Utilizadores estão a abandonar as novas aplicações móveis


Destaques PPLWARE

48 Respostas

  1. Ze says:

    É normal. As aplicações estão cada vez mais gordas no que toca a ocupar espaço, e muito gulosas em relação a RAM e bateria, pelo que as pessoas cada vez mais se focam no essencial e aceder por browser o que for possível.

    • Marco B. says:

      E saturação do mercado.

      • Jonas3 says:

        Que saturação? Existem biliões de websites que nunca na vida os iras conhecer e nunca ouvi falar na saturação de websites.
        Ze, nada a ver com o tamanho das apps… tem mais a ver com a preguiça das pessoas. Se já estão contentes com o que tem não vão procurar coisas novas por vontade própria. O pokemon go ocupava imenso, consumia bateria como nenhuma outra e não foi por isso que foi o sucesso que foi…
        Escolha versões web em relação a apps nativas? Tens noção que 90% das apps não existe em forma de website certo? Ou o teu mundo resume.se ao facebook e mais uma ou outra app?

        • PMS says:

          há necessidade de se ser desagradável?

        • Roberta says:

          Lamento informar-te mas no meu caso não instalo mais apps e mantenho-me no que já tenho porque o espaço em disco é muito pouco para andar a instalar e experimentar mil e uma coisas. E tenho um telefone com 16 gigas. Não tem absolutamente nada mas nada a ver com a preguiça.

          • Mr.T says:

            Se por acaso tiveres um android com micro-sd, podes sempre colocar um cartão de memoria, e podes até torna-lo como parte da memoria interna… (dependendo da versão do Android).

          • Jonas3 says:

            Tens noção que maiorias dos smartphones vens com mínimo de 32 e 64gb mais cartões certo? O motivo de espaço é cada vez mais uma menor desculpa. Tenho 64gb no iPad e está com 34gb ocupado de apps. No telefone tenho um blackberry que para trabalhar já vem com todas as apps necessárias, mesmo que precisasse posso meter cartões até 200gb.

        • Carlos V says:

          Se nao existem em formato web, azar delas. É o mercado a equilibrar-se. Se posso usar um website, pq é q vou instalar uma app que tb exige net. Chama-se lean thinking e é o combate ao desperdicio. Se um website faz o mesmo, a respetiva app é desperdicio.

          • Ivo says:

            Não é bem assim. Pode fazer o mesmo, mas a forma como o faz é diferente. Apps desenvolvidas em código nativo tem uma performance muito superior um website a correr dentro de um browser. O que signifca que ao usar um browser está a gastar mais recursos do que a app, logo mais desperdicio.

    • RuiTo says:

      Cada vez mais os sistemas operativos trazem de base aquilo que precisamos que antes ear só através de apps. Há também a tendência dos sites estarem cada vez mais optimizados para o mobile, o que dispensa a instalação de apps

  2. Andre says:

    E vai cair mais. A maior parte vem inundada de propaganda de todo tipo sem contar anuncios que se abrem na tela do aparelho. E pior por muitos que se torna obrigado a atualizar o app pra continuar a usar.
    Cada vez pior.

    • André says:

      Os programadores não põem o pão na mesa com o “obrigado” dos utilizadores.

      • AS says:

        Sim, podem conter publicidade…mas não ao ponto de tornar a aplicação inutilizável. Já entrei numas quantas, que aos primeiros 3 anúncios seguidos, sem poder utilizar qualquer função da app, nem tento mais – devolvo-a logo ao seu criador.

        • André says:

          Claro que não podemos entrar no exagero. Mas um banner no fim da aplicação ou um pequeno vídeo publicitário não faz mal a ninguém. Se querem remover todas essas publicidades, paguem.
          Agora se entrarem no exagero com diversos popups, também sou o primeiro a desinstalar a aplicação.

        • Jonas3 says:

          Tá porque normalmente a versão paga custa 1 euros e preferes ir a um bar dar 10 euros por um gin, mas gastar 1 euro numa app que demorou meses a desenvolver é demais…enfim cada um tem o que merece

      • Mr.T says:

        Ora aqui está um tema interessante para ser debatido, quem sabe num artigo do pplware…? Diferentes formas de monetização!

        • André says:

          Penso que isso vai partir sempre da originalidade de cada um. Imagina que eu tenho uma forma excelente de ganhar dinheiro com aplicações. Digo-te como é que podes fazer para também ganhares muito dinheiro, tu contas a mais amigos teus que por sua vez também vão contar a outros e passado uns tempos já ninguém ganha dinheiro com esse método porque deixou de ter valor.

  3. rxl says:

    E a oportunidade perfeita para o windows Mobile! agarrem as top 20 apps de cada setor e basta! 😀
    agora a serio, finalmente as pessoas estão a perceber que ha montes de apps parecidas e muitas são inúteis.
    Para mim no dia a dia basta as meia dúzia top de app de conversação , net banking e outra dúzia mais.

