Quantcast
PplWare Mobile

Índia obriga todos os funcionários a usar app de rastreio da COVID-19

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Ricardo says:

    Viva o Estado policial Orwelliano! Viva O grande irmão do totalitarismo! Viva a total ausência de privacidade e liberdade! (calem-no já, que ele é um “conspiranóico!, um fake news!)

  2. rex says:

    Era mais prático chipá-los a todos (/s/) e é a única forma de garantir que os ‘fura-quarentenas’ não deixam os telemóveis em casa.
    Já há bastante tempo que há tecnologia para isso.

    Für Ihre Sicherheit!

  3. Dark Sky says:

    A Austrália (app baseada na TraceTogether de Singapura) a Alemanha (que está à espera da app APIS Apple/Google para Android e iOS) e a índia.Parece tudo igual mas não é.

    O sistema da Índia é baseado em Bluetooth e GPS o que torna a app numa de geolocalização. As outras baseiam-se em Bluetooth, sem GPS, são de contact-tracing apenas.
    Há outros aspetos que tornam a app da Índia distinta:
    – No registo da app é pedido o nome, sexo, idade, número de telefone, local atual e histórico de viagens que são carregadas nos servidores do governo, o que gera uma identidade digital exclusiva para esse utilizador.
    – Quando os Bluetooths de dois utilizadores da app detectam um ao outro, essa identidade digital exclusiva é trocada junto com a hora, num intervalo de 15 minutos – e o local do encontro.

    Críticas:
    – Além das brechas legais, existem também brechas técnicas. A identidade digital exclusiva do AarogyaSetu é um número estático, o que aumenta a probabilidade de violações de identidade. Uma abordagem melhor seria mudar constantemente as chaves de identificação digital [através de beacons], como o que o Google e a Apple vão implementar na sua tecnologia de rastreamento de contactos em conjunto.
    – A abundância de dados coletados também é potencialmente problemática. O AarogyaSetu usa pontos de referência Bluetooth e GPS, o que pode ser visto como um exagero. Outros aplicativos, como o TraceTogether, contentam-se com o Bluetooth.
    – A app AarogyaSetu é uma espécie de caixa preta. Não há documentação disponível publicamente. Deve haver mais transparência no funcionamento interno de uma aplicação que está a ser promovida pelo governo e que solicita os detalhes pessoais de milhões de cidadãos.
    https://www.thehindu.com/sci-tech/technology/coronavirus-what-are-the-concerns-around-the-aarogyasetu-app/article31434768.ece

    Na Europa a app da Índia não seria permitida.

  4. Dark Sky says:

    No parágrafo sobre as apps da Austrália e da Alemanha, o link da Alemanha está a levar para a página da OMS em vez do post:
    https://pplware.sapo.pt/informacao/covid-19-alemanha-vai-monitorizar-cidadaos-com-app-que-guarda-dados-no-telemovel/

  5. Fiu says:

    Ainda ninguém percebeu que o mundo caminha para um total controlo dos criminosos do topo para com as pessoas normais? Ou anda tudo a dormir a pensar demsaiado na bola, big brothers e telenovelas?

  6. Pirata das cabernas says:

    Acho bem que as pessoas sejam controladas. Se não sabem seguir as regras a bem vai a mal.
    Aqui devia ser igual, assim todos sabiam bem onde anda os infectados que gostam de andar a passear

    • Rogério says:

      Excepto que nesta doença, todos são ‘a priori’ infetados assintomáticos, até que seja provado o contrário. Logo, saudável ou não, existe desculpa para rastrear as pessoas com perigo de contágio, assim como todas as outras.

      https://twitter.com/simonchilds13/status/1250718305889013760

      A tua frase reflete o modo de pensar de uma sociedade em que todos somos culpados até provados inocentes, e é exatamente isso que se está a tentar implementar.

      Como se diz: “Tem cuidado com o que deseja porque podes consegui-lo.”

    • Fiu says:

      Aqui está um mé mé. Daqueles que são precisos para que esta sociedade de governada por psicopatas vingue. Quem não deve não teme. Rastreiem tudo, façam tudo, vejam tudo. Bora lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.