PplWare Mobile

Como partilhar o áudio do seu iPhone com dois pares de AirPods no iOS 13


Autor: Vítor M.


  1. Eduardo says:

    Isto funciona exclusivamente com AirPods ou funciona também com outros dispositivos Bluetooth?
    Parece ser uma funcionalidade relativamente trivial, mas até hoje apenas a Samsung suporta.

  2. Ricardo says:

    A Apple está a tornar o iOS num sistema sem paralelo. Quem usa iOS ou macOS ou iPadOS tem funcionalidades fantásticas.

    • Filipe F. says:

      O que viste de novidade aqui? Se conheceres a concorrência talvez percebes que o maior problema do iOS é a falta de funcionalidades e simplicidade que a concorrência já oferece

      • Vítor M. says:

        Há várias novidades que funcionam tal e qual como se esperam no iOS, já não acontece o mesmo no Android de smartphone para smartphone. O emparelhar dois auscultadores sem fios é uma dessas funcionalidades, não consegues isso no mundo android de forma transversal. Depois, outra novidade é a facilidade com que se gere vários outros sistemas operativos, como o watchOS ou o tvOS, não tens isso no Android, nem para lá caminha.

        Além disso, tens agora uma maior condutividade entre os vários dispositivos Apple, o que não tens no Android de maneira nenhuma. Mais que isso tens qualidade, por exemplo, num sistema operativo para iPad, o iPadOS, coisa que não fazes ideia do que seja.

        Essa harmonia em todo o ecossistema, que parece ser o que o Ricardo falou, não tens no Android, nem que tu queiras muito.

        Mesmo no que toca a novas funcionalidades básicas, como o copiar, o colar são coisas de gestos que aparecem mais e melhores no iOS, basta ver a forma como o iOS permite interagir com o iPhone ou iPad. Melhorou ainda mais na versão 13. Tu não sabes o que isso é, não tens dessa forma tão homogénea.

        Portanto, além de outras grandes novidades, há pequenas que fazem todo o sentido e que não tens no Android e muitas outras tens nuns dispositivos com Android e não tens noutros com a mesma versão do Android e do mesmo ano 😉

        Não é ele que não conhece, és tu que desconhece completamente o ecossistema.

        O Android é bom, sem dúvidas, mas a sua forma está na forma de caber em muitos equipamentos, nem sempre com elegância, nem sempre com usabilidade e quase sempre com debilidades, basta ver, por exemplo, o Android usado nos Samsung têm uma capa por cima, com versões da Samsung que duplicam o que a Google carrega. Quem d iz a Samsung diz todas as outras marcas que “escondem” o Android com “capinhas decorativas”.

        Portanto, simplicidade não é sinónimo de Android, nem que te pintes de roxo 😉

        Aceita-se que algumas funcionalidades apareceram primeiro no Android (se bem que antes de aparecerem no Android já existiam no mundo cydia) e que isso “obrigou” a Apple a fazer mais, mas também fez melhor, basta ver, por exemplo, o Apple Watch.

        Além de tudo isto, está a segurança, ainda não há qualquer coisa que se aproxime do Face ID passados estes anos todos, depois da Apple lançar a sua tecnologia. Nem uma marca ainda conseguiu algo tão seguro. Já para não falar no investimento cada vez maior na área financeira, onde a Apple domina com a maior base de dados do mundo de cartões de crédito e, agora, com um sistema novo de cartões (outra novidade que vai marcar o mercado).

        A App Store está mais interessante, muito mais atraente que do Android, isso não tens acesso, não sabes, mas está. Contudo, a Apple foi buscar uma boa funcionalidade ao Android, o atualizar as apps automaticamente… ó espera, no Android não é nada assim 😀 é apenas parecido 😀

        Fora isso, ainda há coisa no Android melhores, poucas, mas há. E ainda há muito para fazer na Apple, por exemplo, os Mapas, estão melhores, bem melhores, mas ainda não estão ao nível dos da Google. Embora que ao emparelhar o Apple Watch com o iPhone usando o Mapas, dá uma usabilidade que não existe no Android. São uns pontos a favor.

        Depois a questão do AirPlay 2 é brutal. O AirPrint é brutal e no Android, mesmo havendo algo parececido, é muito diferente no que toca a usabilidade. Funciona melhor no ecossistema Apple.

        vais dizer “aaa mas é só dentro do ecossistema Apple”. Pois é, mas é onde todas as marcas querem chegar e não conseguem. Ter ecossistema… a Google tentou, comprou até a Motorola e falhou. A Microsoft até comprou a área mobile da Nokia e falhou. A Samsung já tem desde há muitos anos o Tizen, colocou nos smartwatches e smarttvs… mas falhou nos smartphones. O que faz é uma capa por cima do Android da Google.

