TG789vac v2: O novo router super rápido da MEO


Destaques PPLWARE

101 Respostas

  1. Pedro C. says:

    txiii isto é um router da década passada….
    fogo….

    • Pedro Pinto says:

      Não me importava de ter este router da década passada. Mas nem isso nos deixam ter. Temos de gramar com o Technicolor TG784n v3.
      Deprimente as velocidades em wifi…

      • Jorge says:

        E então? Nenhum ISP é obrigado a te garantir a velocidade por Wireless.

        Sabes bem disso, quanto eu… Se não sabias, deverias! Hoje em dia só garantem por Cabo alias para isso é que existe Routers a vender, para melhorar a gestão da Internet e para teres uma melhor cobertura e uma melhor tecnologia Wireless.

        Geralmente os operadores só trocam de router quando aparece motivos mais que suficientes para tal, porquê? Porque só compensa quando é necessário mesmo.

        Até hoje foi necessário devido as velocidades Gigabits e a concorrência.
        O ISP só é obrigado a te garantir as velocidades por Cabo ponto final.

        • Pedro Pinto says:

          Ninguém diz que são obrigados a garantir essa velocidade por wireless. Nem escrevi isso.
          Mas como sabes com a norma 5 GHz as velocidades que poderia ter seriam muito mais elevadas do que as atuais.

          E como também sabes, os routers mais antigos vão deixar de ser vendidos. Estes mais novos vão ser disponibilizados a novos clientes mesmo aqueles que pagam menos do que eu por mês. Há justiça nisso?

          Já para não falar de poder ter apenas disponível uma porta gigabyte. Só posso ter um equipamento a 200 megas de velocidade ? Não faz sentido.

    • Jorge says:

      Que decada? Se o antigo router a ser posto era este: http://www.avanzada7.com/en/imagen-producto/3-technicolor-tg784n-v3.jpg com 3 portas 10/100, 1 Porta 10/100/1000

      Não faria sentido por um router gigabit no mercado se não existia velocidades superiores a 500Mbps, agora já existe 200mbps e 1Gbps logo faz todo o sentido.

      • Paulo Brinca says:

        Boa Tarde.

        Para si pode não fazer sentido, mas apenas se não tiver em conta todos os cenários.

        A velocidade dos equipamentos não se prende apenas com o exterior, sendo que no meu caso tenho equipamentos NAS, utilização multimédia em rede, etc… sendo toda a minha infraestrutura centralizada num único local.

        Com o atual router MEO, sou obrigado a utilizar um switch gigabit para que seja possível distribuir rede gigabit por toda a casa.

        Já com este novo router posso dispensar esse mesmo switch, simplificando a minha infraestrutura, reduzindo os custos com equipamentos e consumos de energia.

        • Pedro S. says:

          Se tiveres mais que 4 equipamentos, tens que ter na mesma um switch. 4 portas: um computador, uma box, um nas, uma consola… Mais um e ja foste!! 😉

    • Mota says:

      Passo.
      Routers da MEO é esquecer. Prefiro usar o meu Asus, router da meo só dá problemas e eles sempre a ignorarem.

  2. Fil says:

    será que trocam plo antigo??? 🙂

  3. Freitas says:

    Se for melhor que o anterior, já que só me deu problemas, tive de comprar um outro e problema resolvido, na Meo era mudamos as configurações isto todos os meses, até cansava.

    • Jorge says:

      Mas que problemas? A MEO nem outro ISP garante velocidade por wireless se é isso que te referes!
      Que teimosia das pessoas quererem que os ISPs garantam a velocidade contratada por Wireless.

      Fizeste muito bem em comprar um router, o router que compraste é teu! Não é alugado e podes gerir a Internet muito melhor 😉

      De resto não tem quase nenhum problema os routers antigo apenas tinham uma 1 Gigabit mas com um switcher resolvia-se num instante.

    • Mota says:

      Exatamente como eu!!!

