PplWare Mobile

Dica: Troque o endereço IP por um nome


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. El Kabong says:

    Mais um bocadinho e podia-se ter abordado os dynamic DNS’s.

    Mas melhor que a dica em si, é a explicação simplificada do que é o DNS.

    Bom artigo.

  2. Bruno Jacob says:

    As vezes tento explicar o DNS a pessoas com menos conhecimentos de informática e não sei a forma de o fazer forma simples, esta comparação com a agenda de um telemóvel esta genial.

    Muito bom artigo

  3. MrTEK says:

    Parabéns,

    Muito bem explicado.

  4. Bruno Silva says:

    Apesar de se realçar a vontade de explicar o DNS (um serviço que se pode tornar literalmente um bicho de 7 cabeças) de uma forma simples, não sei até que ponto esta implementação pode ser util…

    É que em qualquer uma das casas agora temos um router ADSL a fazer DHCP e DNS, o que irá permitir sempre que se faça “ping host” o nome seja traduzido e resposta obtida…

    Mas tal como disse há que dar o merito pela iniciativa tomada, talvez um proximo artigo fale nos DynDNS

  5. Nuno Amaral says:

    Muito bom este artigo.
    http://www.cidadeviseu.com

  6. c.p says:

    mais um pouco e ja so se dao dicas pra win7. nada pra xp nem vista.

  7. ZéM says:

    Boa Explicação.

    Cpts.

  8. BM says:

    Para quem não sabe onde se encontra o ficheiro Hosts nos restantes SO’s:

    Windows 95 – C:windows
    Windows 98 – C:\windows
    Windows Me – C:\windows
    Windows 2000 – C:windows\system32\drivers\etc
    Windows XP – C:\windows\system32\drivers\etc
    Windows NT – C:\winnt\system32\drivers\etc
    Windows Vista – C:\windows\system32\drivers\etc

  9. FReis says:

    E porque não uma explicaçãozita de como o windows 7 vê uma impressora que está a ser partilhada na rede por XP já dei voltas a foruns mas sem conclusão aparente :\

  10. Filipe Silva says:

    Já agora em Ubuntu:

    /etc/hosts

    Para editar o ficheiro pela consola basta escrever por exemplo:

    gedit /etc/hosts

    • Vinnys says:

      Viva!

      Pessoalmente do pouco que conheço prefiro o editor nano que funciona dentro da consola, basta o nano “/etc/hosts”.

      O nano exibe num género de rodapé as combinações de códigos para gravar, procurar, entre outros, para mim muito mais intuitivo que o vi ou vim dentro da consola.

      P.S. não descuremos que o gedit em janela (estilo notepad no windows) provávelmente muito mais intuitivo que um editor “on console”.

      Foi só dar a opinião.
      Boas Informatiquices 😀

      P.S.2. eu tendo uma instalação xampp e tendo um website lá, posso criar um “nome” para o site de maneira que ele seja acedido através da net? Obrigado 😉

      • Filipe Silva says:

        Espero não dizer nenhuma barbaridade mas aqui vai:
        Pelo que eu percebi, esta técnica só funciona localmente. Um exemplo simples é que uma das associações predefinidas no ficheiro host do ubuntu é o endereço ip 127.0.0.1 que corresponde ao nome ‘localhost’. Este ip por defeito refere-se à máquina em que o utilizador está a trabalhar, e o nome ‘localhost’ é apenas um atalho de forma a que seja possível ao utilizador abrir um browser e escrever “localhost:(porta a que quer aceder)” em vez de escrever o ip por extenso.

        Com isto quero dizer que qualquer nome que se associe a um endereço ip através desta técnica só funcionará na máquina em que essa técnica foi aplicada. Para que o nome que atribuires ao teu site seja reconhecido por todas as máquinas ligadas à internet, como acontece com o link do pplware, terás que registar a correspondência entre “ip” e “nome” num dos servidores DNS globais (como isso se faz eu já não sei).

        Do que eu me lembro das minhas aulas de redes, existem uns tantos servidores DNS principais (tipo 10). Esses servidores recebem pedidos (enviados pelos nossos pc’s de cada vez que tentamos aceder a um site) e fazem o reencaminhamento do pedido para uma ‘segunda linha’ de servidores DNS tendo por base o sufixo do nome (tipo .org ou .pt). Essa ‘segunda linha’ de servidores irá fazer a triagem tendo por base o termo do meio (no caso do endereço http://www.pplware.pt esse termo do meio será ‘pplware’) e consoante essa triagem irá reencaminhar para uma ‘terceira linha’ de servidores DNS que, por sua vez, fará uma triagem pelo prefixo (o prefixo mais comum é ‘www’ mas também se encontram prefixos diferentes) que, tendo por base esta última triagem pelo prefixo, irá reencaminhar para uma quarta linha de servidores DNS que, essa sim, fará corresponder o nome a um IP.

        Não asseguro que o que afirmei esteja 100% correcto e espero não ter sido demasiado confuso.

  11. Claudio says:

    Este artigo é uma treta

  12. reimor says:

    boa tarde
    acho que chegou a altura ideal para perguntar a quem sabe:
    existirá alguma forma de contronar o problema de quando se vai fazer algum download como no rapidshare o servidor recusar devido ao registo do ip?
    quando a clix me fornecia o serviço de internet bastava desligar o router,agora com a vodafone o ip é sempre o mesmo ou quase e por veses para fazer 2 downloads num servidor como o rapishare é preciso esperar varias horas,é lamentavel..
    se alguem tiver dicas por favor deixe a informação.
    o meu obrigado desde já.

  13. Di says:

    pessoal eu sou novo nestas cenas de DNS e tal, apenas uso o IP para fazer Lan’s de CS e mais nada, podem me dizer se ao dar esse nome como ratix ao meu ip, posso ir ao IE e escrever o nome ratix e aparece lá as cenas partilhadas do pc???

    (eu acho que não pork é localHost então só dará na rede domestica)

    respondam por favor 🙂

    Bom post Pedro Pinto 😉

  14. Israel Demetrios Diacov says:

    Olá, eu administro várias redes locais em empresas aqui no brasil, umas com dns e outras sem.
    Para essa dica funcionar em todos os PCs de uma rede local, devemos copiar o arquivo/ficheiro alterado para todos os pcs da rede alguns clientes meus usam isso, mas só vale a pena em uma rede com 10 computadores ou menos, mais que isso dá muito trabalho.

  15. a friend® says:

    Já agora para quem quiser em MAC.

    Terminal:
    sudo nano /etc/hosts

    Password admnistrativa.

    Editar, depois “CTRL+X” para fechar e salvar.

  16. wilson carone says:

    olá, o que preciso, para voces, é simples.
    como atribuir nome a um IP, no winserver, um nome, para acesso remoto?
    ex: IP 000x000x0x00 – usar o nome substituto para acesso remoto
    grato

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.