Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Veja no Google Maps por onde anda esta doença

                                    
                                

Fonte: Google

Autor: Pedro Simões


  1. ElectroescadaS says:

    Afinal não é preciso a App Stayway Covid”. Com esta nova forma do Google Maps podemos saber as zonas mais criticas. 😀

  2. Fernando Jorge says:

    Repito o que disse há uns tempos… julgo que se continua a puxar pelo pânico.

    Aceito que possa não estar a ver alguma coisa correctamente, mas apesar do número diário de novos contágios (detectados) estar, nalguns países, em níveis de Abril ou até superior, o número diário de mortos praticamente não se tem tido alteração.

    Ou seja, não parece haver correlação directa do número de mortos com os ditos novos contágios.

    • Costa says:

      Vejo que alguém esta a prestar atenção e não anda ceguinho pela bombardeamento diário de propaganda para meter medo e controlar, tiramos os direitos e liberdades “pela segurança de todos”…..

      sim em abril-maio havia motivos de preocupação mas não de causar pânico, em relação de infetados e mortes:

      abril: 4,8% mortes em relação aos infectados
      maio: 5,39% …..
      junho: 1,72% …..
      julho: 1,78% …..
      agosto: 1,25% …~
      setembro ( até dia 23): 0,85% apesar dos números de infetados ficarem perto dos números de abril

      ou seja perigoso seria quando as linhas de infetados e mortos andam perto/convergir mas em portugal a tendência tem sido de mes a mes ambas divergirem mais. Abril 17249 infectados e 829 mortes, setembro 12453 (provavelmente ficara perto da media de abril) mas estamos 6 dias do fim do mes com 106 mortes, mesmo que nos proximos dias haja mortes 3-6-8 a cada dia, ficaremos abaixo dos meses de junho-julho quando ambos tiveram menos infeções mas mais mortos do que este mes….

      pois a muito interesse em manter esta situação até ao limite, mas o interesse não é para o bem do povo.

      • cm says:

        A partida o que se está a verificar é algo que a Itália já disse a algum tempo, o virus está a perder força.

      • Tadeu says:

        ceguinho é não perceber/lembrar que durante meses o país não teve capacidade para testar todas as pessoas que poderiam estar infectadas, e que neste momento se fazem mais testes do que nunca. Ceguinho é não querer perceber que a taxa real de mortalidade provocada por uma doença infecciosa não se mede com base nos números que usas. Há estudos próprios para determinar a percentagem real de infectados na população.
        Ceguinho é não perceber que o número de mortes acompanha a trajectória do número de infectados com 3-4 semanas de atraso. Ou seja nunca se divide o número de mortes pelo número de casos actual.
        Ceguinho é não perceber que neste momento o conhecimento e meios que se tem para tratar as pessoas é melhor do que há uns meses atrás, aumentando a taxa real de sobrevivência. Ceguinho é não perceber que mesmo assim, não quer dizer que não haja muitas pessoas com problemas graves ou que não fiquem com sequelas.

        • C.S. says:

          Ceguinho é não perceber que a gripe do ano passado matou mais gente que a covid deste ano.

          • Rui says:

            Vá dizer isso à Espanha, França, Itália …

          • Tadeu says:

            Ceguinho é não querer entender que não houve mais mortes em Portugal porque se tomaram várias medidas extraordinárias para conter a propagação. Ceguinho é não perceber que já foi demonstrado que a letalidade da gripe é inferior. Ceguinho é não ver o que se passa à volta e verificar que há muitas mais mortes no mundo pelo Covid do que pela gripe e o surto ainda nem parou. Há aqueles que preferem ignorar os factos por não conseguirem aguentar a realidade…

          • ? says:

            Ceginho, ou melhor, burro que nem uma porta, é não perceber que o Covid-19 a este ritmo vai matar mais que a gripe no ano passado apesar das dezenas de cuidados, limitações, limpezas e desinfecção, estados de calamidade, de emergência, fronteiras fechadas, teletrabalho, etc, etc, etc…
            Também só morreram 500 pessoas em acidentes de carro no ano passado.
            Vamos tirar os cintos de segurança, os airbags e os controlos de tração porque a gripe mata mais?