        A Huawei vai tentar, a OnePlus vai tentar e a Xiaomi vai tentar. Mas têm de deitar fora o Android e aí… já não podes dizer nada… e descia-se que nem eles.

        Portanto, tu é que não estás a ver a realidade dos factos. Android é bom, muito bom, mas é da Google 😉 e a Google pouco tem de hardware e o que tem não cria conceito.

        Abraço Filipe.

        • Filipe F. says:

          Obrigado pela resposta. Sim é verdade, há marcas que não têm as funcionalidades que outras oferecem no mundo Android ou seja como dizes e bem, dentro do mundo Android, uma Samsung oferece muito mais funcionalidades no sistema do que uma Wiko por exemplo. Isso sem dúvida que concordo contigo, se bem que jamais iriamos comparar as funcionalidades de um iPhone com um Wiko. Acho que és da opinião que se é para comparar que seja com os rivais da mesma gama.

          Uma coisa que te pergunto em tom de brincadeira é: já consigo dentro da App da Camera mudar a resolução de video com 1 ou 2 cliques ou ainda preciso de sair da app, ir às definições de telemovel, navegar por mais 2 menus para fazer algo simples e que devia ser direto? Porque isto para mim era e é um exemplo de como o iOS é complicado em muita coisa, e não me digas que uma pessoa querer alterar entre filmar em 4K60 ou preferir FHD60 consoante as situações é algo anormal pois para mim é mais normal isto do que querer meter o flash em manual ou automático.
          Curiosamente muita gente nem sabe que não está a filmar na melhor qualidade do iPhone por omissão porque nem sabe que dá para alterar essa definição.

          Voltando ao que achei interessante comentar… As apps no Android atualizam automáticamente. Não percebi o que querias dizer com a ironia mas basta ligar o wifi e a magia acontece, certamente como no iOS.
          Concordo também que ecosistema será dificil alguma marca chegar aos pés da Apple, porque são muitos anos e é um sistema muito controlado e fechado.
          Todas têm os seus fortes mas muitos que usavam iPhone como tu e decidiram mudar para Android para um topo de gama, semanas depois dizerm que o pior do iPhone acaba por ser o iOS por tão limitado e tão pouco personalizavel. Isto é o que dizem testemunhos que podes ver por diversos canais, de pessoas que defendiam tanto ou mais a Apple do que tu. Às vezes é preciso experimentar 2 ou 3 semanas e não 1 dia, e atenção, falo da era atual porque ha 3 ou 4 anos o Android era francamente menos agradável que o iOS. Claro que quem quer o básico e que funcione bem, isso o iPhone chega. Não é a melhor camera, nao é o melhor ecrã, em autonomia nem perto, em design nada de especial, em som é mau, mas no geral tudo o que faz, faz bem e fluido, é verdade e acaba por ser um produto equilibrado no seu todo apesar do preço.

          Por ultimo, sei que não vais perceber o que vou dizer agora, mas há coisa melhor que ter um telemóvel em que consegues ver a imagem de fundo porque não está coberta com icones gigantes que nem podemos personalizar? Há coisa melhor que poder ter um ecra incial personalizado so com o que queremos, mais limpo, sem parecer um menu que o torna igual a qualquer iPhone? Melhor ainda, há coisa melhor que podermos personalizar um produto de 800 ou 1000 euros ao nosso gosto e sabermos que é mesmo um produto pessoal em que o utilizador faz dele o que quer, e não está a usar algo cuja personalização mal existe?

          Acho que era interessante pegares por muito que custasse num OP7Pro, num P30Pro ou num S10 durante 1 mes, e dificilmente olharias para o iOS da mesma forma. Porque quem o faz fica estranhamente encantado. Claro que o ecossitema apple será imbativel, a simplicidade com que tudo se interliga, isso sem duvida, mas quando se compra algo somos donos e não apenas utilizadores.

          Abraço Vitor

          • Vítor M. says:

            Boa conversa. Então vamos lá trocar umas ideias boas.

            Claro que não vou comparar um iPhone a um Wiko (é impossível), mas podes comprar um Samsung a um Wiko, por exemplo.

