Quantcast
PplWare Mobile

Google trabalha numa rede semelhante ao “Find My” da Apple para encontrar telefones Android

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. IKAROS says:

    Infelizmente uma boa parte dos users Android não tem um sistema operativo de ultima versão (nem vai ter se não trocar de aparelho), e além disso faz micro-management de bateria (por ex, só ligam o Bluetooth ou Wi-Fi quando precisam dele), por isso vão acabar por ter muitos menos potenciais Android que os iOS atualmente.

  2. David Guerreiro says:

    A questão é que um iPhone roubado é quase sempre sucata, ou seja, serve para peças, porque após ser dado como perdido/roubado pelo proprietário, fica inativo e mesmo um reset não resolve. Existem umas soluções high tech, que envolve substituir alguns chips de forma a ficar com outro SN, MAC address, etc, mas duvido que sejam assim tantos a ir por aí. Na maioria dos Android um hard reset e fica pronto a ser usado por outra pessoa. Embora existam muitos Android já com bloqueio na recovery, em que obriga a introdução da conta Google proprietária, esse método em muitos casos é facilmente contornado.

  3. jota says:

    A mim não me controlais vós, que eu não deixo!

  4. Tadeu says:

    gostava de saber onde é que no xda-developers.com falam em UWB?

    • Vítor M. says:

      Quem disse que lá dizia? Ora lê bem “ Conforme é referido no fórum XDA, não há mais detalhes sobre o seu funcionamento, mas é provável que utilize uma combinação de Bluetooth LE e UWB.”

      Na fonte não há grandes detalhes, é isso que a fonte refere, contudo, pelo que temos visto nas sinergias entre a Google e a Samsung, é provável que utilize uma combinação de Bluetooth LE e UWB.

      Lê bem para não te baralhares todo.

      • Tadeu says:

        Vou esquecer que a frase inicia com “referido no fórum”…
        A Samsung (ou a Apple) não usa UWB nas suas redes de aparelhos para localização de aparelhos terceiros! O UWB (quer na Apple, quer na Samsung) é usado noutra funcionalidade do “nosso” aparelho para encontrar outro aparelho que é nosso.

  5. Filipe C says:

    É neste tipo de sistemas, que a separaçao das marcas não beneficia ninguem. Porque não criarem uma rede unica para todos usarem? Todos ganhavam com isso dado que o objetivo é claro: encontrar algo perdido ou roubado, e aqui não é mais ”especial” se for da marca x ou y.
    Estas divisões fazem com que para o mesmo efeito uns tenham uma rede pequenina, outros media, outros grande. E ninguem vai trocar de marca porque ah e tal a outra marca se eu perder o telemovel tem uma enorme rede para encontrar o telemóvel. Nao é argumento de venda, logo não devia ser serviço de rivalidade mas sim união.
    Senao qualquer dia cada gigante cria o seu protocolo wifi, o seu protocolo bluetooth e tornam tudo exclusivo e dividido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.