Quantcast
PplWare Mobile

Facebook desativa perto de 200 contas relacionadas com grupos de ódio

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Dark Sky says:

    Não é: “De acordo com informações da Associated Press, estes grupos organizavam movimentos com o objetivo de reunir pessoas para participarem em protestos contra assassinatos de polícias cometidos por pessoas negras”

    É: ” De acordo com informações da Associated Press, estes grupos organizavam movimentos com o objetivo de reunir pessoas para participarem em protestos contra assassinatos policiais de pessoas negras”.

    Ou seja, estes grupos estavam a infiltrar os protestos pela morte de George Floyd.

  2. ToFerreira says:

    “a manifestação visa apenas valorizar a vida de pessoas negras”
    É isto que é preciso entender rapidamente. Racismo é discriminar em função da raça, quer para um lado, quer para o outro. Defender um extremo para combater outro não é o mesmo que defender a igualdade e serve só para acentuar a polarização.

  3. recondicionado says:

    os humanos não tem raças, e todos tem a sua origem em África nas savanas a sul do Sahara.
    https://en.wikipedia.org/wiki/Human
    “The “out of Africa” migration of Homo sapiens took place in at least two waves, the first around 130,000 to 100,000 years ago, the second (Southern Dispersal) around 70,000 to 50,000 years ago,[79][80][81] resulting in the colonization of Australia around 65–50,000 years ago,[82][83][84] This recent out of Africa migration derived from East African populations, which had become separated from populations migrating to Southern, Central and Western Africa at least 100,000 years earlier.[85] Modern humans subsequently spread globally, replacing archaic humans (either through competition or hybridization). They inhabited Eurasia and Oceania by 40,000 years ago, and the Americas at least 14,500 years ago.[86][87]”
    A total ignorância tanto da esquerda como da direita – políticos – , é preocupante …
    A pele humana não tem cor, pode ser mais clara ou mais escura, mas nunca
    pode servir de critério para definir o termo “raça”.
    Os primeiros Humanos a sair de África e a iniciarem a colonização global do planeta tinham de certeza a pele escura – muita melanina – . A intensidade da radiação solar na zona do equador provoca cancro de pele e é mortal.
    Sim, os Suecos também vieram de África. Criaturas estranhas muito clarinhos, mas são africanos.

      • IDroid says:

        lzl, o artigo que postou corrobora perfeitamente aquilo que o user recondicionado disse : o ser humano,geneticamente,não tem raça.

      • recondicionado says:

        não há raças, nos humanos, as diferenças físicas das comunidades são meras adaptações ao clíma, alimentação, etc … ao longo de milhares de anos, mas o mais divertido é que biológicamente todos os humanos são únicos e diferentes entre si. Já do ponto de vista psicológico parecem gémeos no modo
        como se comportam. Sejam Suecos ou Zulus.
        O conceito de raça não tem suporte cientifico,
        é apenas um conceito político.

        Comentários, contraditório, etc…

  4. recondicionado says:

    Já que a cor da pele humana causa tanta confusão, a certas pessoas
    aqui vai, uma informação de vital importância:
    https://en.wikipedia.org/wiki/Human_skin_color

  5. Euéquesei says:

    Esta história do racismo já mete mas é nojo.
    Qualquer coisa, racismo, isto e aquilo, racismo.
    Até parece que não há brancos a serem mal tratados por polícias, queres ver?
    Pois, mas não dá visibilidade.
    O que a gente quer é polícias brancos a malhar em negros. Se for em brancos, não tem piada, não se faz nada.
    Alguém viu alguma manifestação por aquele universitário branco que foi esfaqueado até à morte por 3 africanos?
    Não viram pois não? pois eu tb não..
    Alguém viu alguma manifestação por aquele africano que foi morto por ciganos no Seixal?
    Não viram pois não? Pois eu tb não…
    Ou seja, isto do racismo tem dias, depende sempre de quem faz. Se for branco a fazer, racismo, se forem outros a fazerem o mesmo ou pior, ninguém quer saber.
    Eu resolvia isto como deve de ser, manifestações violentas, para pegar fogo e pilhar, ordem para mandar chumbo.
    Cartazes a incitar ódio? Preso imediatamente, deportado se for estrangeiro ou descendente de estrangeiros, tipo o Canadá com os Açorianos…
    Se ninguém fizer nada isto qualquer dia é uma anarquia total… Já pouco falta.
    Ocidente em queda acelerada. O poder vai passar para a Ásia, mas é que não tenham dúvidas nenhumas .