      • Olga says:

        Concordo!!!

        E bom também de notar que em 2015, houve muitos mais mortes de gripe que agora em 2020.

        Só que em 2020, não se deu nome á gripe, e não se fez nada, nem confinamento, nem distanciamento social e nem máscaras. E, ninguém disse nada!

        Porquê, é que toda a gente acordou em 2020 com o medo da gripe???

        • ? says:

          Quando a amiga Olga vir alguém entubado durante 2 meses a lutar contra o Covid-19, depois lembre-se da gripe que apanha todos os anos e venha cá fazer a comparação outra vez…

          • C.S. says:

            Outra vez??
            Deves ter visto muitos entubados a lutar contra a covid, mas morreram mais de gripe o ano passado, e isso é um facto que não podes desmentir.

          • ? says:

            E tu viste algum a morrer de gripe?
            E desde quando é que só se combatem as doenças que matam mais no ano passado?
            E porque usamos cintos de segurança e airbag se só morrem 400 pessoas por ano em acidentes?
            Deixa as mortes por covid fazer um ano em março do ano que vem e depois comparas o Covid-19 com todas as medidas tomadas e a gripe sem medidas nenhumas…

          • C.S. says:

            Estás atrasado nas notícias, o primeiro caso oficial foi em fevereiro.
            E os dados que tens para fazer comparações é de outubro, faltam 2 dias.

          • ? says:

            Mas não estão a falar em mortes?
            O primeiro mês onde já havia mortes desde o dia 1 foi março!
            Depois falamos.

          • ? says:

            Correção… Afinal a primeira morte de Covid-19 em Portugal foi só em meados de Março. Portanto, para ter um ano completo só em finais de março de 2021.
            Portanto, em Portugal só teremos 1 ano inteiro de mortes por Covid-19 no dia 1 de abril de 2021 e não em fevereiro como alguém desinformado dizia por aí…

    • Tadeu says:

      Os números de infectados reportados pelos testes em Abril não podem ser comparados linearmente com os actuais.
      Em Abril faziam-se muitos menos testes por falta de capacidade para testar, ou seja em Abril a percentagem de pessoas infectadas que era testada era muito menor do que actualmente. Os números de Abril estavam muito longe dos números reais de infectados.
      O facto é que tem-se visto em Portugal, nas últimas semanas, o número de mortos a aumentar acompanhando a tendência de subida do número de casos positivos testados. A correlação existe. Noutros países é ainda mais evidente.

      • C.S. says:

        Dá tempo ao tempo e depois vamos ver quem é ceguinho.

        • Tadeu says:

          só tens que olhar para Espanha! O virus não é diferente em Espanha nem a imunidade dos espanhóis é diferente da nossa!

          • C.S. says:

            O vírus não é diferente, o que é diferente é o sistema de saúde, o nosso é muito melhor.

          • Tadeu says:

            C.S., sabes bem que o que acabaste de dizer não é verdade!
            E mesmo que fosse verdade, mesmo que Portugal até tivesse alguma terapia que fosse mais eficaz do que a espanhola, um melhor sistema de saúde não iria quebrar a correlação entre número de doentes e número de mortes no país. Se aumentar o número de casos, aumenta o número de mortes.
            O que Portugal tem é uma melhor orientação para prevenir contágios, e uma população que tem mais juízo e ouve as recomendações para evitar comportamentos de risco, reduzindo o número de casos.

    • Pedro F. says:

      Os mortos que correspondem aos infectados de hoje só se revelam amanhã…
      E a percentagem de mortes diminui à medida que o numero de infectados aumenta…
      E pânico ou não, com todos os cuidados, limitações, estados de contingência, emergência e calamidade, com cidades isoladas, com fronteiras fechadas, etc… e ainda assim já morreram quase 2000 pessoas…

  3. Joaquim Sobreiro says:

    Para quem assimilou já o medo: se confiam nas máscaras e na vacina da salvação, acalmem, ponham máscara, vacinem-se já da gripe sazonal. Sejam colaboracionistas com a OMS. Poupem as energias no combate a quem decidiu não colaborar na propagação desta plandemia.

