PplWare Mobile

Chegou o OnePlus 6 Red Edition com 8GB de RAM por 569 euros


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

58 Respostas

  1. Hefesto,o Grande says:

    Este smartphone é lindíssimo !! Tivesse eu dinheiro para comprar um assim. 🙂

    • Leko says:

      560euros e bastante acessivel por um smartphone de topo…passa menos tempos a comentar e trabalha mais que n e dificil arranjar um

      • Pedro Simões says:

        Isto é que agressividade no teclado…tristeza

      • ivan says:

        isto e tudo muito bonito mas nao sabes a vida do rapaz pode ter filhos a estudar o que sai demasiado caro em portugal e pode preferir dar uma vida melhor aos filhos sem que falte nada em vez de gastar em tlms ou outras coisas que sao secundarias e nao essenciais…deixem se de figuras tristes so vos fica mal

      • Joao says:

        Sabes que nem toda a gente nasceu com o cuzinho virado para a lua…

      • Pedro G. says:

        “Falo das propostas que tive, novabase 2300 brutos, CDG 2100, PWc 2250 /mes” – Se falas de ti, logo não englobes todos os outros nesta tua realidade, pois nem toda a gente tem a sorte que tiveste mesmo com diplomas e esforçando-se a trabalhar!

        “Portugal e praticamente so Lisboa, o resto é paisagem toda a gente sabe isso.” – Não, não é! No resto do país também se vive ou sobrevive. Não se é menos gente só porque não se vive na capital e não se tem um salário de 2000 euros por mês! Também existem licenciados e gente trabalhadora no resto do país! Não se pode julgar as pessoas desta forma. Estes comentários teus, só revelam que o que ganhaste no salário mensal perdeste em juízo, discernimento, respeito pelos outros e noção da realidade.

        “…mas a maioria das pessoas e preguicosa e prefere lamentar se a trabalhar…depois dizem que iphone e caro.” – Acho que nem vale a pena dizer mais nada! Diferentes realidades de quem vive em “bolha”. Referende-se a independência de Lisboa, pois o resto é apenas paisagem e não vive nem trabalha lá ninguém!

  2. Eps says:

    Saudade dos smartphones de 145mm de altura.

  3. Nonnus says:

    Teres dinheiro tens. Endividas-te para o comprar. Como é que achas que a maioria dos portugueses fazem?

    A quantidade de smartphones de topo (500€ – 1000€) que se vê nas mãos dos tugas e com ordenados de 600€, só mesmo a prestações

    • Belmiro says:

      Sim porque todos os tugas ganham 600€…

      • Leko says:

        A maioria dos que aqui comenta nem trabalha, qq pessoa com diploma ganha 2000 euros em Lisboa no inicio

        • okapi says:

          Para viver com 2000 euros em Lisboa tem que andar a viver na casa dos pais, o que é uma vergonha , porque isso nem para pagar as despesas básicas dá. Portanto continuam a se endividar.

          • Leko says:

            Eu disse no inicio, mas vivo em Lisboa desde os 18 anos com a namorada agora mulher e sempre deu e sobrou para as despesas e viajar. Sinceramente as pessoas aqui nunca devem ter trabalhado pois nao tem noção

        • Toni da Adega says:

          2000€/mes é o custo da renda de um apartamento T3 + despesas. Para teres uma vida minimamente confortável tens que ganhar pelo menos o dobro disso.

          • Leko says:

            Eu pago 400 euros por mes de emprestimo da casa, os juros sao baixos e a euribor nula e tenho um t3. 2000 euros em Lisboa, so se for a alugar uma penthouse!

          • Toni da Adega says:

            400€ por um T3 só se for numa cave na periferia.
            Em Lisboa nao se arranja nada decente abaixo dos 1300€/mes, mais despesas.
            Eu do empréstimo da casa T3 , pago 1200€ mes por isso nao está muito acima da média

          • Hugo says:

            Toni isso que dizes depende muito do valor da casa, do tipo de contrato que tens com o teu banco, a duração do empréstimo, etc. 400euros por um empréstimo numa altura em que a euribor está a zeros é possível pois eu pago praticamente isso também e vivo na zona de telheiras em Lisboa que é uma zona bastante agradável.

