Sondagem: Maioria não fez root ao Android

Outras sondagens já realizadas


Destaques PPLWARE

32 Respostas

  1. eachtime says:

    Eu gostava de fazer root ao meu tablet ASUS Z380 KNL Elite Version mas a informação de suporte a este tablet é escassa na net e náo consegui me safar 🙁

  2. Tilelomohaya says:

    Estes dados estão “mal” avaliados, uma análise requer cruzamento de variáveis. As pessoas que não fazem, quem são, em que grupo estão inseridos? Depois, não fazem porque não querem, ou não conseguem? O processo, não é fácil.

    • Spoky says:

      Não faço porque não quero e pprqhe é inútil na minha opinião

    • Pedro Pinto says:

      “Mal avaliado” ? Nós só queremos saber quem tem e quem não tem…nada mais.

      • piri_vm says:

        Percebo, mas podia ser mais aprofundado o estudo…
        Perguntar o motivo de quem não faz:
        Medo de perda de garantia;
        Não necessário;
        Não consegue;
        ‘Impossível’ de fazer no dispositivo.
        Etc…
        Ficava um estudo muito mais completo.

        • Marisa Pinto says:

          Isso é outro estudo. Uma coisa de cada vez 🙂

        • Goncalo says:

          Pareces as crianças quando chegam à fase dos porquês. Tudo pode ser aprofundado, mas se formos aprofundar todos os temas ate esgotar tudo o que pode ser analisado ja viste o seria preciso para o fazer, para o interpretar? Tem calma, desfruta do trabalho apresentar o, e relaxa.

          • Sérgio J says:

            Eu Percebo Piri_vm. uma sondagem bem feita tem de levarem conta a população da sondagem, pois senão é uma uma sondagem enviezada. como costumo dizer não podemos fazer uma sondagem de quantos portugueses dão benfiquistas à porta do estádio da Luz. Sendo a população deste site maioritariamente geek ou no mínimo afecta a tecnologia percebe-se o porque de uma percentagem tão alta de pessoas que fizeram root.
            Claro que se o estudo for para perceber se dos leitores qual a percentagem que fez root então o estudo é bastante válido.

            Pessoalmente antigamente fazia root e/ou jailbreak a todos o devices que me apareciam pela frente. Hoje em dia já não tenho pachorra parra isso. Não maioria dos casos não serve para nada além do desafio.

        • Joel Reis says:

          E chegados ao “não consegue”, íamos ter de seguir para o porquê de não conseguir, ou porque não acha necessário… Não faz grande sentido. É uma pergunta simples e fechada, tiram-se as conclusões possíveis.

    • Miguel Lima says:

      Professora – Joãozinho quantos meninos e meninas existem na sala?
      Joãozinho – 20 meninas e 10 meninos Sra Professora!
      Professora – Mal avaliado Joãozinho. Tens que perguntar quantos meninos gostariam de ser meninas e brincar com bonecas…

  3. Joaquim says:

    Eu tenho root.
    Tenho instalado Adaway(tipo de ablock) e titanium backup pro. é essential, backup das apps e dados.

  4. Altair says:

    Eu tenho Root no aparelho, mais uma Rom customizada que é a lineageOS, não quero outra coisa é muito bom, agora se for pra utilizar Root em Rom Stock ai é complicado, pois não vai ser possível atualizar o sistema, claro que tem fabricantes que não vão mais atualizar muitos aparelhos então tanto faz nesse caso, mais acredito que a melhor combinação seja hj em dia uma rom customizada, com o lineageOS + Root, e se não quiser mais ter Root é so tirar simples assim.
    A uma série de vantagens em se ter um telefone com Root, mais é mais recomendado para usuários experientes que precisam de utilizar alguns softwares que precisam de root, ou aqueles que gostam de customizar o sistema, caso a pessoa sejá um usuário comum é melhor continuar como está

  5. AiOGajo says:

    No smartphone pessoal não faço root por questões de segurança.

    Já em tablets faço-o para remover bloatware: Gmail, Play Books, Play Games, Play Jornais, Google Keep, etc.

    • Jorge says:

      No meu caso foi ao contrário, fiz root exatamente por questões de segurança: para ter um SO mais recente, para ter acesso (a partir do Android 6.0, Marshmallow) às configurações OptOut nativas que permitem tirar muita permissão intrusiva da maioria das apps, e ainda para ter root que permite ir ainda mais além no controlo das permissões dadas às apps (acesso a dados, fotos, câmara, contactos, etc).

      Recentemente fiz root por causa de uma péssima compra: LG G3 – que sobreaquece com um microondas, e devido ao throttle necessário para evitar o sobreaquecimento, perde muita performance.
      Quem me dera que alguém tivesse feito o review exaustivo a mostrar que o LG G3, que anuncia o Krait a 2.5 Ghz, numa país com as temperaturas altas como Portugal, ao fim de 1 ou 2 minutos de high load, tem de descer para perto de 1 Ghz. Uma VIGARICE.

      Outra razão para o root, tal como tu, foi para ver-me livre do bloatware que vinha no SO stock. Era só tralha, impossível de desinstalar, e nalguns casos impossível de parar, e muitas vezes com permissões absurdas.

