Quantcast
PplWare Mobile

5 Smartphones mais caros que o salário mínimo nacional

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. Dumitru says:

    Na votacao deveriam meter a opcao de ou nenhum deles! Pois por mim nao compraria nenhum deles so se for o passport de resto ‘e tudo modinha, iPhone ‘e iPhone, Samsung plastico barato nao obrigado se bem que o note 4 comecou a ter um pouco de aluminium!

    • Vítor M. says:

      Repara, a ideia é, nesses que têm um valor acima dos 505 euros, as pessoas darem uma ideia de qual seria o escolhido para gastar o dinheiro. Claro que se cada um fosse a escolher, as escolhas eram mais que muitas. 😉

    • chicosoft says:

      Pena mesma o Passport nao ter apps, como o android ou IOS, eu tambem mudaria de telefone, gosto do conceito de ter um telado fisico.

      • Pedro Ferreira says:

        O BB dá pra instalar e correr apps Android. De forma oficial atraves da app da loja Amazon que vem instalada de origem no OS 10.3. De forma ilegal tb dá…:)

  2. NewJ says:

    Então e o iphone 6+?

    • Vítor M. says:

      É outra oferta, contudo decidimos mostrar um deles e optamos pelo smartphone e vez de escolher o phablet da Apple. 😉

      • Cd says:

        “decidimos mostrar um deles e optamos pelo smartphone e(m ) vez de o phablet da Apple”. e o Note4 é o quê??? Não é um phablet???

        Se colocam o Note4 deveriam colocar o iphone 6 plus e outros categorizados por vós como phablets.

        • Vítor M. says:

          Não, a ideia era colocar um de cada “espécie”. Até porque o Note 4 é muito mais que um phablet, é um dispositivo que não tem comparação a não ser… dentro da mesma marca, neste caso refiro-me ao Edge. Assim, como está bem visível, temos o Note 4 como um segmento único, o Galaxy S5 como um dos melhores Androids genéricos, temos o iPhone 6 como a evolução da linha iPhone, temos o Blackberry Passport como outro dispositivo único, sem comparativo e, por fim, um modelo que muita gente desconhece e que tem uma particularidade “única” no segmento, o conversor 3D.

          Assim, a escolha poderia cair sobre vários outros, mas estes, dentro do seu mercado, são peças fundamentais, uns pela popularidade de vendas, como é o caso do iPhone 6 vs iPhone 6 Plus, outro pela promessa de um enorme sucesso de vendas, como foi o Galaxy S5, outro pela sua característica singular, a S Pen, o outro na senda do que um dia já representou no mundo dos telemóveis, o que hoje apenas é uma sombra e, por fim, um “desconhecido” caro.

          Máquinas que, em vários momentos, fizeram a diferença e custam mais de 505 euros. 😉

          • NewJ says:

            Ah, então falta aí um WindowsPhone, quer o 930 quer o 1520 ainda custam em muitos sítios acima de 505€, já para não falar do HTC m8 wp mas esse não se vende cá.

  3. joao Pedro oliveira da serra says:

    Os tugas gostam é de mostrar aos outros o que é bom.Ora é audis BMW,smartphones caríssimos.Eu cá graças a Deus tenho dinheiro para essas tretas,mas ainda ando com o velhinho Nokia.Aqui é que se vê o quanto atrasado é este País…

    • Miguel Oliveira says:

      Ora nem mais. Parecem marionetas controladas pelos vendedores.

    • José Barbosa says:

      Partilho a mesma opinião, vivemos num País de aparências e de futilidades completamente.

