Quantcast
PplWare Mobile

Dica: É possível ter o Menu Iniciar mais tradicional no Windows 11! Saiba como

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Jorge says:

    Quando tiver o Windows 11, é logo à primeira configuração que vou fazer, colocar o menu Iniciar no seu devido lugar!

  2. LA says:

    Há coisas que são tradicionais e que assim se devem manter. Uma delas é a posição, do menu iniciar.

  3. Tadeu says:

    Sinceramente não entendo o que a Microsoft fez! O Menu Iniciar é um ponto usado com demasiada frequência para se tornar um alvo móvel no interface. É das coisas mais básicas em termos de design de interface, colocar este tipo de elementos num ponto fixo de acesso rápido, capaz de criar memória muscular.

  4. Pedro Fernandes says:

    Já algum tempo que não tento, mas recordo que o Windows o “Menu” propriamente a “Barra” permitia rodar no ecrã, cheguei a ter o Menu no Topo à esquerda mas quanto ao centro é uma imitação à Apple, só não é igual porque a barra é contínua caso contrário……

  5. V says:

    Tudo o que disseram anteriormente é vdd, mas dá ideia que querem dar um ar de “MacOS” , mas gostos não se discutem!

    • Pedro says:

      Foi a primeira coisa que me ocorreu quando vi o novo menu. Eu sou macOS team + iOS e iPad OS mas o novo windows no geral parece-me muito bem!

  6. PAULO SILVA says:

    Eu por acaso gosto e acho muito prática a nova localização e organização.
    Além de mais bonita também.
    Como eu não uso quase o menu iniciar, acho esta interface mais prática, tipo mac osx – uma interface que acho muito evoluída, e que se a Microsoft copiou o fez para melhor.
    Eu uso tanto mac como windows, e como uso muito a linha de comandos e spotlight/search nos sistemas operativos, acho muito bem conseguido este novo modelo.
    Mas são opiniões, já que eu não ando sempre a andar no menu iniciar…

  7. João says:

    Já testei uma taskbar centrada no Linux (openSUSE+KDE Plasma) e NÃO Obrigado!

    1-janelas sem nomes (só icon) é um verdadeiro pesadelo para quem se quer mexer rapidamente em termos de trabalho
    2-menu centrado varia a posição consoante a quantidade de janelas abertas, ou seja: quanto mais janelas abertas, mais a esquerda fica. é “psicologicamente” horrível não ter um ponto exacto de referencia onde está um menu tão importante.

    Já tinha testado isto numa simulação (tb em KDE) do ambiente de macOS e é igualmente um problema.

    Os únicos que, em termos de menu, ainda tem alguma logica e acertaram na sua colocação foi os do GNOME… mas, mais uma vez, o menu tem uma localização fixa num canto especifico, como o Plasma…

    isto lembra-me a velha máxima:
    If it ain’t broken… DON’T FIX IT!

  8. Indignado says:

    Ora cá está uma boa noticia, mas melhor que esta e algo que duvide volte a aparecer era a possibilidade do menu clássico algo simples e sem floreados.

  9. Discover says:

    Muito giro.
    Mas abrir várias páginas da NET com o mesmo ícone, não dá para alterar…. palhaçada.

  10. DR says:

    A Microsoft, podia ter essa opção, mas só que como predefinição e de fábrica mantinha-se à esquerda, e para quem quisesse podia depois metee no centro nas configurações…

  11. Jakuti says:

    Também dá para colocar mais pequeno e maior. Por enquanto é preciso alterar um valor atraves do regedit. Mas se permitem é porque vem ai forma user friendly de o fazer

  12. Algo says:

    Funcionalidade bem quê. Eu no Windows 10 centro os atalhos da barra iniciar ao criar uma pasta vazia com a barra desbloqueada, arrasto a pasta para o lado esquerdo dentro da própria barra (próximo do botão iniciar), ajustar os limites para posicionar os atalhos a gosto, e bloquear a barra outra vez.

  13. piodowpay says:

    Desde que a aberração que a Microsoft fez com o Windows 8 não se repita nunca mais, ela pode botar o Menu aonde ela quiser _só não o remova mais do sistema!

    • LA says:

      Isto já não é um menu, é mais uma barra de atalhos.

      • piodowpay says:

        Apesar de não contar mais com o dsign de “lista” _havendo somente ícones_ continua sendo bom e velho Menu Iniciar, e, nada como aquela tela inial bizarra do 8.

        • LA says:

          O menu tipo lista será sempre mais prático, principalmente quando existem agrupamentos / pastas dentro do mesmo.

          • piodowpay says:

            Pelo menos ficou melhor sem aquelas live tiles que ninguém fazia questão de ter, que, na verdade, só veio a ter uma estética digna na versão 20H1, quando removeram aquelas cores sólidas do Windows 8.

  14. LA says:

    Já o menu, deixou de ser menu. Agora é uma barra de atalhos, que de nada server, visto que a tendência é para os mesmos ficarem fixados, na barra de tarefas. As recomendações desta barra de atalhos, também não entendo. Espero que as mesmas dêem para remover. A Microsoft ainda não percebeu que isto não é util, nos PC’s. Um menu será sempre, necessário num SO, para PC’s, porque a pesquisa ajuda, mas não é o ideal.

    • PAULO SILVA says:

      Desculpe-me, mas já usou o novo interface?? é que esta lá dentro o que precisa! apenas arrumado no topo!
      O menu completo poucas pessoas usam, pois quem é produtivo ou tem atalhos ou se organiza de outra maneira.

      • LA says:

        Paulo Silva, ainda não usei, mas para mim, um menu será sempre, um menu tipo lista. Os atalhos que usamos com mais frequência, não necessitam ficar, no menu. Basta colocarem os atalhos, na barra de tarefas, que são mais rápidos de aceder. Pelo que vi o menu do Windows 10 é melhor que este. Como é que este novo menu lida com os agrupamentos / pastas?

        • PAULO SILVA says:

          Aconselho a experimentar de mente aberta, e vai ver que é mais produtivo.
          Tem lá o menu completo, mas e preciso dar dois clicks de rato para o ativar.
          Embora penso que vai ter alguma opção para o configurar direto.
          Mas como eu utilizo é mais prático assim. que o digam os que usam o mac osx.
          Experimente e vai ver que é prático.

          • k says:

            Para ser sincero, até o que não me ajuda mesmo, e já é assim no windows 10, é o facto do menu iniciar não mostrar tudo de uma vez, o que te obriga a perder tempo a fazer scroll no menu para encontrares o que queres.
            Pior, mesmo que uses a opção “full screen” do start menu AINDA tens que fazer scroll para ver tudo. Conseguiram gastar mais espaço do que antes e fazer menos com ele.

            O menu iniciar do windows 7/classic shell aproveita mais e melhor o ecrã, usa colunas bem dimensionadas para te mostrar o conteúdo todo ao mesmo tempo. Não é mais confuso porque continua a ser ordenado alfabeticamente.

            Menos clicks, mais rápido para encontrar o que quero. É a minha maior queixa.
            O 11 mostra o conteúdo/programas todo de uma vez ou é preciso andar a fazer scroll? Não me refiro aos “atalhos” que ficam pinned, (quando quiser atalhos não é para o menu iniciar que vão) refiro-me às “all apps”. Se isto não mudou, então eles podem por o eyecandy todo que eles quiserem e moverem as coisas para onde eles quiserem, continua uma mer€%a porque não é prático.

        • adbu says:

          Sem testar é fácil dizer mal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.