Quantcast
PplWare Mobile

Maioria está disposta a dar entre 200€ e 299€ por um smartphone

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Spoky says:

    Claro, mas isso é obvio.

    Vejo muita gente as vezes dizer, que compra um telemóvel caro por necessidade. They aren’t saying the truth.

    A grande maioria deles, compra-os por poder e “Status” e não é mentira. É isso que as marcas tencionam fazer e dar a entender. E é assim que se ganha.

    Por exemplo o iPhone apesar de ser um bom equipamento, é demasiado caro para aquilo que custa e ainda com acessórios por comprar, caso pretendam. Relógios é outra, por exemplo Relógios da Rolex para quê um relógio tão caro para consultar as horas? Mais que um ordenado mínimo, ou perto disso..

    É pura simplesmente “STATUS”, aquele poder de ter um relógio ou um smartphone carissimo na mão, da poder de “rico” embora indirectamente muitos que o possuem não pensem assim, ou talvez pensam!? Depende da pessoa, mas é isso que elas/eles sabem que transmite: Status, dinheiro e poder.

    3 Rajadas numa só, para conquistar um utilizador mesmo que não possua “poder”. É isto meus caros.
    Eu não vejo problema em ninguem gastar dinheiro nisso, mas ao menos admitam que é pelo Status entre outras coisas, coisas que muitos omitem ou mentem.

    É mentira? Porque raio uma rapariga de 14/17 a grande maioria delas, nem sequer joga quase nada (existem algumas que sim), muito menos usam aplicações pesadas etc. Porque é que as mesmas compram?

    Já ouvi tanta desculpa desfarrapada, “comprei-o porque gosto de jogar e ter bom desempenho” ah ok, então que jogos jogas tu? “Coin Master” “candy rush”

    E que mais fazes? Bom só redes sociais e fotos.

    E é aqui que se descobre o quão o “status” é um poder fantástico no Marketing Digital, as pessoas NÃO compram por necessidades (excepto em alguns casos / minoria), compram pelo Status e Poder.

    Há quem discorde, há quem concorde e há quem teime em omitir (não há problema nenhum em admitir).

    Um smartphone de 250-400€ já da para uns bons valentes anos, e a jogar também!

    É só a minha opinião e o meu ponto de vista.
    É isto, ponto.

    • Marquinho says:

      Concordo em parte do que dizes, entendo o que queres dizer, onde queres chegar e não deixas de ter razão embora ache por experiência própria de trabalho que muito boa parte, para não dizer a esmagadora maioria e ser exagerado nem é pelo poder (porque ambos sabemos que dá o mesmo poder de um de 50€), nem pelo status (que continuas rico ou pobre como com um de 50€, talvez até mais rico com um de 50€ dado que é mais barato, custa menos a pagar e não é preciso créditos a 24 meses), mas sim… pela moda… A minha filha/o tem, as minhas amigas/os, todos tem e dizem e eu quero experimentar basicamente.
      Até de digo mais a esmagadora maioria das pessoas que atendo nem sabem o que têm acreditas se quiseres a resposta é: olhe sinceramente nem sei se é o 6 ou o 7, o X ou 11 e isto é verdade, e vai de encontro ao que dizes miúdos/as de 13/14 querem 1° porque os pais cometem o erro de dar, porque com essa idade ter smartphones desses valores é só absurdo, em muitos casos tem melhores smartphones os filhos que os pais e depois lá está… as colegas todas tem e eu também quero no fundo é mais isso que o poder ou status.
      Até porque se ter um Iphone ou smartphone caro é sinónimo de riqueza e status vivemos no Mónaco e é só ricos o nosso pais, “toda a malta” tem um iPhone ou smartphone caro pago, ou a pagar a crédito mas têm… Eu tenho um P30 Pro NE e não comprei nem para ter poder, mostrar que sou rico ou porque preciso de tudo o que o smartphone oferece… comprei porque gosto, é bom, vai durar-me pelo menos 4 anos e porque pude comprar, caso contrário compraria mais barato e daria do mesmo jeito.
      São opções eu prefiro um. smartphone, outros uma PS5, outros uma máquina fotográfica, outros umas jantes para o carro e por ai fora…

