Quantcast
PplWare Mobile

Paquistão pode bloquear rede de telemóvel a quem recusar a vacina da COVID-19

                                    
                                

Fonte: The New York Times

Autor: Marisa Pinto


  1. Zé Fonseca A. says:

    Mais eficaz que oferecer 1M 😀

  2. Marco Duarte says:

    “já há solução para lidar com esses negacionistas” Portanto nunca tomei a vacina da gripe o que faz de mim uma pessoa que nao acredita que a Gripe existe LOL A vacina é facultativa toma quem quer MAS se nao tomares ui ui , lá esta a falsa sensação de democracia e liberdade ( o que não deve de tardar muito em Portugal fazerem algo do género

    • scp says:

      A vacina da gripe e covid ainda não são equiparáveis. Mas podes equiparar a da covid com as do plano de vacinação para as crianças para erradicar as várias doenças e contágios.
      Os que são contra essas vacinas são negacionistas mas não querer tomar contra a gripe não tem nada a ver com esta categoria.

      • ACS says:

        Pois mas as vacinas do plano de vacinações levaram com estudos de anos e já estão à dezenas de anos a serem dadas. sabe-se tudo o que precisamos de saber sobre elas. Já as do covid nem 1 ano têm. Não se sabe se poderá haver reações ou problemas a medio ou longo prazo. Acho que o pessoal que quer ter mais cuidado e esperar tem esse direito. Nenhuma das vacinas tem aprovação total. Estão todas em aprovações especiais.

        • Tiago says:

          Acs, E tentar explicar isso a uma pessoa normal? O pessoal só se quer achar inteligente a chamar negacionista. É o que temos.

          • BC says:

            Chamamos negacionistas à malta (como tu) que acha que sabe mais que médicos e cientistas, só porque viram uns videos no youtube e uns posts no facebook. Porque é exatamente essa a “pesquisa” que os negacionistas fazem, ao contrário do que querem fazer parecer.

          • C.S. says:

            Nós chamamos covideiros à malta (como tu) que mete umas palas nos olhos e não questiona nada, limita-se a seguir a manada.

        • Paulo says:

          E o que propõe? Mais 3 ou 4 anos de testes? É até lá, como gere a pandemia?

      • TJ says:

        Não querer tomar um medicamento experimental não é negar que o covid existe.

        Andar a chamar “negacionistas” é simplemente uma arma de arremesso, da mesma forma que se chama racista ou fóbico…

  3. Artur Peralta says:

    “Mas no Paquistão já há solução para lidar com esses negacionistas.” – O que tem a haver “negacionistas” com a recusa de tomar a vacina??

    • Fusion says:

      Pois… Parece que quem não quer levar a vacina (por motivos válidos ou não) é sinonimo de achar que isto do covid é um hoax e é tudo uma conspiração..

      Podemos dizer que é uma frase sensionalista por parte do autor do artigo certo?

      • AlexX says:

        É estratégia de agente smith para controlo da matrix 😀
        Existem forças ocultas por trás que fazem com que o programa recorra a várias estratégias de manipulação, o autor não tem culpa.
        É o Homem quem tem de vincar a sua posição de soberania e conhecer os seus direitos. Não diz a fábula que Cristo não se vendeu a Satanás quando este lhe propôs o Reino na Terra? Os paquistaneses soberanos querem lá saber da rede, do telemóvel ou de todo o ouro do mundo. E morrem dignos pregados numa cruz se assim os obrigarem. Já muitos em todo o mundo venderam-se por pouco, nem foi necessário os respectivos governos cobrirem 6 meses ou um ano das suas prestações de dívidas, por vezes chegou um happy-meal, um saquinho de erva, entradas no futebol, sessões de strip num club nocturno ou uns meses grátis numa app de encontros, ficou barato.

    • Edgiboi says:

      Não se entende. Qualquer dia ainda se vai preso por não aceitar qualquer tipo de vacina lol

      • BC says:

        E não seria nada mal pensado. As pessoas não têm de sofrer pandemias e re-aparecimento de doenças, só porque uma florzinha de estufa não quer levar uma pica.

  4. qwantum says:

    Inadmissível.
    Ainda dizem que a porra da covid-19 não vai servir de grande mote para experiências de controlo social!

  5. Eu Mesmo says:

    Se eles não acreditam no covid, não vão tomar a vacina, simples.

    • Artur Peralta says:

      O silogismo que estás a fazer está correcto, mas nem todos que não vão tomar a vacina não acreditam no covid. Existe muitas pessoas que apenas não querem fazer parte de uma experimentação, e isto é facto.