          • Toni da Adega says:

            Sim, tudo depende da casa, mas por volta de 400€ paga-se por um empréstimo de 100k a 25 anos. A não ser que se dê uma entrada grande isso não dá para quase nada.
            10 nos atrás era diferente

        • Dima says:

          “Qq pessoa” com diploma ganha 2000 euros? Em Portugal não, nem brutos, nem com phd.

          • Leko says:

            Falo das propostas que tive, novabase 2300 brutos, CDG 2100, PWc 2250 /mes. Isto apenas saido do mestrado e com internship de 2 meses no verão. Em Portugal é possivel bons salarios, mas a maioria das pessoas e preguicosa e prefere lamentar se a trabalhar…depois dizem que iphone e caro.

          • darkvoid says:

            Don’t feed the troll!

          • Joao says:

            @Leko Com tanto trabalho ainda tens tempo para estar a comentar compulsivamente no pplware às 11 da manha?

        • Pedro G. says:

          “…qq pessoa com diploma ganha 2000 euros em Lisboa no inicio” – Nem todos trabalham e vivem em Lisboa, nem todos têm diploma e Portugal é constituído por outras zonas, nomeadamente o interior, onde o índice de desenvolvimento, é muito pobre.
          Licenciaturas e 2000 euros para todos seria um sonho para Portugal e para todos os portugueses, mas infelizmente isso é apenas uma utopia na realidade actual do nosso país. Enfim.

        • Pedro Faria says:

          “Qq pessoa com diploma ganha 2000€ em Lisboa”
          Que eu saiba o país não é só Lisboa. Na zona do Minho existe licenciados/mestres a ganhar 800/900€. As coisas não são lineares.
          Aqui há uns tempos, uma empresa, queixou-se que não tinha nenhum ex-aluno (do mestrado que estou atualmente a tirar) interessado em trabalhar lá. Essa empresa, sediada em Vila Real, queria um mestre e pagar um ordenado de 600€ mensais…

        • Mr.T says:

          Estás enganado…
          Talvez algumas pessoas cheguem a a esse valor no inicio. E presumo que estejas a falar de valor bruto, o que dá cerca de 1300 liquidos.
          Se por ventura é o teu caso, entao partilha com a malta sobre qual é a tua profissão e empregador, porque claramente não é qualquer diploma que te permite chegar a esses numeros, muito menos no inicio da carreira.

        • Nonnus says:

          É tão bom quando vemos que o dizemos esta de acordo com a realidade.

          O teu comentário é tão ignorante que toda a gente que respondeu diz o contrário de ti. Tu tens alguma noção do que é a vida, do que é trabalhar, da realidade do país em que vives?

          Tu pareces aquele que vai numa formatura a marchar e leva o passo trocado, mas o resto do pelotão é que vai trocado e tu és o único vai certo.

          Agora já percebi porque é que o pais já saiu da crise, qualquer pessoa com diploma ganha 2000€.

        • Ze says:

          qq pessoa ganha 2000€? Este deve ser amigo do Costa, que acha que os tugas são todos iguais, todos ricos, e só sabem é queixar. Deixa essa Euribor começar a aumentar e quero ver essa prestação de 400€ passar a 500 ou a 600.

          • Pedro Faria says:

            Deve ser deputado certamente. Aí ganha bem mais do que os 2000€ e vive às custas do povo por isso é que a vida é tão simples. Para além de que dizer que qualquer recém licenciado ganha 2000€ deve ser a ideia que o parlamento tem e por isso é que já não estamos em crise. Enfim, se a ignorância paga-se imposto este com o salário que tem (ou diz ter) estava individado.

        • Joao says:

          Es completamente alheio à realidade. Ora dá lá o exemplo de uma oferta de trabalho para um recém-formado que ofereça 2000€. Os teus comentários dão de puto de 15 anos que não sabe o que custa a vida.

          • Hugo says:

            Nossa que violência! É bem possível em Lisboa, eu pessoalmente recebo 3200 e comecei a trabalhar após o mestrado ha 2 anos. O resto do país tem uma realidade bem diferente e a maioria das pessoas aqui provavelmente não tem estudos de ensino superior ou em universidades de renome.