    • Jonas3 says:

      Deixa lá o Windows em paz. Nem a Microsoft acredita mais no sistema deles…só mesmo tu é mais uns quantos…há o d. Sebastiao um dia de nevoeiro aparece…

    • Miguel Nóbrega says:

      Não é a variedade que importa..
      No meu caso (não me castiguem pelo que vou dizer) quando tinha android já não experimentava muitas Apps, troquei para Windows 10 e só me faltou uma ou duas aplicações, uma de financas e outra de notícias, de resto está tudo lá.. E como não sou muito de experimentar Apps não sinto a falta usando WM10

      • Anibal Ferreira says:

        Concordo e subscrevo

      • jonas4 says:

        tens toda a razão não é a variedade mas sim a qualidade…devias ter experimentado o BB10 quando era rei e senhor. WM10 nunca curti..não vai ser agora que vou curtir mesmo que tivesse 100000x mais apps que o Android. Alias em Mobile SOs o meu ranking é: BB10>IOS>Android>WM10. Isto pela produtividade/facilidade de utilizacao.

      • Ricardo Raimundo says:

        @Miguel Nóbrega:
        Experimenta o Toshl Finance.
        Ainda não atualizaram para a versão 2.0 mas está para breve e podes entretanto usar a versão antiga que continua a ser excelente.

    • Caetano says:

      Concordo e mais, acredito no w10.

      • Paulo Salsinha says:

        Ninguem acredita no w10m…quota mercado inferior a 1%..n tem googlemaps, snapchat, dropbox, googlephotos, meomusic, meodrive etc..nem apps de bancos..e uma nulidade

        • gentleman says:

          Tem dropbox, meo drive, meo music e algumas apps de bancos (eu uso o caixa direta). Tem apps nao oficiais que permitem usar o google maps e tem alternativas ao google photos. A unica que nao tem é o Snapchat (*cough investimento da google) mas tem Instagram que faz o mesmo. Nao falem se nao sabem 😉

          • Richardi says:

            onde está o meodrive para w10m? Instagram faz o mesmo que o snapchat? Eu uso lumia 950 mas o que dizes é simplesmente mentira..por haver users como tu que que este SO nao ganha mais respeito

          • gentleman says:

            Oops enganei me no meo drive, mas mesmo assim existem alternativas. Vais dizer que o objetivo do Snapchat nao e publicar msg que se eliminam em 24 horas? O Instagram faz o mesmo no Instagram stories. É mais por causa de users como tu que existe o preconceito que wm nao tem apps.

          • José says:

            Não tem Meodrive mas tem outras melhores se tem Wm10 sabe disso! Quanto ao resto, não uso redes sociais no telefone, não tenho nem quero snapchat, há imensas alternativas a tudo, ninguém morre por não haver uma específica. Quanto ao resto faço tudo e mais alguma coisa tenho 240 aplicações no meu telefone, não chegam? E mais, algumas são descritas como não existindo para WM10 , mas existem uma delas é o Soundhound, que uso imensas vezes, porque é a melhor a pesquisar música clássica! Por vezes basta pesquisar mais um pouco, por que das essenciais são poucas as que não existem. Há sim um enorme desleixo de certas instituições portuguesas! Se vir as americanas eles têm tudo relativo às suas empresas principais. Por cá é que se gosta muito de impor aos outros que alguém entende ser bom, tiques e fruto de ditaduras caquécticas.

        • Paulo Jorge says:

          Mas porquê o “ninguem acredita no W10M”, mesmo com quota inferior a 1% nem todos têm de seguir o rebanho de IOS/ANDROID…
          Haja mercado para todos.

          • Richardi says:

            Infelizmente o problema das apps mantem-se mas é um excelente SO..para quem faz chamadas e sms serve perfeitamente!

          • José says:

            Richardi eu uso WM10 e não faço “apenas chamadas” garanto-lhe!

          • Richardi says:

            Garanto lhe que não faz nem metade com o lumia do que vejo pessoal a fazer no iphone

          • José says:

            Richadi, também tenho Iphone! O 6S! E praticamente o que ali faço é o que faço também no Lumia! Não temos todos,que gostar do mesmo nem ser “obrigados” a sim só porque sim! Tenho apps preferidas e não tenho necessidade em variar. Já estão escolhidas há muito!

        • Pedro Barros says:

          LOL, lá vem mais um com a treta da quota de mercado… Oh amigo, eu continuaria a utilizar o Win10 nem que fosse o unico no planeta a utiliza-lo. Gosto do SO e chega para o que eu preciso, e tudo o resto é ruido…

  4. Jose says:

    Aplicações que comecam a pedir dados pessoais. Aplicacies que omecam logo com publicidades que i sistem em não desaparecer do ecran. As em que se desactiva as notificações e no outro dia elas estao de novo activadas. Realmente só para quem não tem nada que fazer durante o dia. Eu preciso de trabalhar…

  5. Smartuser says:

    Se quero ler notícias, vou ao site; se quero ver o tempo, vou ao site; se quero consultar a Wikipédia, vou ao site; se preciso de traduzir, vou ao site; se quero dar uma olhada no Twitter, vou ao site; se quero saber as últimas do Reddit, vou ao site, etc, etc, etc. Em vez de ter centenas de apps, tenho um browser.

