Quantcast
PplWare Mobile

O Facebook poderá desaparecer da Europa? Ao que parece… sim!

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Luís Silva says:

    Então e aqueles que precisam do face por motivos profissionais e outros? Como vai ser? Eu uso para certos fins que não seja cusquice como certas pessoas, mas uso para divulgar as certas áreas de o Facebook acabar na Europa o que acho que vai ser um belo tiro no pé perdem milhares de euros, mas pronto

    • DB says:

      Mas alguem usa o Facebook para fins profissionais? Até pode pensar que sim, mas o resultado é fraco.

      • fim do mundo says:

        Isto á basicamente comentar sem estar dentro do assunto.

        Então não usam, milhares de empresas, ao contrario do que pensa o resultado é enorme e bastante lucrativo, ao estarem presentes nas redes sociais, visto que através do uso da mesma é que publicitam as suas atividades. e através disso é que as pessoas vão tomando conhecimento da sua existência e partilhando para outros.

        há uma grande envolvimento empresarial nas redes sociai há muitos anos, tem vindo a ganhar cada vez mais força, se acabarem com elas imagina o estrago que vai ser.

        Existe empresas que só funcionam inteiramente online via pagina de Facebook e outras em grupos dedicados.

        ou julgas que anda tudo em sites dedicados, anda tudo é presente onde tem mais viabilidade de serem vistos, nas redes sociais onde anda toda gente.

        • GM says:

          Eu sou gente, e não ando por lá! E agora?
          Aliás, até te posso dizer o seguinte: quando alguma empresa me diz que posso consultar a sua página de FB, digo que não, pois não tenho FB. Pergunto,sim, se não tem site institucional. Ah, sim, mas não está actualizado. Ao que eu respondo: azar para si, estivesse actualizado. Fim de conversa.

          • Woot! says:

            Esta também é a minha atitude. Não tem site para publicitar o produto? End.

            Facebook é tão rasco e tão pouco profissional que quem só está lá não merece a minha atenção.

          • Asdrúbal says:

            És um iluminado, um herói…

            Faz-me lembrar aquela malta que à uns anos não usava telemóvel porque a radiação fazia mal… lol

            “quando alguma empresa me diz se pode ligar para o meu tlm, digo que não, pois não tenho tlm. Pergunto,sim, se pode ligar para o telefone fixo. Ah, sim, mas eu não estou sempre em casa. Ao que eu respondo: azar para si, ligue quanto eu estiver. Fim de conversa.”

            E o que dizer dos iluminados que não usavam mail porque não era seguro? O FAX é que é!

            “Queres enviar-me uma mensagem e não tens FAX, azar o teu. Fim de conversa”

            Tipo, gajos que vivem numa bolha onde o resto do mundo não interessa, arrogante!

          • Toni da Adega says:

            Nem todos possuem acesso á internet. Assim sendo site institucional e comercio electrónico não faz sentido. E para que serve a Netflix se muita gente nem possui smart TV?
            Aliás se há quem não saiba ler porque é que existem livros?

          • Luís Silva says:

            GM não deves ter qualquer tipo de senso e sensibilidade, azar é o teu a empresa tá-se a borrifar contigo

          • LR says:

            És o maior da tua aldeia. Parabéns!

          • luis nascimento says:

            face para trabalhar………não sabia. sempre a aprender.

          • Troll says:

            Miúdo inadaptado….

        • Luís Silva says:

          Subscrevo as sua palavras

        • GM says:

          Parabéns tb para ti!

      • LR says:

        Engraçado, o Facebook é considerado “apenas” a melhor rede social para fins profissionais e comerciais. Mas se dizes que não é assim, vou já avisar os vários analistas que o dizem. No fundo, são uns saloios que não sabem o que dizem, esses tais analistas.

        • GM says:

          Nunca comprei nem vou comprar nada através dessa coisa. Aliás, nem sequer tenho conta. e quando tinha não perdia lá tempo. Criei conta na altura da troika porque alguém de disse que seria bom para divulgação. Pois, só me dava asco e vómitos quando acedia à página.

          • Cicrano says:

            E porque estás a perder tempo a comentar sobre algo que não te interessa?
            Calado eras um poeta…

          • GM says:

            Estás preocupado pelo tempo que perco ou deixo de perder? Vai andando, para não perderes tempo, anda.

          • Luís Silva says:

            Entáo é porque não sabes o que é ter necessidade, eu uso e pra minha mulher, e pra ajudar associações. Se não fosse o face era mais difícil.
            Em vez de andares em com azia contra o face, fica as melhor calado e pensa no que é positivo o face e no qual ajuda muita gente.
            Pessoas como tu não precisamos, graças a Deus não tens conta no face.

          • LR says:

            Lá por tu não comprares, não quer dizer que outras pessoas não comprem, ou pelo menos tomem conhecimento de produtos, campanhas, etc. Portanto, no teu caso concreto, se não tens conta em redes sociais, não tens que te preocupar se o Facebook (e outras) se vão embora da Europa, certo? Vá, vai p’ra dentro, não te incomodes mais.

