PplWare Mobile

Pais apostam na profissão de YouTuber e pagam para os filhos aprenderem


Fonte: The Wall Street Journal

Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. Costa says:

    estes pais nao devem ter mais de 25 anos…..geração telemovel

  2. CMatomic says:

    simplesmente ; hahahahaha

  3. Ora ora says:

    Que os mandem mas é estudar..

  4. cK says:

    Só uma pergunta. ‘Quem é que martelava?’
    Rua Césamo há uns bons anos atrás. Qualquer dia não há um pedreiro, ou canalizador, sapateiro, pintor, agricultor, etc…

    • Ginger Ale 007 says:

      Muito bem dito,”cK”.Andam todos/as eles/as iludidos/as.Só que depois a vida acaba por ser madrasta para quase todos/as eles/as e depois caem na realidade.Estes lembram-se um marmanjo que conheci há uns tempos atrás que disse que queria ser skater profissional.Eu nem reagi.A ironia do meu olhar disse tudo.Meu Deus do céu,onde chega a estupidez adolescente !!

      • victor botas says:

        Ginger, Mas a malta agora nao poder ter sonhos? incomoda lhe?
        Existe mercado pra tudo, na volta em breve vai ver o skater em competições internacionais, e depois, quem ri por ultimo, é quem vai rir melhor!

  5. Joao Ptt says:

    Cá em Portugal existem pessoas a viver de produzir vídeos e publicar nas redes sociais, mas não são muitas, todas dizem demorar anos até chegarem aquele ponto em que se torna rentável, pelo menos no Youtube, e por cada uma que anda a conseguir viver do Youtube existem provavelmente centenas/ milhares de outras que não estão nem perto de o conseguir, e que provavelmente nunca conseguirão porque irão desistir, ou a sua personalidade não atrai, ou os conteúdos não são interessantes para o público alvo, etc.

    Se faz sentido existirem cursos? Sim, porque criar e publicar vídeos/ fotografias é de facto algo real e é algo para o qual algumas pessoas realmente têm jeito, e que se tiverem um bom apoio podem de facto fazê-lo bem e até poderão ser úteis à sociedade e tirar proveito da sua actividade.

    Mas em como todas as áreas, nem toda a gente vai ser bem sucedida, nem toda a gente vai conseguir destacar-se… mas pelo menos de momento é uma área onde o acesso à “profissão” pelo menos é mais “democrático”… qualquer pessoa que tire fotos/ se filme pode entrar “no mercado” e depois a personalidade/ conteúdo determinam o sucesso/ falta dele… e quase toda a gente tende a melhorar a técnica com o tempo se realmente gostar do que faz… com ou sem cursos… nem que seja a ver tutoriais no próprio Youtube.

    Se existem pessoas em Portugal a produzir conteúdos de excelência? A meu ver ainda não… talvez nunca venha a existir, mas porque tal também depende de conhecimentos que quase ninguém tem. E não me refiro à técnica de filmar/ editar os vídeos/ imagens, essa imensas pessoas já dominam completamente, ao nível do que se vê de melhor na televisão há muitos anos.

    • Nuno says:

      Isto é exatamente o mesmo que esses milhares de “Ronaldos” que tds fds são arrastados pohs jogos futebol. E muitos miúdos se calhar nem gostam daquilo, vão pq os pais acham que têm jeito para bola, e um dia vai ganhar mt dinheiro. Acho que isto até é boa ideia, e o custo do investimento bem mais baixo.

  6. pic says:

    tanta gente a reclamar aqueles que criam videos para o youtube pra ganhar dinheiro. cada um faz o que quiser a vida são deles e não vossa. se não fosse o youtube nem sabiam que tipo de jogo dava para x placa gráfica ou se rodava no pc ou o que aconteceu no mundo. não reclamam da vida dos outros. olha para a vossa

  7. Ginger Ale 007 says:

    Hoje em dia estas novas gerações são todas um bando de lingrinhas !! Querem ser isto,querem ser aquilo… Só vivem nos sonhos impossíveis,nas ficções imaginárias e distópicas !! Ide mas é trabalhar,ide-vos f**** !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.