Quantcast
PplWare Mobile

Vem aí a MIUI 12! Será que o seu smartphone vai receber a nova versão?

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. SANDOKAN 1513 says:

    E o Xiaomi Redmi Note 5,nada ?? Um dos aparelhos que a empresa mais vendeu a nível mundial ?? Essa é boa. 😐

  2. Gil says:

    Redmi note 5 não recebe infelizmente

    • SANDOKAN 1513 says:

      Vai envenenar outro.Comigo não tens a mínima hipótese.E sim,o Xiaomi Redmi Note 5 vai receber a nova MIUI 12,em princípio nos primeiros 10 dias do mês de Dezembro.Toma !! 😉

  3. AntiWinnieThePooh says:

    Porque continuam a fazer publicidade a produtos de ditadores assassinos?

  4. vo says:

    Vamos lá a deixar de comprar chinolandia.
    Esta pandemia veio deixar a descoberto a realidade. O quanto estamos dependentes da china.
    Nunca por todos os ovos no mesmo cesto, mando o bom senso.
    O barato acaba sempre por sair caro.
    Faço mia culpa como consumidor habitual. Vou tentar mudar o habito dar oportunidade da Europa crescer.
    Tenha cuidado.

    • Jorge Carvalho says:

      Nem esse nem nenhum .

      Curioso é que não ter sido publicado aqui nenhum artigo que afinal os Huawei sairam com peças americanas apesar do embargo …

      Abc

    • João Santos says:

      Tens alternativa portuguesa pode e não ter os melhores specs

    • Gil says:

      O iphone europeu e made in india logo tentaste mas nao.

    • Paulo says:

      Olha outro!! Então o que é que a dependência tecnológica da China tem a ver com a propagação do covid-19? Se tivesse começado no Vietname ou na Indonésia teria sido diferente? É que nesses países existem mercados como aquele(s) onde dizem que surgiu este vírus? Neste momento a capacidade produtiva da China é a salvação de muitos países, porque até o poderoso Estados Unidos da América está a ter dificuldades em criar meios para produzir tudo o que é necessário para combater a propagação do covid-19!!
      O regime Chinês é de facto uma aberração mas, neste caso, foi e é uma vantagem pois aquilo que o Estado ordena é imediatamente executado sem questionar (muito), enquanto que nos outros países, pelo que se vê, entre o não cumprir com as medidas de quarentena decididas pelos vários governos e cidadãos/entidades a c*g*r postas de pescada nas redes sociais com discussões que só aumentam as divisões que existem por esse mundo fora e que pouco ou nada resolvem.

      • Tiago says:

        Eu só vejo Felicidade…
        Portugal governado á esquerda, China é ditadura de esquerda, é só Amor.
        Mais um bocadinho e apanhamos a China, é só dar tempo ao tempo. kkk
        Talvez até nos facultem tecnologia, quem sabe.

  5. jorban says:

    onde alguns de voces pensam que e feito a maioria do material eletronico que compram
    onde e que o sns esta a ir buscar a maioria do material com que nos tratam ?
    sera que algum dia vamos deixar de depender da china?
    gostava que sim

    • Miguel says:

      Tinhamos de abdicar da qualidade de vida e consumo. E isso nem os mais cor de rosa como a Greta querem fazer.

      • vo says:

        Sem ofensa mas como diz o velho ditado “Só não mudam os burros”.
        Compreendo que não será fácil, mas continuo dizem que devemos tomar decisões que nos salvaguardem de uma dependências desta dimensão. Nestas circunstancias deixa de haver alternativa por extinção de outro eventuais fontes de fornecimento, e isto é transversal a todo os consumíveis e não só à electrónica, veja o que se passa actualmente com os famigerados ventiladores e mascaras.

  6. Miguel says:

    Óh Gil, vê-se bem ue não conheces minimamente a realidade laboral em Àfrica.
    Podem vir a ser fabricádos em África mas com mãode obra chinesas ou indiana

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.