          • FAR says:

            Tanta azia e isto é apenas uma hipótese bem remota.
            Há realmente demasiada gente viciada no facebook.

        • Filipe says:

          Sim, realmente ditos analistas em vários campos, quando vamos ver o track record acertam pouco mais que os astrólogos.

          • Fernando says:

            Espero bem que o Facebook volte ao tribunal e aprender que um monstro social nunca deve estar acima dos direitos humanos,nunca pode mentir ou enganar se . Espero bem que o
            Facebook vá desaparecer

      • rafa says:

        que comentário mais burro. Este DB lol

      • RA says:

        Percebo a situação, no entanto o mercado livre tem sempre alternativas. Adeus Facebook, olá (outra rede social). Não se preocupe que assim que todos perderem o acesso, logo aparece uma nova para o substituir.

        • ElectroescadaS says:

          O problema é que apesar de existir umas quantas, ninguém lhes liga nenhuma porque o FB é que é a única que presta. Eu pessoalmente também não tenho pagina no Facebook e tenho pena apenas e só por causa dos grupos a que estava associado (eu até tinha “zero” amigos nesta rede social)mas como esta rede não me deixa ter um perfil, amigos na mesma…

          Pessoalmente sou mais fã dos antigos fóruns mas o pessoa só sabe ver é FB à frente dos olhos…

          • Milhais says:

            Concordo contigo, mas se isto fosse para frente e se as redes sociais do Sr. Mark forem canceladas na Europa, vao surgir, espero eu, redes sociais Europeias que trataram dos dados na Europa. Todos na Europa “migrariam para essa rede social”, de resto tudo se mantém na mesma, ate possivelmente podia ser o Próprio Facebook a fazer uma segunda rede social. O impacto nos negócios pouco se iria sentir. E se precisas do mercado mundial, sempre poderias usar uma VPN e criar conta no Facebook.

      • Hugo says:

        É resultado para alguns, mas para outros é a maior fonte. Mas aqui no geral falta uma GRANDE noção da realidade.
        E não estou a falar de colocar likes e partilhas.

        Há empresas a faturarem milhares e milhares só pelo facebook. Então se falarmos do negocio do dropshipping.

        Por exemplo vê as campanhas activas do Continente.
        https://www.facebook.com/ads/library/?active_status=all&ad_type=all&country=PT&view_all_page_id=259211337438&sort_data%5Bdirection%5D=desc&sort_data%5Bmode%5D=relevancy_monthly_grouped

        Aqui está muito dinheiro investido em publicidade. E se continuam a investir não é porque o resultado é fraco.

        Há casos em que uma loja pode facturar 100mil euros num mes, mas investiram entre 70 a 80 mil só em publicidade no facebook.

        Outro negocio é a dos influencers. Arranjas um bom influencer, com muitos seguidores no Instagram, pagas a esse influencer para mostrar o teu produto e boom! Se o produto for bom e o influencer ter seguidores de jeito é uma mina para a empresa. Prozis diz-te alguma coisa? Tlz 90% do negocio deles deriva ou derivou deste metodo.

        Em Portugal os preços não estão tão exagerados, mas nos EUA há influencers a cobrarem entre 20 a 50mil por post ou Stories. Depende do grau de celebridade e de seguidores.

        Caiam na real e deixem de ser retrogados, o que não devem ser por completo pois estão a ler esta noticia que vos apareceu de certa forma numa rede social .. Se isto vai a frente, muitas mas muitas empresas iram a falencia em toda a Europa e com isto do COVID a ajudar então …

      • Ivan Lagom says:

        Ignorância

    • Stalin says:

      Facebook para fins profissionais… E como é que fazias antes?

      • fim do mundo says:

        Antes, tinha de meter anúncios no jornal e pagar para distribuir panfletos como ainda fazem os supermercados, com as redes sociais isso deixou de ser preciso e deu origem a outros horizontes.

        Com através das redes sociais conhece-se negócios que antigamente nem sequer se conheciam porque estavam restringidos a área onde estavam localizados, hoje já estão conhecidas a nível nacional e internacional.

        • GM says:

          Os folhetos dos supermercados vejo….nos sites dos supermercados, os quais subscrevi para receber as novidades no meu e-mail.
          Quando necessito de algo, vou à procura (online). Posso nem sempre encontrar, pelo menos à primeira abordagem, ou mesmo à segunda. Mas sou eu que vou à procura, não espero que os produtos / empresas me entrem pelos olhos dentro.