      Basta pensar que já existe doenças víricas que matam bastante pessoas (variola, dengue, zica, hiv, ….) e nunca se conseguiu fazer uma vacina em mais de 30 anos, no entanto para o covid foram desenvolvidas cerca de 9 diferentes em cerca de 6 meses. Não se passou por todas as etapas experimentais das mesmas e ainda por cima não podes pedir responsabilidades a nenhuma farmaceutica se alguma coisa correr mal.

      É caso para duvidar se queremos tomar agora ou não, certo? e nada tem a haver com negacionismo.

      • Há Cada Gajo says:

        É negacionismo quanto ao progresso da ciencia. Aliás vires para este blog, onde só se fala em progresso tecnológico e depois negares a capacidade da ciência atual em desenvolver vacinas em curtos espaços de tempo, demonstra o quão contraditório pode ser um negacionista.

        • C.S. says:

          A talidomida também era um medicamento eficaz para o enjoo em grávidas, e esteve vários anos no mercado. Vê o que deu.
          Se gostas de servir de cobaia, força.

        • Artur Peralta says:

          @Há Cada Gajo, o problema não é desenvolver num curto espaço de tempo, o problema é adminstrar (obrigar) a humanos serem cobaias das experimentações. De recordar que foi “pulado” os testes em animais e várias fazes em humanos. Isto é ciência.

          O que aconteceu foi atropelarem todos os protocolos rígidos estabelecidos e a malta acha que é normal.

          Outra coisa, não é ir “contra a ciência” outra é ir “contra a narrativa”…

          • ACS says:

            A ultima vez que isso aconteceu foi na WW2 nos campos de concentração. Houve muitos avanços realmente mas à custa de muita tortura. Vão ver as experiencias que foram feitas nos campos de concentração europeus e asiaticos.

          • Paulo says:

            Já se faziam estudos com este tipo de vacinas há bastante tempo. Foi por isso que surgiram tão rapidamente.

          • Tiago says:

            Já se faziam estudos sobre este tipo de vacinas à muito tempo, correto. E sabes porque não foram aprovadas até então?!?

          • Artur Peralta says:

            @Tiago, todos os testes feitos com base de mRNA foram cancelados porque os animais morriam todos passado algum tempo depois de tomar a vacina, logo nunca passaram dessa fase. Se não estou em erro, já estão a tentar desenvolver “isto” desde o início do milénio…

          • BC says:

            E com essa, demonstras que percebes 0 do desenvolvimento de vacinas, e muito menos do que foi feito nas vacinas do covid.

  6. Miguel says:

    Eu acredito no covid e não quero ser vacinado.
    Os covideiros preocupam-se mais com quem não quer sr vacinado do que os não vacinados Lol

  7. ToFerreira says:

    Deviam bloquear o acesso era a cuidados de saúde.

    • LuisG says:

      Boa!!! Proponho igualmente bloquear o acesso ao SNS a todos os que insistem em continuar a fumar ou a conduzir automóveis sem catalisador, pelas mortes que provocam devido a problemas respiratórios.

      • ChiNelo68 says:

        Luis vamos mais à frente! porque não a todos os que têem o QI baixo e não vêem o perigo nas suas acções? ex: malta dos picos, trabalhadores fabris, malta que vai ao mar e morre afogada arrastada pela maré…. e já que aqui estamos porque não negar a toda-a-gente e privatizar de vez? talvez ai as pessoas pensem antes de adoecerem ou se aleijarem… /s

        • andre says:

          Nunca ouvi falar que malta que morre afogada é um peso para os hospitais.

          Ai acrescento, toda a gente que andar a 121Km/h na autoestrada.

          • roger says:

            O que se pouca em vigias e salva-vidas dava para contratar mais pessoal ou equipamento hospitalar. Acabem já agora com os salva-vidas. E a policia só protege quem não se protege a si mesmo ou anda em locais pergosos. Poupemos nisso tudo para invertir num SNS com condições para os restantes 1% de pessoas responsáveis que sobram. Essas mesmas que provavelmente já estão acamadas e por isso não tomam riscos. /S/

        • Oiiiii says:

          Eu ainda ia mais á frente 😀
          E porque não bloquear o SNS a todos os que respiram oxigénio???? Está comprovado que todos os que respiram oxigénio acabam por morrer mais tarde ou mais cedo 😀

          • ChiNelo68 says:

            ou a todos que bebem água.. toda a gente que conheci e que por algum motivo morreu tinha isto em comum! será coincidência? Não creio… diz não à água!

      • Miguel says:

        E provocadores do IPO? Que têm cancro só para chatear. A malta dos AVC são outros desgraçados sempre a atrapalhar a vida dos covideiros.

