Radares de Portugal: Não tenha surpresas na estrada


Destaques PPLWARE

95 Respostas

  1. Miguel says:

    instalei hoje e explorei um pouco.
    pareceu-me que em condução, não avisa da proximidade de um radar, ou será que vi mal? temos que ler as notificações e conhecer os locais?

    • Orlando says:

      Acho que o aviso de proximidade de um radar virá numa próxima versão.

    • Júlio Rocha says:

      Miguel, a atividade principal da App é a partilha de mensagens Texto, incluindo a possibilidade de partilhar outras publicações via messenger ou SMS. O Mapa de Radares saiu nesta versão apenas como Extra, mas será trabalhado em futuras versões.

      • MShaitan says:

        Podiam tentar uma parceria com o waze, penso que seria o melhor de dois mundos, como eles fizeram com o Spotify, fica a sugestão..! Com tudo, obrigado pelo esforço. Cumps..

  2. int3 says:

    Eticamente acho mal. Andamos aqui a ajudar o pessoal a conduzir em excesso de velocidade e escapar impune?

    • Tiago says:

      Não mas ir da Maia até braga, sempre pela nacional a 50km/h não dá em nada.

    • PL says:

      Eticamente acho mal os limites de velocidade sobre a desculpa que a velocidade mata.
      Os limites estão desajustados às estradas e aos carros.

      A velocidade não mata, conduzir mal, sim.

      Na Alemanha em grande parte de autoestradas não existe limite e quando existe é por um motivo válido, contudo tem menos acidentes e menos mortos que Portugal, Espanha e França (em França a caça á multa é implacável)

      Agora tentem ir na esquerda sem ir a ultrapassar ou estorvar o veículo detrás, o mais certo em num percurso de 70 km levarem uma multa de 300 eur, a probabilidade é bem elevada.

      • NMLFS says:

        A velocidade mata sim. Acidentes, são isso mesmo! Acidentes. Por muito bem que conduzas a 90km/h dentro de uma localidade, se uma criança atravessar a rua a correr, o mais certo é: ou matas a criança, ou despistas-te e matas-te a ti, ou alguem que esteja no passeio! Por muito bem que conduzas a 180km/h numa auto-estrada, se um cão se atravessar, ou um pneu rebentar, duvida que saias ileso disso! portanto a velocidade mata sim!

        • Mr.T says:

          Se numa AE te rebentar um pneu a 120km/h, também não sais ileso de certeza…
          No entanto, concordo com o PL, quando diz que os limites actuais estão desajustados com a realidade actual dos carros e estradas. O problema é que cada vez mais as autoridades sentem a necessidade de fazer uma caça a multa desmedida e por essa razão cada vez mais as pessoas perdem o respeito pelas autoridades. Em vez de olhar para uma autoridade e sentir que ela existe para me proteger, sinto que ela existe para me tentar lixar a vida. Acho que este sintoma é cada vez mais generalizado.
          Falta-lhe bom senso e pedagogia (não quer isto dizer que não tem razão na maioria das vezes).

        • Fjms says:

          Então limitem os carros. Porque muitas vezes os acidentes acontecem por falta de velocidade fazer uma viagem de 20 ou 30 km atrás de uma pessoa a 40 ou 50 kmh nos locais onde se pode ultrapassar a transito contrário o que vai acontecer é fazer a ultrapassagem onde não pode é acontece o tal acidente

      • falcaobranco says:

        Era exactamente o que ia responder!! Excelente!!

      • Belmiro says:

        Isso é conversa: os alemães só tem menos radares nas autoestradas. Só na cidade de Berlim arrecadaram em 2016, 11 milhões de euros em multas e em colónia 9 milhões. Fora as outras todas.

      • charles says:

        Compreendo o seu ponto de vista… Mas está muito enganado.
        Se visse acidentes todos os dias, pensava de forma diferente.
        Morrem pessoas TODOS os dias nas estradas. Crianças, pessoas novas, velhas… Com culpa ou sem culpa… A conduzir bem ou a conduzir mal… A velocidade é um dos fatores de risco, bem como o telemóvel. Infelizmente ainda há quem ache que é sobre dotado e capaz de conduzir com segurança falando ao telemóvel! Enfim…
        Enfim é o que resta dizer…

        • JorgeO says:

          Aqui concordo com falas de ir ao telemóvel. Acho uma aplicação útil, quem não quer saber onde eles estão porque é um cidadão exemplar e cumpridor, acho muito bem. A questão é que se calhar muitas das funções desta aplicação exigem que se use o telemóvel enquanto se conduz…