          • Hugo says:

            Se vais procurar online aparecem-te primeiro anuncios pagos e cujos anuncios são feitos para que aparreçam nos resultados da tua pesquisa.
            Isso é apeneas uma fatia do marketing, se tivesses uma empresa saberias que todas as fatias contam. Mas isto não é sobre ti nem sobre como tu estas na vida, trata-se que isto afecta o negocio de milhões de pessoas e não de mesquinhos da internet

          • GM says:

            Hugo, como disse acima.Quando vou à procura de algo, não me fico pela 1ª coisa que me é colocado à frente dos olhos. Tal como os diversos contactos que recebo para aderir a esta ou àquela campanha de comercializador de energia. Nunca dá da maneira que o cliente quer, tem de ser como o comercializador pretende, e no momento pois a campanha é só daquela forma. Pois, lixam-se, para não ser mais directo, a conversa fica por ali. Mas passadas umas semanas voltam ao ataque. Podes ter muita razão com a maioria das pessoas, mas nem todos funcionam assim. Sabes, alguns são mais retrógrados, ou pés-assentes-na-terra. Ou kotas, se quiseres.

      • LR says:

        Amigo, muitas formas de negócio foram-se desenvolvendo com as novas tecnologias e facilidades que foram aparecendo. Segundo muitos analistas (se não mesmo todos) o Facebook é a melhor rede social para negócios. Não vejo onde está a questão.

    • Woot! says:

      lol Facebook para fins profissionais…só se for lojinhas de roupa feita à mão e outras profissões dessas.
      Já ninguém usa o facebook para nada, nem para fins pessoais nem profissionais.

      • fim do mundo says:

        não saias da caverna não.

        • Gervásio says:

          Tu é que estas na caverna pá. Facebook é a rede social do passado.
          Foi usado, mas agora ninguém uma excepto kotas

          • GM says:

            Depende dos kotas.

          • Hugo says:

            Instragram tambem é do passado? Pq tambem sai da Europa.

            Vá continua la ver as gajas que segues no instagram enquanto podes e ignora o facto de que de 3 em 3 posts tens um anuncio de empresas que não percebem nada do negocio (tu é que percebes) e que gostam de la estar e gastar dinheiro em publicidade porque ninguem usa as redes sociais.

            Impressionante a quantidade de gente sem noção …

    • Peace says:

      Mas tu achas realmente que o Facebook vai abdicar do mercado europeu?

      • Zé Maria says:

        Não é isso k está em questão, é a Europa abdicar da rede de espionagem americana 😉 mal por mal mais vale termos a nossa! Sob tutela das nossas leis Europeias 🙂

      • Fogo Ardente says:

        Lembro o caso pior ainda de manipulação de opinião pública que decorreu com a Cambridge Analytica e decorre ainda com outras empresas relacionadas com propósitos que são nefastos para os interesses da União Europeia (o Brexit foi exemplo disso, a eleição de Trump foi outro mas nisso não temos tantas dores de parto). Há também a China e a Rússia que têm atacado fortemente as redes sociais para implementar as suas próprias agendas. E as pessoas nem se apercebem que estão a ser manipuladas! Um caso presente relaciona-se com o Chega, que recorre a milhares de perfis falsos para manipular informações e criar fake news interessantes ao seu crescimento. Depois vai-se a ver e eles têm todos reuniões internacionais! Procurem nas notícias recentes se acharem que isto é tudo conspiração. É clarinho como a água!

    • FAR says:

      A “Europa” não perde nada com a saída do Facebook. Já os seus cidadãos ganharão em privacidade e respeito pelos seus dados. Idealmente, com a retirada a acontecer os europeus passarão a usar outros veículos sociais que não este, de modelo americano e, por conseguinte, seguidor por inteiro dos seus valores capitalistas pró-consumismo.

      Uma alternativa mais “humana” já faz falta há anos.

      Quanto a questões profissionais. Carissimo, o mercado tecnológico muda muito, muito rapidamente. O que hoje é valioso e desajável, amanhã pode deixar de o ser. E vice-versa. É adaptar ou ficar obsoleto. É assim desde o princípio e, pelo que se pode ver atualmente, não parece que vá abrandar.

      • Fogo Ardente says:

        Concordo! E já chega de sermos manipulados por interesses estrangeiros, veja-se o caso da Cambridge Analytica! O Brexit foi uma das suas criações (nunca teria ganho se não tivesse tido o auxílio deste tipo de empresas).

    • PeFerreira98 says:

      Rede social para motivos profissionais? -> Linkedin
      Agora se for o facebook workplace que te estejas a referir, de facto a conversa já é outra.

    • Victor says:

      O facebook não é único. Tantos outros métodos de comunicação-

    • Zé Maria says:

      As pessoas têm que perceber que vendas online podem ser feitas recorrendo a muitas plataformas. O grande problema é, muito mais do que a aquisição de informação e meta-dados, a manipulação das opiniões dos utilizadores! Temos que o Trump só foi eleito graças a manipulação massiva de informação e, muito pior ainda, como se viu com o caso da Cambridge Analytica, o Reino Unido deixou a UE graças a estas táticas! Interesses estrangeiros provocaram situações imponderáveis na Europa. Chega desta m*rda!