        Já viste bem a mente dos covideiros paranóicos? É isto…..a paranóia digo….
        Mas ao mesnos este ano não houve mlhares a morrer de gripe…ou não 😉

        • BC says:

          Em relação à gripe, já viste o que acontece quando a malta se protege, lava as mãos, mantém a distância e fica em casa quando está doente? Incrível, não é?

      • ToFerreira says:

        E se os hospitais enchessem por causa disso, porque é que esse não seria um bom critério de decisão para o direito a um uma vaga de internamento/UCI?

      • Louro says:

        @LuisG,
        Tens toda a razao mas depois quando usamos a cabeca o teu argumento cai um pouco por terra…

        Ora vejamos…
        Todos os que insistem em continuar a fumar, os fumadores compram tabaco e por consequencia pagam mais impostos que os nao fumadores com rendimentos equivalentes, para além disso morrem mais rápido e se contrairem uma qualquer doenca respiratória devido ao tabaco, morrem mais cedo do que seria espectável, usam menos o SNS e contribuem mais.

        Os que insistem em conduzir automovel sem catalizador,
        Se te referes aos carros mais recentes, é ilegal remover o mesmo, pelo que se fossem dar a opcao de escolha, entao passaria a ser legal.
        Os que tem carros mais antigos e que nao tem catalizador, nao vamos retirar os carros as pessoas só porque sim, no entanto já sao impostas restricoes nas cidades para aliviar o problema.

        Nao esquecer, que os problemas respiratórios decorrentes do tipo de exemplos, nao sao contagiosos.

        😉

  8. C.S. says:

    Acho bem. Acho que até deviam arranjar um campo de concentração e meter lá todos os que não quiserem tomar a vacina.

    • Toder says:

      Há com cada um, meu Deus onde é que já chegamos estes dias. Ainda bem que não te conheço pessoalmente, deus me livre ter um amigo como tu, jeeez

  9. Eu sei lá says:

    Sempre que leiam uma notícia (ou similar) vejam se está presente a palavra “pode”. Poder e acontecer são coisas distintas.
    Neste caso está: “Paquistão pode bloquear rede a quem não quiser a vacina da COVID-19”.

    Isto quer dizer que o Estado está a usar um “truque” legítimo para induzir a vacinar-se quem e não o fez – ameaça que os deixa sem telemóveis. Outros truques, legítimos são, nos EUA, dar uma “raspadinha” (como a nossa) a quem se for vacinar, ou as apps de encontros indicarem se quem pretende o encontro está vacinado ou não.

    Outra coisa é obrigar, por exemplo, ser uma condição para frequentar uma escola pública estiar vacinado (quando as vacinas chegarem à idade dos alunos). Não vejo problema em ser obrigatório (em Portugal não há vacinas obrigatórias).

    O sujeito não quer ser vacinado porque lhe pode fazer mal – mas pode encubar uma variante da COVID que torne inútil as vacinas dos que estão vacinados. Acho bem que se vice o gajo(a) mesmo que não esteja para aí virado. Por enquanto ainda não chegámos lá.

    • C.S. says:

      E por acaso sabes quantos vírus é que tens encubados neste momento?
      Não entres em paranóia, usa a cabeça, não sigas a manada.

      • Eu sei lá says:

        Usa a cabeça:
        – as vacinas existentes oferecem uma proteção menor contra a variante delta (indiana): Está provado, não vale a pena andar com renhe-nhós.
        – enquanto toda a população mundial não estiver vacinada a probabilidades de surgirem variantes que tornam inúteis as atuais vacinas é grande (variantes de fácil propagação, não muitos letais senão o vírus também morre). Isto perceberam os países ricos do G7, que ferem vacinas aos biliões para os países pobres.

        Voltando a Portugal – por razões de saúde pública, não vejo porque não possam ser obrigatórias as vacinações contra a COVId-19. Noutras infeções, como tétano – não está vacinado, morreu, paz à sua alma. Nas doenças infecciosas não é bem assim.

        • C.S. says:

          E porque é que há-de ser obrigatório?

          • Eu sei lá says:

            – Se não te vacinares contra o tétano – problema teu.
            – Se não te vacinares contra a COVID – problema teu e dos outros.

            Se o teu interesse é não ser vacinado contra a COVID e o interesse público é que te vacines – é o mesmo que obrigar-te a conduzir pela direita ou a parar no semáforo vermelho.

          • C.S. says:

            Não confundas pó com pó pó. Se estás vacinado qual é o teu problema de eu não apanhar a vacina? E se eu apanhar o covid quem é que te diz a ti que eu vou para o SNS?
            Deixa de ser tãtã e pensa pela tua cabeça.

