Sondagem: Utiliza alguma app de “engate”?

Outras sondagens já realizadas


Destaques PPLWARE

30 Respostas

  1. Marco B. says:

    Tentei uma vez, mas nao sei como se tira o hardmode.

  2. Miguel says:

    Era interessante juntar a esta estatística o sexo, quase de certeza que há muito mais homens a dizer que sim, e assim quem é homem deve pensar 2 vezes se vale a pena instalar, quem é mulher vai achar que vale a pena 😉

  3. AlexX says:

    Não porque por falta de tempo e motivos… nem sequer redes sociais.
    Sou do tempo em que engates eram por aproximação e a única coisa virtual (e não só) por onde passei e fiz estragos foi pelo chat da rtp nos 6 meses pós inauguração 😀

  4. RP says:

    O que consideram app de engate para a sondagem?
    O face? Badoo? Insta? Nao me recordo de mais..

  5. Paulo Jorge says:

    APP nunca usei, mas no “mundo virtual” ainda sou do tempo que se “flirtava” nas velhinhas sala de chat da B.B.S. do I.S.T., um pouco depois no mIRC , ICQ, MSN, Hi5 e por ultimo Facebook.

  6. R says:

    nao sei como é em Portugal, mas no UK, mais propriamente em Londres, pelo que vejo de alguns colegas meus, o servico funciona muito bem. É dates todos os dias da semana!

  7. Não Interessa says:

    Uma opção de “Já usei, mas agora não” era interessante

  8. Alfie says:

    E isso da app serve para quê? É algum lubrificante?

  9. Pérolas says:

    Só revela que a malta está a perder, cada vez mais, as “skills” sociais, o que não é bom para a nossa civilização…

    • Victor F. says:

      Ora aí é que está um ponto interessante do qual eu discordo! Não considero que haja perda de “skills” sociais mas repara, no tempo do MSN nem sabias o nome da pessoa, tinham um nickname cheio de caracteres esquisitos ou algo do tipo “diabinha” ou “borboleta” e o que acontecia é que através do MSN conseguias ter uma conversa, dar a conhecer e ficar a conhecer, havia interesse das duas partes e o que contava era mesmo a conversa e não uma das milhentas fotos que se vê pelo facebook. Facebook esse que te permite logo saber tudo, o nome, onde mora, onde estuda, o que gosta e o que não gosta, quantos sinais no corpo é que tem, se tem alguma tattoo ou não, se já namorou e com quem, etc,etc,etc…

      Enquanto que antes ainda havia a possibilidade de as pessoas se conhecerem e gostarem uma da outra pela personalidade hoje em dia é tudo pelos “looks”

      • José Rodrigues says:

        Lol.. Acho que isso sempre foi pelo look, não vejo mal nenhum por isso, tipicamente alguém mais bonito é mais cobiçado, sempre foi assim, quando não é assim é porque a pessoa do outro lado também não é grande espingarda.. lol

  10. Sergio says:

    O tinder é fixe, principalmente quando se esta no estrangeiro em que o pessoal usa a app de forma mais massiva.
    Facilita o primeiro encontro com alguém, mas depois as “skills” sociais tem que lá estar como sempre 😉

  11. Luis Silva says:

    Já usei no passado só que nao gostei dessas redes.
    Mas por ironia do destino como uso face foi ppr la que conheci a minha esposa.
    Este tipo de redes tem tanto de bom como de mau, tudo depende de como a usamos e para que.

  12. Jona says:

    Eu uso. Chama.se vinho….dou uns copitos a mais a minha maria pimba….nao me larga.

  13. Luis says:

    Sim, sim. Uma tal de “Embraiagem”.
    .
    .
    .
    I’ll see myself out…

  14. Rui Freitas says:

    Já tive o Tinder, mas as outras devem ser semelhantes: só encontrei gordas e feias. Óbvio que as mulheres bonitas e jeitosas não se metem nisto porque simplesmente não precisam.