    • Fogo Ardente says:

      Está ao contrário! Criam-se soluções “in house” para criar mais riqueza dentro da Europa. O mercado das TI está em constante mudança.
      Além disso, parava-se com a recolha absurda de meta-dados para o governo e empresas americanas, que ainda por cima permitem a manipulação de informação em massa por empresas como a Cambridge Analytica. Sem o seu auxílio nunca o Brexit tinha ganho!! Isso são ingerências grandes de países estrangeiros nos interesses europeus. Cá em Portugal temos o exemplo do Chega que criou uma rede com milhares de perfis falsos para manipular informação e permitir crescer à pala de fake news e mentirinhas, uma agora, outra amanhã… E esses partidos de extrema direita usam todos esta tática na Europa. Lá fora temos o caso da eleição de Trump.. mandem aquilo abaixo depressa!!

  2. Gajo says:

    Ja’ vai tarde

    • Zé Maria says:

      Pois já. Causou danos tremendos na estrutura da UE. Veja-se o caso da Cambridge Analytica, onde ocorreu uma manipulação massiva de opinião pública para influenciar a saída do Reino Unido da UE. Isso foram puramente interesses estrangeiros. Já chega dessas promiscuidades perigosas!

  3. Joao says:

    Fazem o que bem lhes apetece com os nossos dados e ainda fazem birra.
    Será que o Facebook vai abdicar de Biliões em publicidade?

  4. Ze says:

    Que vá em boa hora.

  5. Nelito says:

    Que pena , já não durmo descansado a penar como é possível …….

  6. Vicente vidigal says:

    então como é que é?

  7. Vicente vidigal says:

    fico á espera!!

  8. Jorge says:

    O que a Europa tem de fazer é obrigar o Facebook, Google, Twiter, etc., a pagar o que tem a pagar, se saírem é uma grande oportunidade para os europeus preencherem esses “buracos”! Não há outro caminho!

  9. O Silva says:

    Ver para querer!

  10. Paulo says:

    Como se a Europa fosse uma nação e tivesse que seguir uma diretiva de um tribunal de um determinado país. Então se o presidente americano for o mesmo a Europa pode contar com sanções direccionadas aos países que seguirem essa directiva. Realmente a UE é uma comédia.

  11. Euéquesei says:

    Já ontem era tarde…

  12. Miguel says:

    As coisas que a Europa inventa para andar sempre a extorquir dinheiro ás empresas Norte Americanas!
    Já todos sabem como isto vai ficar. Tudo se resolve com dinheirinho…..

  13. Claudio Pinto says:

    Eu gostava de saber quando é que os donos das redes sociais começaram a pensar que o produto deles é um bem essencial? Queres ir? vai, boa viagem, pode ser que a sociedade fique um bocadinho melhor ou no minimo que uma epmresa europeia peque nesse mercado.

  14. PoPeY says:

    Vamos voltar todos ao Hi5 e Orkut?!? MSN e MirC!?!

  15. Filipe Medeiros says:

    É fazer o que os EUA fizeram a tik tiok. Base de dados na UE, criar postos de trabalho e doar dinheiro.

  16. Paulo says:

    Tomara já.
    Seria uma boa oportunidade para a Europa começar a ter as suas próprias redes e criar a sua “sillicon valley” protegendo os dados dos seus cidadãos sem depender dos gringos. A Europa ainda continua a ser (até quando?) o local mais civilizado do mundo.

  17. GM says:

    Nunca devia de ter nascido, quanto mais ter-se tornado uma empresa global com o poder que tem.

  18. Vilna says:

    Se o Facebook não fosse um colosso até podia acreditar mas assim é fácil perceber que brevemente tudo volta a serenar com acordos e promessas.

  19. Rato do Cáster says:

    Para a maioria de nós a internet já existia antes das redes sociais!
    E eramos todos muito felizes 🙂

  20. Rui says:

    “Atualmente é quase inconcebível viver sem redes sociais, em especial sem o Facebook.”
    Eu vivo sem redes sociais em especial/principalmente sem o facebook e adivinhem ainda continuo vivo e também não é por isso que esteja na idade da pedra.
    O que será inconcebível é acabarem com o facebook na Europa, de acordo com o Worldmeter são perto de 750 milhões de pessoas, claro que nem todas têm facebook, mas ainda assim é uma grande fatia de receitas. No entanto uma pequena parte do bolo do facebook.
    Não acredito que vá avante, parece mais uma chamada de atenção do que outra coisa qualquer.

    • José Fonseca Amadeu says:

      É apenas bluff, todas as empresas vão ter de cumprir com a legislação europeia e os dados não podem transitar para fora da europa, era o que mais faltava depois de todos os abusos perpetuados pelos US/UK, China e Russia, a Microsoft, Amazon, Google e outras empresas já cumprem e começaram a fazer esforços para cumprir bem antes das medidas entrarem em vigor, o facebook pensava que ia ser previlegiado, mas a verdade é que ninguém precisa de facebook, não tenho conta em nenhuma rede social e pelo que vejo na rua, restaurantes, hoteis, viagens, concertos, etc, sou mais feliz e aproveito bem melhor a minha vida.

