Quantcast
PplWare Mobile

Dica: Saiba como pode eliminar de forma permanente a sua conta do Twitter

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. jorgeg says:

    loolllll,… Antes do Musk comprar nada, agora ate toturiais aparecem para apagar a conta.
    Criei novamente uma conta no Twitter no dia 25 de Abril de 2022 celebrandodo tb a rev de 25 de Abril de 74.

    • Tonheco says:

      Boa ideia, nunca tive twitter, mas vou fazer uma conta apenas para contrariar a wokisse!

    • Vítor M. says:

      Qual é o problema de aprenderem como apagar uma conta numa rede social, faz de ti menos homem? Ou menos livre? Ou penso que não, mas tu lá saberás. O que é importante é que cada um tenha em mãos a decisão de ter ou não ter e o conhecimento de, caso não queira mais, saber onde remover. Nada mais que isso. As inseguranças de alguns é que parecem ser reveladoras. Fora isso, cada um gere a sua atividade online 😉 Se no passado ensinamos a criar, também ensinamos a remover. Faz parte.

      • Rui Gomes says:

        O que faz de ti um canais de comunicação? As publicações que fazem? A imparcialidade nas ideologias? As pessoas que empregas?
        “mas tu lá saberás” és apenas uma pessoa a representar uma empresa … 🙂

        • Vítor M. says:

          Não sei se percebi o que estás a dizer, mas quem faz de nós um meio de comunicação é a entidade reguladora. Fora isso, somos um site de informação sobre tecnologia, ciência e inovação. Um canal de notícias periódico. Portanto, fora isto tudo, e sempre com total imparcialidade, são apresentados aos leitores conteúdos. Estes, na sua liberdade, podem ler ou não, ninguém os obriga 😉 e se os leem, então podem depois gostar ou não, usar ou não, partilhar ou não, criticar ou não. Isso é liberdade.

          O que não é liberdade, mas libertinagem de opinião, é usar a ignorância sobre factos, sobre assunto, deturpar a mensagem e tentar moldar a opinião dos outros, a informação dos outros a reter. Pior ainda é não dominar o assunto, ou por desinteresse ou por outros motivos mais “estranhos” e tentar descredibilizar quem passa a mensagem 😉 o que é algo que vemos com frequência, principalmente nas redes sociais, onde esses tiveram voz. Lê aqui: https://bit.ly/3Lmh7aU

      • JP says:

        Eu cá só quero o regresso do Donaldo!

      • luis says:

        Uma autentica parvoíce criar um post a falar como apagar a conta!
        como de momento de fala da chegada do novo dono e com isso tem perdido utilizadores, vocês vão atrás de modas e toca a fazer um post a incentivar a eliminar a conta!

        • Vítor M. says:

          Não acho e como tal, ensinar a abrir serviços e a encerrar serviços, será sempre um tema a publicar. Primeiro porque há sempre quem queira saber, e até nesta rede já foi perguntado, segundo porque muitas pessoas em vez de apagarem, porque não sabem, simplesmente abandonam. Por isso, apesar da tua visão curtinha, a nossa intenção é sempre capacitar o utilizador com boas ferramentas e conhecimento.

          • AltTab says:

            A questao aqui é a escolha do momento para o fazer. Eu gosto de me manter fora de politiquices. Mas a forma com que esta “noticia” é escrita assim como o momento parece que discordam com liberdade de expressao. Eu sou um dos primeiros a advogar que desinformação é perigosa (sou enfermeiro e lido com idiotas que leram que vacinas causam autismo). No entanto uma rede social em que nao posso dizer que homens nao podem engravidar ou que as estrategias de inclusao estao a ser danosas para os desportos femininos é uma censura desajustada.
            Ate porque para uma rede social (principalmente americana) abandonar ou apagar a conta tem resultados semelhantes. Os dados ficam arquivados em bases de dados. Apenas perdemos acesso a eles. E frases como “sob a capa da liberdade de expressão muito podera ser dito. O que nao agrada necessariamente a todos”
            Sim a frase é correcta. Ja fui banido de um forum por dizer que um homem biológico é impossivel engravidar. Isso incomoda a muitos. A questão será em ser correcto ou nao termos liberdade de expressao.
            Porque censurar muitos o que incomoda a poucos é um caminho perigoso por onde as redes sociais andam a caminhar.

          • Vítor M. says:

            Certo, repara, dominar os processo, só por si, faz parte dessa liberdade. O facto das pessoas saberem como agir é importante. E sim, os idiotas anti-vacinas que propagaram e propagam que causa autismo não gostam deste tipo de informação. Não querem que as pessoas tenham o poder do conhecimento nas mãos, são alvos mais fáceis.