  15. Ricardo Nuno says:

    Apps para conhecer novas pessoas. É lamentável que o acto de conhecer novas pessoas na Internet seja imediatamente conotado com engate. Também é verdade que muitas dessas aplicações transmitem essa imagem, transformando em montra de carne aquilo que poderia e deveria ser uma plataforma natural para as pessoas se conhecerem. O desprezo e o preconceito que existe em relação a estas apps não beneficia ninguém. As pessoas que se riem destas aplicações e que hoje têm família e estão rodeadas de amigos, amanhã podem perder tudo, cair no isolamento e ter necessidade de falar com novas pessoas. Ora, fazer amigos é muito fácil quando se é criança, mas bastante difícil quando se chega à idade adulta.

  16. George Orwell says:

    Pedindo desde já desculpa pelo desassombro da escrita
    Será que tais aplicações conduzem, em regra, a reconfortantes encontros, ou será que, em regra, do outro lado da conexão não estará uma pessoa que disso faz profissão, neste caso constituindo a aplicação um isco para mero comércio carnal, um tecnológico sucedâneo do velho “trottoir”, uma Uber “Red Light”, um Copy – Paste de anúncios do “Correio da Manhã”, o que tais aplicações, inevitavel e proporcionalmente ao seu sucesso, tenderão a ser

    Neste último caso, como será a reacção emocional quando, depois do incauto “engatador/engatado” gastar as economias num frasco e lingerie Calvin Klein, numa ida ao barbeiro para eriçar o bigode, num promissor e caro jantar no restaurante da bomba de gasolina e numa ida ao cinema com bilhete reservado para a última fila para ver, “despacito” e nos intervalos, uma fita da série B da classe de “Por favor querida, não me mordas o pescoço”, e finalmente, já no remanso dos lençóis de linho do motel que o outro lado escolheu, ser-lhe exigido um pagamento à cabeça, melhor, à cabeceira, com valor revisto em alta, ao par com o Dow Jones, e em “cash”, isto depois de lhe ter posto os sentidos, e não só, também em alta ?

    Neste caso, afundarão todas as molas todas que enformam o colchão Molaflex ?

    E se, entretanto, em caso de putativo incumprimento contratual, saltar à porta, como por milagre, um indivíduo com cara de Schwarzenegger e um sotaque do leste, com músculos suficientes para amolgar a espinal medula e finalmente retirar o título ao Mayweather, exigindo a dívida e usurários juros de mora sob pena de execução específica ?

    Nisto, toca o “smartphone” a retinir com mais uma mensagem da Tinder que o faz despertar. Envolto em suores frios, ainda estremunhado da refrega, mas com as costelas todas no sítio, espreguiça soltando o desabafo.:
    – Afinal estava a sonhar, foi um pesadelo. Com quem estava a sonhar ? Com o cobrador do fraque ? Tinder nunca mais ! Prefiro Kinder ( Bueno) ou p.e. Ice Cream Sandwich, Jelly Bean, KitKat, Nougat , whatever .
    Já refeito, lembra-se de alguém com quem fez amizade num grupo de amigos e de quem recebeu uma mensagem de Boas Festas e até não se esqueceu do seu aniversário. Corre para o telefone liga o WhatsApp e digita :
    “Keres jantar comigo hoje ? “ acompanhado de um sorridente emoticon acrescido de um hipertenso coração vermelho ao que ela responde “Kero” juntando outro coração hipertenso.

    Isto para dizer, qual a necessidade de uma aplicação de “engate”, uma Uber “Red Light” com desconhecidos, relação potencialmente onerosa e emocionalmente insatisfatória e até perigosa se um dos lados apenas se mover por mero interesse comercial, se pode haver um amor conhecido na vida real bem mais promissor, reconfortante, duradouro capaz de partilhar interesses semelhantes, isto sem falar de outras aplicações bem mais fiáveis como p.e. o WhatsApp ?

    Antes de ligar uma “aplicação de engate” que não seja a alavanca de velocidades de 5 rapidinhas em crescendo, dê uma espreitadela a toda a letra da canção “Help Yourself” de Tom Jones e medite sobre se, um amor duradouro partilhado a dois não será melhor que uma virtual e ilusória resma disposta sem mais ao seu serviço sem ter que dar nada de si ( isso existe ? ), em
    https://www.youtube.com/watch?v=eMz_JSU8TxI

  17. imanonuser says:

    Usei, agora não uso.

    Derivado a estar em outro país, eu não conhecia ninguém. Usei o Tinder, até que encontrei a minha noiva!
    (Ela também estava cá à pouco tempo, também é de outro país.)

    Obrigado Tinder!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.