  21. Rui says:

    “Atualmente é quase inconcebível viver sem redes sociais, em especial sem o Facebook.”
    Eu vivo sem redes sociais em especial/principalmente sem o facebook e adivinhem ainda continuo vivo e também não é por isso que esteja na idade da pedra.
    O que será inconcebível é acabarem com o facebook na Europa, de acordo com o Worldmeter são perto de 750 milhões de pessoas, claro que nem todas têm facebook, mas ainda assim é uma grande fatia de receitas. No entanto uma pequena parte do bolo do facebook.
    Não acredito que vá avante, parece mais uma chamada de atenção do que outra coisa qualquer.

    • ElectroescadaS says:

      Por acaso essa frase inicial deu-me vontade de rir mas fiquei a pensar no “quase” e depois lembrei-me “Eu pertenço a esse grupo”… 😀 😀 😀 😀 😀

  22. João Pereira says:

    Se o Trump pode obrigar o tiktok a ir para os Estados Unidos, também podemos obrigar o facebook a vir para cá.. que abram uma sede e que a info de cá seja restrita à sede de cá.. eazy peezy..

    Mania dos americanos quererem tudo á maneira deles..

    • Asdrúbal says:

      O Facebook já tem sede na europa, é em Dublin na Irlanda

      E também tem data-centers por cá (dados guardados por cá), a questão não é essa, a questão é a transferência desses dados para os EUA para tratamento

  23. Rafael says:

    Não acredito que o Facebook consiga cumprir esta ameaça, visto que são muitos utilizadores que iriam perder, o que fará com que o Facebook tenha uma quebra nos lucros! Nos dias de hoje acho que substitutos não iriam faltar…

  24. Cicrano says:

    Solução: Aceder através de uma VPN
    Pronto, este não assunto está resolvido.

  25. Ricardo Abranches says:

    Óptima noticia, acaba um dos maiores espalhadores de Fake News.
    É só pena ser bluf

  26. António Silva says:

    Só acredito vendo… Mas também com a alteração que fizeram para quem usa computador, também não ajuda nada a popularidade. De qualquer forma não faltam por aí redes sociais alternativas. Voltamos ao MySpace!

  27. jose says:

    Bloqueiem facebooks, tiktocks e afins que não sejam europeurs. Este tipo de programas deve ser de origem europeia e só utilizado na europa

    • Zé Maria says:

      Exato, parece haver uma guerra de controlo de informação entre Rússia, América e China. A Europa anda a ver navios… Mas também não quero andar a ser espionado por eles, mas em alternativa, que cada um tenha o seu “mercado de ação”

  28. Samuel MG says:

    Há a dita ameaça!! Temos pena mas o facebook não pode transferir dados de cidadãos europeus para o pais do Trumpalhadas!! Se acabar, acabou!! O bom disto é o fim do terreno dos predadores sexuais (monstros).

  29. Luís Silva says:

    Há aqui muita gente que não tem noção da importância do Facebook, claro que tem muita porcaria lá no meio. Mas sou exemplo disso e sei que é uma mais valia para empresas e particulares, quem não o acha é porque ainda não se apercebeu ou nem ainda precisou.
    Muita coisa se desenvolve e se conhece através do face. Temos de ignorar certas pessoas que são do contra, pois são pessoas devem andar com algum problema ou tem raiva de algo.
    Eu em vez de ver só o mal vejo o que há de bom. Em vez de deitar fora tudo de uma vez, deveria se reparar o que está mal e melhorar o que está bom.
    Pena tenho de quem venha para aqui dizer só o mal e não vê o quanto é importante o Facebook.

    • Ricardo Abranches says:

      Tudo isso pode ser feito por outras apps e de outras formas. Seria até uma forma de inovação aparecerem outras soluções. Isso neste momento é impossível devido a canibalização que o fb faz do mercado

    • Daniel says:

      Tens o Twitter para engagement e devido à restrição de caracteres corta imenso da toxicidade do qual o Facebook inerentemente sofre. O que não tens é acesso aos dados demográficos como tens via Facebook, mas a questão é que nunca deverias ter acesso a eles se a o GDPR fosse levado à letra e o Facebook fosse colocado sobre o escrutínio que merece.

    • José Fonseca Amadeu says:

      Se achas mal o facebook acabar, mesmo que apenas na europa, só podes ter palas nos olhos e não ter noção de nada que se passa à tua volta.
      Empresas que se façam valer do facebook para algo mais que não divulgação do nome instuticional não merecem estar vivas, é falta de visão e má gestão. Quanto aos particulares prefiro nem comentar…
      Pena que não passe de bluff barato por parte do facebook.

  30. luis manuel says:

    O Facebook deveria ser banido da Europa, faz falta para nada, a Europa pode ter a sua própria rede social assim como fizeram os chinês eles vivem sem o face.

  31. Daniel says:

    Era a melhor coisa que poderia acontecer na Europa actualmente, e já vem tarde.

  32. Daniel says:

    “Atualmente é quase inconcebível viver sem redes sociais, em especial sem o Facebook.”

    Isso é dependência doentia… a pandemia e a toxicidade das pessoas fez-me largar o Facebook e passado o período do síndrome de abstinência sinto-me livre e destressado como não me sentia há anos.