        • Mr.T says:

          A questão do telemóvel é uma questão interessante… Ora vejamos…
          O que torna falar ao telemóvel perigoso? Será o facto de lhe estarmos a pegar para falarmos? Ou o facto de estarmos efectivamente a falar?
          Se o problema reside em lhe estarmos a pegar, então parto do principio que quem vai a conduzir não deveria de usar as mãos para mais nada, nem mesmo uma maçã, uma sandes, uma bolacha, uma agua ou um cigarro (e este pode ser realmente perigoso), e em todos estes casos as pessoas deveriam de ser multadas. Já nem vou mencionar casos extremos como lerem livros no meio do transito ou maquilharem-se.
          Se por outro lado o problema residir em efectivamente falarmos, então casos como o auricular, o sistema mãos livres do carro ou até uma simples conversa com o passageiro, deveriam de dar multa também.

          Seria muito mais coerente, não acham?

      • APereira says:

        Vais continuar a pensar assim até que um dia tenhas azar e matares alguém na rua.

        Na Alemanha existem auto-estradas sem limite de velicidade, nao sao grande parte, sao apenas algumas e em zonas especificas, de resto o limite é 120…
        Mas nao está ai a grande diferenca da Alemanha para Portugal, a diferenca é que se a placa diz 120, a maioria das pessoas circula a 120 ou menos e por isso existem menos acidentes e menos mortos nas estradas.

        Se achas que a velocidade nao mata, estás muito enganado…e basta teres dois dedos de testa para conseguires ver isso.
        Se bateres a 50km/h o estrago vai ser um, se bateres a 200km/h o estrago irá ser outro e se achas que conduzes bem o suficiente para que possas circular em velicidades mais altas, meu amigo estás redondamente enganado o que tu tens nao é habilidade para conduzir é sorte e pelo teu bem e dos que te rodeiam espero que a continues a ter.

        Eu também nao sou santo, já fui apanhado em excesso de velocidade e até já tive um acidente em excesso de velocidade, felizmente estou cá para contar a história e só me safei, nao por habilidade para conduzir mas sim porque tive sorte…Sorte da forma como foi, sorte de estar a conduzir um topo de gama cheio de tudo que era paneleirices de seguranca e o acidente aconteceu tao simplesmente porque ia a ultrapassar um camiao de TIR na AE a 230km/h…Deslocacao de ar mandou-me contra o separador central e capotei o carro 6 vezes no meio da AE.

        Azar?Yah…mas sobretudo sorte.

        • int3 says:

          só acontece aos outros.
          quando alguém da familia morrer já vão pensar de maneira diferente.
          ainda hoje na A1 morreu nos carvalho um motociclista.

      • int3 says:

        Se achares mal as velocidades não te dá o direito de violares a Lei em vigor em Portugal.
        Já foi mais que estudado que a velocidade é o fator número 1 para maior parte das mortes rodoviários em Portugal.
        Pensa bem, se os limites cá são baixos e se somos menos pessoas então não seria de esperar termos uma taxa de criminalidade e acidentes rodoviários? Não é o que acontece. Cá nós somos lideres em quebrar a Lei, em números de acidentes, em mortes por 1000 habitantes, em tudo pior.
        Um carro despistar-se a 100Km/h é exatamente o mesmo seja bom ou mau. A diferença grande é quando respeitas toda a segurança rodoviária (velocidades, distancias de segurança, evitar e previnir acidentes) e quando há uma falha seja humana (ir alguém distraído, pneu fura numa curva, muito óleo na estrada, etc) que façam haver um despiste ou colisão, acontece com menos gravidade que se fosse com um carro antigo.
        Mas lá está, desde que se respeite ao máximo tudo.

        Agora vens para aqui dizer que os limites estão mal aplicados? Alguns talvez. Mas quase todos estão bem aplicados e não é razão por haver uma pequena parte minima mal que desrespeites todos.

        Na Alemanha a única autoestrada sem limite de velocidade é a autobahn e mesmo assim há um limite máximo recomendado para circular.

        Deves ir à direita sempre que possível conforme a Lei em vigor.
        Estás a justificar um erro com um erro. Não sei que lógica é que isto tem. Se a Lei diz que deves andar sempre à direita porque é que vais à esquerda?? Porquê??