      Wi-fi da net constantemente a cair, eu constantemente a ligar. A solução deles foi “Vamos fazer reset”, depois de o ter avisado várias vezes que o mesmo processo já tinha sido feito por mim, e por outros 3 colegas dele.
      Solução? Comprar um router da asus, desativar o wifi da meo. E agora tá tudo impecável.

      Meo pra mim chega.

  4. António Campos Leal says:

    “De acordo com algumas informações dos nossos leitores, a MEO começou a instalar o novo router Technicolor TG789vac v2 em clientes que subscreveram o recente serviço que permite downloads até 1Gbps e uploads na ordem dos 100 Mbps.”

    Gosto desta.

  5. Mestre says:

    Quem tem fibra 100/100 não pode pedir para trocar por esse router?

    • Jorge says:

      Dificilmente te vão trocar, isto porque se o serviço está a funcionar bem dificilmente te trocam por esse, alem disso a nível de stock ainda existem bem poucos.. Enquanto o antigo ainda existir vão durar alguns anos para aparecer estes novos routers.

      Existir existe, mas o stock não é grande coisa!
      Duvido que te troquem tal como disse, se o serviço funciona normalmente com as velocidades contratadas por Cabo e com uma Placa de Rede Gigabit não há anomalias logo dificlmente te trocam isso!

      Compra um router que é melhor, é teu e geres a Internet muito melhor aconselho
      http://asus-portugal.com/isp-config/ um desses routers, um router teu é teu.. não é alugado.

  6. alix says:

    é possível pedir para substituir para o novo ou em novos contractos?

      • Carlos Barreiro says:

        CONTRACTOS em português de Portugal.

        • ilumi says:

          ‘CONTRACTOS’ EM PORTUGUÊS DE PORTUGAL?! EM QUE SÉCULO?

          • Carlos Barreiro says:

            A maioria dos portugueses recusam escrever nos termos do assordo ilegal. ainda vejo, e bem, em programas que se instalam a opção PT europeu ou PT brasileiro. . .Dupla grafia pelo Acordo Ortográfico de 1990: contrato ou contracto. Até o aborto ortográfico diz que se pode escrever em PT/Pt ou em PT/Br. Isto no século XXI

          • abaptista says:

            CONTRATO,
            segundo o Dicionário Eletrônico Houaiss, «pacto entre duas ou mais pessoas, que se obrigam a cumprir o que foi entre elas combinado sob determinadas condições» e, na área jurídica, «acordo de vontades entre as partes, com o fim de adquirir, resguardar, transferir, modificar, conservar, ou extinguir direitos» ou «documento que ratifica esse acordo».
            CONTRACTO,
            que no Brasil também se escreve “contrato”, significa «que sofreu contracção; contraído», de acordo com o Dicionário da Língua Portuguesa 2003 da Porto Editora.

        • João Lima says:

          Enganaste, com ou sem acordo sempre foi contrato.

          • Carlos Barreiro says:

            Não enganei nada, Esta palavra em bloguesVer mais
            …com ele sobre o meu contracto
            Em sergiopsantos.blogs.sapo.pt
            …novo chefe sobre o meu contracto ..
            Em sergiopsantos.blogs.sapo.pt
            Blogues do SAPO
            Contracto, acordo entre duas partes, . . . Integração faseada, diz o BE
            Precários vão ser integrados nos quadros do Estado
            12 nov, 2016 – 12:43
            A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) disse haver um acordo com o Governo para que em 2017 os precários da administração pública comecem a ter contractos de trabalho efectivos.

            “Encontrámos a fórmula de um acordo de princípio para começar a integrar os precários da função pública e terem contractos de trabalho que correspondem à função que ocupam”, afirmou Catarina Martins.

    • Jorge says:

      Não, e tudo depende do stock não podes obrigar nenhum operador a te colocar X ou Y equipamento indepentedemente se é novo ou não, desde que o serviço não tenha anomalias e tenhas a velocidade por cabo com o contratado, dificilmente te vão fazer isso..