    • ElectroescadaS says:

      Mas olha que tanto no FB como por exemplo aqui no blog do Pplware no que toca a comentários “tóxicos” a coisa anda elas por elas. Muda a plataforma mas o ódio e o fundamentalismo está bem presente onde quer que seja…

      • Daniel says:

        Mas a diferença é que no pplware ou caixas de comentários de sites noticiosos eu só sou “contemplado” com essa toxicidade se escolher ler os comentários, já no Facebook é de imediato, é nas partilhas que me chegam de conhecidos, é no meu feed nas caixas de comentários pois mostra sempre 2 ou 3 comentários pelo menos. No Facebook “enfiam-te” pelas ventas a dentro sem teres uma única palavra a dizer.

        • ElectroescadaS says:

          Sim, isso é verdade então para quem participar em grupos de discussão…

          … mas depois ninguém quer mudar de rede social (porque funciona bem no “telele”…

  33. Gondzilla says:

    O Facebook dificilmente irá sair da Europa, pois é um mercado demasiadamente grande. Estão a fazer o choradinho e a as ameaças para ver no que dá e ver se a Europa lhes dá importância. Mas o caminho será o que outras gigantes tecnológicas americanas tiveram de fazer para se manter pela Europa e manter pela Europa os dados dos utilizadores: abrem datacenters por cá, e assim cumprem as regras, tal como as outras o fazem( e.g.: Microsoft, Amazon, Google)

    • José Fonseca Amadeu says:

      Eles têm datacenters na europa, dos maiores datacenters do mundo, o problema é que eles gostam de transitar dados para os US para “tratamento”.

      • Samuel MG says:

        Tratamento!? Porque é que não chamas pelo nome que é ESPIONAGEM.

        • José Fonseca Amadeu says:

          O intuito real é perfilagem, conhecerem as tuas preferencias para te poderem cativar a atenção, direccionar comercialmente e até moldar a tua forma de pensar com direccionamento de posts, noticias e ads aos quais és mais susceptivel, tudo isto com a agenda de passares mais tempo na plataforma e dares mais lucro.
          Depois, devido à intromissão de determinadas agências governamentais a espionagem também será uma realidade, embora não seja essa a agenda do facebook.

          • K4k0 says:

            O único comentário com noção do que se trata realmente este problema que enfrentamos.
            As redes Sociais, podem ter vários propósitos, como foi dito acima, profissionais, de lazer,etc….mas também podem ser deveras nefastas, como cyberbullying, pedofilia e afins. Mas o propósito real das empresas é apenas um só, monetização das suas redes sociais, através da venda de anúncios nas plataformas.
            É precisamente feito através desses “tratamentos” chamados de perfilagens, para mim isso é altamente inadmissível, porque todos nós temos o direito de manter privado as nossas informações e/ou metadados.

      • Gondzilla says:

        Exacto. E nesse caso é fácil responder aos apelos da Europa. Não movam os dados para os EUA. Se precisam de ser “tratados” tratem-nos por cá.

  34. Diogo says:

    Eu não estou muito preocupado com tal, mesmo que o Facebook desapareça outro projeto ira aparecer no mesmo lugar. Pode ser que alguém acorde e comece a dar valor as redes sociais descentralizadas, ou projetos p2p que nem precisas de servidores podes comunicar diretamente entre dispositivos.

  35. njag says:

    Facebook? Isso não é o que entretem os velhotes quando não está a dar o Goucha e a Cristina na tv?

  36. GM says:

    NETFLIX: The Social Dilemma

  37. papagaio says:

    Tanta convesa …á volta do mesmo,dados mas qual é a diferença se estão nos states ,na europa ou na china?Querem ver que os nossos queridos lideres ,secretas e afins tratam melhor os nossos dados do que os outros?Devem dar-lhes miminhos e levar a jantar fora.Quem não quer que os dados (super sensiveis,top) andem por ai tem uma solução simples,não os coloca em tudo o que é sitio,é tudo vedeta agora.

  38. papagaio says:

    Tanta convesa …á volta do mesmo,dados mas qual é a diferença se estão nos states ,na europa ou na china?Querem ver que os nossos queridos lideres ,secretas e afins tratam melhor os nossos dados do que os outros?Devem dar-lhes miminhos e levar a jantar fora.Quem não quer que os dados (super sensiveis,top) andem por ai tem uma solução simples,não os coloca em tudo o que é sitio,é tudo vedeta agora.

  39. Mike says:

    Já vai tarde…

  40. Ja foste says:

    Já devia ter saído da Europa a bastante tempo existem outras soluções melhores que meter tudo no facebook

  41. Alex says:

    Se fizerem isso, comprovam que a Europa é mais evoluída que o resto 😀

  42. João Neves says:

    Vai embora? Gostava de fazer um like 🙂

  43. Robin Hood da Silva says:

    atão? e como é que vou ver aqueles posts de gajas burras como pneus mas que põem fotos em biquíni? damn!