        • Fjms says:

          E porque não fazem igual em Portugal podiam fazer um estudo e por algumas sem limitas ou então limitem mercedes bmw etc a 120kmh para quê complicar puseram a multa aos telemóveis é muito mais seguro falar ao telemóvel na orelha de que estar a olhar para o meio das pernas para não ser apanhado pela policia conserteza já originou muitos acidentes mais do que anda com telemóvel na orelha.

        • abm says:

          tem toda a razão.

    • Fernando Silva says:

      Enquanto que os nossos governantes acharem que os condutores portugueses são a caixa das esmolas e que os limites de velocidade se mantiverem desatualizados, a resposta é sim. É preciso entender a diferença entre velocidade em excesso e a adequação da velocidade ás condições do veículo, da estrada, do volume de tráfego, das condições climatéricas, etc..

      • ... says:

        não ha ca caixa de esmolas. há o cumprir da lei! a lei não foi feita para te agradar, foi feita para manter a sociedade coesa e a funcionar. Por isso comporte-se com um membro dessa sociedade e cumpra a lei. Se o fizer já não precisa de se preocupar com “a caixa de esmolas”.

        • JorgeO says:

          “Se o fizer (cumprir a lei) já não precisa de se preocupar…”
          Quantos exemplos queres de que a lei neste país não funciona…? E que os radares escondidos são sim para “facturar”, e não para prevenir acidentes? Para os prevenir, punham um aviso antes da sua localização, e não escondidos, tal como está previsto na lei de que falas.

          • int3 says:

            Radares fixos estão sinalizados 100m antes conforme manda a Lei. não há forma de dar a volta.
            Se cumprires a Lei não és multado por excesso de velocidade. Onde é que não consegues perceber do “cumprir a Lei=não ir em excesso=não ser multado”?

          • Mr.T says:

            O problema são as formas que estão na lei que permitem contornar estes “avisos”, como por exemplo uns metros antes do radar teres uma placa a sinalizar que a velocidade máxima de repente passa de 90 km/h para 70 km/h, de 90km/h para 50km/h, ou até de 120km/h para 80km/h numa AE. Casos destes no concelho de Almada, existem bastantes.
            Se isto não é uma tentativa clara de caça à multa, então o que é?

          • int3 says:

            Mr.T , isso na A29 S/N (uns kms antes da saída para espinho/CREP) tens o limite máximo de 100 e depois tens 80 mesmo antes da curva ou está o radar para obrigar o pessoal a abrandar. Aquela curva é bastante conhecida porque existe muitos acidentes a acontecer por lá. é apertado e o sinal de 80 já estava lá antes do radar. Por isso acho bem terem posto um radar a controlar a velocidade com que o pessoal faz a curva para evitar acidentes.
            O sinal está a mais de 100m antes por isso dá mais que tempo para abrandar (e é a subir)…

            Mesmo tendo 90 sendo o limite e depois 50 tens noção que os limites são simplesmente limites máximos certo? Por exemplo, se numa estrada o limite é de 50 e tu vais a 50 e passares por um sinal virtual de “perigo” (aproximação de entroncamento sem prerioridade) és, por Lei, obrigado a moderar a tua velocidade naquele momento para evitar acidentes (caso precises de travar vais a tempo ou se bateres bates com muito menos força).
            Por isso esses limites são sempre acompanhandos de sinais que te avisam e obrigam-te a circular ainda com mais cuidado. Seja 50, 70, 90, 100, 120.

          • int3 says:

            *sinal vertical.

    • Pedro says:

      A própria polícia divulta toda esta informação e na minha opinião, bem. Para quem acha que por vezes é só caça à multa, isto mostra que não é bem assim. Quem está avisado, com estas apps e outras, não tem qualquer desculpa para abusar da sorte e quando digo isto não tem nada a ver com pagar ou não pagar multa mas com o respeito pela vida dos outros.

    • JorgeO says:

      E eticamente é correcto haver um radar móvel uns 100 metros a seguir a um dos novos radares fixos, como há pouco tempo foi na A29, a seguir a Espinho?
      Aqui a questão que se põe não é a segurança na estrada, porque não é esse o propósito dos radares móveis em Porgual, é sim a caça à multa e facturação à custa de quem já paga impostos a mais para as estradas que tem.

      • int3 says:

        Jorge,

        A29 faz parte do meu percurso diário de trabalho e de fim de semana. passo por radares fixos e móveis (não sei os dias quando a GNR faz fiscalização de velocidade) mas quando fazem ando sempre como dita a Lei. 100Km/h até a saída para Santa Maria da Feira (depois é 120).
        Já passei mesmo mesmo muitas vezes pela GNR nessa reta antes de sair para a Feira e NUNCA fui multado. Porquê? respeito a Lei e ando a 90Km/h quando passo lá. Respeito a Lei como toda a gente deveria de respeitar.

