Quantcast
PplWare Mobile

Maioria dos leitores não ficaram apreensivos com a compra do Twitter por Elon Musk

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Técnico Meo says:

    ” …podendo assim levar a que os extremistas possam “debitar todo o seu ódio” sem que haja regras, limites ou consequências. “.

    Ele já explicou que não é isso. A I.A. do Twitter pode ter levado a um excesso de bloqueios e expulsões, e é o bom senso que se pretende novamente estabelecer, alias, a I.A tem sido uma das maiores dúvidas de Musk, que também deveriam ser nossas.

  2. Tiago Rodrigues says:

    Mas alguém acha que o mesmo ( ou várias pessoas envolvidas no esquema ) gastou 44 mil milhões de $?!?

    Divida é algo que em certos momentos e cenários acho fascinante!
    Gerar dívida para criar mais divida, desde que seja pelo bem maior, sociedade e/ou mundo, condições de vida, acho perfeito…
    Mas… para encher bolsos folgados, dando a entender que são democráticos e boas pessoas, prefiro que a mesma não seja sequer criada…
    É que quem pega todos já sabemos…

    É a Democracia.
    ( todos nós )

  3. Carlos Seixas says:

    A liberdade de expressão tem de imperar em todo o lado, em respeito da lei e da Constituição. Isso não significa, porém, que as pessoas possam dizer tudo quanto lhes vêm à cabeça, pois há limites à liberdade de expressão, e esses limites estão, também eles, espelhados na lei e na Constituição. Claro que há situações de avaliação mais complicada, mas por isso mesmo é que temos os tribunais, a quem compete julgar eventuais abusos da liberdade de expressão e punir em conformidade.
    De forma que isto:
    “local onde impera a liberdade de expressão, podendo assim levar a que os extremistas possam “debitar todo o seu ódio” sem que haja regras, limites ou consequências.”
    … nunca foi verdade, não é verdade e acredito mesmo que nunca será verdade…. Ou seja, sempre que há abusos à liberdade de expressão, as pessoas podem recorrer aos tribunais, não só para que certos conteuúdos ou afirmações sejam removidos e para obterem reparação a nível de indemnizações, como até para, nos casos limite, conseguirem a punição criminal dos eventuais prevaricadores. E não só isto é assim, e sempre foi assim, como constitui prática corrente. Mesmo aqui, em Portugal, já muita gente foi punida, nos tribunais, por actos do género do que acabei de referir, e em bastantes casos trata-se de punições severas.
    De forma que as pessoas podem dormir descansadas, que não é por uma rede social mudar de dono que a lei ou a Constituição irão mudar… 🙂

  4. Ricardo says:

    Quais extremistas? Continuem com essa retórica que vão longe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.