    • Edgar says:

      Engane-se quem pensa que isto só acontece em Portugal…

    • José says:

      É só hipocrisia. Queria ver se realmente tivessem dinheiro falavam assim… Ganhei o euromilhões mas vou continuar com o meu Clio de 1990, com o meu Nokia 3310, a viver na minha casa velha e vou continuar a não viajar… e por aí fora, vou guardar o dinheiro porque os vendedores não me vão enganar.
      Neste país existe é muita inveja. Eu não tenho muitas das novidades porque infelizmente não tenho dinheiro porque se tivesse…
      Agora se me perguntarem que pioridades tenho, aí é diferente…

      • Carlos Correia says:

        só porque não se quer gastar 500+€ por uma coisa que não os vale são hipócritas, se te saísse o tal euromilhoes ias tomar cafés a 100€ e natas a 200€, só porque tens dinheiro, enfim, eras estúpido, por mim podes rebentar o teu dinheiro no que quiseres, cada um é que sabe, esse comentário só mostra é que és mais um que vive de aparências, falas em prioridades, pois, para muitos, acredites ou não, isso está longe do topo, para quem não ostenta riqueza, em que quase todos são uns tesos.

      • Miguel Oliveira says:

        não é inveja, são prioridades lá está. eu também podia comprar um telemóvel mais caro mas sinceramente não vejo utilidade. Acho que muitas pessoas vão só pelas aparências e não têm a noção que muitas vezes estão a pagar mais 100€ por mais meio milisegundo de rapidez ou por mais nao sei quantos pixeis da camara que depois nem servem de nada porque só vêem as fotos no telemóvel e nem se nota a diferença. Mas como o vizinho tem então parece mal não ter.
        Hipocrisia é andar com 300 ou 400€ de telemóvel na mão e depois queixar-se da crise. Com esse dinheiro podia era ir viajar e ganhar cultura.

      • Fábio says:

        Concordo um bocado com todos.apesar de ter possibilidades nunca comprei telemóveis a esses preços, tenho um OnePlus One porque para a minha área preciso de um telemóvel melhor mas mesmo assim só paguei 300€ por ele e se não andavam bem com um wiko bloom ou assim. As pessoas não percebem que para o uso que lhes dão (Facebook,ligar a amiga, noticias) não precisam de um telemóvel de 500€ mas infelizmente é o que acontece porque se o vizinho tem eu também tenho de ter.

  4. António says:

    “O novo ecrã é um retina HD de 4.7 polegadas e uma espessura de 6.9mm, tornando-se no dispositivo maior e mais fino alguma vez criado pela empresa.” Isto não é verdade nem a nível global da Apple(iPad’s, Mac, etc), nem em particular no iPhone, uma vez que existe a versão de 5.5 polegadas.
    Vamos tentar manter o rigorzinho que o pplware nos tem, regularmente, habituado, tá bom?

    • Vítor M. says:

      Estamos a falar de um smartphone e dentro dos smartphones este é sem dúvida o maior, visto que o iPhone 6 Plus passa à gama dos phablets. E nessa perspectiva, mais rigor é impossível 😉

      • António says:

        Vítor, Vítor, Vítor… Sempre com uma resposta à altura 🙂 Agora responde-me a razão de “habitar” neste post o Note 4 de 5.7 polegadas? O Note foge à categoria de Phablet?

        • Vítor M. says:

          Já respondi algures num comentário, mas volto a repetir. A questão de incluir o Note 4 é apenas pela particularidade de ser um dispositivo sem concorrência, simplesmente o único que lhe pode fazer sombra é o seu irmão mais novo, o Note Edge. Como tal e se virem bem, todos os “espécimens” sugeridos são únicos ou os mais relevantes dentro de cada categoria, que não a de phablets.

          Depois o verdadeiro herdeiro do brasão “iPhone” é o iPhone 6, digamos que é a continuidade da linhagem, já o iPhone 6 Plus é um novo produto dentro de um produto. Por isso o seu número de vendas está aquém do iPhone 6.