  6. recondicionado says:

    Os Humanos ocuparam práticamente todo o planeta, mas para isto acontecer a sua biologia foi levada ao extremo, viver no planalto do Tibete a mais de 4000 m acima do nível do mar, ou na cidade do México – 2.240 m de altitude – As mulheres espanholas não podiam ter filhos a esta altitude, as mulheres mexicanas habituadas a viver em altitude á milhares de anos concebiam com normalidade. Viver na zona do Equador, em África como os Masai, com a enorme intensidade da radiação solar. Ou viver no círculo polar ártico norte como os Inuit. Só é possível com a biologia humana
    levada ao extremo da possibilidade da sobrevivência.
    No topo do Evereste a mais de 8800m nenhuma biologia humana ou outra sobrevive de forma permanente.
    Conclusão: não existem raças na espécie humana, o termo raça é um termo político inventado para desvalorizar determinadas nações e justificar a sua redução ao estado de escravatura.
    Outro exemplo da utilização política do termo raça:
    O regime dos USA, lançou 2 bombas atómicas sobre Nagasaki e Hiroshima, morreram 200 mil Japoneses – “raça Japonesa” – , de imediato, mas muitos mais vieram a morrer ao longo dos anos da radiação.
    Na guerra do Vietnam, o vietcong era o “yellow-man”.
    A aparência física dos humanos varia muito, mas a capacidade
    intelectual é igual, a criatividade é comum a todos, tenham
    o acesso ao conhecimento.

    Agora sobre estátuas:
    Fiquei muito muito triste com a destruição destas.
    “The Buddhas of Bamiyan were two giant Buddha statues carved into a cliff in central Afghanistan. In 2001, Afghanistan’s Taliban government destroyed the statues because they were un-Islamic.”
    Todas as outras, irrelevantes, bota abaixo … e no lugar é plantar Árvores.

    Comentários, contraditório, etc …

  7. Dark Sky says:

    Constituição da República Portuguesa, Artigo 13.º – Princípio da igualdade:
    “Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, RAÇA, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.”

    Já se sabe que a espécie humana é única e que o que se chama raças humanas diferem muito pouco em termos genéticos. Podia e devia-se falar em raça humana? Sim, mas se raça é algo que existe socialmente, é um conceito construído no imaginário social, é correto usar essa palavra.

    Se a Constituição em vez de “raça” dissesse “cor da pele (branco, negro ou amarelo)” ou “caucasiano, africano, asiático ou ameríndio” alterava alguma coisa?

    O que releva é: em termos da lei, do Estado e dos seus agentes, todos são iguais perante a lei? O Estado e os seus agentes discriminam cidadãos em função da raça ou etnia? O Estado garante igualdade de oportunidades para todos?

    E depois há o racismo latente (preconceito) ou que se manifesta (discriminação) na sociedade. São muitos séculos de preconceito e discriminação com base na raça ou etnia, não desaparece sem mais. Ignorar a questão do racismo só porque a espécie humana é única não resolve nada.

  8. Ze says:

    Devia era desativar o Facebook.

  9. recondicionado says:

    A raça é um termo politico inventado de propósito para desumanizar ou sub-humanizar, determinadas comunidades, e justificar a sua redução ao estado de escravatura. e o termo não tem suporte cientifico. ou seja:

    “Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, APARÊNCIA FÍSICA, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.”
    todos os outros conceitos, excepto a raça, são bem definidos.
    E Africanos somos todos nós, viemos todos de África trazidos pelos nossos antepassados. África é o berço da Humanidade.
    portanto o território de origem: África.
    A raça branca não existe, brancas são as folhas de papel a4, e o leite …

  10. recondicionado says:

    o termo raça foi adaptado por … racistas europeus, com a mania/paranóia/ilusão de serem entidades superiores, e aplicado – mal aplicado – ás comunidades humanas, para as estratificar em termos de “valor” e com
    motivações económicas : escravatura.
    o termo raça em si mesmo é racista.

    https://en.wikipedia.org/wiki/Racism
    In the 19th century, many scientists subscribed to the belief that the human population can be divided into races. The term racism is a noun describing the state of being racist, i.e., subscribing to the belief that the human population can or should be classified into races with differential abilities and dispositions, which in turn may motivate a political ideology in which rights and privileges are differentially distributed based on racial categories. The origin of the root word “race” is not clear.

  11. recondicionado says:

    comentários , contraditório … poemas ?

    “O Metz, da Bundesliga, tem nos seus estatutos que “é sua obrigação oferecer às crianças, aos jovens e aos adultos uma pátria desportiva, sem fazer distinção de género, origem, cor da pele, crenças religiosas, posição social ou orientação sexual.”

    Curiosamente o Metz refere cor da pele em vez de raça.
    Faz muito mais sentido, e é mais eficaz, e o conceito é real.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.