      E acho muito bem, porque razão queres este novo router?

      1. É alugado, não é teu.. Se um dia quiseres usar-lo ou levar-lo para outra casa não podes.
      2. É limitado em termos de Gestão da Internet e Configurações.

      O melhor é sempre comprar um Router e só tens vantagens

      1. É teu, não é alugado.
      2. Consegues gerir melhor a tua Internet.
      3. Configurações Avançadas
      4. Maior cobertura Wireless
      5. É TEU!

      • T says:

        1º Quando tiveres avarias com o serviço a primeira coisa que o ISP vai fazer é mandar-te colocar o deles e se não tiveres azar o teu… (Não é que concorde mas é o que acontece)

        2º Vais gastar uns bons €€€ se fôr um router em condições.

        3º Configurações avançadas só para teres um telefone a funcionar.

        PS: Se mudares de casa pedes novo serviço e a nova operadora dá-te outro. Se fôr a mesma e houver o mesmo serviço também te deixa levar para o novo local.

        • FilipeOS says:

          Não é verdade.

          Tenho vodafone e eles não colocaram o novo router nos meus termos, queriam que pagasse mais e tivesse serviço pior, então comprei um da Asus e instalei tudo OK. Como o router deles ainda lá está e carrega a informação toda etc (apenas nao gere o wifi), ele são obrigados a dar assistencia pois basta apenas removeres o Asus e ligares o ONT no deles…

    • Miguel Sousa says:

      A não ser que tenhas um daqueles pacotes de 60 euros mensais para cima, podes esquecer este router. Mesmo com refidelização, só to instalam se colocares um serviço de 200Mbps para cima e estiver disponível essa velocidade na tua localização. Mesmo que pagues o dos 110 euros mensais que é o de 400Mbps, só te instalam este modelo em caso de nova contratação ou teres um modelo com mais de 4 anos (ou se o teu se avariar por motivos técnicos).

    • Mota says:

      @ALIX

      Claro que não!! O meu anda meio afanado e nunca sequer puseram a questão de o substituir. Eles querem é resets e dinheiro ao fim do mês.
      Compra um router tu, e quando acabares o contrato muda de operadora.

  7. alix says:

    e quantas antenas wifi tem? 1 como o outro? LOL

    • Jorge says:

      Até poderia não ter antenas, o numero de antenas não significa absolutamente nada… O que faz quase todo o trabalho não é as antenas propriamente, essas apenas facilitam e ajudam a ter uma melhor cobertura, quem faz todo o trabalho é o tipo de tecnologia Wifi usada 😉

      • alix says:

        o que tenho actualmente n é grande coisa. já tive quase a pensar em meter um da asus. junto com o outro

      • Técnico Meo says:

        Jorge, permite-me discordar por favor. O elemento radiante para a frequência(s) de rádio em questão será sempre um elemento crucial, em termos de ganho em db, se as mesmas estão ressonantes e se possuem tecnologia de beeming / follow signal ou são omnidirecionais / direcionais. Sem elemento radiante em condições, por muito boa que seja a tecnologia / modulação, o sinal não chega a lado algum. Alias, sem antena ressonante, até podes queimar o emissor com onda estacionária ( swr). Forte abraço

        • int3 says:

          gosto dessa expressão “antena ressonante”. eu uso “antena irradiante” porque irradia energia em forma de ondas eletromagnéticas.
          Eu acho que estás a confundir um circuito ressonante para a onda carrier para modular-la e depois irradiar-la com a antena. 😉

          • Técnico Meo says:

            Boas. A antena terá de ser “ressonante” para a(s) frequência(s) em questão. Ou seja, afinada , ou com o comprimento correcto para o comprimento de onda. A energia irradiada, só sai se a antena estiver calibrada, senão volta para trás a energia e frita o andar final de saída do emissor por efeito de joule (SWR). A antena terá de estar com a mesma impedância do andar final, ou seja, neste caso, os 50 ohm. E ai sim, o circuito estará todo ele ressonante, pois a antena também ele é elemento resistivo. Portanto, não é espetar qualquer antena que isso funciona pois em rádio-frequência a história não é bem assim. Trust me, já tenho uns bons anos da coisa 🙂 Forte abraço mestre int3 🙂

