PplWare Mobile

Porque é que o nosso router tem o endereço 192.168.0.1?


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

39 Respostas

  1. nf76 says:

    Excelente artigo!

  2. eu says:

    Um dos melhores artigos ate hoje .
    Parabens !
    Mais artigos assim

  3. Asdrubal says:

    Sempre bom estes artigos. 😉

  4. André Fontes says:

    Tirando a parte do 192.168.0.1 que é apenas um exemplo, nada tem a ver com uma boa prática e muitos routers já trazem outros endereços diferentes (exemplo Vodafone e NOS com 192.168.1.1) tudo ok, acho que a base do artigo não se deve centrar no endereço de IP… O Pedro Pinto é o lipex? xD Este sim http://tutorial-info-dica.blogspot.pt/2010/02/inforedes-slash-24-24-ou-2552552550.html

  5. Cortano says:

    Qual a maior diferença entre 192 (mais usada em redes privadas) e 172 (mais usada em redes empresariais)?
    Existe alguma vantagem de uma em relação à outra para além do número de ligações que permitem?

    • Pedro Pinto says:

      Não existe qualquer diferença, é uma escolha natural quando se usa endereçamento privado

      Os intervalos de endereços privados são:

      de 10.0.0.0 a 10.255.255.255 (10.0.0.0 /8)
      de 172.16.0.0 a 172.31.255.255 (172.16.0.0 /12)
      de 192.168.0.0 a 192.168.255.255 (192.168.0.0 /16)

      • The Onee says:

        Nunca percebi o que significa /8, /12, /16, /24 etc… importas-te de explicar?

        • Nuno Pereira says:

          Ora deixa tentar.
          Essas são máscaras CIDR, que permitem simplificar a apresentação. Historicamente havia 3 tamanhos de rede /8, /16 e /24, e com estas máscaras é possível definir redes intermédias sem fazer tantas contas.
          O número corresponde à quantidade de bits para a rede. Ora, como um IP tem 32 bits, por exemplo, uma rede /24 corresponde aos 3 primeiros octetos à rede, com máscara 255.255.255.0.
          É possível haver redes com máscara CIDR entre /1 e /32, embora na prática só sejam usadas redes entre /8 e /32, e o mais comum é serem entre /24 e /32, exceto a /31 (como o primeiro endereço nessa rede é a rede e o último é para broadcast, não sobram IPs para endereçar máquinas uma vez que essa máquina só permite 2 IPs).

          Mais informações é procurar no Google por CIDR.

          Alguma dúvida?

  6. J. Frazão says:

    Bem esgalhado.
    Parabéns

  7. Rui RM says:

    “A maioria dos endereços IP são públicos” — of course not 😀 a grande maioria são privados.. evidentemente 😉

  8. Allez says:

    Bom artigo, obrigado.

  9. cat says:

    O artigo é interessante mas acho que valia a pena fazer mais umas perguntas interessantes relacionadas com o título.

    Em primeiro lugar a classe C começa em 192.0.0.0 . Porquê o x.168.x.x ?

    Em segundo lugar, porquê 192.168.1.0/24 e não 10.0.0.0/8 ? ;)))

    Vá ! Tudo de volta do RFC1918 😉

    • Rui RM says:

      Eu por acaso prefiro (e uso sempre em casa) 10.0.0.0 … (/24 claro 😀 não tenho assim tantos devices em casa) e sempre gostei mais de .254 para o router/gateway.

  10. Crono says:

    No ipv4 exite varias gamas de para privado militar ,publico…
    Mas a gama de ips publicos no ipv4 , estão superlotadas daí que foi criado o ipv6,
    para que todos IPS fossem possível ter IPS públicos .
    O router e o responsável controlar os IPS públicos dos IPS privados ,como também ipv4 podem trabalhar em cima do ipv6.

  11. M.Manuelito says:

    Excelente artigo, muito bem explicado!

  12. Zé Silva says:

    Por acaso considero o artigo mau. Não ensina em condições. Não está errado mas está mal explicado. Só quem já tem conhecimentos profundos é que percebe alguma coisa. Nunca explica o porquê do 192 nem do 168 … Não explica o que é uma máscara de rede. Não é pedagógico e mistura coisas.

  13. aiaiw10m says:

    E como posso ter na mesma rede várias gamas em conjunto ? Por ex. ter uma rede dedicada publica, outra para as camaras ip’s, outra interna mas aceder ás mesmas no mesmo computador ? Porque se colocar um computador numa gama não consigo aceder a outra ?

    • Miguel says:

      Uma maneira tem a ver em como usas as máscaras. A típica 255.255.255.0 deixa-te aceder a todos os ips em 192.168.0.x (dando o exemplo do ip deste artigo). Se usares 255.255.0.0, consegues aceder a todos dentro de 192.168.x.x . Outra maneira é configurando uma routing table.

  14. Hefesto,o Grande says:

    Excelente artigo,como sempre,Pedro Pinto.Só queria falar de um à parte,para o bem de todos.Quem puder faça o favor de pedir para activar o protocolo IPV6 junto do vosso operador de telecomunicações.Visto ser a versão mais actual do protocolo de internet ele anda a par com o actual IPV4,o qual no futuro irá substituir.Já agora menciono o artigo de 1 de Novembro de 2014,que o Pedro Pinto também publicou aqui no Pplware que tem a ver com este assunto—»(https://pplware.sapo.pt/microsoft/windows/ipv6-quais-os-tipos-de-enderecos/).Estamos sempre a aprender.Um abraço. 🙂

  15. José Moura says:

    Como Pedro disse e bem, cada casa, edifício público, etc tem um IP que liga ao exterior como diz no artigo é o que nos paga os neste caso à nos, Vodafone etc boa temos um IP público com acesso à net esse sim único que nos define Co o o nosso número de BI. Dentro da nossa casinha queresmos brincar aos jogiinhos no telemóvel, no PC, no relógio e cada IP nesse dispositivo será privado da nossa rede porque é privado. Nat faz a tradução para o nosso IP único de acesso ao exterior via DHCP. Não complicar mais.

  16. Sonicreducer says:

    Muito bem explicado , simples é claro 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.

Blogs do Ano - Nomeado Inovação e Tecnologia