Quantcast
PplWare Mobile

Twitter vai verificar publicações que associem o 5G à COVID-19

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. miguel says:

    O que hoje é mentira é verdade!
    O tabaco a uns anos atrás não fazia mal, até apareciam estudos a comprovar isso.

    Eu não associo o 5G a covid no entanto assusta-me a ideia de uma antena a cada esquina, pois já vi alguns videos sobre 5G e todos eles dizem que obriga a um numero maior de antenas para cobrir uma rua numa cidade.

    • PGomes says:

      É preciso mais antenas, porque o 5G usa ondas mais curtas, que são bloqueadas muito facilmente e têm alcance mais curto.
      Se fores ver onde está o espectro usado pelo 5G, vais verificar que fica mais longe das ondas de radiação ionizante, do que o espectro visível.
      Ou seja, se tens medo das ondas 5G, se calhar ainda vais ter mais medo de uma lâmpada.

      • Wishmaster says:

        Elas continuam a penetrar na pele…
        E quando se analisa um frequência, não se deve apenas ver a frequência em si, ou a potência. É preciso compreender os efeitos da pulsação.
        Vamos aumentar o electrosmog como nunca antes e sem os necessários estudos realizados sobre isso. Como o Miguel disse e bem, com o tabaco foi a mesma história. Aliás, o tabaco ainda tem substâncias desconhecidas. Sabemos muito menos sobre os efeitos das frequÊncias no nosso corpo. A prova de que existem efeitos são as pessoas hipersensíveis.

        • pgomes says:

          Explica esses efeitos da pulsação.

          • Wishmaster says:

            É precisamente isso que se quer perceber para a 5G. Vais ver muitos estudos contraditórios (foi o que se passou com o tabaco).
            Já há muitos estudos das tecnologias anteriores (por isso as marcas de telemóveis te dizem para não teres o telemóvel junto ao corpo). Cientistas, instituições, todos a alertar para isto. Mas como é óbvio, os Triliões de dólares e euros que isto vai movimentar vão falar mais alto.

            Mas tens aqui:
            However, some of the above-mentioned scientists
            point out that, in the particular case of 5G, the issue is not the potency, but the pulse,15 the frequency to which the whole population will be exposed due to the dense network of antennas and the estimated billions of simultaneous connections.

            https://www.europarl.europa.eu/RegData/etudes/BRIE/2020/646172/EPRS_BRI(2020)646172_EN.pdf

            Tudo é energia e frequência. E não sabes até que ponto tais frequÊncias artificiais interagem com todo o teu corpo.

      • Sujeito says:

        Espreita os estudos da marinha sobre o assunto e depois diz que não são motivo para estar alerta.

  2. miguel says:

    *O que hoje é mentira amanhã é verdade!

  3. Cristiano says:

    Ministry of Truth. Bem, apenas estão a precipitar a própria classificação como publisher. Boa! Quem tiver stock TWTR aconselho que vendam :^]

  4. Abreu says:

    Quem vai sofrer mais são as crianças

  5. Joselito says:

    Por que o 5G faz mal? Porque foi criado pelo PCC, simples! Estamos entendidos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.