          • int3 says:

            Técnico Meo,
            Sou radio amador já tive que estudar isso tudo. Todo o circuito até antena tem que ser de 50 ohms. Ao contrário das TVs que usam, se não estou em erro, 60 ohms. Até os cabos para as boxes e o “router” da NOS em EuroDOCSIS é de 60ohms.
            Anyway, além de estar calibrada em termos de tamanho (1/4 cump. onda) há vários tipos de irradiar. seja direcional ou omnidirecional. Mas há vários tipos de antenas.

          • Técnico Meo says:

            Operador coaxial é de 75 ohm. TV / satélite também. Num circuito amplificador operacional, com recepção, pré-amplificacao, emissão, tem vários estágios, podes ter steps de alta ou baixa impedância, que não sejam os 50 ohm. Tas enferrujado pá!! Mas a tua informática anda no ponto 🙂 73 Ct7ael

    • Filipe Silva says:

      Estás insatisfeito com as antenas ?
      Arranja o asus RT-AC5300 e o teu rabo apanha também rede WIFI

  8. Miguel says:

    Para quem quiser uma análise “melhorzita” com a interface do router deixo aqui o link:
    http://gigacom.servehttp.com/gct/index.php/2016/11/25/analise-technicolor-tg789vac-v2-meo/

  9. Ângelo says:

    Fiz o upgrade para 200Mbps e puseram-se esse router.

  10. Sergio says:

    A NOS bem que podia investir mais no seu router, mas também estou a 6 meses de terminar o contrato e recentemente começou a passar fibra da vodafone na minha zona, vamos lá ver o que consigo negociar..

    • alix says:

      mas convém ler as letras pequenas. n te esqueças disso

      • Sergio says:

        Sim, estou habituado a lidar com isso.. a minha luta com a NOS é mais no sentido de pagar um pouco menos pelo por parte do serviço ser menos bom, nalguns aspectos. Vai ser difícil mas também caso contrario muda para a vodafone e apesar de baixar num apcote semelhante pelo menos deverei ter qualidade, onde nao tenho na NOS

    • Jorge says:

      Para quem quiser comprar um router para ter melhor ligação Wireless e ter uma melhor gestão da Internet, eu não recomendo os routers das operadoras são limitados em termos de management.

      Recomendo uma vista de olhos, eu pessoalmente prefiro a ASUS pelo seu UI intuitivo e o seu QoS que funciona lindamente!
      http://www.tp-linkportugal.pt/
      http://asus-portugal.com/isp-config/index.html

      Não esquecer que os Routers das operadoras são alugados, e não são propriamente vossos logo compensa o investimento para quem quer as velocidades contratadas por Wireless

      Uma vez que não é garantida as velocidades por wireless, apenas por Cabo!

      • Pedro S. says:

        Querer a velocidade contratada por wireless ainda tem muito que se diga. Quem prima por velocidades contratadas, pings e latências baixas, opta por cabo. Até mesmo nos downloads se sente a diferença por cabo. É preciso ter em conta que a maioria dos dispositivos que temos em casa não dispõem das mais recentes tecnologias wireless, por isso, de que vale um router com wireless ac e dupla frequência quando computadores fixos, portáteis e telemóveis ainda estão na norma g ou n. Meramente publicidade.

  11. C.Silva says:

    Boas pplware, este router ainda não tem entrada “fibra óptica” correcto? Ainda é necessário um dispositivo aparte para converter em cabo de rede a entrada wan.

  12. David Guerreiro says:

    O Wireless AC pode ser melhor nas interferências, mas perde muito mais sinal com obstáculos no meio do que nos 2.4Ghz.