          • Eu sei lá says:

            O meu problema não é se apanhas o vírus.
            O meu problema é que, por não estares vacinado, (ou qualquer outra pessoa por esse mundo) desenvolvas uma variante do vírus que torne inúti a minha vacina.
            Acresce que os vacinados, em alguns casos podem ser reinfetados e não se sabe ao certo qual a duração dos anticorpos das vacinas.

          • Federer says:

            Mais provavel os vacinados desenvolverem variantes. Teoria da evolução e tal. Lê um pouco mais.

        • CPU Lord says:

          Forçares pessoas a injectar lixo biológico no corpo parece-te uma boa solução? E em nome do quê?
          Tenta outra vez até que percebas (pode demorar algumas iterações…)

          Escrito por um CPU ARM

          • BC says:

            É por causa de malta como tu, que as aulas de ciência na preparatória deviam ser mais importantes e mais difundidas. Para não questionarem o “lixo biológico”. Lê isso novamente, mas mais devagar…

          • C.S. says:

            Se tivesses tido ciências na preparatória sabias o que era um vírus e o que é o sistema imunitário, e não andavas aqui a mandar bitaites.

      • BC says:

        Malta que segue a manada negacionista a dizer a outros para nao seguirem a manada. Priceless!!

  10. art says:

    Tanta coisa e a chamada gripe espanhola , que de espanhola não tinha nada , deixou de chatear sem vacina…matou uns milhões largos ? pois matou , mas a seguir a grandes matanças , as mortes começaram a diminuir …exactamente como agora acontece …só que agora , milagre dos tempos , diz-se que há menos mortes devido ás vacinas …. esquecendo-se que já morreram quase todos os mais susceptíveis , nestas coisas não há fortes nem fracos , ficando só os mais resistentes. Gostava de saber a percentagem de mortos, neste momento , entre população não vacinada em Portugal, para saber se difere da vacinada …mas esse estudo estatístico é neste momento impossível de fazer , porque por exemplo os mais velhos já foram na sua maioria vacinados …Sendo assim ninguém sabe se as vacinadas servem para alguma coisa….

    • BC says:

      2 minutos no google e descobres os dados estatísticos que referes, e de vários países. Israel, por exemplo, que já tem uma enorme percentagem de vacinados. Mas entendo que dê muito trabalho procurar, e que seja mais fácil fazer comentários no pplware.
      E btw, a gripe espanhola matou 1/3 da população europeia. Bem longe dos 3M que morreram de covid. E é aqui que vês a eficácia das vacinas.

  11. CS says:

    Não dêm ideias ao ditador Costa e os seus lacaios.

    • AlexX says:

      Os portugueses já estão bem domesticados 😀
      Por vezes gostava que em vez duma vacina, o sistema tivesse proposto que a malta ficaria imune caso andassem a cacarejar na rua com um botão XXXL enfiado no backside previamente untado com extracto de malagueta mexicana. 2 ou 3 milhões de imunizados com um andar diferente, felizes e sorrindo sem necessidade de mordaça… até as galinhas riam.

      • BC says:

        Acho mais piada à tua tentativa de pareceres inteligente. Tentativa fracassada, note-se.

        • AlexX says:

          As aparências podem iludir, sabias? Nem me considero inteligente, porquê tentaria ser o que não sou e correr o risco de encontrar alguém como tu que destrua qualquer argumento meu com muita ciência?

          Se fizesse julgamentos de aparência também diria que pareces um nem-nem vacinado que acordou mal disposto por não ter usado fralda e borrado a cama toda porque sonhou estar sintomático. E sabe-se lá porquê na tua ira de má disposição resolveste ainda pingar torrencialmente entre os comentários e a minha caixa de correio, Bosta em Cascata. Não tenhas tanto medo que Portugal não é o Paquistão, cá a percentagem de vacinados é maior. Podias no entanto usar fraldas mais eficientes.

    • oiiiii says:

      O Costa só precisa de parar com o futebol 😀

  12. Chris says:

    Aos que aqui comentam a favor de sermos cobaias dum programa que acaba em 2023, espero que apanhem as doses todas e esperem sentados. Néscios arrogantes!

  13. Guilherme Lino says:

    A PIDE também tinha solução para tratar com os negacionistas

    No Paquistão o positivo é que assim o governo não vai estar sempre a ligar e insistir para tomarem a vacina

  14. Jonalto says:

    Ora aí está algo de jeito.
    Têm medo da pica, simples, comprem um cão.
    Se todos colaborarem, a pandemia acaba mais depressa.