    • JP says:

      Se o Musk é assim tão “free speech absolutist” como apregoa queremos ver o que acontece aos posts do puto que lhe denunciou todos os voos. Com isso não tinha ficado lá muito satisfeito e até sugeriu para apagar e não continuar a publicar.

  2. Tonheco says:

    Ainda ontem comentei aqui que só faltava a pplware fazer um artigo sobre como apagar a conta do twitter….mais vale tarde que nunca.

    O mundo woke infelizmente já não surpreende, começa a ser previsível, sem piada.

    #GetWokeGoBroke

  3. zakarias says:

    Eliminar twitter ?!? Agora é que ficou interessante

  4. Wagner Albuquerque says:

    kkkkkkkk é tudo orquestrado, aqui no Brasil 99% dos sites estão ensinando a excluir conta no twitter. Parece piada. Estão TODOS juntos.

    Isso me alerta para outros assuntos “combinados” entre a grande mídia.

  5. Fusion says:

    Como assim? Agora sim vai valer a pena ter twitter, acabaram as censuras e manipulação por parte dos media e malta de esquerda

    • Tonheco says:

      Pensei o mesmo. Se há altura boa para fazer uma conta no twitter é agora.
      A ditadura politicamente correcto (liberdade de expressão apenas para opiniões permitidas) deve abrandar e é uma tacada na cultura woke.
      Dois coelhos de uma cajadada.

      #GetWokeGoBroke

    • jaugusto says:

      Porque antes qdo o o 2º maior accionista era um príncipe da Arábia Saudita – um exemplo de democracia !!! – estava tudo bem …

  6. Gajo says:

    Falar em liberdade de expressão deixou comunistas em desespero. Criei minha conta exatamente no dia da compra

  7. Olaf says:

    Parece que “Liberdade de Expressão” já não significa nada hoje em dia… O mais estranho é que neste mundo actual distorcido onde vivemos, os que dizem defender a “Liberdade de Expressão” são os primeiros a condená-la e a querer censurar. É o mundo ao contrário.

    • Tonheco says:

      O verdadeiro fascismo virá dos que se auto intitulam anti-fascistas.

    • Vítor M. says:

      O problema de hoje não é o condicionar a liberdade de expressão. O que está mal é que muitas gente confunde liberdade de expressão com libertinagem de opinião. Isso é que é condenável, porque a tua liberdade termina quando começa a do próximo, e assim sucessivamente. Isso é que muitas pessoas não percebem.

      Agora, entregar nas mãos das pessoas o controlo de ter ou não ter, se usar ou não usar, isso sim é contribuir para a liberdade de opções.

      • Tonheco says:

        Como estás redondamente enganado. Na mesma frase basta trocares branco por preto que é logo censurado.
        Basta constatares factos (não opinião) que és logo censurado se os números não agradarem.

        Nestas redes sociais a liberdade de expressão apenas se aplica a opiniões permitidas.

        • Vítor M. says:

          Terá um comentário teu, ou meu, numa rede dessas assim tanta importância para ser censurado? Um comentário sem ser insultuoso ou violento?

          • Tonheco says:

            Mesmo aqui se censura comentários que tiram a razão a certos autores de artigos.
            Até vencedores de Prémios Nobel são censurados se a opinião não agradar á cultura woke.

          • Vítor M. says:

            Confundes censura com limpeza de opiniões maldosas e informações falsas. Muitos confundem liberdade de expressão com libertinagem de opinião. Pensa nisso.

  8. ElectroescadaS says:

    Nunca foi coisa que me despertasse o interesse mas quem sabe se é desta que vejo mais disparates e jornaislixo online…

    • Tonheco says:

      Pois, é que poder dizer que não existe homem nem mulher é coisa séria.
      Mais sério só se for algum manual escolar a perguntar o que te levou a ser heterosexual.

      • ElectroescadaS says:

        Eu sempre ouvi “dizer” que a caneta é mais poderosa que a “espada”. O problema é que há demasiada gente a escrever e muito poucos com o dom da verdade e a capacidade de a escrever. Vivemos portanto numa sociedade do faz de conta mas não me vou alongar mais. Vocês é que são os “experts”. Abraço…

    • Speed says:

      Electroescadas – Esse nick é tão antigo que é mais provável que prefiras o irc. Ou um forum de emule talvez..

      • ElectroescadaS says:

        IRC confesso que usei uma ou outra vez mas nunca percebi muito a forma de funcionar mas sim fóruns tenho bastantes saudades deles. E tenho pena que o @Pplware tenha deixado morrer o deles. Estes gabirus só querem é Facetrucas, Pardalâncias e outras osgas similares e sim ainda uso o eMule tal como muitos de vocês. Só não consigo ainda é usar o novo nick apesar de já ter conseguido mudar a imagem do avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.