        Só um ponto, eu vi um acidente de um camião que ia a mais de 140Km/h depois da saída N/S para Rio Meão (na A29 depois de espinho) em que um casal de belgas morreram de imediato por trás. O impacto foi de tão forma violento em que não existia nem traseira nem o meio do carro.
        Por isso não me vais dizer que é caça à multa. Deveria de haver radares a cada 500m para parar com esta palhaçada de ultrapassagens perigosas e acidentes que envolvem pessoas que iam a circular sossegados sem fazer mal nenhum!

        • JorgeO says:

          Nunca andaste a mais de 50 km/h em estradas nacionais? Nunca na vida andaste a mais de 120 em AE?

          • int3 says:

            Tu leste o que eu disse ou é uma tentativa de justificar um erro com um erro ou estás à procura de uma razão que cabe às tuas ilógicas hipóteses (cognitive bias) ? Dá um passo atrás e lê novamente e sê coerente no que as coisas são.

            Lei dita. Há que cumprir. Para mudar existe petições e eleições. Se nada te agrada funde um partido.

          • int3 says:

            mas respondendo direto: é raro.
            quando digo raro é mesmo raro. A ultima vez que andei mesmo em excesso foi em marcha de urgência e foi há 1 ano.
            a Lei não diz que no momento em que excedes 0,000001 és multado. Até pelo contrário, existe uma espécie de ética a ser aplicada em relação a este tema das velocidades. Andar a +5Km/h ou +10 não deverá haver problemas se for numa ultrapassagem por exemplo. Nenhum polícia o irá multar por isso. Nem um radar vai o multar porque na foto irá aparecer dois carros…

        • bzzzz says:

          O exemplo que referes sobre camiões a portarem-se como veículos ligeiros a velocidades inacreditáveis faz-me lembrar os recentes ataques terroristas… A ‘multa’ deveria ser a ‘choldra’ por pelo menos 25 órbitas completas do astro rei…!

  3. Luis says:

    Mais uma aplicação -.-
    Podiam ter feito esta App para ser uma extensão do Google Maps

  4. Júlio Rocha says:

    Se tiverem dúvidas quanto ao funcionamento, visitem o “tutorial”: https://radaresdeportugal.pt/site/forum/android/164-apresentacao-app-oficial-radares-de-portugal

  5. Luis Braz says:

    É como a TomTom Radares e funciona em cima do Google Maps?
    Obrigado.

  6. Pedro says:

    Há aplicações que já existem e funcionam melhor que está

  7. Nuno says:

    Alguma vantagem em relação ao waze? Não faz nada útil que o waze também não faça..

    • Júlio Rocha says:

      Já abriu a aplicação?! Onde é que o waze permite mensagens escritas em tempo reak, onde essas mensagens também poderão ser partilhadas via SMS e messenger? NOTA: se não quiser instalar a app, pelo menos veja a demonstração (já aqui deixei o link). Obrigado

      • Helio says:

        No waze dá para enviar mensagens entre utilizadores, e tudo no waze é em tempo real

      • Mr.T says:

        E justificaste o porque dessa avaliação? É que só mandar abaixo porque sim, e porque não se consegue fazer melhor também vale 0.

        • Júlio Rocha says:

          Infelizmente vivemos numa sociedade em que alguns só estão bem com o mal dos outros! Em vez de criticarem positivamente, incentivando melhorias, deitam abaixo. O que vale é que esse lixo internauta é pequenino…

  8. Helder says:

    Não contém os novos 50 radares

  9. me and me says:

    E que tal cumprirem os limites de velocidade? Assim não ha surpresas….

    • Belmiro says:

      Se achas que isso sempre é fácil, em especial em cidades ou troços confusos e cheios de trânsito é porque raramente ou nunca conduzes. Só nos países mais cumpridores como Alemanha e Suíça foram emitidas mais de 1.5 milhões de multas por excesso de velocidade.

