Quantcast
PplWare Mobile

Tags: inteligência artificial

Cientistas estão a capacitar a IA para imaginar coisas que nunca viu

Atualmente, a Inteligência Artificial (IA) já é utilizada em muitos campos, para os mais variados fins. Aliás, esta capacidade tem revelado ser muito útil, embora também dotada de um tanto de perigosidade. No entanto, não possui, ainda, uma capacidade inerente aos humanos: imaginação.

Então, é dessa falha que os cientistas estão a tratar.

IA


Tesla revela o seu novo supercomputador destinado à Inteligência Artificial

Além de um grande aficionado pela mobilidade elétrica e pela sustentabilidade, Elon Musk é também um assumido apaixonado pela tecnologia. Nesse sentido, e porque a Tesla não são apenas carros e baterias, a empresa revelou o seu novo supercomputador de Inteligência Artificial.

A nova máquina será parente do próximo, e há muito prometido, supercomputador Dojo da Tesla.

Supercomputador da Tesla


Inteligência Artificial poderá ser a solução para o carregamento de milhões de elétricos

Um dos desafios que ainda se impõe à adoção integral de carros elétricos é a forma de carregamento. Ou seja, para já, é insustentável pensar em estações de carregamento preparadas para carregar toda uma frota de veículos.

Ora, a solução poderá estar num sistema de Inteligência Artificial.

Carregamento de elétricos


Intel desenvolve uma mochila para ajudar os cegos a caminhar com segurança pelas cidades

Há um empenho crescente no mercado no que toca a produtos tecnológicos dedicados às pessoas com alguma deficiência. Já vimos a Google e a Apple, por exemplo, com novidades nesta área, e agora a Intel quer também mostrar um produto inovador. A empresa americana apresentou esta semana uma mochila equipada com inteligência artificial ativada por voz.

Conforme podemos ver no vídeo de explicação, esta tecnologia é capaz de ajudar deficientes visuais a identificar obstáculos e situações normais que qualquer pessoa enfrenta fora de portas.

Imagem de mochila com tecnologia Intel para IA ajudar os cegos


NVIDIA e Harvard usam Inteligência Artificial para análises de genoma rápidas e baratas

Direcionar a tecnologia para a medicina permite que ela, de braço dado com a ciência, melhore significativamente o modo de atuação em alguns campos. Conforme temos visto, nos últimos anos têm acontecido vários avanços tecnológicos que representam claras vantagens na saúde e na melhoria da qualidade de vida das pessoas, especialmente envolvendo Inteligência Artificial (IA). Então, investigadores de Harvard e da NVIDIA perceberam que utilizar IA torna a análise do genoma mais rápida e mais barata.

A união destas investigações poderá trazer, em breve, tecnologias de deteção precoce de doenças atualmente críticas para a humanidade.

Ilustração de Inteligência Artificial para análises ao genoma humano