Quantcast
PplWare Mobile

Dica – Desactivar gestor de actualizações ao iniciar

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pplware


  1. Pessoalmente não me irrita, e até costumo arrancá-lo eu com regularidade (para ver se existem actualizações no chromium), mas aí está uma boa dica 🙂

  2. Pedro Pinto says:

    Por acaso nunca investiguei, mas tal opção deveria existir para bloquear tudo o que é actualizações e neste caso refiro-me a um sistema Windows. Para que usa PEN-USB para aceder a web, com tráfego limitado, não dá muito jeito que silenciosamente as aplicações “busquem” actualizações. O Acrobat reader/writer é um exemplo…é claro que podemos configurar para que tal não aconteça

    Bom artigo

  3. sight says:

    a mim nao me chateia nada lol, e ha outra maneira de se fazer isto.
    vai se a Fontes de Aplicações->Actualizações->Actualizações Automáticas->Procurar Actualizações e basta tirar o check 😉

  4. lipex says:

    finalmente. já estava a dar em doido com aquelas mensagens.
    Obrigado pela dica.

  5. Rodas says:

    Mais uma boa dica, cinco estrelas.
    Mais uma vez tenho agradecer a esta equipa
    excelente,que não tem parado de nos presentear todos os dias.
    Tenho dizer na minha humildade,Obrigado.

  6. isDias says:

    Nem uma linha de comandos? Mais elementar não há?

    Discordo completamente. Então Alt+F2 e escrever gconf-que-nao-lembra-ao-diabo não é linha de comandos?

    As actualizações automáticas no Ubuntu podem
    simplesmente ser desligadas:

    Sistema > Preferencias > Aplicativos de Sessão

    • Rui Oliveira says:

      Enganaste-te! Não não é linha de comandos. Quando executas o comando aparece-te alguma linha de comandos? Não porque é um programa com uma interface gráfica, apenas escondido nos menús do ubuntu. A consola nem sequer é para aqui chamada.

      Aliás já que sabes o outro método mais convencional de poder realizar isto, também deverias saber que o editor de configurações (o tal gconf-que-nao-lembra-ao-diabo) também pode ser tornado visível nos menus do ubuntu através do editor de menus (alacarte) que este trás.

      Esta é uma funcionalidade escondida tal como o msconfig e outras “n” funcionalidades o são em Windows.

      Por isso neste ponto, não percebo a tua crítica sobre a dificuldade do procedimento que apresento.

      Sim o outro processo é mais fácil, mas este tem a vantagem de os leitores ficarem a conhecer uma ferramenta útil na configuração de propriedades escondidas do GNOME.

      De qualquer forma ambas funcionam, por isso não percebo o alarido!

      • isDias says:

        Tens toda a razão!

        O Post está excelente é só que me salta a tampa quando vejo tentativas de simplificação da vida dos utilizadores do Linux. Para mim, se querem a vida “simplificada” fiquem-se pelo windows, não se metam no linux.

        Ou então, se querem aprender qualquer coisa, então não há que ter medo em fazer as coisa pela linha de comandos.

        A linha de comandos é nossa amiga…

        Já agora, daqui a muitos dias quando precisarem de usar estas dicas e já não se lembrarem de qual era aquele comando que “não lembra ao diago”, abram a consola e escrevam gc + TAB.

        [b]g[/b] de GONOME (é dificil de esquecer porque é o ambiente que estão a usar)
        [b]c[/b] é inicial de configuração

        e depois carreguem em [b]TAB[/b]… surpresa. Tem uma lista dos executáveis disponíveis.

  7. Navyseal says:

    off-topic: já experimentaram o wattOS? Uma distro baseada no ubuntu mas para pc’s antigos, muito boa!

  8. Porcão says:

    Uhm… Não.
    Eu uso o Ubuntu 9.04 e nunca me apareceu o gestor.
    Aliás, acabei de instalar uma instância em máquina virtual e continua a estar desactivada por omissão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.