Quantcast
PplWare Mobile

Novas versões do Android estão a chegar cada vez mais rápido aos smartphones

                                    
                                

Fonte: Google

Autor: Pedro Simões


  1. Elkido says:

    O meu Realme X50 Pro 5G 12Gb/256Gb veio com Android 10 na caixa….espero que apanhe até ao Android 12 e ficarei feliz

  2. Daniel Carriço says:

    O redmi note 7 da minha mae anda com atualizações rapidas e a cada atualização nova vêm tambem bugs novos…

  3. fim do mundo says:

    Pois a Google de facto tem feito um excelente desenvolvimento do android ao longo dos anos e hoje o sistema operativo está muito bem evoluído, mas, o problema não está em esta lançar com frequência as novas versões, mas sim nos fabricantes de smartphones, que pecam muito por só darem um update ou dois para nova versões de android e acabou-se pois o interesse é vender novos modelos constantemente…

    • iDroid says:

      Eu pergunto-me se a Google não terá também alguma influência no não aparecimento de novas versões do Android em smartphones mais antigos…simplificando a questão, não poderia obrigar os fabricantes a suportarem os smartphones durante x anos?

      A Microsoft, com o Windows, suporta uma quantidade infindável de computadores, muitos deles com praticamente 10 anos de idade.

      • fim do mundo says:

        Pelos vistos não, a Google não tem qualquer influência nesse aspecto, pois se tivesse há muito que as coisas não eram como são, ao fim de dois anos se receberem uma actualização é muito bom, e são descartados pelo fabricante, eles fornecem o código fonte da nova versão aos fabricantes, depois cada um faz a sua versão com os seus próprios drivers proprietários.

        Agora o problema é que como existe n fabricantes a lançarem constantemente n versões nas mais diversas gamas todos os anos, como é evidente o seu foco é vender vender, suporte de software só mesmo o obrigatório e depois largou, pois não há interesse que as pessoas tenham telefones muito tempo e com software actualizado se não ficavam penalizados nos que lhes dá mais lucro vender novos modelos.

        Quando a situação da Microsoft suportar n modelos de pc’s nas mais diversas configurações, não se pode comparar, pois lá está o mercado de pc’s nada tem haver com os de smartphones, o Windows tem um suporte de drivers por parte dos fabricantes numa plataforma comum a todos muito grande, logo possibilitando uma estimativa de tempo de vida dos equipamentos muito mais elevada.

        no smartphones para acontecer o mesmo o android tinha de ser um sistema operativo semelhante, coisa que não é, e a base dos smartphones ser toda universal, o que não é pois cada modelo de smartphone dos mais diferentes fabricantes, para alem de drivers proprietárias que não dão a ninguém, cada smartphone tem uma versão android especifica para o seu hardware, não servem de uns para os outros, dai existir muitos modelos que nem rom’s pelo suporte alternativo tem para se conseguirem manter actualizados.

        a google bem quer acabar com a desfragmentação do android, mas dificilmente vai acontecer, enquanto os fabricantes continuarem a actuar desta.

        Como é normal cada fabricante tem os seus segredos e bem guardados e não tem interesse em partilhar com ninguém sobretudo quando tem lucros abismais, passar para uma plataforma comum a todos como é o Windows nos pc’s, passando a existir possibilidade de criação de uma versão android comum a todos os smartphones no mercado, e dando possibilidade de as pessoas manterem os smartphones alguns anos, isso dava-lhes logo um valente rombo nos lucros, evidentemente que se fosses empresário não ias abdicar da tua galinha dos ovos de ouro não.

        pode ser que num futuro longínquo as coisas possam vir a mudar.

  4. Zé Duarte says:

    Android: problema com fragmentação de versões.
    Google: vamos lançar versões novas ainda mais depressa!!
    Já se esqueceram do que aconteceu as versões 3.x e 5.x do Android? Pois, não aprendem…

  5. Mloops says:

    Pena que o tempo entre um flaship e o próximo esteja mais curto que as versões android. Lei da obsolescência em pleno.

  6. Luis says:

    Existem dezenas de smartphones que aguentam muito bem o Android 10 e não passam do 9.

    Tudo para que as pessoas tenham de comprar novos aparelhos.

  7. Afonso says:

    Ainda tenho o Android 9 e noutro telemóvel o Android 6.

  8. Carlos Silva says:

    Espero que estas actualizações sejam para melhorar e nao para agravar problemas, vejam o que aconteceu com a ultima actualização dao android 10 referente à integração do android auto. Que deixou de funcionar nos sistemas do android auto dos automoveis.

    • fim do mundo says:

      não é nada de anormal que muitas app’s tenham de ser corrigidas para funcionar em versões android mais recentes, sempre foi assim desde que apareceu o android, a cada versão nova milhares de app’s tem de ser revistas pelos dev’s para que passassem a funcionar bem como nas versões anteriores. e só sabem quando a malta se começa a queixar, depois fica tudo à espera de updates para corrigir o problema.

      é chato de facto mas é o que há.

  9. O Monstro Precisa de Amigos says:

    Pois o meu Xiaomizito só agora fez o update para o Android 10. E as grandes diferenças que eu notei foram:
    Isso mesmo, não notei diferença nenhuma relevante. Parece que andam a lançar novos sistemas operativos que bem poderiam ser simples actualizações dos existentes. Isto para mim nem um Android 9.1 é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.