        • Napoléon Bonaparte says:

          És um i######## e nada mais do eu isso.
          Não tens claramente noção do que é um salário. Quanto pensas que uma pessoa tem de produzir para poder receber € 2.000,00 limpos 14 meses por ano? Quanto tem de produzir ou conseguir que o seu patrão fature para lhe poder pagar esse salário.
          Não tens certamente qualquer experiência de vida, de trabalho, de noção da realidade.
          Olha: cresce, ############ e volta quando tiveres obtido uma licenciatura e depois dizes-nos quanto ganhas por mês…!

        • Bruno Costa says:

          “…QQ pessoa com diploma ganha 2000 euros em Lisboa no início”

          Não diga baboseira, não sabe do que fala. Você está nos RH de qualquer média ou grande nacional ou internacional ?

          É que nem sombras qualquer diplomado, mestrado ou doutorado ganha 2000 brutos em início de carreira cá por Portugal.

          É óbvio que existem alguns, em segmentos e profissões nicho, mas são claramente uma excepção.

          E são tanta excepção que basta ver estatisticamente quais são os ordenados médios por nível de habilitações e faixa etária dos tugas cá por Portugal.

          Olhe, isso em início de carreira para diplomados, nem em Espanha ou Itália.

          Não sabe do que fala.

  4. Belmiro says:

    Leio aqui cada barbaridade … um poema que todos ganham 600€, outro diz que qualquer diplomado ganha 2000€…isso é que era bom!

    Mas o que aqui se diz só espelha a diferença de salários entre Lisboa e o resto do país. Indecente.

    • Joao says:

      Podes crer que a diferença de rendimentos não compensa a diferença de custo de vida. No “resto do país” há bem mais qualidade de vida.

    • Nonnus says:

      Então tu que tens nome do homem que foi o mais rico do país, diz lá quanto se ganha em Portugal?

      Sabes que o teu homónimo que já faleceu pagava esses ordenados de 600€ que tu dizes que não existem ao seus funcionários e dizia que já eram bem pagos para o que produziam?

      Elucida-nos lá quanto é que se ganha em Portugal? Os portugueses que ganham o ordenado mínimo é que deviam de vos ouvir falar, podia ser que assim tivessem noção da realidade deste país.

      Sabes que o ordenado mínimo são 585€? Sabes que por exemplo na hotelaria, têxteis são os ordenados praticados?

      És como avestruz, vives com a cabeça enterrada e só conheces uma realidade, a tua?

      • Belmiro says:

        Miúdo, aprende a ler

        • Nonnus says:

          Miúdo! Se calhar tenho idade para ser teu pai.

          Este teu comentário elucidou-me bastante em relação ao assunto. Acabou-se os argumentos?

          Usando o teu conselho, talvez tu devas aprender a ler.

          “um poema que todos ganham 600€” no que eu escrevi, onde esta a parte do “todos ganham 600€”?

          maioria = grande parte

          grande parte não quer dizer todos

  5. Eng civil says:

    Eu com mestrado em eng civil, ganho 950€ brutos… quem me dera 2000€… tenho colegas de curso que ganham ainda menos, os unicos que ganham mais, são os que emigraram para a alemanha e e holanda.
    Atualmente as empresas pagam muito mal, e ou aceitamos, ou continuamos desempregados.
    Não está facil em portugal, e pior qnd se tem filhos para criar, e não existem condiçoes para abandonar a familia e ir para o estrangeiro em buscar de melhores condiçoes…
    Mas a culpa disto tudo é do governo e dos seus impostos, na empresa onde trabalho faço parte da analise contabilistica, e é uma brutalidade a quantidade de impostos e burocracias, sem falar nos clientes caloteiros.