    • Manto D'Agua says:

      Num pais com ordenado minimo de 600euros é normal a malta n querer dar mais de 200-300 euros por um. Aqui em Londres as pessoas compram todas iphone, ninguem questiona o preco. La está, tem a ver com o mercado. Eu jamais trocaria o meu 12 pro max por um android, o ecossistema da Apple é demasiado bom para ponderar uma mudanca.

      • LR says:

        Então, mas és do Porto, ou de Londres? É que num outro posto justifica a tua posição por serem do Porto, agora justificas por seres de Londres. Just saying…

      • Spoky says:

        Manto D’Agua, concordo sim. Mas o Status é importante, dei o exemplo dos relógios da Rolex, o que te faz comprar um relógio da Rolex (a volta de 2000€ – 5000€) para ver as horas, quando tens relógios a 100-300€ com a mesma funcionalidade e até bem mais giros?

        Pois, o Status é algo que esta na moda. Outro exemplo? O que te faz comprares um telemóvel da Samsung, quando tens um Huawei ou Xiaomi, ou ASUS por metade do preço e com melhor hardware, e a mesma assistência, qualidade e garantia (exemplo?)

        O que te faz comprares t-shirts de 80€ – 120€ de marcas como Gucci, Tommy, Hugo Boss quando tens t-shirts mais baratas de marca e bonitas?

        Estas a perceber onde queres chegar? Quando disse “poder de ser rico” digo, tenho um Rolex as pessoas vão pensar: ele deve ser rico.

        No entanto pode ser pobre, classe média e ter comprado aquilo as prestações, ou usado ou roubado. Não importa, na mente das pessoas o que vêm logo a cabeça é “Status, Poder, Dinheiro”

        Mesmo, que não tenhas dinheiro e o compraste as prestações.

        • Manto D'Agua says:

          Rolex, Apple não é uma questão de status mas sim de gosto pela mais alta qualidade. Sinceramente nem as junto porque são mercado bem distintos, no caso do iphone é para quem quer um smartphone de topo sem chatices e com um excelente ecossistema que a concorrência simplesmente não tem. No caso do rolex quem gosta de relógios é um must mas nem é para mostrar, é sim o prazer de o usar. As pessoas invejosas falam em status porque tem mentalidades pequenas mas quem tem dinheiro gosta simplesmente dos prazeres da vida não para exibir mas sim para desfrutar.

      • Louro says:

        @Manto D’angua,
        esqueceste foi de referir que no UK os custos de fazer um contracto em que podes renovar o telefone de 2 em 2 anos sao metade do de Portugal, se acrescentares os salários entao a diferenca é muito maior ainda.
        Sao economias diferentes com valores demasiado dispares.

        Mesmo se reparares, para o average joe que ganha o salário médio portugues (950Euros) comprar um telefone que custe 800Euros, tem de trabalhar cerca de 3 semanas.
        Para o average joe que ganhe o salário médio britanico (£3000/mes), tem de trabalhar mais ou menos uma semana.

        Aí é que tens a principal diferenca que estás a criticar.

    • ToFerreira says:

      Não podes meter tudo no mesmo saco. Para além dos que referes há, pelo menos, os que compram iPhone para se integrar no ecossistema Apple que já possuem e há os que têm dinheiro suficiente para dizer que querem comprar um telemóvel que sabem que vai funcionar sem problemas nem complicações (à partida).

      • Spoky says:

        Eu não meti, ToFerreira.

        Se leste o meu comentário todo (que tenho a certeza absoluta que não leste) disse que exitia uma minoria e exceções!