  6. stealth says:

    ha gostos para tudo… ou podes usar o que precisas, que e o k as pessoas estao a fazer depois do hype inicial.. eu faço isso no telemovel e no pc… se estao contente com uma app para que mudar? hoje em dia e so apps com notificaçoes de treta e call home features por isso mais vale manter o que se tem e funciona

  7. Joao Guerreiro says:

    Uma grande parte das apps são intrusivas no que toca a publicidade, e o que é de mais não presta. Isso para não falar nos jogos freemium… Todos muito bons e viciantes até chegar o ponto em que ou se paga aquilo a preço de ouro ou se desiste completamente.

    • Mr.T says:

      Há formas de contornar a publicidade abusiva e intrusiva. Quanto aos jogos freemium, sinceramente, se gostas realmente do jogo ou app ao ponto em que te sentes obrigado a comprar algo para poderes evoluir ou desbloquear uma funcionalidade, então se calhar é porque vale a pena para ti, pagar por isso. E repara que na grande maioria, os pagamentos não são nada do outro mundo. Na maioria das vezes o valor é inferior a 1 maço de tabaco (que apenas dura 1 ou 2 dias), outras tantas vezes custa o preço de um café ou de uma imperial, com a diferença de que nestes casos ficas com acesso ao jogo/app e respectivas funcionalidades para sempre (enquanto tiveres tua conta de email activa).

  8. luis says:

    Hoje em dia muitas da aplicações são cópias umas das outras, e aposto que sem qualquer menção ao desenvolvedor original. Ou então aquelas de “guia para …….”. Claro que o número de aplicações cresce cada vez mais. Hoje em dia qualquer totó sem a mínima noção de engenharia de software nem de como fazer programação em condições consegue fazer uma app e pô-la online (e haver um maluquinho que a compre, mesmo sendo a coisa mais inútil que lá esteja). E entrevistarem apenas 1000 num “universo” de milhões, é uma amostra quase insignificante para o resultado final. Mas neste caso dá para perceber a ideia visto que se regista na maioria. Por exemplo, no meu caso, tirando facebook, email e meteorologia vou sempre aos respetivos sites. Para aquele senhor ali em cima que diz que 90% das apps não existe “em site”, existe sim tudo e mais alguma coisa em sites, mesmo em versão mobile (claro, com exceção da maioria dos jogos, mas não me estou a referir a essas apps que isso nem uso). Para quê estar a ocupar espaço e ram com uma aplicação quando se pode fazer o mesmo no browser? Já para não falar da publicidade muito intrusiva. Chegado a ter, o ideal para não afugentar logo as pessoas é apenas aquela barrinha no fundo do ecrã e que não é impeditiva ao uso da app, seja em que altura for.

  9. pilantra_patife says:

    fácil de perceber: antes todos procuravam apps que ainda não existiam ou pelo menos acabavam por instalar algo que fizesse parecido ao que queriam. Hoje como há tudo e mais alguma coisa, as pessoas ficam-se pelo que é mais utilizado pois deve ser melhor..

  10. Simão says:

    “Meia duzia” de apps chegam e sobram.
    Há quem queira apps para tudo; depois é instalar, desinstalar, experimentar e deitar fora etc…….

    Uso algumas apps e o browser.
    quando chego a casa o PC também tem que ser utilizado.
    Telefone usa-se fora de casa.

  11. Alfredo says:

    No meu caso só preciso do browser e de uma ou duas aplicações de notícias.

    O resto ponho de parte… Nem apps do Facebook nem Messenger eu tenho no meu smartphone.

  12. androidx says:

    bem é verdade há uns anos quando o android era novidade, testava tudo o que era aplicações, hoje em dia já não, alem da base android e das aplicações pré-defenidas que eu fazendo root acabo por remover as que não me interessam para nada e só estão a consumir recursos desnecessariamente , instalo apenas as app’s que necessito e mais nada e chegam muito… isto no smartphone…

    no tablet é que eventualmente a situação é idêntica, mas ai quando necessário testo app’s para algo que preciso fora isso também pouco mais faço…

  13. Torres says:

    Antes era novidade, as pessoas viam os poucos que usavam o Facebook pelo seu smartphone e queiram fazer o mesmo… Quem diz o Facebook diz milhares de outras aplicações
    O mercado de aplicações foi crescendo, as pessoas foram se fartando de algumas aplicações e deixaram só as que usam mais…
    Basicamente estamos num momento em que quando se lança uma aplicação as pessoas sabem que vem lá mais do mesmo, ou seja, o mercado das aplicações está saturado, não há nada inovador
    Isto é um bom momento para se lançar um novo produto que seja diferente dos atuais smartphones cheios de aplicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.