Quantcast
PplWare Mobile

Apple Music fez desaparecer a Partilha doméstica do iOS 8.4

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. censo says:

    A actualizaçao do meu air 1 correu mal, tive de restaurar o equipamento e voltar a atualizar. É a primeira vez que talme acontece num update.

  2. José says:

    Depois admiram se que os utilizadores mudem.. posso ficar com o 8.3 no iphone e ipad?

    • Liberal da Cerca says:

      Isso, isso! Muda, muda… que o os androids são clean e não têm quaisquer problemas

      • Mota says:

        Oh Liberal da ignorância..

        Alguém mencionou o android aqui?! Vocês gostam de fazer guerrinhas inuteis.. cambada de putos.

      • José says:

        Android? alguem falou em Android?
        e mesmo se muda-se qual seria o problema? ao menos no Android conseguiria ligar dispositivos Bluetoth sem que me fosse impostas “politicas de segurança” so para comprar produtos genuinos. e teria um SO 100% customizado e não igual á 5 anos.
        Ou quem sabe Windows Mobile, que pelo que vejo está a crescer e a ganhar força. Agora não me venhas dizer que o Iphone que tenho é clean porque não é.

      • Nunes says:

        É que ele ia mudar mesmo para Android! Os utilizadores do iOS a mudar mudam para Windows Phone, não para essa coisa chamada de Android, cheia de malware e lag.

    • FG says:

      Sim, fica com iOS 8.3… Que esse tem partilha doméstica… /s

      Fanhosa do Android a fazer de conta que têm iOS == LOL

  3. Lulz says:

    1. A partilha doméstica não serve para isso

    2. O iOS nunca teve partilha doméstica

    3. Com AirPlay/Bluetooth disseminado, não faz mais sentido a partilha doméstica

  4. me and me says:

    ahhahaahahahah

    nem avisaram que isso ia acontecer… depois dizem que a microsoft faz o que apetece aos utilizadores sem dizer nada….
    ahaahhahahah

  5. Guilherme Soares says:

    Antes de fazeres noticias explorem melhor as coisas! A partilha doméstica continua lá…

    • Tenta usá-la para ouvir áudio… Eles retiraram essa opção.

      E sem essa funcionalidade é quase como não ter nada. Quase ninguém usa isso para ver vídeo.

      • JBM says:

        Também se poderia dizer que pouca gente usa para ouvir audio – é uma partilha doméstica! E o iTunes continua com a funcionalidade audio, apenas os dispositivos iOS é que de momento não podem aceder. O video é por outra aplicação no iOS!

  6. Bruno says:

    Off topic:

    No novo iTunes, a usar Apple Music, depois de bloquear/desbloquear o pc (windows), nao consigo reproduzir a musica que estava ouvir. Aparece-me sempre uma mensagem a dizer que tenho de estar subscrito ao Apple Music para reproduzir a musica. Mas se alterar de musica, ja reproduz normalmente.

    Alguem com o mesmo problema?

    Obrigrado

    • Lima says:

      Ao fazer update as musicas ficam com o DRM activado, logo, se não compraste a musica á Apple, não podes ouvir.
      Recomendo a apagar o iTunes e instalar o VLC!

      • MikeMelga says:

        Que estúpido.

        As músicas que tens, ficas com os ficheiros que tens, com ou sem DRM, se quiseres, é que sacas a versão da Apple com DRM…

      • Bruno says:

        Estou a falar com a subscricao do Apple Music. Nao precisas de comprar as musicas. O iTunes diz que nao tenho o Apple Music activado mas depois ja aceita se mudar de musica.

        E sim, tenho o Apple Music activo

      • JBM says:

        onde é que foste buscar isso!? as músicas do iTunes não têm DRM há muitos anos, nem o iTunes foi alguma vez capaz de “ler” ficheiros com DRM de outras lojas, de modo que não há nenhum ficar com DRM activado!!!
        O serviço de streaming Apple Music é que usa DRM como qualquer outro serviço de streaming, necessitando que a pessoa tenha a conta do serviço associada ao aparelho.

  7. FeMeireles says:

    É só features e inovação…

  8. Luis says:

    Em tempos passei todos os meus CD’s para o iTunes. Agora que instalei a nova versão deixei de ter acesso, isto é, o ficheiros estão lá mas não aparecem na lista dos albuns. Alguem sabe como resolver?

  9. Ricardo says:

    Só para dizer que uso o ios 8.4 e itunes 12.2 no windows e tenho a partilha doméstica activada e a funcionar como no 12.1. E já agora aproveito para dizer que quem diz que o shuffle nao existe no 8.4. Ok, existe na mesma,só o ícone é que nao existe. A playlist do control center já faz shuffle em si. (Anteriormente continuava a partir da última música tocada)

  10. Lucas says:

    Não posso mais passar musicas do meu pc para o iPhone? É isso mesmo ou eu entendi errado?

  11. David says:

    Ponto crítico desta guerra toda que estão a fazer. Ninguém usava isso. Não sei se foi retirado, não me interessa (nem a mim, nem a ninguém na realidade). Não dá para fazer streaming de rádio que esta a dar no iPhone para o PC… Olha que grande chatisse… Porque eu quero ouvir no PC não ponho logo a tocar no PC……. Ganhem juizo.

    • Ricardo says:

      De vez em quando até usava…e uso…e continuo a usar. Quem de vez em quando nao gosta de estar na cama na ronha e meter a biblioteca do pc a tocar no iphone/ipad (remote app) e vice versa (partilha doméstica)? Muitos dirão que ninguem usa isso de uma forma como se fossem as pessoas mais “á frente” do mundo…cada um tem os seus hábitos ponto.

      • JBM says:

        o remote app continua a funcionar.

        • Ricardo says:

          Sim e nao disse o contrário. Eu próprio uso. E continuo a usar a partilha doméstica que basicamente é o inverso do remote. Continuo a usar os 2 mesmo no ios 8.4 e itunes 12.2. Simplesmente o ícone da partilha deixou de existir,mas basta meter o ID que ele continua aparecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.