    • mylittlelife says:

      Tu referes-te à banda de 5 Ghz (que nao é devida à norma “AC”) vs. 2.4 GHz.

      Óbvio que quanto maior a frequência mais sensibilidade à distância e obstáculos mas também obtens velocidades muitíssimo superiores. Assim podes meter os aparelhos lentos (smartphones, tablet) na banda de 2.4 Ghz e tens alcance, e podes ligar os rápidos (PCs, Consolas, box Streaming) na banda de 5 Ghz.

      Agora mete lá a aparelhada toda lá de casa a comer dos 2.4 GHz e vês a Boa (coff coff) Performance que tem 🙂

      Eu no meu routerzeco da TP-Link de 75€ consigo na banda de 5 GHz a 5m de distância do router cerca de 20 MB/s por WIFI com alguns obstáculos lá pelo meio (PC);

  13. Silvia says:

    Eu tenho Nos, e não tenho sinal Wi-Fi nos quartos! O que sugerem.?

  14. Fantasma says:

    É uma pena que os routers dos operadores na tenham gestão de VPNs. Presumo que este novo da MEO padeça do mesmo.

  15. Gonçalo Nuno Lopes Mendes says:

    Por estar com problemas há cerca de 3 semanas e por conselho de um técnico da MEO pedi para me instalarem um destes.
    Posso testemunhar que tenho uma velocidade de wi-fi de 219 Mbps tendo eu um serviço de 200 Mbps subscrito.
    Melhorou e muito o serviço cá em casa.

    • mylittlelife says:

      Se tens um servico de 200-200 (bidireccional) esses “WIFI 219 Mbps” sao insuficientes já que isso é a velocidade medida num sentido e entre apenas 2 aparelhos.

      Se tiveres a fazer download de ficheiros a 200, upload para a cloud doutros ficheiros a 200 e ainda tiveres um outro aparelho a comunicar com o router (um PC para um NAS por ex.) entao esse sinal wifi vai ser claramente insuficiente.

      Estes router sao ainda somente para um uso muito caseirinho, quem tem vários aparelhos e utiliza Streaming, backup para NAS etc estes router sao super limitados e limitam a experiência.

    • Nuno Santos says:

      Boas que tipo de problemas?!?!?!!É que eu tenho pings de 30 por cabo e quando ligo de repente fica com ping de 4 a 8 e passado uns dias volta ao mesmo

    • Pedro S. says:

      A grandeza da velocidade de wireless não é a mesma que a velocidade de internet de chegada ao router!!! Não confundir MB/s com Mb/s!!!

      • Az8teiro says:

        O que tu referes é a escala, porque a grandeza é a mesma. Estás a comparar metros com centímetros! É a mesma unidade, mesma grandeza muda a escala.

  16. Jose says:

    Tenho este router há cerca de 2 semansa e com as televisões em HD tenho 200 MB de download e 100 de upload. Tem dois sinais de wi-fi coom duas frequências diferentes. Estou muito satisfeito.

  17. Fernando says:

    Atenção: A palavra “Contacto” não mudou com o acordo ortográfico. “Contracto” não existe, nem em PT/PT ou PT/BR

  18. Pedro Pinto says:

    Alguém consegue arranjar as configurações para MEO deste router? Acho que consigo comprar um vindo de fora do país.

  19. Tiago Batista says:

    Podiam ter aproveitado esta para juntar o router com o ont, mas não, dois monos, um para cada coisa…

  20. vitor oliveira says:

    Eu não preciso,pois como vivo a 13 Km de Mafra tenho net a 10 megas. Quando tiver hipótese,despacho a pior operadora do mercado(Meo).

  21. Tiago Vilhena says:

    Eh tenho net 200/100 e consegui que me instalassem esse router. Aproveitei o fato do aumento de tarifas que ocorreu e “deram-me” 200mbps de download e o novo router e posso conferir que é bem melhor em tudo.