            No que toca à resolução da câmara de vídeo, coisa que não faz sentido estar sempre a mudar, esta na app nativa é alterada dentro das definições, são efetivamente 4 cliques. Mas eu coloquei a minha resolução em 4K e nunca mais a alterei desde há algum tempo. Além do mais, a Apple permite que os developers criem apps para esta funcionalidade. Mas repara, a app Câmara no iOS só por si é mais simples, não tem as complicações e funcionalidades inúteis que tem a do Android. Já para não falar nos efeitos reiais, sem “magia” de software no tratamento das imagens (coisa que praticamente todos os Android fazem, em vez de mostrar a realidade às pessoas).

            O fundo coberto de imagens é para ser simples lá ir. Tu dás “uma no cravo e outra na ferradura” 😀 . De uma maneira queres dar mais cliques, para trabalhar no que faz falta, que é o acesso rápido às apps, queres ter dentro de pastinhas, dentro de grupos e afins. No iOs podes ter pastas de dois níveis e os ícones diretos. Logo, não há mais simples que ter tudo ali à mão. Mesmo ao sistema da Central de Controlo é muito mais simples e organizado que no Android (mas foi o Android que obrigou a Apple a criar esta espaço, diga-se em abono da verdade).

            Então agora, com o iOS 13, ainda mais simples e organizado se torna. Repara bem nisto: eu tenho uma rede WiFi gravada no meu iPhone, se a minha esposa abrir a mesma rede e for pedida a password, eu dou acesso direto 😉 sem que ela tenha de colocar a pass. Tudo via iCloud. Tu onde tens isso no Android? Não há.

            E mais, imagina que quero partilhar algo (fotos, vídeo, documentos, tec,…) com um iPhone que está por perto, uso o AirDrop, mas faço isso com o iPhone, iPad ou Macs. Posso fazer com quem tenho na lista de contactos ou não. Já para não falar na facilidade de abrir as redes disponíveis, que com dois cliques fazes isso no iOS, já no Android… não fazes. Isso no ecrã principal via 3D Touch.

            Quem diz isso diz dezenas de funcionalidades que tornam as funções mais correntes numa grande simplicidade. Depois aquela coisa que é copiar um link ou um texto no iPhone e colar no mac… ou vice-versa. Depois, além disto, todo um mundo de aplicações que a Apple tem que só está disponível para a Apple, por exemplo o Encontrar, que foi copiado nos outros sistemas, mas mesmo assim não tem nada a ver com o da Apple.

            Além disso, já que falas, tu em poucos dias ou poucas horas, sabes onde fica quase tudo no iOS, dado que a pesquisa funciona muito bem e em todo o lado, tens o Menu Acessibilidade que é super completo e um grupo de ferramentas sem paralelo nos outros dispositivos. Além disso, raramente tens mais de 3 folhas de menus no iOS, já no Android, facilmente todas têm mais de 3 folhas.

            Além disso tudo… e muito mais, no iOS tenho o melhor da Google, da Microsoft e da Apple, coisa que no Android não é de todo assim 😉 portanto, quem tem um iPhone, iPad ou macOS (ou todos) tem o melhor de todos os mundos.

            Não tenho dúvidas que os Android estão cada vez melhores, mas são mais complexos, menos intuitivos, com um look cada vez mais infantil e com uma durabilidade menor (no que toca a 85% dos equipamentos no mercado). Isso faz que quem tem um Android pode ser algo muito bom, mas no ano seguinte, ou dois anos depois, tem algo mediano e quase sem mercado de usados. O mercado dos recondicionados funciona à custa dos iPhones 😉 a título de exemplo. Mas há mais.

            Agora imagina usares um ecossistema com iOS, watchOS, audioOS, macOS, tvOS e iPadOS… imagina teres depois o sistema Homekit a funcionar… é fantástico acredita. Não consegues este nível de interação no mundo Android, porque são todos filhos de pais diferentes. Por muito que o Android seja poderoso, que o é (por isso precisa de 6GB de REM para funcionar) ainda está anos atrás do conceito Apple. Mas é tentacular, é barato, acessível num nível profissional tal como é um Windows num segmento de computadores (em grosso modo). Mas não é elegante, não é fluído nem prático como o iOS, principalmente a viver num ecossistema.

            Por fim, marcas como a Huawei, Xiaomi, Samsung… têm equipamentos fantásticos e são eles que têm obrigado a Apple a fazer mais, a sair da sua área de conforto. O que é bom para os utilizadores Apple, mas não têm sistema operativo deles que as pessoas gostem e por isso dificilmente conseguirão bater a Apple nos próximos 10 a 20 anos. Tu não querias um SO incompleto, com falta de apps 😉

            PS: haverei de trazer as novidades todas e explicadas para veres o quanto o iOS 13 é simples, completo e elegante.

            Abraço.

      • Ricardo says:

        Concordo com ambos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.