  15. Bit777 says:

    Portanto para combater desinformação, a solução imaginada foi bloquear acesso à informação. Absolutamente brilhante. Como é possível pessoa(s) com este padrão de pensamento chegarem a um carga que pressupõe tomada de decisões com impacto em 45 milhões de pessoas. Isto parece-me tudo muito estranho, triste ou hilariante, dependendo da perspectiva. É como se o mundo estive nas mãos de criançinhas. A intenção pode ser boa mas não conseguem medir – uma constante tomadas de decisões estúpidas. Ignorando até um processo mental analítico, simplesmente usando intuição, que é baseada no cumulativo da experiência passada, esta ideia devia ser descartada instantaneamente, não perdurando mais do que uns segundos em mente. Se não consegues ver isto, não há processo analítico que te salve… e por isso digo – assustador.

    E isto manda-me abaixo, porque sinto estar rodeado de criançinhas. O mundo como uma creche.
    Mas fiquei contente de ler os comentários, alguns bastante cómicos até.
    Pelos vistos não sou o único a achar que isto é uma aberração. Que forçar a população a tomar uma vacina para um vírus (ainda por cima um vírus tão merdoso como este) é uma palermice.

    Bit777 – Sailing the 7 seas

  16. Sardinha Enlatada says:

    Primeiro era so um virus, agora e obrigacao para todo o lado onde as pessoas se virarem. Que mais vira a seguir ? Os militares na rua a forcarem “tomas a vacina ou morres”?? Deixem de ferir a liberdade das pessoas, cada um sabe da sua vida, e nao e um virus que vem dizer o contrario a forma como as pessoas querem viver. Ja se chegou a um patamar a nivel mundial que parece que agora as pessoas andam ai a contagiar de todas as formas e feitios. Toquei-te estas contagiado, falei a tua frente estas contagiado, olhei para ti estas contagiado. E no final vamos a ver isso e resultado de muita televisao e do medo que estas transmitem as pessoas (pelo menos aquelas que nao pensam fora da box). Desliguem a TV durante um ano e nao se deixem empranhar pelos ouvidos. As televisoes tambem mentem. Fica a dica. Ja deviam ter aprendido isso com a historia eu acho.

  17. Pedro V says:

    Mais respeito, pplware. Não tomo a vacina por opção, não por ser negacionista. Faço uma analogia entre o período de testes de todas estas vacinas para o sars cov2 e outras e rapidamente percebo que estamos a colocar a carroça à frente dos bois.
    Daqui a uns anos falamos.

  18. Batata says:

    Eu apenas sou negacionista em relação as boas intenções dos políticos.
    Se isto fosse ha uns anos era o Socas em vez do Costa, pensem nisso.

  19. SP says:

    Magnetismo adicionado à vacina Mrna intencionalmente para forçá-la ao redor de seu corpo
    https://brandnewtube.com/v/EDQ7F5

    Controle da narrativa por parte dos principais meios de comunicação
    https://brandnewtube.com/v/mNCiy5

    Teste experimental mundial e lavagem cerebral. Assim se quer exterminar e controlar o rebanho. Tirem as suas conclusões.

    • AlexX says:

      O mal já está feito. Agora que assumam a responsabilidade sobre aquilo que consentiram.

      O controlo da narrativa já existe puff…desde o início desta civilização? Gustave Le Bon e Ed Bernays fizeram um trabalho fantástico. Quando surgiu a rádio foi um festival de experiências que fizeram, e com a TV foi a cereja. Ivory Hecker talvez tenha sorte mas a história tem algumas Ivory e Udo Ulfkotte que deram a vida pela verdade e foram removidas de cena por muito menos. E mais uma vez não faltarão iluminados que para manter viva a ilusão onde vivem vão dizer que Ivory mentiu, é tudo uma conspiração e o projecto mockinbird nem sequer existiu.
      O Veritas tem algumas peças de excelente jornalismo mas não me surpreendia que seja controlado, ou já teriam também sido removidos de cena.

  20. Joaquim Sobreiro says:

    Por ser respiracionista já me chamaram de negacionista.

  21. On7 says:

    Ca podiam aplicar esta medida a quem nao cumpre o distanciamento social/infringe as regras sociais em vigor… Relativamente a vacina apesar de nao ser contra a mesma acho que é uma decisao pessoal…

  22. Sardinha Enlatada says:

    Eu sempre falei que os numeros eram manipulados, mas o pessoal que fica agarrado a televisao da tudo como verdade. Escuta mais a televisao do que aquilo que lhe vai no coracao. Com o tribunal ao barulho, outros galos cantarao, assim espero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.