    • ? says:

      Fazes lembrar o meu vizinho. Falava da mesma maneira e no fim deixou 2 filhas e só a mulher é que foi ao funeral depois de estar entubado 2 meses…

      • C.S. says:

        E tu fazes lembrar o meu vizinho. Antes do covid chegar comprou todos os rolos de papel higiénico até esgotar no super. Ainda hoje tem papel para mais um ano de covid.

      • C.S. says:

        Ó burro a estatística da gripe é de Outubro de 2019, estamos a dias de Outubro 2020 e a diferença é mais de mil. Ainda queres comparar?

        • ? says:

          Esqueceram-se que o Covid-19 não estava cá no início do ano?
          Enfim… Gentinha que não pensa com a cabeça…
          E se as medidas todas não tivessem sido implementadas?
          Não conta?
          Vê lá as estatísticas da gripe de Itália, França, espanha e uk e depois falamos…
          Quanto ao teu vizinho, tens o resto da vida para gozar com ele se isso te faz sentir melhor. Já o meu não posso gozar com ele. E gozar com a mulher ou com as miúdas não faria sentido…

          • C.S. says:

            Não estava no inicio do ano?
            É pá tens cá uma certeza, devias andar a fazer testes para saber,não?

          • ? says:

            Então mas estás a comparar as mortes da gripe com as do Covid-19 e não sabes que a primeira morte contabilizada em portugal foi a 17/Março?
            Tantas certezas e perdes 75 dias na contabilização?
            Já percebi porque é que não vão além de comentadores de bancada…

        • ? says:

          Porque é que os iluminados como vocês não tem um emprego que possa contribuir para ajudar ninguém na Europa?
          Não podem ir para a política para ensinar os governantes? Ou para médicos para ensinar os médicos europeus?
          Azar do caneco que esta malta inteligente não faz mais que comentários pela internet fora…
          Tanta inteligência desperdiçada…

          • Joaquim Sobreiro says:

            Talvez porque os governos não queiram médicos que contrariem a verdade absoluta da OMS. claro, a bem da saúde pública.
            Em nome da saúde pública se vai cedendo a liberdade.

          • ? says:

            Então e os iluminado todos juntos não conseguem convencer os governos?
            E essa da “liberdade” é o quê mesmo?
            O que ganha um governo com esta situação? Além da bancarrota à porta?

          • C.S. says:

            Ainda bem que há alguém que nos ilumina, só mesmo estas inteligências para nos dizer aquilo que devemos fazer.

  4. Salvador says:

    Posso estar a falhar algo, mas na versao desktop tambem tem esta opçao?
    nao encontro em lado nenhum.

  5. Martins says:

    Ja verifiquei a actualização da minha app e no entanto nas camadas não aparece covid-19. Aparece transito, 3D, Streetview, etc…mas covid-19 nada. Não sei se só funciona para alguns.

  6. C.S. says:

    Ó Tadeu estás errado, a população não tem mais juízo, a população tem é mais funcionalismo público e se tiver em casa sem trabalhar recebe a 100%.
    Se o funcionalismo público levasse um corte no vencimento, podes crer que já não havia confinamentos, nem paragens de serviços.

  7. Sardinha Enlatada says:

    Carrega Covid, nao matas mas mois lol.

  8. C.S. says:

    Ó ? interrogação se só contas a partir de Março, onde é que metes os mortos que ocorreram de Outubro de 2019 a Março 2020 que morreram de gripe?
    Deixa-te de argumentações parvas e encara a realidade, este ano morreu menos gente de covid do que o ano passado de gripe.
    Isto é uma crise económica, não tem nada a ver com saúde.
    Mais de 12000 cirurgias adiadas, sabes quais as consequências?
    Sabes quantas pessoas morreram a mais em relação ao ano passado, por causa desta parvoíce pandémica?

    • ? says:

      Já vi que queres comparar um ano inteiro de gripe com 6 meses de Covid-19…
      Têm tanta razão que querem fazer comparações absurdas…
      Siga, sim. É verdade. Este ano morreu menos gente de Covid-19 em portugal do que de gripe no ano passado…
      Este ano também comi menos que o ano passado, e ontem ao almoço comi mais que amanhã ao jantar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.