          Mas, foquem-se nos produtos, descubram neles as características singulares que os posicionaram na nossa escolha 😉

          • António says:

            Vítor, e eu acho que tens toda a razão. Mas toda esta conversa começou com a afirmação que o iPhone 6 é o maior iPhone feito pela Apple, o que está errado. O 6 Plus é tanto iPhone como o 6, o que faz com que a tua afirmação no artigo continue errada. 😉

  5. josedopovo says:

    Falta a opção “Não tenho dinheiro disponivel para brinquedos”

    • Manuel Campos says:

      “brinquedos”,ah,ah,ah… 🙂 🙂 🙂

    • Rui says:

      ” caso lhes dessem a opção e o dinheiro para comprar”

    • Joaquim Santos says:

      Se é brinquedos não compres, para muitos de nós é uma fonte de trabalho, lazer, vida e um pouco de tudo. É incrível o que se faz num smartphone caso se use como eles supostamente deviam ser usados.
      Brinquedos aqui? Não há.. Embora para muitos o é porque não têm interesse no dispositivo como fonte de funcionalidades mas sim pelo seu estatuto social, beleza e símbolo de riqueza.
      Uma pessoa com um smartphone pode ganhar muito dinheiro já que organiza e melhora o nosso trabalho, pode poupar muito dinheiro em muito lazer e pode socializar de uma forma nunca vista.
      Brinquedos? Vai ao toysrus

  6. iBend says:

    em primeiro lugar é possível comprar o S5 em VARIAS lojas por menos que o salário minimo. Em segundo lugar acho que haveria lugar para colocar o iPhone 6 plus ja q tb esta o Note.
    Mesmo assim se fosse obrigado a escolher um deles comprava o Iphone para revender! Com o €€€ comprava o 2 LG G3!
    Mas percebi a intenção do post…

  7. Dinis says:

    O pior é que o povinho, mesmo com um ordenado mínimo, consegue comprar isso e muito mais… depois queixa-se que não tem o que comer. Seja de gama alta ou low cost… os preços são altos para aquilo que se ganha em Portugal.
    Off topic… sorry.

    • Manuel Campos says:

      Olhe “Dinis”,eu também sou do “povinho” e quer saber qual é o meu smartphone?É um Huawei Ascend Y300,que comprei na Worten,há cerca de quase 1 ano,por menos de 100 euros.E quer saber uma coisa??Estou bem satisfeito com ele!! 🙂 Ah,e nem sequer ganho o salário mínimo.Nem 500 euros tiro por mês,mas tenho que me conformar,infelizmente.E também,graças a Deus,ainda tenho dinheiro para comer e beber.Se calhar,precisamente,porque não gasto um tostão em smartphones de luxo,em tablets de luxo,em portáteis de luxo,e noutros luxos,porque sei bem a vida que tenho e no que posso gastar dinheiro ou não.

    • an says:

      não duvides, o povo português vive para se mostrar e se for preciso nem come só para meter um bmw a porta de casa!

  8. LP says:

    O iPhone! É o mais caro e o que me rendia mais para vender… Depois comprava para aí um one+

  9. troglódita says:

    Qualidade acima do salário mínimo. Sim a qualidade existe e está acima de 500€

  10. Edgar says:

    Falta o Nokia Lumia 1520, HTC M8, entre outros…

  11. Joao Martins says:

    Comprava o mais caro, vendia e já tinha dinheiro para 4 telemóveis xD. Os meus tenho trocado cada 3/4 anos, por isso já dava 12-16 anos sem pagar telemóvel!
    Não preciso de mais, para mim mais de 300€ num telemóvel é deitar dinheiro fora, até 200€ chega perfeitamente.

    • Bruno Coimbra says:

      Entao mas para que comprar e depois vender para comprar 4 telemóveis…mais valia pegar no dinheiro que ia gastar na compra do iphone e comprava logo os 4 telemóveis…era so para lhe poupar trabalho

  12. nmandix says:

    LG P720 Maximo 3D Max… LG P720 Maximo 3D Max???
    com tanto tlm novo por aí põem na lista um tlm de 2012.. complentamente ultrapassado..WTF???
    SONY XPERIA Z3?
    nexus6?
    HTC One M8
    LG G3 (<500€)
    MOTO X 2014
    etc etc etc

  13. VM says:

    Independentemente da votação… vender em Portugal um telemóvel acima de 400€?

    Só se for o iPhone…

    Dar mais de 200€ por um Android? Devem estar a gozar… como se alguém fosse fazer isso!?

