Quantcast
PplWare Mobile

Porque demoram tanto a chegar as atualizações do Android? A Google explicou tudo

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. fim do mundo says:

    ora aqui está um artigo a relatar o que já se tinha falado noutro topico recente sobre a Google e android, os fabricantes querem é vender novos modelos, não lhes interessa estar a gastar dinheiro e recursos para manter os que já lançaram por mercado, investir que seja sempre para os que vão lançar a seguir.

  2. O Monstro Precisa de Amigos says:

    Ainda estou à espera que a grande Vodafone actualize ali um smartphone que eu tenho com a marca Vodafone, que ficou no KitKat e nunca recebeu um único update de segurança sequer 😀

    • Joao Ptt says:

      Smartphones promovidos/ personalizados pelas operadoras são ainda piores que os outros, normalmente ou não recebem actualizações de todo, ou são os que menos tempo os mantêm actualizados, mesmo que o fabricante seja um dos poucos que mantém os aparelhos actualizados por mais tempo.

    • SANDOKAN 1513 says:

      “O Monstro Precisa de Amigos”—>eu tenho um Huawei que nunca sequer saiu do Jelly Bean. 🙂

  3. Joao Ptt says:

    No fundo a responsabilidade da situação é da Google.

    No Windows, eles não dão toda essa flexibilidade aos fabricantes e dessa forma os dispositivos, uns mais outros menos, conseguem-se manter actualizados (segurança, e por vezes até versões) por muitos mais anos (até +/- 10 anos em média).

    Por tanto meter a responsabilidade nos fabricantes é querer “fugir com o rabo à seringa”. A Google sabe perfeitamente como é que os fabricantes pensam e agem, eles poderiam perfeitamente manter o Android e ter outro nome para o Android que os fabricantes estavam contratualmente proibidos de fazer qualquer alteração, e a Google mantinha esses dispositivos actualizados durante pelo menos 10 anos… sendo naturalmente obrigatório que todos os participantes tivessem que ceder tudo quanto fosse necessário à Google para garantir que as alterações poderiam ser feitas mesmo que o fabricante no dia seguinte ao fabricar a peça se recusasse a prestar suporte/ actualizações a tal. Já existe o Android One, mas mesmo assim parece que os fabricantes tem de intervir no processo, e além disso as actualizações são apenas durante 2 anos a partir do lançamento do dispositivo… logo pouco útil para a maioria das pessoas que não é rica para andar constantemente a mudar de smartphone (como o comprovam as estatísticas de utilização do sistema operativo Android para os diversos smartphones) só porque os fabricantes querem vender, vender, vender.

  4. Carlos Santos says:

    A união europeia devia era obrigar a um minimo de suporte de segurança e ao desbloqueio de bootloaders obrigatório

    • AqueleAmigo says:

      +1
      Updates de segurança pelo menos 5 anos. O resto até conseguia entender. Não sou programador mas não será possivel manter esses updates de base visto que neles não altera nada no s.o. das marcas?

  5. barta says:

    Pura TRETA da google, se ela tivesse mesmo a vontade que os fabricantes fizessem as atualizações simplemente incluiria no contrato de utilização do android essa mesma vontade, dar timings e obrigar a atualizar x versões.
    A google até que que se mantenha a situação, porque assim impinge os equipamentos dela e quantos mais telefones os fabricantes lançarem, mais ela ganha.

    • Lool says:

      Óbvio que a Google não quer problemas com os fabricantes….
      Agora cabe a cada utilizador escolher o fabricante.
      Escolhes barato, ou um fabricante que se está a marimbar para o utilizador a escolha parte de ti.
      Se o teu foco é actualizações tens o pixel, oneplus…
      Agora queres barato e sempre atualizado, levas o que pagas ou o fabricante que escolhes.

  6. Rui says:

    Treta, especialmente a partir do android 8

    Facilmente conseguem atraves da OTA atualizaçoes de segurança com muito menor risco de entrar em conflito com alguma modificação de OEM que geralmente é so UI (visual) e pouco mais, dai a google poderia dar suporte a muitos androids mais antigos

    OEMs que tem mais que isso como a Samsung (protecçao Knox) era simplesmente caso fosse necessário obrigar no contrato a que o OEM teria de dar suporte ate 5 anos em situações que a Google necessitasse de fazer atualização de segurança que entrasse em conflito com algo do OEM

    Mas nem a Google (quer novos telemoveis com o novo android a serem lançados), nem os OEMs (querem vender novos telemoveis) querem nada disto

  7. Marco says:

    Bom artigo,bem explicado.

  8. Alex says:

    A samsung faz questão em não dar mais suporte aos telemóveis top de gama e pensam só no próximo, deveriam se juntar todos, europa e não só e fazer um boicote a marca e não comprar mais equipamentos, tu ias ver a mudar esse paradigma! a culpa esta nas pessoas porque estão sempre a comprar, se deixassem de comprar tu ias ver!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.