Quantcast
PplWare Mobile

Instagram está a testar um sistema para verificar a idade dos utilizadores

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. SPr says:

    Tudo desculpas, ainda a dias li um comentário e fiz questão de guardar o link e tudo!

    https://pplware.sapo.pt/apple/ios-16-traz-face-id-as-fotos-que-estao-ocultas-e-as-apagadas/#comment-3048491

    Acertou em cheio! E isto não se aplica apenas a Apple nem Android mas tambem ao Windows e Redes Sociais.

    É tudo mentira e o pior é que a malta aceita de bom agrado em em vez de reclamarem e falarem mal no twitter… Fazer escândalos mas não preferem aceitar…

    Qualquer dia é preciso um teste de DNA para saber se que tipo de preferências ou genes tens e possas te identificar com os outros.

    Ridículo ridiculo este adolescentes da nova geração aceitarem isto de boa fé.

  2. Monty says:

    As desculpas que se usam para recolher dados.

  3. B@rão Vermelho says:

    Eu pessoalmente nunca compreendi porquê as crianças e jovens com menos de 16 anos necessitam de redes sociais, mas sou de uma geração que brincava na rua e quase sempre acabava à pedrada uns nos outros 🙂
    Tenho a proeza de ter partido os corn… a cabeça a todos os meus colegas e a alguns mais que uma vez 🙂

  4. Joao Ptt says:

    Deveriam, por uma questão de protecção às crianças e jovens adultos, não permitir que pessoas abaixo dos 30 anos pudessem aceder às redes sociais, e ainda assim só depois de terem três declarações (de 1 psicólogo, de 1 psiquiatra, e de 1 especialista em novas tecnologias) como a pessoa aparenta estar na plenitude das suas capacidades, e que possui um nível intelectual que permite antever uma forte probabilidade da pessoa ser empática com as demais e tratá-las bem, e ainda como possui os conhecimentos suficientes para utilização das redes sociais em segurança. A seguir deveriam solicitar 1 depósito de 1500 euros, para caso a pessoa desrespeitasse as regras ou leis que se aplicam a si, perderia imediatamente o depósito, e teria de voltar a depositar 1500 euros, caso a violação fosse só das regras e não de leis do país, que nesse caso só depois de estar concluído o processo jurídico no respectivo país com trânsito em julgado é que poderia ser aceite de novo a possibilidade de fazer o depósito para ter de novo acesso.
    Se o país tiver um sistema de créditos sociais, tipo China, o acesso seria imediatamente restrito se a pessoa estivesse abaixo de um determinado valor.

    • SPr says:

      Podem tambem pedir análises de sangue, analise do DNA só depois disso é que podes entrar. O que te Parece?

      • Joao Ptt says:

        Isso parece-me mal, mas pedir a videntes com boa reputação que constituam um júri, que delibere se você é um ser humano minimamente boa pessoa para ter acesso a redes sociais, parece-me bem, e bem mais útil que analise de sangue & DNA, cuja utilidade só vejo se for uma rede de encontros amorosos, para saber quais são as doenças, e assim escolher a sua cara metade com a doença que melhor condizer consigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.