  14. aaa says:

    comprava o lumia 930 e guardava o resto

  15. Manuel Campos says:

    Excelente artigo,comendador Vítor Martins,como sempre.Eu,sendo um teso,também votei no questionário.Tivesse eu dinheiro e compraria um iPhone 6,sem dúvida nenhuma.Mas se acaso desse 689.00€(cerca de 138 contos na moeda antiga)por um smartphone,acho que nunca mais entrava em casa.E nem os meus pais me falavam mais.Diziam logo que eu andava era na droga ou que tinha perdido o juízo,Deus me livre,safa!! 🙂

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      Não faz sentido fazer contas em “moeda antiga” e também não se fazem assim.

      € 689 de hoje equivalem a € 516 (103,4 contos) em 2001, último ano da moeda antiga, descontando a inflação.

      Em 2001 o salário mínimo era de 78 contos, ou seja € 390. Dividindo os € 516 pelos €390, o iPhone em 2001 custaria 1,3 salários mínimos.

      Hoje o salário mínimo é de €485 o que significa que os € 689 são 1,4 salários mínimos.

      Com 78 contos em 2001 comprava-se sensivelmente o mesmo que se compra agora com €521.

      Isto só tem interesse para mostrar que os “contos da moeda antiga” são uma treta – no fim, em 2001 já não valiam nada. Uma conversa dos 138 contos (na verdade 103,4 contos), como sendo para cima duma fortuna é conversa da treta. Os 103,4 contos são € 689 hoje e ponto final. Há quem os tenha e não lhe faça (muita) falta e quem não tenha, só isso. O resto da conversa da “moeda antiga”, para fazer chorar as pedras da calçada, são nhã-nhã-nhãs.

      • Vítor M. says:

        O salário mínimo nacional, desde 1 de Outubro de 2014 é de 505 euros.

      • Shape says:

        Isso são contas feitas num iphone de certeza (o raciocinio também deve de ter saido de um)!!!
        As contas fazem-se exactamente assim como o Manuel Campos fez: 689*200.482=138.132$00, aproximadamente 138 contos. E para além de se fazerem exactamente assim, poderá fazer sentido para algumas pessoas fazer contas à moda antigo para uma melhor percepção da grandeza de valores.
        Embora consiga perceber o teu ponto de vista, a conversão que ainda hoje algumas pessoas fazem, apenas serve para terem um noção do valor, nada mais.
        Mas contas são contas e a comparação entre valores de hoje e de 2001 é que não faz qualquer sentido no seguimento da conversa!

        • Benchmark do iPhone 6 says:

          Não.
          € 689 (hoje) não são 138 contos há 13 anos.

          O multiplicar euros por 200$48, que foi o câmbio da troca de escudos por euros, fazia sentido passado um ano ou dois. Passado treze já não faz, é preciso descontar a inflação, ou seja:

          € 689 (hoje) corresponde a 103,4 contos em 2001.

          P.S. Quem ainda precisa de fazer a conta dos 200$482 é porque ainda não se habituou ao euros e não sabe a quantas anda. E normalmente acha que um “conto” era muito dinheiro em 2001, quando pouco mais valia que os actuais €5. “Ah, mas agora gasta-se com mais facilidade €5 do que um conto em 2001”. Isso é outra conversa, nada tem a ver com o que se comprava com um conto.

          Se descobrires uma lista de preços de 2001, vai lá ver o que compravas com os 103,4 contos ou os 138. Quase nada. Podia era haver mais cuidado a gastar o dinheiro, porque houve de facto a ilusão de com o euro estávamos todos os ricos porque passámos a ganhar (e a gastar) em marcos alemães. Só que ganhávamos menos marcos/euros que os alemães e aumentámos as despesas sem dar conta – porque a Teresa Guilherme (Bancos) diziam: “Emprestamos-lhe o dinheiro que quiser a juros baixos. Para quê? – isso agora não interessa nada”. Quando os juros subiram e o crédito acabou é que ficámos a olhar para as dívidas – com algumas excepções, no caso dos que não pediram dinheiro à Teresa Guilherme e agora podem comprar um iPhone a pronto (faz muito bem contas e com o MoneyWiz estão sempre certas) 🙂