  22. Filipe V says:

    os routers fornecidos pelo operador servem apenas para a Box, para todo o resto o melhor mesmo é usar um outro router dedicado, mesmo sendo uma unidade de baixo custo é sempre melhor que a fornecida.

  23. Ricardo Abranches says:

    Presumo que continue a não ter DMZ nem a hipotse de colocar uma porta em modo Bridge.
    Já o da vodafone também não tem modo bridge mas tem DMZ o que possibilita a criação de VPNs do tipo LAN to LAN.

  24. Gonçalo says:

    De que vale o 1Gbps se a maior parte dos pc’s domésticos têm placas que apenas trabalham a 100mbps?

  25. joão says:

    o router continua a ter portas e utilizadores acessíveis por fora e com a mesma senha para todos? então esqueçam. nem vale a pena. ainda por cima, nem deixam configurar os utilizadores aceder a todas as configurações do router.

  26. Pedro Neves says:

    Ligar este router a uma Xbox One de forma estável é quase impossível.

    O NAT raramente funciona correctamente.

  27. Luis Caldas says:

    Alguem sabe se este router se consegue configurar o WOL pelo mesmo processo do anterior. Pela arplist etc etc?

  28. Luis Caldas says:

    Deixo para quem tiver interessado.
    Copiei de um post anterior com algumas alterações. E funciona neste router novo da MEO
    username: sumeo
    password: bfd,10ng

    •Entrar no cmd;
    •Escrever: “telnet 192.168.1.254?
    •Escrever nome de utilizador e password
    •Escrever: “ip”
    •Escrever: “arplist”

    Ver qual o computador que se quer usar o WOL e com os parâmetros deste executar o seguinte:
    “arpdelete” intf=LocalNetwork” ip=“192.168.x.xxx” hwaddr=“xx:xx:xx:xx:xx:xx”
    Isto permite apagar a entrada dinâmica (atenção que isto deve ser feito num computador diferente do que quer usar o WOL pois ao apagar a entrada ele não criá-la novamente. Caso não tenha outro computador deverá usar no momento que faz este processo um IP diferente do que vai usar depois.)

    De seguida, adicionar a entrada estática:
    “arpadd” intf=LocalNetwork” ip=“192.168.x.xxx” hwaddr=“xx:xx:xx:xx:xx:xx”

  29. Hitardo says:

    Cautela nas afirmações.
    A Norma Wifi do IEEE com melhor alcance é a 802.11g, oferecendo melhor propagação de onda, quer em locais livres, quer em locais bloqueados por paredes.

    Mas, para as necessidades atuais, os 54Mbps de limite teórico para esta Norma são insuficientes.
    A Norma 802.11n oferece melhor velocidade, mantendo um alcance satisfatório.

    Mas – indo contra o que é afirmado no artigo, destacando o último parágrafo – o Wifi 5.xGHz (5.0 ou 5.8) não oferece melhor alcance! Porque esse é atingido nos 2,4GHz.
    O que a tecnologia mais recente oferece é:
    1) Maior largura de banda (300, 600, 1000 e 1300Mbps);
    2) Menor congestionamento nos canais, porque:
    a. Estão fora das frequências altamente populosas (a adicionar o Bluetooth, os micro-ondas, etc…);
    b. Ainda há poucos equipamentos a suportarem esta tecnologia.
    3) Maior espaçamento entre os canais, limitando as interferências (mas com amplitudes de 80MHz, tal volta a acontecer.

    Pessoalmente tenho equipamentos com a Norma 802.11ac há muito tempo, desde o meu antigo smartphone LG G2, aos meus dois routers TP-Link Archer D5 e Xiaomi Mi Wifi (R1D, com HDD de 1TB).
    E, sinceramente, acho que muitas pessoas sentirão reais benefícios com este router.

