos sempre a fazer leitura de dados.

          Nas estrutura mais antiga, que vai ser remodelada em breve ainda se usa luz UV para ” esterilizar ” se é que se pode dizer.
          Passo a citar os passos, o material é sanitizado, depois é posto na camera de UV de 500W 15 min, aplicado sobre o material um poderoso desinfectante (ex:sportklenz RTU).

          Mesmo depois deste processo, o material usado, nao é para fins criticos do processo.
          Basicamente é so usado para canetas, e outro material de apoio.

          Materais críticos sao usados o processo de esterilização por vapor saturado.

          A tecnologia que usamos agora nas novas instalações para esterilização são cameras de peróxido, com tempos de ciclo de 1h. Mesmo assim querem uma sanitazação previa , com resultados positivos por laboratório.

          Depois tanto o ar como os líquidos são esterilizados, por meio de filtros, que no fiz é realizado um teste de integridade.

          Lado bom dos filtros, é que retem os microrganismos, e partículas, que tambem é um factor muito importante e crítico.

          No meio hospitalar é tudo mais soft, afinal os blocos operatórios ( que deve ser a area mais limpa) nao é uma sala esteril nem pouco mais ao menos.
          Mas sim uma area limpa, com uma baixa concentração de microrganismos.

          • Paiva says:

            Sobre este assunto, vejam na Netflix o documentário romeno Collective. Provavelmente o melhor filme que irão ver nos últimos tempos.

  6. xzcv says:

    e que tal colocar as escovas junto a uma janela , exposta ao sol ?! Fácil e barato e resulta ..

    Nao percebo o que esta gente andou a fazer na escola ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.