    Agora a sério, alguém ainda acredita na proteção de dados pessoais e que os “russos, chineses e amaricanos” não têm já os nossos perfis bem segmentadinhos, com base principalmente nas nossas pesquisas? Só se for de quem ainda não nasceu!

  44. abc says:

    Que chatice….. E agora?? Será que vou sobreviver??

  45. ElectroescadaS says:

    E alternativas viáveis e mais amigas dos utilizadores, alguém conhece? Quais recomendam? Podemos ter nessas redes, grupos como os do Pplware do Facebook ? Seria mais interessante vermos alternativas em vez de andarmos a matar o juízo com redes “manhosas”…

  46. xoninhas says:

    Os meninos que andam aqui a dizer sucessivamente mal do facebook de certeza que estão agarrados a outras coisas. Deixem-se disso. Lá por não gostarem, outros gostam. E, já agora, alguém acredita mesmo que o facebook iria abdicar de um mercado maior que o americano ?? Ò ingénuos !

  47. Luís S G Castro says:

    A internet não se confunde com o FB, nem acaba por este terminar. O que acaba é o tempo de antena para os milhares de ignorantes que por lá andam. E as empresas não encerram a sua actividade por não haver FB – há muito que as empresas estavam presentes na aldeia digital antes de haver FB nem este foi criado com este propósito. Tenham juízo. Leiam livros, jornais, vão ao cinema e ao teatro, saiam de casa para apanhar ar. Há vida para além da mediocridade.

  48. AlexX says:

    É fácil resumir esta história:
    Dia 4 Fev 2004 o pentágono decide fechar o LifeLog Project por queixas e motivos relacionados com a privacidade. Era uma união entre DARPA e DOD (departamento de defesa) (que duo!). Quem quiser saber os objectivos da rede, consultar a Wired nessa data.
    Dia 4 Fev 2004 e por uma coincidência daquelas, é registado o TheFacebook e o simpático Mark dá a cara. Em 2012 é aberto ao mundo e o resto já se sabe.

    Quem está preocupado que relaxe, no dia que o Facebook tiver que sair por motivos, outro simpático aparece do nada com boas intenções e a maioria cai lá.

    • Zé Maria says:

      O Facebook é nada mais nada menos que uma rede de espionagem norte-americana. Eles vendem os dados não só ao governo americano como a 3os para ganhar milhões com interesses pouco éticos. Enfim, mas cada um vê o que quer ver… Há tantos posts de gatinhos engraçados para ver e comentar.. fundamental para a espécie humana lol

      • PTO says:

        “O Facebook é nada mais nada menos que uma rede de espionagem norte-americana.”

        A sério? Uau! Os gajos devem estar deliciados com o valor incalculável dos dados que têm recolhido sobre os gostos musicais, as escolhas de filmes, as fotos de férias, as conversas da treta, as discussões da bola, os arrufos de amigos e namorados, as discussões de familiares e o paleio de engate.

        Devem ter toda a “intelligence” americana a decifrar isso tudo para finalmente conseguirem dominar o mundo.

        Cromo!!

        • AlexX says:

          Tenta ser mais tranquilo, respira. Toma um prozac. O prozium ainda não saiu mas falta pouco. Podes desenvolver um abscesso ou cancro com tanta azia para com todos que pensam diferente.

          “Eles” não querem dominar o mundo até porque sabem que jamais o iriam conseguir. Quiseram dominar pessoas como tu e foram bem sucedidos. A imagem que transmites aqui é a de mais um produto criado e programado exactamente à imagem que pretendiam. E tardaram mais de 100 anos a consegui-lo. Já viste quantas gerações foram necessárias para formatar e instalar um sistema operativo ou modus operandi nos humanóides “inteligentes” à escala mundial? Ai credo!!..que só faltava a conspiração da fraude das atas e protocolos de zion! Mas são as ideias que lá constam que interessa, a fraude está apenas em quem pretenderam atribuir culpas.

          Não tens problemas com a tua privacidade porque sendo um produto acabado a tua vida interessa apenas a voyeurs e àqueles com programação idêntica. Ou seja, não interessa para nada. E dificilmente conseguirias entender os porquês de privacidade ser importante para uma imensa minoria e que os mais vigiados entre todos não fazem nem estão ligados a algo ilícito.

          Agora coloca a máscara e segue o programa que ainda vives a calma antes da tempestade.

  49. Winston Smith says:

    Óptimo. Fim do monopólio, fim da ditadura americana, fim do uso abusivo dos dados das pessoas.
    Abre-se uma porta para novos players europeus respeitadores da privacidade, boost na economia europeia, mais liberdade e controlo dos dados passa para os cidadãos. Que bom.
    Era bom, não era? Mas não vai acontecer 🙂

    • PTO says:

      Não usas telemóvel pois não? Com tanta preocupação com os dados pessoais de certeza que não usas.

      Ah, e achar que se for na Europa não irá existir uso abusivo dos nossos dados é mesmo idealismo de inocentes.