        Acho que ao responder-te com isto, já é mais que óbvio que não meti todos no mesmo saco. Alias notasse que nem chegaste a ler. Mas sim, só passar os olhos de forma rápida.

    • O pirata says:

      Só por curiosidade eu trabalho muito pelo telemóvel e tenho a necessidade de ter um telemóvel que custa novo mais de 1000€, se é só por “status” diga-me um telemóvel por menos de 1000€ que tenha o Samsung Dex ou similar e que tenha suporte para caneta como a Spen

  2. Marco says:

    Ok,mas os smartphones mais vendidos em grande parte do mundo são gama média/alta entre 350/500€ mas é a opinião das pessoas.

  3. nimboos says:

    Spoky, conseguiste ver isso no resultado da sondagem?

    • David says:

      nem era preciso ver a sondagem

    • Spoky says:

      É preciso ver resultados de sondagens? Alem de que certas sondagens só incluem um determinado numero de pessoas, não todas!

      Não precisas de ver resultados, vê no dia a dia. Se perguntares a um jovem, certamente irás perceber que a maioria o têm, só porque esta na moda.

      Pela argumentação, num instante chegas la (salvo erro, exceções!)

  4. s_junior says:

    Resumindo um telemóvel não precisa de ser caro nem tão barato.
    Já tive tlm que custou menos de 75€ eu e me arrependi. Era um cancro na abertura de Apps e afins.
    Actualmente tenho um HW P20, comprei a “zero km”por 300€, 2 Ano depois de chegar ao mercado português.
    Ele faz tudo o que eu necessito com o tempo satisfatório.
    Comigo qualquer equipamento electrónico é até ao último dia de vida.

    • Spoky says:

      75€ por um telemóvel não esperavas que iria ter um bom desempenho. Hoje em dia 75€ a 140€ não esperes um bom desempenho, tens de esticar até 199€ – 260€.

      Isso era mais que óbvio, ninguem vai te vender um smartphone XPTO por 75€, obvio que iriam faltar lacunas.

  5. Jota says:

    … mas a maioria dá “apenas” entre 100 e 200€!

  6. SANDOKAN 1513 says:

    Qual a melhor marca de processador para smartphones?

    Qualcomm Snapdragon (53%)
    Apple A Bionic (35%)
    HiSilicon/Huawei Kirin (5%)
    Samsung Exynos (4%)
    MediaTek Dimensity (2%)
    Total Votos: 182. Qualcomm Snapdragon,obviamente. 🙂

  7. Ricardo says:

    Eu tinha um xiaomi redmi x que durou 5 anos e que me custou 120 euros. Foi a minha primeira compra da gearbest e vindo da china. Nessa altura ainda não trabalha logo não poderia investir muito dinheiro em um telemóvel. Neste momento estou a ponderar comprar um telemóvel que a nível de fotografia seja muito bom e que de certo modo me dure uns bons aninhos.
    Eu sou utilizador android e estou indeciso entre S21, iphone 12 pro e xiaomi 11. O iphone temos de concordar que a nível de fotografia é muito bom devido ao software otimizado. O que me deixa dececionado é o facto do novo iphone nao apresentar qualquer melhoria relevante sem ser o novo processador e o mag safe . Relativamente aos Xiaomis, estes são baratos e possuem o melhor do que existe no mercado a nível de hardware mas devido ao facto de estarem sempre a lançar novos telemóveis para o mercado o software deixa muito a desejar.
    Já o s21 parece-me ser um boa opção devido ao facto de ter melhorias significativas a nível de Hardware e respetivamente de fotografia. No entanto após algumas reviews no youtube verifico que o desempenho deste telemóvel difere e bastante a nível de processador dado que na europa é vendido com o novo exynos em vez do snapdragon 888.
    Gostaria de obter a vossa opinião sobre que telemóvel comprar considerando que as minhas principais prioridades.