    • Hugo says:

      Desculpa mas 950 euros brutos com mestrado só é parvo quem quer. As pessoas queixam-se mas são conformistas e não procuram pois está na moda dizer mal. Em Lisboa toda a gente que conheco no primeiro emprego após mestrado ninguém recebe menos de 1500

      • Pedro Faria says:

        Existe também outra coisa que são áreas de formação. Neste momento a área da informática está em alta. Os ordenados são melhores, é perfeitamente natural (é lei da procura e oferta). Ele como Engenheiro Civil pode não ser tão bem pago e não ter culpa disso pois as empresas não pagam mais.
        Então, eu com o mestrado que estou a tirar (área da Química), na melhor universidade do país (Universidade do Minho) basta mandar currículos para empresas com filiais/sede em Lisboa e automaticamente o meu salário é, no mínimo, de 1500€? Em qualquer empresa, certo? É que se assim é, não sei porque estou tão preocupado com o meu futuro.

      • Bruno Costa says:

        Campeão , deves ser um crominho. Eu recrutava-te já para os meus bordéis.

        Diz-me lá qual a área de negocio desses iluminados millennials?

        Mas TIs? Se sim, malta de sistemas ou malta de partir código? Malta cientista das biotecnologias?? Nas startups da banha da cobra que querem ser listadas na bolsa para enganar tolinhos ou em alguma biotecnológica com 20 e 30 anos mínimo? Ou é malta do tijolo e do esquadro e estão ligados ao civil? Conta lá que estou curioso de saber quem são esses millennials todos iluminados.

        Há excepções , óbvio. Há nichos e segmentos que pagam bem em arranque de carreira (bem é relativo, depende se não têm que dar ao nabo 12 e 14horas /dia), mas são EXCEPÇÕES NAO SAO REGRA.

        Conta-me lá então pormenores sobre essa média dos teus amigos millennials que tem um desvio assim tão grande da amostra.

    • Hugo says:

      Já agora em que universidade tirou o curso? Universidade Nova de Lisboa, ISCTE, Católica business school, Instituto Técnico de Lisboa…quem tira cursos em politécnicos manhosos é normal que não tenha o mesmo ordenado de quem vem de uma boa universidade. Abraço

      • Joao says:

        Sabes que nem toda a gente tem a possibilidade de ir estudar para uma “boa universidade”…ou sequer de aceder ao ensino superior. O mal deste pais é vivermos com o rei na barriga.

        • Hugo says:

          Não interessa, eu tive bolsa a estudar na Nova e depois tirei mestrado na Católica. Quem não tem possibilidades paciencia, mas não digam que n há bons salários porque há. Uma boa universidade precisa de muito estudo e boas médias, e muitos preferem andar na boa vida e dps queixam-se

          • Nuno Cavaco says:

            Deixa de ser pedante, só te fica mal. Tiveste pais que te puderam/quiseram pagar as supostas melhores Universidades, e isso quer queiras admitir, quer não, é meio caminho andado para teres o pontapé de saída certo no mercado de trabalho. Tu que andaste nesse meio selecto devias saber que não chega ter boas notas para chegares a uma U. Católica. Pela forma como descreves o teu percurso, diria que não deves ter mais de 25 anos, e claramente não conheces o mercado de trabalho. Conheces o universo onde foste parar depois da tua formação, onde todos são felizes e ganham bem, mas uma coisa que não entendes, e nunca entenderás se não quiseres, é que o mercado de trabalho não é assim tão linear, e que há determinadas oportunidades barradas logo à cabeça porque não vens do sítio certo. E o sítio certo muitas das vezes não é o melhor, e ainda mais vezes a pessoa escolhida para o lugar é menos capaz que muitas outras que nem consideradas foram para o cargo, porque não vieram do sítio certo. Tens empresas muito grandes em Portugal onde isto acontece, infelizmente. Podes ser um tipo esperto, que teve excelentes notas, e que merece totalmente estar onde está, mas tens ainda mais exemplos de malta sem o mínimo talento, sem quaisquer capacidades, que chega a empresas onde jamais chegaria se tivesse vindo de outras instituições. E nem vou entrar pelo tema do Fator C, que infelizmente em Portugal continua a meter nojo em muita empresa. Abraço

  6. Pedro Faria says:

    “Portugal e praticamente so Lisboa, o resto é paisagem toda a gente sabe isso.”