      • me and me says:

        ahahahaahahahahaahahahahahaah

        mas se está transito ou o troço é confuso porque/como vou eu andar em excesso? isso nao é perigoso para mim e para os outros?

        e sim conduzo todos os dias, e todos os dias tenho de “levar” com transito… mas nao é isso que me faz andar a 80km/h onde devia de ir a 50km/h ou ir a 220km/h em vez de andar a 120km/h.

        por muitos argumentos que tenhas, no fim nada justifica andares em excesso de velocidade.

        esses 1,5 milhoes de multas foi agregado dos paises ou cada um?
        mesmo que seja cada um, isso foi num ano? num mes? em 6 meses?

        aqui so nao tens isso, ou mais, porque o nosso sistema judicial e a entidade reguladora, ANSR, nao consegue dar vazao as multas…

        • José Rodrigues says:

          Para ti excesso é só isso? Então e andar a 55 em local de 50 ou a 125 em local de 120 ou 120 em local que é 120 e logo de seguida passa a 100 por uns metros e depois volta a 120 e algumas vezes com placas tombadas ou não visíveis por acabares de sair de uma curva. Em Lisboa é assim, e o que refiro são tudo zonas de radares com “truques” e em Portugal trânsito só existe em Lisboa, por isso se não apanhas dessas situações não deves conduzir por aqui.

          • me and me says:

            ???? acreditas nisso que escreves? radares com “truques”? surreal.

            se apanhas uma multa por ires a 55km por hora, o teu carro marca no minimo 60km/h… o mesmo se fores a apanhado a 125km o carro marca 130km… seja como for ainda estas dentro das “tolerancias” e nestes casos nao deves levar multa.

            em portugal transito so existe em lisboa…. mais uma surrealidade da tua pessoa.

            seja como for, se andares sempre nos limites nao levas multas… por muitos truques que os radares tenham….

      • ze says:

        tu é que tás todo confuso dessa cabeça. deviam tirar-te a carta e mandar-te com ela à testa até perceberes as asneiras que escreveste (e que provavelmente fazes na estrada, pelos vistos, todos os dias)

  10. Sandro says:

    Esta aplicação serve só para o continente? É que sou da Madeira ativei a minha localização mas na ilha não me aparecem informações sobre radares, não sei se é por não haver de momento ou se não serve pa este território.

  11. Joao says:

    As pessoas reclamam porque a polícia anda na “caça à multa”, mas ninguém se queixa por andar na “caça ao radar”. Andem dentro dos limites e não precisam disto para nada.

  12. JMJr says:

    Ótimo aplicativo para também avisar ladrões ou sequestradores sobre a localização dos agentes de polícia, e desviarem o caminho….. Que povo ridículo que somos que ao invés de andar conforme a lei, procuramos meios de fugir dela!

    • Belmiro says:

      Esses agentes de polícia destacados para os radares não iam fazer nada nesses casos de qualquer maneira 😉

      • Helio says:

        Fazem sim, são policias como os outros, somente com funções diferentes na atividade normal

        • MShaitan says:

          Estás bem enganado.. Até te digo mais.. Para que saibas.. As perseguições apenas podem ser efectuados quando haja um crime com pena de prisão superior a 3 anos.. Caso contrário, através da matrícula, é elaborado auto que depois segue para o proprietário.. E olha que falo com conhecimento de causa.. Se está bem ou mal.. Só depende da perspectiva..

          • me and me says:

            mais uma mentira…. este povo acredita em tudo… se eles mandam parar tens de parar…. se nao o fazes seguem o carro…
            lembram-se da semana passa o carro espanhol com 30kg de droga que foi apanhado por ir em excesso?

    • JorgeO says:

      Se não forem em excesso de velocidade, que raio é que a polícia vai fazer??
      No máximo tira a foto, e manda a multa para casa… do dono do carro, que foi roubado. Essa comparação tem tudo a ver…

  13. juq says:

    nada de inovador, ja existe em outras apps

  14. Coisinho says:

    É só moralistas a comentar mas será que os mesmos respeitam os limites de velocidade ? Há locais onde os limites de velocidade são totalmente ridículos. Além disso quando falam em prevenção rodoviária, estar escondido atrás de um arbusto com o radar não previne nada! Concordo mais com os radares SYNCRO que ao menos estão identificados (embora muito discretamente).

    Não quero dizer que não concordo com as operações stop e radares mas que há caça à multa há! E sim, também concordo que haja bom senso na condução.

    Just my 2 cents

    • me and me says:

      mas la está a maxima, cumpres limites nao apanhas multas…
      que locais sao ridiculos? dentro das localidades? em toda e qualquer estrada em que possa haver travessia de peoes o limite é 50km….