    • Pedro Liz says:

      Melhorias do iphone 12 pro sao variadas, a nivel da camera ganhas f1.6 com 27% mais luz e sensor lidar para night portraits, hdr dolby vision video a 60fps e smart hdr 3 com melhorias em todas as condições de luz alem do apple pro raw ( fotos em raw mas ja com o deep fusion e hdr smart 3 incorporados ao vez de um simples raw). Ganhas 6gb ram que vai fazer diferenca, o melhor ecra do mercado com dolby vision em smartphones . Ainda assim eu esperava pelo 13 pois a producao ja vai estar melhorada e vamos ter o mesmo zoom e sensores do promax no pro e ainda 4k120fps alem do ecra vir com 120hz para os pro e 90hz para o 13 normal. Vai ser chamado de 12s mas eu chamo o 13.

      • Ricardo says:

        Existe um problema Pedro Liz… estou sem telemóvel desde a Passagem de Ano. Esperar pelo iphone 13 ou 12s ainda vai demorar.

        • Manto D'Agua says:

          Ricardo sinceramente a menos que precises mesmo do sensor Lidar vai para o 12 normal. Ja o arranjas a 800euros pela versao 64gb e sinceramente o pro este ano n justifica muito o upgrade. Os ecras sao ambos amoled!

    • O pirata says:

      Não percebo qual é o problema do S21, não tem o snapdragon mas continua a ter um processador forte e vai durar muitos anos…
      Eu tenho um Note 20 Ultra e utilizo muito o Dex com muitos separadores do chrome abertos Spotify e a trabalhar em excel e/ou word ao mesmo tempo e nunca se queixou.
      A nivel de features tens muito mais num Samsung que noutro android

  8. Hélio says:

    Por isso é que em Portugal uma dos países mais “ricos” da Europa. Tem o maior índice de compra de iPhones… Portugues quer é status nem que ande 5 anos a pagar um iPhone..
    Ganham pouco mas querem iPhones.
    Esses que dizem que gastam até 300 euros são os primeiros a se individar para ter um iPhone. Os estrangeiros olham para nós e riem-se… Ganham uma miséria e tem iPhone top de gama, nós ganhamos no mínimo 3vezes mais e andamos de xioami. Ahahh. Espitiro tuga, só gosta de se mostrar…

    • Pedro Liz says:

      Status? A maioria dos portugueses usa iphones com 2-3 anos de mercado, não por status mas porque ate um iphone 8 de 2017 vai ter mais updates que um android de 2021.

      • rraar says:

        É esse o pior problema do Android. Drivers não serem open source estraga tudo.
        Eu ainda vou conseguindo mais tempo com ROMS não oficiais, mas acredito que não seja para todos.
        O Android devia funcionar como as distro linux, até a base do sistema devia ser atualizável por pacotes.

  9. Marco Rodrigues says:

    …a maioria das pessoas dá 100 a 200€,mas só vejo pessoas com iPhone e Galaxy S9,S20 ,One plus cada vez vejo mais jovens com,muitas raparigas porque de fato o smartphone da One plus são bonitos 8 ,8t tipo azul.

  10. ToFerreira says:

    Parece ser realmente o sweet spot. Abaixo disso é arriscado e acima disso está-se a pagar marcas, inflacção e outras coisas inúteis, isto, para a maioria das pessoas.

  11. JMCXL says:

    Tudo muito comedidos nos gastos, quando se trata de sondagens.
    Vai-se a ver a realidade, e os topo de gama, vendem-se que nem paezinhos quentes.