    Realmente é por isso que este país está como está. No Norte diz-se muitas vezes que Portugal é até Coimbra. Depois é África. E da maneira que falas parece-me que isso é bem verdade. A maior parte dos países africanos têm graves problemas a nível de educação e parece-me que isso se está a confirmar pelo teu comentário.
    Mas se queres um conselho, viaja pelo país, vem conhecer cidades com Braga, Guimarães, Porto, Coimbra e talvez percebas que o país não é só Lisboa. Porque acreditando ou não existem cidades como Guimarães (recentemente Capital Europeia da Cultura) ou Braga (recentemente Capital Europeia da Juventude) que estão a crescer, a tornarem-se mais auto sustentáveis e com melhor qualidade de vida. Mas viva na sua bolha que é Lisboa e deixe o resto da “paisagem” que certamente muita gente agradece. E se Lisboa é o país, tenho muito gosto em viver noutro país em que não tenha de andar 3 horas no trânsito para chegar ao trabalho, que não tenha zonas tão problemáticas (como aqueles bairros na Amadora ou Chelas). Enfim, quanta ignorância para aí vai.

    • Hefesto,o Grande says:

      Ó Pedro,deixe lá !! Esse parolo não sabe que o distrito de Braga já é há mais de uma década e meia o distrito mais jovem de toda a Europa !! Que é no Norte que se encontram as maiores fortunas de TODO o país !! Que,como a cantiga diz,”no Norte trabalha-se,no Centro preguiça-se e no Sul comicha-se”(já se sabe o quê,não é 🙂 )!! Ainda recentemente fomos visitados pela chanceler alemã Angela Merkel,do país mais forte de toda a Europa,e ela ficou rendida ao encanto de Braga dizendo—»”EM BRAGA TRABALHA-SE PARA O FUTURO” !! Mas,como sempre,que digam que Lisboa é a capital e o resto é paisagem !! Dá-me cá um interesse do c****** !! Sempre vivi bem,vivo bem e,queira Deus que me dê forças e saúde,viverei bem no Norte de Portugal,a zona mais linda do nosso país !! 🙂

  7. Emanuel Franco says:

    Também podia se falar sobre o oneplus 6 Red…mas se calhar nestão aqui para falar de outros assuntos

    • Napoléon Bonaparte says:

      Sim, quero falar do OP6 Red!
      Adquiri ontem na loja oficial, pois ficou de novo disponível.
      Confirmaram por e-mail o envio durante a madrugada.
      Mal posso esperar para lhe por as mãos!
      Acho que vou ter de me preparar psicologicamente para me despedir do meu OP3T que me acompanha desde o final de 2016…

      Nunca comprei um telemóvel tão caro na minha vida! Sim, acho caro, não obstante vir com uma capacidade de 128Gb e com o melhor processador do mercado.

      Mas mais do que isso, o que me incomoda – ou até me irrita, para ser mais claro – é o facto de depois do verão o equipamento passar à história com a apresentação do OP6T. Inaceitável para quem investe acoima de € 500,00 num equipamento: é uma falta de respeito, fomenta um consumismo desenfreado e em ultima rácio, contribui para o desperdiçar dos recursos existentes e o aumento do lixo eletrónico a médio prazo. Acho que as empresas que praticam estas politicas comerciais, que têm as consequências que abemos, deveriam ser fortemente penalizadas, nomeadamente obrigando-as a assumirem elas próprias a reciclagem dos equipamentos fabricados e cuja vida útil terminou, desde que encaminhados pelos consumidores para as respetivas fábricas com portes a cargo da marca. Talvez estas práticas tivessem então tendência a serem menos chocantes. Chamaria a isso, por exemplo, produção com responsabilidade…

  8. JORGE COSTA says:

    Isto está cheio de doutores e mestres…que nem reparam nas pessoas normais que lhes facilitam a vida a ganharem o ordenado mínimo.
    Estes doutores quando veem que o lixo se amoutua à frente da sua vivenda é que dão valor ao homem do lixo…mas só por o cheiro incomodar a esposa troféu ….

  9. Ruca says:

    Desculpem a minha ignorância…..mas afinal o tema é o oneplus 6 red ou valor das rendas das casas………

    • Napoleon Bonaparte says:

      Não.
      O assunto parece que é o salário do português médio, o do remediado, o do esperto e o do portugues adiantado mental…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.