    Mas não porque tem esta Norma!
    Mas sim porque os routers anteriores não só tinham fraco Wifi, como possuíam SoCs fracos que não conseguiam dar resposta a 6 equipamentos ligados e a requererem largura de banda ao mesmo tempo.
    Este router será capaz de o fazer, uma vez que o seu SoC foi concebido para “elevado” desempenho.

    Considero, ainda assim, que os routers em que investi o meu dinheiro são melhores e oferecem melhores resultados do que este.
    O router da operadora só está instalado porque tem o ONT embutido.

    • Pedro Pinto says:

      Boas Hitardo
      Reli várias vezes o teu comentário e fui espreitar no texto onde estava a dizer que com 5Ghz se conseguia um melhor alcance.
      Pelo que deduzo é a esta frase “O novo router da MEO vem “competir” com o Smart Router da Vodafone que também já traz suporte para última geração do Wi-fi (802.11ac), o que significa que é 4X mais rápido e tem um maior alcance, comparativamente a equipamentos com a norma n.” O que aí se quer dizer é o equipamento, no seu todo, garante um maior alcance comparativamente aos antecessores que apenas tinham norma n. Estes novos routers continuam a suportar as normas antigas.

      A nossa explicação

      Qual a diferença entre 2,4 GHz e 5 GHz?

      Falar em redes wireless é sinónimo de falar na norma IEEE 802.11. O IEEE 802.11 é uma especificação standard para as redes sem fios (WLAN, wireless local Area Network) que define um conjunto de protocolos. As normas mais usadas actualmente são o 802.11a, que permite uma taxa de transmissão de 54 Mbps e usa frequências na ordem dos 5 GHz, o 802.11g que funciona na banda dos 2.4 Ghz e permite taxas de transferência de rede na ordem dos 54 Mbps, o 802.11n que funciona nos 2.4 Ghz e 5 Ghz e permite taxas de transmissão entre os 300 Mbps e 600Mbps e, mais recentemente, o 802.11ac que funciona na gama dos 5 Ghz e permite, neste momento, taxas de transmissão na ordem dos 3.6 Gbps.

      A frequência dos 2,4 GHz é muito “congestionada” ! Hoje em dia, dentro da nossa casa, existem outros dispositivos que operam na banda de 2,4 GHz como, por exemplo, o micro-ondas, sistemas de alarme, sensores, etc, que podem interferir com a nossa rede wireless. Além disso, o espaço coberto pela nossa rede wireless é muita das vezes “inundado” por outras outras redes wireless (redes dos vizinhos) que operam exactamente na mesma frequência (mesmo canal).

      A gama de 5GHz, como não é muito utilizada, é menos susceptível a interferências, não havendo assim degradação de sinal. Além disso, usando as tecnologias adequadas, é possível ter um maior throughput em redes que operam nos 5 Ghz.

      Mas nem tudo são vantagens… pois quanto maior a frequência wireless, menor é o raio de cobertura. Além disso, as altas frequências têm um nível de penetração inferior em objectos e superfícies sólidas. Para ultrapassar tais desvantagens, existe actualmente o standard 802.11ac que recorre a técnicas de beamforming e a outras para que exista uma melhor penetração de sinal em determinados materiais de construção.

      • Hitardo says:

        Sim, refiro-me a esse excerto:
        “já traz suporte para última geração do Wi-fi (802.11ac), o que significa que é 4X mais rápido e tem um maior alcance”.
        É dito que, como suporta esta última geração, se traduzirá numa velocidade 4x mais rápida e maior alcance.

        A velocidade é mais rápida, sim.
        Mas o alcance não é maior!

        As restantes afirmações do seu comentário estão corretas.

        Mas acrescento ainda:
        Esta – IEEE 802.11ac – não é a mais recente Norma de Wifi, uma vez que o 802.11ad está ao virar da esquina e o MU-MIMO ainda nem começou a ser banal.
        Porque o MU-MIMO, na minha opinião, é que irá melhorar definitivamente a experiência do utilizador, quando junto com uma maior transmissão de dados.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.