          • Shape says:

            Não.
            E para finalizar e para me fazer entender, o que está errado (no seguimento do comentáro que deu origem a esta troca de ideias) é a adaptação no espaço temporal da conversão, que está incorrecta.
            689 euros hoje são 138 contos e 138 contos são, hoje, 689 euros, tal como era ontem e como era em 2001. Quanto a isto não há volta a dar.
            Se argumentares que o valor do dinheiro mudou (em virtude de inflação, condições de mercado, economia etc), sim, é um facto e que o valor do mesmo não corresponde em 2014 ao mesmo valor de 2001 é verdade. Mas são coisas distintas.
            1 euro será sempre 200 escudos, até porque ainda é possivel trocar algumas notas de escudos por euros, isso não muda. Se o poder de compra se alterou já é outra historia.
            o que estás a confundir é o factor de conversão, com poder de compra.

            PS. não estou a discordar do que escreveste, no âmbito de um argumento sobre poder de compra, mas tenho de discordar qd dizes que as conta na moeda antiga não se fazem assim. Da mesma forma discordo do argumento de que os bancos é que são os papões desta crise toda. se têm alguma culpa? concerteza que sim, mas as pessoa recorreram a crédito e não foram obrigadas a isso.

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            Não.
            Para comparar preços no tempo delaciona-se sempre.

            Dois números que usei acima. O salário míninimo era:

            – em 2001: €390 (78 contos)
            – em 2014, até Outubro: €485

            Em que ano o salário mínimo é maior?

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            … deflaciona-se

  16. Matheus says:

    Sorte de vocês, irmãos. Aqui no Brasil o salário mínimo é R$724,00. O Note 4 custa R$ 2.900,00 (4x o salário mínimo) e o IPhone 6 custa R$ 3.200,00 (quase 5x o salário mínimo)
    Comprei o Moto Maxx (Droid Turbo) por R$1.800,00 (mais de 3x o salário mínimo).
    Em resumo: o salário mínimo aqui é muito baixo e os celulares são muito caros!

    • Vítor M. says:

      Matheus, podias era ajudar-me a fazer um artigo destes mas virado para a realidade do Brasil. Era uma ajuda brutal, tendo em conta o número de brasileiros que nos seguem e também para os portugueses terem a noção da vossa realidade.

      Abraço.

      • Matheus says:

        No Brasil o assunto é bem vasto. Pode-se falar do salário mínimo, que equivale a cerca de 200 euros, e do alto preço dos celulares, que chegam a custar cerca de 800 ou 900 euros. O mesmo acontece com outros eletrônicos e automóveis. Os tributos são altos, mas também as empresas buscam uma margem de lucro muito alta.
        Mas assim que eu tiver um tempo eu escrevo algo para publicar no blog. Eu não comento muito, mas acompanho seu blog há muitos anos e adoraria contribuir com algo.

        Abraço

        • JOAO ALVES says:

          E digo-vos uma coisa… continuem assim, a Aplle ja pondera fazer uma fabrica no Brasil para evitar as altas tarifas de exportação pro Brasil… Não caem no mesmo erro que a Europa, abrimos as portas aos chineses e eles rebentaram com a nossa economia em 3 tempos

          • Lucas Santos says:

            A apple já tem fábrica no Brasil, fica em Jundiaí/SP, porem continua com os mesmos preços abusivos.
            No Brasil as empresas “metem a faca” pois sabem que milhões de idiotas vão comprar qualquer porcaria que colocarem no mercado a preço de barras de ouro.

            Tem gente aqui que prefere ter um “carro do ano” estacionado na garagem e seu Iphone pendurado no pescoço de que uma boa alimentação diária.