  50. Troll says:

    Muitos aqui falam contra o Facebook, mas dos passam os dias a ver vídeos no YouTube, que é a mesma me/&%A….. mais valia estarem calados

  51. Camilo says:

    É um favor que nos fazem!!

  52. Zé Portuga says:

    Vai acabar.
    Bravo. Já devia de ter acabado. Antes das redes sociais aparecerem, como o mundo se desenrascou?
    Todas elas deviam de acabar.
    Note-se que é de respeitar todas as ideias, uns a favor, outros contra. Todos TEMOS QUE RESPEITAR AS IDEIAS DE TODOS. OK.

  53. Antonio goncalves says:

    Ja e tempo de a Europa CRAR OS PROPRIOS SISTEMAS TECNOLOGICOS. A RUSSIA JA TEM UMA NET PROPRIA. AGORA TIRAMRAM ME O WARD EO EXCEL. TENHO DE PAGAR ACORDEM EUROPEUS

  54. Zé Maria says:

    Feixem essa rede de espionagem norte americana de uma vez por todas na Europa!! Quem quiser aceder que o faça usando VPNs ou proxys. É simples 🙂

  55. VC says:

    Sem Facebook as ovelhas perdem-se do rebanho e o pastor solta os cães…

  56. João says:

    De que serve acabar com o Facebook e Instagram se vai haver mais formas de expionagem e controlo. Comecem é a controlar a internet a sério, de forma a banir sites ilícitos e empresas que faturam com ilegalidades. Europeus e Americanos é tudo a mesma coisa. Só querem acabar porque o acordo já não agrada. Como se a Europa não controlasse também os europeus. Acabem é com 80% da Internet e tudo se resolve. A internet é como o futebol, a justiça é outra, como se alguma vez houvesse justiça. Se houvesse justiça provavelmente poucos ou nenhuns líderes mantinham o cargo que têm.

  57. João says:

    De que serve acabar com o Facebook e Instagram se vai haver mais formas de expionagem e controlo. Comecem é a controlar a internet a sério, de forma a banir sites ilícitos e empresas que faturam com ilegalidades. Europeus e Americanos é tudo a mesma coisa. Só querem acabar porque o acordo já não agrada. Como se a Europa não controlasse também os europeus. Acabem é com 80% da Internet e tudo se resolve. A internet é como o futebol, a justiça é outra, como se alguma vez houvesse justiça. Se houvesse justiça provavelmente poucos ou nenhuns líderes mantinham o cargo que têm.

  58. PTO says:

    Tenho Facebook e Instagram mas seguramente que não me iria afetar a minha vida se os mesmos deixassem de existir,

    • ElectroescadaS says:

      Só tenho Instagram e devo dizer que até hoje ainda não encontrei nada tóxico para comentar…

    • Hugo says:

      Quando criares uma empresa e queiras expor os teus produtos ou serviços, vais perceber melhor a outra realidade. A realidade que está realmente em causa nesta medida

      • GM says:

        Sou profissional liberal, e não preciso de FB nenhum para expor os meus serviços. O tipo de serviço que presto, quem pretender, pode contactar, na página oficial da entidade que regula a actividade, os profissionais para realizarem aquele serviço.

  59. Pedro Ladeira says:

    A Decisão do Tribunal Irlandês está errada, porque o Regime Geral da Protecção de Dados não estabelece a proibição da circulação dos dados dentro da empresa, seja nacional ou multinacional, mas sim, garante que esses dados não são transmissíveis a terceiros sem a autorização dos próprios e a empresa detentora desses dados tem de ter um responsável e medidas adequadas de protecção!

  60. benedeti says:

    Uso o facebook mas reconheço que esta plataforma é um antro de podridão e de ajuda a malfeitores da sociedade que a usam para postar fake news e disseminar ideologias contra a humanidade. SE for de vela não me vai aborrecer nada.

  61. Ismael Guimarães says:

    Tenho que dizer uma coisa simples, quem não tiver Facebook, azar o seu. Eu tenho e muitas coisas que lá estão não podem ser replicadas em mais lado nenhum pois não existe alternativa.

    Estou farto dessa ideia da Privacidade levada a um extremo que não faz qualquer sentido. Desde quando é que os tribunais devem mandar mais do que as próprias pessoas que aceitam as condições que forem precisas para usar o Facebook?

    Se calhar não percebem que não tem como haver um Facebook.eu? Afinal, até parece que a Internet não gerida pelos EUA. Isto já está mais do que na hora de ter um fim.

    Quem tiver problemas com a sua Privacidade, a opção é não usar os serviços online. Eu não tenho nenhum problema com a minha privacidade em relação ao Facebook; posso ter em relação a alguns cidadãos europeus/portugueses mas isso já são outros 500.

  62. google says:

    as redes sociais vai deixar porque é um perigo dizem os psicólogos clinicos e os psiquiatras foi aprovado do artigo 13º da união europeia afeta a parte física e psicólogica, o cérebro e o corpo acaba no dia 27 de novembro de 2020 foi aprovado da união europeia vai ser tudo apagado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.