Quantcast
PplWare Mobile

Facebook elimina anúncio da campanha de Trump por conter símbolo nazi

                                    
                                

Fonte: The Guardian

Autor: Marisa Pinto


  1. Dark Sky says:

    Vamos la ver. A questão é o o texto antes do símbolo+o símbolo.
    O anuncio da campanha de Trump diz:

    “Perigosas multidões de grupos de extrema-esquerda estão a correr pelas nossas ruas e a causar o caos absoluto. Eles estão a destruir as nossas cidades e a organizar motins. É a loucura absoluta. Por favor, adicione imediatamente o seu nome para se juntar ao nosso Presidente na decisão de declarar o Antifa como uma organização terrorista”.

    Por baixo do texto surgia o triângulo vermelho que os nazis utilizavam para identificar comunistas e outros prisioneiros políticos em campos de concentração.

    Isto não é só uma questão do símbolo. É mais do que isso. Como já alguém escreveu: “Apesar da convicção do Presidente de que o Antifa é responsável pela violência e vandalismo verificados durante os protestos contra a injustiça racial que marcaram as últimas semanas nos Estados Unidos, são escassas as provas de que o movimento tenha participado em campanhas coordenadas durante as manifestações.”

  2. Ruy Acquaviva says:

    Aqui no Brasil o responsável pela comunicação social do governo usou a frase “O Trabalho Liberta” em uma peça de propaganda. Acontece que essa frase ficou infame porque foi colocada no portão de entrada do campo de concentração de Auchwitz, o maior centro de extermínio nazista. E não para por aí, os seguidores do presidente fazem a saudação romana (como braço direito levantado) e carregam bandeiras com o símbolo da organização ucraniana de inspiração nazista “Pravy Sektor”. O presidente brasileiro é um bajulador escancarado de Donald Trump.
    Pode-se dizer que são apenas símbolos e quando questionados essas pessoas dão desculpas dizendo que a associação a símbolos nazi fascistas são “coincidências”, mas acontece que são muitas “coincidências” e os símbolos revelam muita coisa oculta.

    • Bruno Mota says:

      Apesar de ter sido utilizada pelo regime Nazi nos campos de concentração, a realidade é que o trabalho liberta sim.
      Quem trabalha tem um rendimento, pelo que é independente, é livre, enquanto que, quem vive de subsídios e de esmolas, está sempre dependente da boa vontade alheia.

      • Rudolfo says:

        > Aqui no Brasil o responsável pela comunicação social do governo usou a frase “O Trabalho Liberta” em uma peça de propaganda.

        A citação completa é: “o trabalho, a união e a verdade libertarão o Brasil”.

        Também não gosto do estilo sacro-santo do discurso dele, mas a comparação é rabuscada e utilizada para difamar.

        O que ele disse é uma afirmação consensual para todos os que não pensam em viver como parasitas. A carapuça parece ter servido a alguns, e daí o escândalo. Como de costume, pelos suspeitos do costume.

        O vídeo na íntegra:
        https://www.youtube.com/watch?v=61-99HUGbAs

      • Ruy Acquaviva says:

        Que asneira! Vá falar isso para os bilhões de seres humanos que trabalham em condições aviltantes, expostos à fome, insalubridade e de extremo perigo. A maior parte da humanidade não tem padrão europeu, está exposta à superexploração. E o que dizer da escravidão? O trabalho liberta só quando a classe trabalhadora toma o poder e cria uma sociedade sem classes.

        • miguel says:

          Pode me dizer em que planeta?
          ” O trabalho liberta só quando a classe trabalhadora toma o poder e cria uma sociedade sem classes.”

          Deve ter sido solto de um campo de educação forçada chinês, russo ou talvez da Coreia do Norte eles também os tem por lá…

        • Rudolfo says:

          Exploração humana é inteiramente diferente. Isso não é trabalho, é escravidão e é condenado internacionalmente.

          Infelizmente é raro a atenção dos mass media e das organizações internacionais ser priorizada com lógica.

        • José Bacalhau says:

          Epá, grande comunista que você me saiu. Sugiro uma visita de campo aos sítios onde essas declarações foram levadas a sério e verá a “libertação” da classe trabalhadora.

          • Ruy Acquaviva says:

            Sabia que os fascistas ficariam incomodados com meus comentários. Ainda bem… Ficaria preocupado se assim não fosse.

