PplWare Mobile

WhatsApp exclui 2 milhões de contas por mês para conter notícias falsas


Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Xinuo says:

    E quem julga o que é verdade ou não?

    O WhatsApp divulgou que as mensagens eram criptografadas e que, ele próprio, não tinha acesso.

    Como é que o WhatsApp sabe que uma mensagem é #FakeNews?

    O WhatsApp mentiu quando disse que não tinha como ler as mensagens?

    O WhatsApp é uma empresa mentirosa?

    Como uma empresa mentirosa pode julgar o que é fake ou não? Não estará o WhatsApp suprimindo as verdades que não interessam e deixando passar as mentiras que interessam?

    O editor da PPLware, poderia responder essas questões?

    E também explicar como saber que a atividade de mandar muitas mensagens, necessariamente as torna falsas? Não poderiam ser todas verdadeiras?

    Aqui no Brasil, um partido político repleto de corruptos e que comandou o país por 13 anos, reclamou de mensagens falsas no WhatsApp contra si. Não acharia o editor, que o PT, o Partido dos Trambiqueiros, não têm moral alguma para falar de quem quer que seja?

    A sigla PT não significa realmente Partido dos Trambiqueiros, mas eu penso que o partido é repleto de pessoas assim, incluindo o líder mor, Lula da Silva, o maior ladrão e mentiroso do mundo! Acusado de comandar desvios de dinheiro na estatal Petrobras, que são os maiores da história mundial e condenado por corrupção e lavagem de dinheiro em dois processos, somando uns 25 anos de pena.

    Esse partido poderia dizer que eu estaria espalhando uma #FakeNews ao chamá-lo de “Trambiqueiros”, mas é a minha opinião e não uma #FakeNews. Esse mesmo partido diz que a Venezuela vive uma democracia, quando eu digo que é uma ditadura. Que diz que o Lula é um preso político, quando eu digo que é apenas um político preso.

    Pergunto ao editor novamente: quem julga o que é ou não verdade? Se for alguém do PT ou alinhado a ele ou da mesma ideologia política, certamente será algo muito preocupante.

  2. Falcão Azul says:

    “Tem havido um grande descrédito relacionado com as redes sociais.” A primeira frase do artigo diz absolutamente tudo !! As pessoas perdem muito tempo no mundo virtual,muito tempo.Pensam que as redes sociais e aplicações são um mundo cor-de-rosa e afinal é uma desilusão completa !! Eu,pessoalmente,só tenho contas no Facebook(onde vou regularmente),e no Twitter(que me conquistou definitivamente).Tinha e tenho conta no Google+,mas até esta vai fechar no próximo dia 2 de Abril,se não estou em erro.Mas,como digo,não sou dependente de nenhuma,graças a Deus.Prefiro conviver,falar e dialogar.O meu mundo não se cinge a olhar para o ecrã de um objeto como se dependesse dele para viver.Era só o que me faltava !! Fora as figuras tristes que se fazem,basta dar uma olhada nas ruas,nos cafés,bares,enfim,um pouco por todo o lado(todos vidrados nos ecrãs dos smartphones).Eu não sou assim. 🙂

  3. Joao Ptt says:

    O que faz falta é uma aplicação universal (Windows, Mac, Linux, iOS, Android, Windows Phone, etc.) que permita trocar dados (mensagens, imagens, vídeos, arquivos, voz, video-chamadas), mas 100% gratuito, anónimo (no sentido de a sua existência nada dizer acerca de quem está a utilizar), 100% seguro (ponto-a-ponto, com autênticação e encriptação de ponta), com identificador independente de tudo o resto (não associado a e-mail, número de telefone, etc.), só adicionar quem queremos, e podermos remover tal pessoa, com sistema que permita mudar o identificador de convite para ser adicionado (mesmo que divulguem o mesmo publicamente sem o utilizador querer pode ser mudado no segundo seguinte, e novamente divulgado pelo utilizador às pessoas que quiser que saibam).
    O mais próximo disto seria o tox.chat mas o protocolo não é apropriado para android e iOS embora funcione em ambos, porque necessita de ligação constante à Internet e o android e o iOS gostam pouco (ou mesmo nada) de aplicações sempre activas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.