  15. Belmonte says:

    “É importante que cumpra os limites de velocidade impostos por lei, mas é também importante conhecer os locais onde se encontram os radares em tempo real.”

    Se eu cumpro com a lei, porque é necessário conhecer os locais dos radares? Não tenho nada a temer.

  16. DF says:

    Ainda dizem que não dá jeito? Ainda dizem que a lei está bem e uma pessoa tem que cumprir os limites todos e assim?? Peguem por exemplo numa 4l ou num 2cv. Nesses tempos sabem quais eram os limites de velocidade nas estradas?? Exatamente os mesmo de hoje em dia, agora pesquisem um pouco e vejam as diferenças abismais entre carros de hoje em dia e carros do “antigamente”. Sabem que Portugal todos os anos paga uma multa a comissão europeia por andar contra a lei? Sabem que perante a comissão europeia é ilegal não sinalizar os radares? Estes tem que estar a vista. Mas pronto cada um tem a sua opinião 🙂

    • ze says:

      o problema é que desde os tempos da 4L aumentaram exponencialmente os (maus) condutores. a começar por aqueles que acham que os limites são apenas para 4L’s e 2cvs. muito fácil de comprovar o nível de inteligência saloia deste povo é fazendo uma pequena experiência: gente dos Ibizas tdi e afins que populam este forum, da próxima vez que forem à cidade experimentem ir a 120 enquanto outro vai a 90, no final, vejam quanto tempo “pouparam”. LOL gandas cromos té logo vrrrrruuuuummpfiiiii (é turbinado, oh máno)

      • Mr.T says:

        Em 100km, poupa-se aproximadamente 17 minutos. Isto partindo do principio que se fez a viagem de forma constante à velocidade indicada, do km 0 ao km 100, ou então que se fez a viagem com uma média de velocímetro igual as velocidades indicadas.
        Se estes 17 minutos são ou não relevantes, já depende do critério de cada um.
        Num percurso de 20 km, poupas cerca de 3 min e meio. Já se fores de Lisboa ao Porto, poupas cerca de 1 hora.

    • José Rodrigues says:

      Radares fixos, ou seja, todos os que não estejam montados dentro dos carros, mas tanto é ilegal que quando te chegar uma multa sem haver a placa e avisar do radar basta requereres a sua invalidação.
      Já a questão dos SYNCRO, todos têm lá as placas e as multas vão de forma automática para casa com certificados de inspecção dos equipamentos, o km a que está a placa e o radar, certificados de manutenção do radar e de quem as faz ou os opera.

  17. ze says:

    andem devagar que não precisam de nenhuma app

  18. ACMP says:

    Atenção, não confundam excesso de velocidade com velocidade excessiva. 120 Km na Autoestrada e simplesmente ridículo para os veículos e estradas de hoje. Também convém não confundir caça a multa com prevenção rodoviária.

  19. JorgeO says:

    É só impressão minha, ou este fórum está cheio de pessoal que não excede os limites de velocidade, não estaciona em segunda fila, não queima vermelhos, não atravessa fora das passadeiras, não liga os 4 piscas excepto se for em marcha de emergência… Todas estas situações são ilegais, previstas na lei, e aqui só há objectores de consciência que nunca fizeram nada ilegal na vida.

    • MShaitan says:

      Concordo, Lembra-me aquele tipo de gente que coloca o tlm em altifalante e vão a falar com ele à frente da boca mas a segurá-lo com uma mão.. Depois são autuados e tentam recorrer.. Enfim.. Se quisessem que as pessoas andassem realmente devagar, tinham radares fixos de x em x km ou m… Os radares móveis são feitos para o estado ganhar dinheiro.. É lógico.. E para quem não sabe, os nossos políticos que deviam ser o exemplo, são os que fazem uma A1 sem baixar dos 200 km/h.. Cada vez que passam por mim em AE até me abanam o carro..

      • Mr.T says:

        A questão dos telemóveis é interessante… Veja o meu post acima sobre esta questão. Resta perguntar se a multa é por se ir efectivamente a falar ou se por se ter o telemóvel na mão?

  20. Henrique Silva says:

    E para ios, quando?

  21. Antonio Jose Gomes Almeida says:

    racistas, é so pros bugdroids e pra maçã podre, e app p windows, volto a dizer, sao racistas………..

  22. Bruno says:

    Testei mas não me serviu de mais do que o Meo Drive ou o Herewego, é só um mapa. Aliás o Meo drive até me avisou de uma zona controlada na IP5 que este não avisou

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.