Quantcast
PplWare Mobile

Fairphone 4: o smartphone mais fácil de reparar do mercado chega por 579€

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. António M. says:

    Gosto do conceito, o preço é que deixa um bocado desejar, mas se conseguirem chegar aos 250 a 300 euritos, vou adquirir um.

  2. BitorApple says:

    Ainda falam do notch do iphone, mas estes androids tem um queixo do seculo passado

  3. k says:

    O projeto é super interessante. O único problema é que pelo preço, consegues quase 3 Poco X3 Pro e 2 Poco F3 (que são ambos melhores em specs). Certo, não há a questão toda da sustentabilidade por trás e isso é importante mas pouca gente vai querer pagar 600€ por um telefone quando existe melhor a pouco mais de 200. Já nem vou falar dos outros todos a 600 que são simplesmente melhores aparelhos.

    A questão da reparação é relativa. Seria algo massivo se o telefone não custasse 600€. Se posso pagar 200€ por outro produto (melhor), sobram 400 para literalmente comprar outros 2 telefones inteiros em vez de reparar o meu inicialmente mais caro. Mesma situação para a garantia, mesmo que troque de telefone 3x de 2 em 2 anos acabo a gastar o mesmo valor e ainda ganho um ano de garantia e possivelmente compro algo mais recente/melhor a cada um desses 2 anos. E os baratos também são reparáveis, embora possa não ser tão simples.

    Do ponto da sustentabilidade isto é obviamente pior, mas já sabemos qual é a mentalidade do consumidor nestes assuntos e isto também é importante – não há grande sustentabilidade se a empresa morrer porque ninguém compra. Se fosse um valor mais baixo (e nem tinha que ser necessariamente tão baixo) ou tivesse specs melhores, acho que podia ter futuro. Desta maneira, não estou a ver.

    Em vez disto, gostava de ver um programa de reciclagem de materiais onde pudessem ser reaproveitados para fabrico dos novos. Que se calhar até existe e eu só nunca ouvi falar. Provavelmente ajudava mais na sustentabilidade ambiental que mais um telefone no meio de milhões.

  4. SteveRobs says:

    Design de há 10 anos.

  5. XneloX says:

    Não faz sentido e é desvantajoso, ter esse telemóvel com a ideia de não querer trocar durante 5 anos é querer se enganar a si próprio.

    • iDroid says:

      Eu tenho um iPhone com 5 anos…mas se estiveres a falar das faltas de atualizações do Android aí percebo o teu ponto de vista.

      • XneloX says:

        Tb tenho aqui um 5s que funciona na perfeição e ainda sai umas atualizações de segurança para o iOS 12, mas sai tanta tecnologia e melhorias em tão pouco tempo que é difícil manter por muitos anos o mesmo equipamento. Mas efetivamente smartphones android não são sinónimo de atualizações por tantos anos

  6. André Brioche says:

    O conceito é bom e tem tudo para ser um sucesso, exceto o preço, que faz dele um morto à nascença.

  7. JC says:

    É uma ideia boa, só falta mesmo também ser “fair” no software e ser compatível com outros ROMs

  8. Luis Rosalino says:

    Na minha opinião, para ser mesmo “FAIR”, pensar num smartphone para 5 anos teria obrigatoriamente de incluir atualizações de software até esses 5 anos pelo menos e ou permitir instalar outros OS. Garantir hardware suficiente até 5 anos é possivel, agr software…o problema está aí…

    • Ricardo M. says:

      A Fairphone é conhecida por fazer um esforço real para tentar atualizar os telemoveis que faz, incluindo modelos muito antigos e descontinuados.

      “For Fairphone 4, software support is guaranteed until the end of 2025 and includes upgrades to Android 12 and Android 13, but the company aims to extend it even further, until the end of 2027, with upgrades to Android 14 and Android 15 despite support from the chipset supplier expiring. With this unparalleled ambition, Fairphone is aiming to repeat what it succeeded in doing with a previous model: six years of software support from the launch of an Android device.”

      https://arstechnica.com/gadgets/2021/09/fairphone-4-has-an-incredible-5-year-warranty-aims-for-6-years-of-updates/

  9. Joao Ptt says:

    Acho o preço deste smartphone errado, deveriam cobrar pelo menos 1500 Euros na versão mais fraquinha de especificações e na mais generosa 2500 Euros.
    Iam se vender que nem pãezinhos quentes.

    A garantia de actualizações e peças para reparação/ actualização poderia era ser estendida para 7 anos, não porque o dono original vá usar durante mais que uns meses, vá 1 ano, mas para ser visto como um artigo que não desvaloriza rapidamente por conta da garantia do fabricante e ser assim um artigo de luxo que é “amigo do ambiente” (tanto quanto é possível a um artigo destes ser “amigo”).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.