  17. Ramakien says:

    Comprava o que tenho…
    Htc one M8

  18. Gabriel Bolea says:

    Com o valor do salário mínimo em Portugal também n e muito difícil 😉

  19. Nuno says:

    Eu se pudesse comprava o LG P720, esse grande ícone da comunicação. Estou ansioso por experimentar o Android 2.3 gingerbread. Agora a serio, não façam artigos só por fazer… Ou então arranjem melhores “jornalistas”

    • LM says:

      LOL, sim, é verdade. Realmente a incluirem este LG P720 com quase 3 anos nesta lista só porque é 3D?? Tecnologia essa que foi um autentico FAIL?!. Ok, tudo bem custa acima dos 505€ mas chiça, existem “paletes” de outros bem mais recentes acima deste preço e com caracteristicas também interessantes…

  20. lmx says:

    Por esses preços…só se fosse mesmo o Passport com BB10.3 😛 !!

  21. AlexX says:

    Se me dessem a escolher como oferta, obviamente o Note 4. Mas seria um desperdício comigo, adoro a s-pen mas prefiro usá-la no 10.1 2014 que para já ainda satisfaz plenamente os requisitos 🙂

  22. Bruno Silva says:

    Colocar neste post o LG P720 Maximo 3D só pode ser brincadeira…

    • Vítor M. says:

      Não costumamos brincar com o trabalho, mas não digo que outros não façam, contudo o facto de o colocar tem por base esse mesmo intuito, mostrar que é um dispositivo que é único num determinado segmento, nesse caso no 3D 🙂 o resto é tudo mais do mesmo meu caro… fazer a diferença em factores que marquem o mercado (com ou sem sucesso imediato).

  23. rifote says:

    Boas malta. gostei do post embora perçeba a dificuldade que é colocar apenas 5 dispositivos. faria talvez mais sentido fazer um top 10. fica a dica.
    por outro lado, seria interessande fazer um novo post com “os melhores smatrphones/phablets (para nao ferir os mais sensiveis)” que conseguimos comprar com o salário nacional. ou seja abaixo dos 505 euros. opções na maioria das vezes quase igualmente competentes mas um pouco mais baratas.

    abraço e continuação de bom trabalho

  24. Ricardo says:

    A ultima opção não está uns anos foram do contexto???? LG P720 Maximo 3D Max, esse equipamento saiu no Natal de 2012!

    • Vítor M. says:

      Não, repara que mesmo sendo já de outro tempo, ainda não apareceu quem o substituísse, um pouco na linha que referimos no artigo, são equipamentos que definem segmentos, quer tenham sucesso ao não. Dou-te o exemplo do Note 4, é um dos que ainda não tem concorrência (fora do seu ecossistema).

      • filipe says:

        se calhar nao saiu nenhum para substitui-lo (o LG) pq era uma porcaria e nao vendia?!?! se nao vende nao vou fazer outro para nao vender ainda mais né…

        E apresentar algum Windows Phone?!? Disem-se imparciais depois vê-se isto… tlm de 2012 vs lumia 930?!?

  25. João says:

    Também não entendo a inclusão do LG 3D. Isso ainda se vende?

  26. Krasy says:

    pois é são todos caros mas o povinho gosta é vê-los na fila do desemprego para obter o rendimento minimo a enviar sms ou no facebook nos seus iphones 6 ou samsung s5.
    pois se não tens o ultimo modelo da maçã ou da samsung não és ninguém.
    malta se é só para ir ao face e mandar sms qual quer m… serve. raios parta ao status quo que as marcas tentam impor.
    depois aparece um gaijo com um 1+1 e dizem telemoveis chineses etc… mas nem sabem distinguir entre um processador tegra ou um snapdragon.

  27. engasgado says:

    Note 4 o resto é conversa …..

  28. Xis says:

    Vocês na foto têm o Zperia Z3, que custa mais do que ordenado mínimo nacional, é o que eu escolheria, e não está na lista para votar. Porquê?

  29. Daniela says:

    Se ganhasse o suficiente tinha sempre o ultimo modelo do iPhone e do Sony Xperia! Porquê dois? Porque queria, podia e comprava!

  30. Afonso says:

    Boa tarde,

    Gostei do artigo, simples mas conciso, apenas um ponto… não se faz aquilo à LG, se é para por-se po~em o G3, aquele ainda tem na imagem o android 2.2… mais atenção!

    Continuem o bom trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.