  12. SG says:

    A título construtivo, e não de crítica, o título está errado, bem como a análise.
    A bem dizer da verdade, analisando bem para o gráfico, a maioria quer telemóveis acima dos 300 euros, sendo que 47% querem telemóveis até aos 299 euros. Ou seja, 53% de quem respondeu ao inquérito quer gastar mais do que isso.
    As percentagens estão segmentadas por valores, é verdade, mas num universo de 100% não se pode dizer que 24% é a maioria. O que sim, se poderia dizer de acordo com o vosso gráfico, é que cerca de um terço (32%, para ser mais preciso) de quem respondeu pretende comprar equipamentos entre os 100 e os 299 euros.
    Mas não é verdade que a maioria queira telemóveis abaixo de 299 euros, é isso reflete-se depois nos comentários, por exemplo, pois são elaboramos numa informação errada.
    Queria apenas deixar essa nota, porque muitas vezes olhamos apenas para um ou outro extremo, mas não vemos o que se passa no meio. Mas faço-o, como disse, de forma construtiva.

  13. Luis Castro says:

    Sou a 100% a favor de se querem comprar um iphone 12 pro por 1.1k, força nisso. Eu tenho um, antes disso tive o S10 ultra. Caro, necessário? nem por isso. Não vejo *grandes* diferenças entre um topo de gama e um de gama média sinceramente, tirando foto e ecrã. Mas hoje em dia já se obtem gamas médias com OLED e até 120hz, que é a maior diferença que se nota e o mais importante num telemovel, digam o que disserem, se o telemóvel é maquina mas depois têm um ecra de LCD de 480p, de que serve ter um telemovel bom.

    Não acho que faça grande sentido entrar em dividas para comprar um telemóvel no entanto. Há 5 anos andava com um Huawei de 200€ porque não podia pagar mais que isso.

    Sempre tive muito interesse por tecnologia, por isso gostava e gosto de trocar de telemóvel com frequência. Mas nunca na vida ia fazer um crédito de 1.1k para comprar algo como um telemóvel. Se não têm dinheiro para um telemóvel desses, não comprem. A diferença não é assim tão grande. Se gostarem de tecnologia e tiverem possibilidaes, força nisso, comprem o que quiserem.

    É triste que portugal tenha um poder de compra tão baixo, mas o que é que se há de fazer. Trabalho numa empresa alemã e consigo ver que o poder de compra que eles têm é ridiculamente mais alto que o nosso, comprar um topo de gama para eles é quase como para nós comprarmos um gama baixa. 200-300

    • Alexandre Moura says:

      Eu tenho o A70 (370€) comprado o ano passado pouco depois do lançamento e zero queixas ate agora e tenho dois jogos que não são propriamente leves (Rise of kingdoms e summoners war sky arena) o telemóvel não aquece não é lento e a bateria mantem uma boa durabilidade por isso não podia concordar mais contigo.

      E sim em Portugal a situação é estranha quando jogava PokemonGo a maior parte das pessoas tinham iphones (algumas pessoas dois) e alguns deles nem trabalho tinham, mas arranjavam dinheiro para o iPhone.

  14. Sérgio J says:

    A sondagem é válida para perceber o que pensam os pplwarianos. Mas não podemos extrapolar de todo para a restante população, pois é um grupo não representativo, pois são todos amantes de tecnologia.

    Sou um fã de ios,neste momento tenho um XR da empresa, mas sou muito mais fã neste momento do S10. tenho equacionado andar só com o XR agora que já temos dual sim, mas gosto tanto do s10 que não consigo cortar o cordão umbilical. No tempo do 4S adorava mesmo aquilo. Andei com ele mais de 5 anos.

    Há uns anos fui na conversa de alguns aqui no site e comprei um Xiaomi para a minha filha e outro para a minha esposa. A experiência de utilização era simplesmente horrível. Não pelo sw, que até era bom, mas pelo lag. Telemóveis baratos nunca mais.

  15. Marco says:

    Atenção nos meus comentários não estou a criticar o artigo ou as opiniões das pessoas e muito menos quem compra smartphones caros ,pois eu tenho um gama média e um topo de gama.

  16. iFernando says:

    Maioria 29%, está disposta a dar mais de 500€ por um smartphone

  17. Joao says:

    Incrível a quantidade de pessoas que está disposta a dar mais que isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.