          • Pois says:

            Não concordar com idiotias não é ser fascista.

            Curioso é que rotular tudo o que vai contra a ideologia vigente com etiquetas odiosas é uma tática antiga. Admira não rotular logo todos os que se opõem à sua ideologia de bourgeoisie. Seria demasiado óbvio.

  3. leon says:

    ainda não arranjaram maneira de fazer desaparecer o Trump isso é que era de valor…

  4. jorgeg says:

    esses tipos são idiotas, … não há outra explicação.

    https://www.facebook.com/antifautrecht/

  5. José Bacalhau says:

    Que acusação mais ridícula. O símbolo afinal é do Antifa, um bando de arruaceiros conhecidos pelas táticas de intimidação, violência e saque. Esta alegação de que “não há provas” do envolvimento é para rir. Então porque é que vemos gajos de preto com bastões nas ruas? Andam a protestar pacificamente? Já agora, esta mania de o senhor Zuckerberg se armar em isentão tem muito que se lhe diga. No outro dia soube-se que afinal os supostos verificadores do Facebook são afinal financiados pelo ActBlue, a plataforma de financiamento do Partido Democrático, e o staff é constituído por antigos colaboradores da CNN, que, como se sabe, é o órgão não oficial de oposição a Trump. Verificadores conservadores e libertários, nem um. Ou seja: polígrafos, verificadores e outros supostos instrumentos para descansar as massas não passam de logros com fins políticos e financiados por políticos. No final, o que temos a fazer é verificar as fontes primárias e ir a sites de confiança como o Pplware. Aliás é a razão porque aqui venho: confio nestas pessoas. À CNN, por exemplo, não vou há décadas muito embora passe um quarto do ano em quartos de hotéis no estrangeiro.

    • Ruy Acquaviva says:

      O símbolo antifa (de ANTIFASCISTA) são duas bandeiras sobrepostas. O triângulo vermelho é usado por vezes para lembrar a perseguição nazista contra a oposição política, que matou milhões de pessoas.
      Quando os judeus querem repudiar a perseguição nazista por vezes também lembram as infames estrelas amarelas com, que eram marcados nos campos de concentração. Você não pode usar a estrela de Davi amarela para ilustrar um texto propondo a criminalização dos judeus e dizer que não tem problema porque a estrela de Davi amarela é um símbolo usado pelos judeus.
      Assim também o contexto propondo perseguição política aos antifascistas não permite o uso do triângulo vermelho sem que isso signifique um símbolo nazista.
      O fascismo tem como principal característica o uso extremo da violência contra todos que se opõe à seu discurso de ódio ou se enquadram no perfil do inimigo que criam para juntar seus fanáticos. Assim sendo, não é com flores que os antifascistas vão se proteger da violência fascista, mas sim se unindo e revidando as agressões sempre que forem atacados.
      Há uma diferença flagrante, o fascismo usa a violência e o ódio como método e os antifascistas estão se defendendo dessa violência.

      • jorgeg says:

        ” perseguição nazista contra a oposição política, que matou milhões de pessoas.” o que é que a comunistas fazem?!

        O Holocausto socialista nazi 20M mortos aproximadamente o Holocausto cumunista 100M e continua a subir em pleno sec xxi

  6. bolsomito says:

    Os Democratas dos EUA nasceram libertários mas em meados do séc 19 defenderam a escravatura. No séc 20 se mantiveram liberais mas adotaram políticas progressistas. No séc 21 são progressistas que querem adotar medidas socialistas. A deterioração foi sua única constante.

  7. lulaladrão says:

    estamos assistindo a uma narrativa criminosa para alimentar uma perseguição ideológica e política contra o conservadorismo, enquanto esta mesma imprensa defende Antifas e Black Lives Matter, que não passam de facções criminosas,
    como “defensores da democracia”.

  8. Dilmanta says:

    Coerência, do latim cohaerentia, é aquilo que tem relação entre uma coisa e outra. É um conceito que é usado se referindo a algo que é lógico. Tudo em nossa vida deve ter coerência. Pensamentos e suas ações têm de ter, necessariamente, sentido lógico, para que as coisas caminhem bem – caso contrário…

    A coerência é o motor da verdade.

    A contradição não consente o arrependimento e o pecado ao mesmo tempo.

    A esquerda se faz de uma caricatura grotesca do mundo animal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.