      Novamente, por causa do péssimo LG G3, tive de fazer root para poder diminuir a resolução para 1080p, que é a adequada àquele hardware. Diminuiu o sobreaquecimento, e aumentou a performance.
      Mas só com root era possível ter um DPI adequado (menos de 530 ppp), caso contrário ou escolhia uma valor abaixo e o telefone crashava, ou escolhia 530 e os SO stock da LG e algumas apps ficavam com um tamanho desadequado (imagina usar um browser sempre com 400% de zoom…).

      Finalmente, um ou outro jogo que abusa dos anúncios ou das microtransações, merece respetivamente levar com um bloqueador de anúncios, ou não ser instalado via Play store…

      Antes de fazer root, é preciso ler muita coisa, saber onde procurar, ter a certeza de que o software é o certo para a versão do SO que temos, ter cuidado para evitar esquemas, etc.
      Por tudo isto, a Google precisa de ser uma empresa mesmo muito estúpida para continuar a insistir em não permitir o root de forma nativa, tal como permite as Developer Options.
      Isso sim era um ENORME passo para melhorar a segurança no Android.

      É o cúmulo da estupidez e insegurança, ter de recorrer a fontes menos confiáveis (e arriscar a integridade do nosso telefone e dos nossos dados) só para poder ter no SO Android, aquilo que no SO Windows toda a gente tem: uma conta de administrador.
      Afinal quem é que é o dono do aparelho? A marca, ou quem o comprou?
      A União Europeia devia intervir nisto forte e feio!!!

  6. Pedro Carvalho says:

    Acho que o root fazia sentido quando os equipamentos eram limitados, nem que seja para apagar aplicações de origem e forçar a instalação de aplicações no cartão quando a mesma não deixava. Agora, desde que passei para RAM de 3 GB e armazenamento interno de 64 GB, não vejo necessidade. Principalmente porque tenho o hábito de comprar quando gosto das aplicações (já passei a fase dos downloads das aplicações para não pagar)

  7. Rui says:

    Alguém me explica que é fazer root, pf? Eu conheço a root do disco ou suporte de dados, mas nunca ouvi falar em fazer root.

  8. Homo Erectíssimo says:

    Sondagem desta semana: —»votei em Desktop,no dispositivo que mais utilizo para ter acesso à Internet.Vai a esta hora(21h25m),na terceira opção com 25% dos votos.Em primeiro lugar vão os Smartphones(41%),em 2º lugar os Computadores portáteis/híbridos(28%),o Tablet em 4º lugar(4%),e os restantes “Outro” e “Relógio Inteligente” com somente 1%. Desta vez não me safo,já fui. 🙂

  9. JorgeC says:

    Tenho um xiaomi e não há volta a dar… Root a bombar

  10. JBC says:

    Sempre fiz root a todos os meus telemóveis, para poder utilizar as seguintes apps:
    – Titanium Backup: backup de todas as apps e dados e desinstalação de bloatware;
    – AddAway: bloqueador de anúncios na net e em apps;
    – Root Browser: acesso a todos (mesmo todos) os ficheiros do telemóvel;
    – BuildProp Editor: resolução de algumas idiossincrasias do sistema;
    – ClockSync: acerto automático da hora ao ms (é uma mania minha).

  11. Lisbon lover says:

    Só não faço ‘root’ porque, dizem os especialistas, inviabiliza a garantia do smartphone e causa um mau funcionamento ao sistema.

    É verdade?

  12. C. Marques says:

    Mais um (eu) como o prezado Rui algures acima. Alguém que explique o que é fazer root ao Android.
    Desculpem puxar-vos a tão baixo nível.

    • JBC says:

      De um modo simples, fazer root a um android é fazer uma pequena alteração no firmware do telemóvel de modo a permitir ao utilizador e às aplicações o acesso total a todos os ficheiros, com todas as permissões.

      No windows, consegue-se facilmente essa condição, alterando algumas definições de segurança, mas no sistema android nativo, é impossível.

      Tem vantagens porque pode permitir, entre outras, a desinstalação de programas inúteis instalados pelas operadoras (bloatware), fazer backup de aplicações e dados, recuperar dados apagados por engano e personalizar o sistema.

      Tem desvantagens por permitir que aplicações maliciosas possam actuar livremente, se não forem tomadas medidas preventivas. Permite ainda que um utilizador sem grande experiência possa danificar irremediavelmente o sistema ao modificar, apagar ou desinstalar aplicações fundamentais do sistema.

      Para fazer root, o utilizador deve assegurar-se que obtém os ficheiros exactamente adequados para o seu modelo de telemóvel e para a rom actualmente instalada. Se tentar fazer root com um ficheiro não adequado, ficará com um telemóvel que só vai servir como pesa-papéis (brick=tijolo).

      Os passos indicados para fazer root têm de ser cuidadosamente seguidos, sob pena de acontecer o mesmo.

      Ao fazer root perde-se a garantia do fabricante.

  13. f2 says:

    o resultado faz sentido, visto uma grande parte desconhecer o processo ou simplesmente não ter utilidade para root ( user comum usa o telemóvel para chamadas, sms, net e fotos)

  14. Artur Oliveira says:

    Nunca fiz root ao meu smarttphone, que por acaso é chinês, e o facto de as instruções serem em língua inglesa ou chinesa é um bico de obra para mim que não me dou bem com o inglês e com o chinês nem é bom falar, sem esquecer o receio de alguma coisa correr mal.

  15. C. Marques says:

    …ao JBC o meu obrigado pelos esclarecimentos em19 Agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.